domingo, 10 de maio de 2020

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Mais um domingo. Hoje é especial, pois é dia das mães. Em tempos de mais saúde, teríamos um dia de muitas homenagens e muita gastança. Os meios de comunicação vão garantir as homenagens. Por aqui, torcendo que o bichinho letal não apareça por aqui. Uma boa semana para todos!

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra das duas latas de leite ninho que carregávamos nos pés ligadas a um cordão? 

Que brincadeira era aquela mesmo?

Tinha também a roladeira de lata. Era uma maravilha.

POESIA

Num desses encontros da escola, em 4 de dezembro de 2004, produzi o seguinte texto sem título. Nunca foi publicado.

Durante os séculos
O ser humano lutou
Para sobreviver
E viver com amor
Livrando-se das doenças
Que ele mesmo arranjou.

Muitas epidemias
A humanidade enfrentou
E contra todas elas
O mundo batalhou
Vencendo aqui, perdendo ali
Mas parado não ficou.

A gripe espanhola
Foi uma grande peste
Dizimou muitos povos
Do Sul, Leste e Oeste
Depois o mundo
Viu a cor celeste.

No fim da década de setenta
Doenças foram registradas
Grandes infecções
No corpo detectadas
Em pacientes com transplantes
Infecções generalizadas.

Nascia assim o vírus da aids
Que a anula a capacidade
Do sistema imunológico
De defender-se da maldade
Dos microorganismos
Atuar com infecções graves.

A aids pode ser transmitida
Pelo contato sexual
Sobretudo pelo sangue
Mas se quisermos todo dia
Evitaremos esse mal.

Essa doença perigosa
Não se contrai a toda hora
Beijo, assento e abraço
Ou no caminho da escola
Só se pega essa doença
Se não usar bem a cachola.

Recentemente produzi o seguinte:

Hoje um vírus ronda o mundo
E causa a todos terror
Assombra o velho, o menino
E a muitos já matou
É um tal de covid
Que tornou-se um senhor.

É muito pequenininho
Como todo vírus é
Precisamos a todo momento driblá-lo
Se quisermos ficar de pé
Toda arma é benéfica
Até o tiro da fé.

POLÍTICA

Recordemos os números da eleição para prefeito em 15 de novembro de 1988. Naquela época, todas as eleições eram em 15 de novembro.

Valério Augusto - PFL - 2.535 votos (eleito)
Bezerra Filho - PMDB - 1.912 votos
Socorro Oliveira - PT - 106 votos
Cândido Martins - PV - 50 votos.

5.014 votantes
411 votos em branco

O candidato Valério venceu em todas as vinte e três seções. 

Candidatos a vice em cada chapa:

Valério- Clécio Azevedo
Bezerra - Chiquito
Socorro - Evangelista 
Cândido Martins - Marinheiro Júnior.

SAÚDE

O que é um vírus - Agente infeccioso de natureza corpuscular, constituído por corpúsculos elementares de dimensões inferiores a três décimos de micro, que só podem ser cultivados em presença de células vivas, e que são parasitos intracelulares estritos.

Qual o tamanho de um vírus? - Existem os chamados grandes vírus, que medem 200 a 300 milimicros de diâmetro, como os vírus da psitacose, da varíola-vacina, etc., e os pequenos vírus, como os da poliomielite, da febre aftosa, da febre amarela e outros, que medem apenas 10 a 25 milimicros. (Da Enciclopédia Brasileira Globo, 1977, volume 12).

Medicina alternativa - A acupressura: A acupressura deriva-se da acupuntura. Ela utiliza os mesmos pontos e meridianos onde as agulhas são espetadas. Em lugar das agulhas, são usados o polegar e o indicador. A pressão do dedo sobre o ponto correto, livra a pessoa de muitos sofrimentos. (Do livro "Acupressura para todos", de Hans Ewald)

Os distúrbios gastrointestinais, por exemplo, muitas vezes foram tratados pelas pessoas mais velhas sem que elas soubessem que estavam usando os pontos da acupressura. É aquela pequena pressão na "boca do estômago". E de repente alivia o incômodo.

GERAIS

Dia das mães: O dia das mães para quem não a tem é doloroso e chato.

As mães de antigamente - As mães de antigamente criavam os filhos do modo como as leis civis e do bom senso exigiam: seriedade e rigidez. Quando um filho fazia um mal feito (traquinagem), fosse em casa, na escola ou na rua, a mãe exemplava com umas palmadas ou surra. E funcionava porque as leis apoiavam. O menino decidia o que fazer. Se se revoltasse com aquilo, pior para ele. O cantor Aguinaldo Timóteo lembra de sua mãe com a chinela na mão em sua música "Minha mãezinha querida".

A mãe-mor - Hoje é dia de muitas homenagens às mães. São vivas e mortas sendo homenageadas. A mãe-mor também é lembrada por muitos filhos. É a mãe de Jesus essa mãe-mor, que além de mãe, tinha um filho especial. Ela sabia que o filho não era comum e iria perdê-lo de um modo trágico. Ela guardava no coração algumas cenas que presenciou.

COMPORTAMENTO 

Lockdown - Em tempos de corona, precisamos mudar o comportamento, mesmo que não seja da nossa vontade. O uso de máscaras é um. O Lockdown, que não chegou até aqui, pode ser uma possibilidade de termos que abrir mão dos nossos direitos de ir e vir.

Dedo no nariz - Não é só criança que põe o dedo no nariz. Há muita gente grande que carrega esse mau hábito. Agora o contexto social pelo qual passamos está forçando a todos para que tirem o dedo do nariz. Havia uma musiquinha nos tempos de criança que dizia mais ou menos assim: tira o dedo do nariz, menino!







Nenhum comentário:

PROVÉRBIO

Quem faz o que pode, não fica a dever.