terça-feira, 5 de maio de 2020

TRINTA E DOIS

Na ponta do lápis, já se vão trinta e dois dias sem aula na rede pública e privada, seja federal, estadual ou municipal.

O negócio está assim: cada um por si e Deus do lado de quem quiser. Aula que é bom, não se sabe quando teremos. 

Vi coisa semelhante, por motivos semelhantes, mas não com o alcance deste ano, em dois mil e nove. Passamos mais de um mês em quarentena, pois a grande enchente nos impôs. 

Vamos esperar o tempo passar. Lutemos para que ele, o coisa não chegue por aqui.

Nenhum comentário:

PROVÉRBIO

Quem faz o que pode, não fica a dever.