segunda-feira, 7 de setembro de 2015

50 ANOS - TEXTO 38

São do mei

Como paráfrase do sábio que disse que não há novidades "debaixo do sol", é recorrente neste modesto veículo de comunicação e entretenimento o trânsito. Não é novidade o que vou escrever agora.

Vejo com temor o fato de que a média do mal comportamento dos condutores de veículos automotores ou não e dos pedestres é acima da média.

Não dá pra medir, mas se fosse possível, daria um 8,0.

Vez por outra há pessoas que tomam o asfalto da perigosa BR, seja a pé ou em cima do veículo. Até onde sei, as ruas e avenidas foram feitas para passar e não para estacionar.

- São do mei, meu povo!

Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Cabide Móvel com pequenos braços, ou móvel, ou objeto apropriado, onde se penduram roupas, chapéus, toalhas, etc. (Aurélio) Silveira Bueno a...