sexta-feira, 30 de novembro de 2018

MUNDO DOS TESTES

No mundo das provas e testes é muito importante a correção ortográfica.

O que se conserva na memória - reminicencia - ajuda bastante, e como ajuda a dirimir ate as mais simples questões.

Escrevi acima dois aspectos importantes que norteiam o mundo dos testes escolares, vestibulares e  concursos.

Entretanto, propositadamente, cometi dois erros absurdos de ortografia que se notado por quem corrige provas de redação, deixaria o candidato em maus lençóis.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

DICA

Tolerante com o próximo e com você mesmo

Ser tolerante com o próximo e consigo mesmo às vezes é pedir muito. Não é em todos os momentos que estamos dispostos a tolerar certas coisas feitas por outros e até por nós mesmos. 

Tolerar pode ser uma maneira de deixarmos a coisa acontecer sem regra nem rumo.

DICAS DA FOLHINHA

Controlando o estresse

A melhor maneira de se ter qualidade de vida é:

- Ter uma alimentação saudável, evitando os excessos;
- Praticar exercícios físicos, dando preferência à regularidade e não à intensidade;
- Evitar consumo de bebidas alcoólicas, drogas e tabaco;
- Ter uma postura positiva frente à vida;
- Manter uma vida social, familiar e afetiva em harmonia, procurando dar e receber afeto, sendo tolerante com o próximo e com você mesmo;
- Organizar e aproveitar o seu tempo de forma adequada a seu bem-estar.

(Jornal Grande Mídia, Contagem e Betim, MG
Seleção de Maria de Paula Borges - Contagem/MG
Texto publicado na Folhinha do Coração de Jesus, em 28 de novembro de 2007)

PROCURA-SE

Um torcedor santista

Achar um torcedor santista na cidade de Upanema é tarefa difícil de se cumprir.

Pelo menos é a opinião de um torcedor, que lamentava não encontrar outro na cidade para torcer juntos pelo time paulista, que tem em seu passado, jogador da marca de Pelé, Clodoaldo, Coutinho, Manga, Pepe, Tite. E novos, como Robinho, Neymar e companhia.

Cadê os santistas upanemenses? Cadê?

VIRADA

Virada do mês

A torcida está grande para o término de novembro e a chegada de dezembro. 

Dezembro é mês de festas e o último do ano, que leva para o primeiro do do próximo.

A chegada do ano novo, para muitas pessoas, é sinal de mudanças e melhoras na vida pessoal e comunitária.

SERVICEIROS

Pessoas que têm empregos que sobrevivem através da prestação de serviços precisam ficar ligados.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

FINALMENTES

Os campeonatos de futebol estão nos finalmentes.

As escolas, idem.

EXERCÍCIO DA CALAÇÃO

Tempo de calar.

Calar pode soar como cerceamento da liberdade ou coisa parecida.

Calar é virtude se usada na hora certa.

Os lugares públicos são propícios para um belo exercício.

É o teste da paciência.

PEDAÇO DE NÓS E DE NOSSA HISTÓRIA

Na semana que passou, nos deixaram algumas figuras do povo, verdadeiros pedaços de nós e de nossa história.

Não eram pessoas expoentes da nossa política, mas eram pessoas que ajudaram a construir nossa história. 

Destaco uma das minhas antigas  vizinhas, residente na Rua Francisco Agostinho.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

WITHOUT

Reza sem fé
Café da manhã sem café
Homem sem mulher
Brasil sem Pelé (naquele tempo)
Luciano sem Zezé
Quão incongruente é.

MISSÃO

Há missões mais sublimes que outras. Mais sublimes ou mais difíceis de se manejar.


DE OLHO NO CÉU

De agora em diante, nossos olhos estarão voltados para o céu. 

Muitas das nossas atividades dependem do que vem de cima.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

TAMBÉM ESVERDEOU

Com a conquista do Brasileirão, torcedores do Palmeiras esverdearam as ruas da cidade.

Se é legal e ordeira, podem e devem celebrar.

FOGOS

Fiquei sem saber de onde partiram os fogos de artifício ontem entre a tarde e noite. Havia uma celebração esportiva e outra religiosa. 

Talvez de ambas.

RETA

Numa reta final, é o percurso que estamos percorrendo, seja do ano escolar, seja do ano civil.

QUESTÃO DE GOSTO

O gosto dos outros

A questão de gosto é o que mais se discute.

Pois não é que o ditado corrente é o contrário?

Quando duas pessoas discutem acaloradamente, não falta um pra dizer que não se deve discutir gostos.

Se eu gosto de manga, e você, maçã, não é razão para brigas, mas para discussão, sim. Vai que na discussão descobriremos a vitamina que contém em cada uma das frutas!

domingo, 25 de novembro de 2018

BRASIL AVERMELHOU

Com a vitória do Flamengo, Upanema e Brasil avermelharam.

CHUVA RÁPIDA

Passou por aqui há pouco uma chuvinha espanta reclameira de calor.

QUEM SE LEMBRA?

As lâmpadas

As lâmpadas caseiras de antigamente eram bem diferentes das de hoje. O meu antigamente é anos oitenta.

Era comum a pera na ponta do fio, que servia para desligar.

O interruptor na parede surgiu depois. 

As lâmpadas eram avermelhadas e num formato só. Além de serem gastadeiras de energia em relação às que temos hoje, muito mais eficientes.

Quem se lembra disso?

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

Sou Eu!

A história de Sou Eu tem vários desdobramentos. Tudo começou quando um senhor queria comprar uns porcos. Depois de sondar a compra, descobriu um outro senhor que tinha os animais, mas nem estava à venda, e se fosse vender, venderia por um preço muito alto.

Ocorre que o senhor que queria comprar os porcos, era um caloteiro de primeira linha.

O dono dos porcos foi procurado pelo velhaco em sua residência. Inquirido se tinha uns porcos para vender, o velho disse que não tinha.

"Mas me disseram que o senhor tem uns porcos para vender."

De tanto insistir, o senhor dono dos animais disse que venderia, e disse o preço. Se um porco custava cem reais, ele cobrou duzentos por cada porco. Quatrocentos pelos dois que tinha no chiqueiro.

"Quero os porcos, mas não tenho dinheiro agora", disse o comprador. "Eu não sabia que o senhor tinha esses porcos, por isso empreguei todo o dinheiro em outros negócios. Mas não se preocupe, porque pagarei. Mas somente no próximo domingo."

"Assim não aceito", disse o velho. "Só à vista".

O comprador tentou a última cartada:

"Vamos fazer o seguinte: No domingo me procure no mercado pelo nome de Sou Eu. Lá todo mundo me conhece."

"É. Vou confiar", disse o dono dos porcos, desconfiado.

Quando chegou o dia marcado, o homem chega no mercado e pergunta por um homem chamado Sou Eu.

"Estou procurando um homem chamado Sou Eu."

"Não sei quem é".

"Nunca vi."

"Não conheço".

E foi assim a resposta negativa em todo o mercado. Ao homem restou sair procurando nas casas, de rua em rua, bairro em bairro.

Já cansado de procurar e já de noite, resolve ir pra casa, numa zona rural. Quando ainda saía da zona urbana, viu um vulto de longe. Resolveu aproximar para perguntar se conhecia o misterioso Sou Eu.

"Quem é?"

"Sou eu!, gritou de longe o estranho.

"Mas Sou Eu, passei o dia lhe procurando no mercado, em todos as ruas da cidade e você veio aparecer agora? Onde você estava? Me comprou os porcos e está se escondendo de mim?"

O estranho ficou atônito com aquela conversa, pois nada tinha a ver com aquilo. Mas como estava fugindo de todo mundo, como o cão foge da cruz, resolveu não complicar:

"Quanto custa mesmo os porcos?"

"Tantos contos", respondeu aliviado o credor. Pagou e procurou sair da vista dele.

E assim termina a história. Dizem os faladores que o homem que passou-se por Sou Eu na história estava já próximo da casa de uma mulher com quem tinha um namoro proibido.

Que história maluca!

LEITURA

O livro de papel

O livro de papel e sua extinção há alguns anos tem sido e será durante muito tempo assunto em várias rodas de conversa.

É um dos assuntos que dizem respeito ao intelectualismo e não à economia e administração. Por essas e outras razões é que não se vê ninguém morrendo por falta de leitura de livro, seja de papel ou eletrônico.

O livro de papel vai morrer?

Eis a pergunta e uma possível resposta certa:

"Não morrerá."

VERDE

Para quem não gosta do verde

Quem não gosta do verde, prepare o seu coração pras coisas que vou contar...

O time do Palmeiras joga hoje com chances astronômicas de ser campeão.

Entonces, os campeões costumam festejar a vitória.

Seguindo esse raciocínio, a cidade de Upanema, a exemplo de muitas outras do país, será enfeitada de verde, caso o time paulista vença o Vasco no final da tarde.

SÓ FALTA UM MÊS

Daqui a um mês

Daqui a um mês estaremos festejando o Natal.

sábado, 24 de novembro de 2018

TEMPO

Tempo bom

Agora está um tempo bom, ventado e com perspectivas de chuva.

TIME

Montando o time

O presidente do país e os governadores estaduais montam seus respectivos times para bem governar ou governarem aos seus respectivos estilos.

Há chios por todo canto. Mas isso faz parte.

QUE PALAVRA!

Conosco é assim

Nos bons tempos em que podíamos decorar os assuntos, fórmulas e conceitos sem que fôssemos taxados de decoradores de frases ou estarmos praticando uma tremenda decoreba, não era possível uma pessoa grafar com nosco.

No estudo dos pronomes oblíquos decorávamos esses pronomes baseados nos do caso reto.

Eu - caso reto
Me, mim, comigo - caso oblíquo.

BOAS NOTÍCIAS SOBRE FERROVIA

Uma lembrança sobre trem

Em 1997 fui a Natal em final de ano. Lá tive a oportunidade de viajar de trem pela primeira vez. A minha primeira vez, até agora, continua a primeira vez que andei de trem.

Sei que meu percurso foi uma viagem de ida e volta entre Natal e algumas cidades chamadas metropolitanas: Extremoz, Nísia Floresta, Ceará Mirim e Macaíba. 

Não sei se o trajeto é nessa ordem, mas sei que percorri aquelas cidades com um olho  dentro e outro  fora do trem. O fora era pra conhecer aquela região, mesmo superficialmente.

Agora é progresso

Agora o trem é assunto renovado. Notícias dão conta que o próximo presidente da república eleito em outubro vai investir em ferrovias no nordeste, para que o progresso seja alavancado.

Notícias desse quilate soam bem aos ouvidos de quem quer uma região livre das amarras do cabresto das esmolas. 

Ferrovia é progresso. Todo mundo sabe disso. Mas o que vimos nesses últimos anos foi a desativação de linhas ferroviárias. Ali bem perto de nós, uma linha entre Souza e Mossoró foi desativada há muitos anos.

Eis a notícia recente:

"...serão retomadas obras paralisadas nas gestões petistas, como a transposição do Rio São Francisco e a construção de ferrovias." (Do site O Antagonista, extraído de O Globo, 18/11/2018)

POEMINHA INFANTIL

Pensar dói

Pensar dói
Mas penso
E penso em você
Dia e noite
Noite e dia
Mesmo longe
Bem distante
Sinto sua companhia.

Você está nas fontes
Na rua
Na lua que vejo à noite
Em tudo de bonito que vejo
Em tudo que quero
E desejo.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

ELES TÊM OS OLHOS NO FUTURO

Algo em comum

O bom empresário e o político de visão têm algo em comum:

Os dois vivem com os olhos postados no futuro.

Quem tem uma pequena empresa, trabalha para fazê-la crescer.

O político de visão pensa do mesmo jeito, só que pensando em crescer em estatura do cargo. Se é vereador, trabalha desde o primeiro dia de mandato para ser prefeito.

DINHEIRO NA MÃO É

Dinheiro na mão é vendaval

Há governos que fazem algo para resolverem sobre o problema do mal uso do dinheiro na administração pública?

Se há, não tenho notícias. As últimas que tenho é déficit exagerado nas contas, num total desequilíbrio entre receita e despesa, tornando os investimentos impossíveis, e por consequência, a administração inviável.

POESIA

SUBESTIMADO

Ah! Se você soubesse
O quanto tenho lutado
Não diria que sou frágil
Nem  me deixaria de lado.

Quem dera se enxergasse
Os caminhos que já percorri
Veria que não foram fáceis
Mas não hesitei  e prossegui.

Lamento que não possa ver
Os problemas que eu resolvi
Esqueceria os meus fracassos
Diante das  provas que eu venci.

Ainda que pareça impossível
Eu vou seguir  firme e lutando
Pode uma flor no seco deserto
Sonhar com as águas do oceano?

Professora Júlia Costa
                                                 

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

O APRESSADO

O apressado come cru, mas às vezes nem chega a comer.

CONVIVER E PROTEGER-SE

Pois é. Há uma reclameira por causa do grandecíssimo calor que torra nosso corpo e nossa paciência.

O que fazer?

Tenho algumas sugestões:

Morar onde seja frio
Comprar um ar condicionado móvel.
Aprender a conviver com o calor.
Etc.
Etc.
Etc.

PROVA DO SIMAIS

Hoje, a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) vai realizar a 3ª edição o RN Aprende, avaliação que mede o desempenho dos alunos da rede estadual de ensino nas disciplinas de língua portuguesa e matemática. 

As provas serão aplicadas em 551 escolas, com cerca de 50 mil alunos do ensino fundamental e médio de toda a rede estadual de ensino. 

Mais informações no site http://www.educacao.rn.gov.br

Na Escola Estadual José Calazans Freire será aplicada a prova para o nono ano e terceiras séries.

VOU DESCANSAR. NO PRÓXIMO ANO EU FAÇO

Estórias de aluno

Algumas histórias de alunos são trágicas e ao mesmo tempo engraçadas. 

Indagados se fariam a prova do ENEM neste ano, alguns saíram com essa:

"Vou descansar neste ano. No próximo eu faço."

A resposta poderia ser outra. "Não estou preparado agora. Vou passar o próximo ano estudando muito para que consiga disputar uma vaga na universidade."

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

BRONCA DOS ELEITORES

Os detentores do poder agora já sabem que não podem pisar mais na bola, pois a bronca virá dos eleitores na ponta dos dedos.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

O GRANDE DESAFIO É SABER SAIR DA MARCAÇÃO

No futebol e na vida, quem consegue sair da marcação logra bom êxito.


DÉCIMO E DOR DE CABEÇA

O décimo é objeto de dor de cabeça para patrões e empregados.

Uns porque dizem não poderem pagar; outros por não receberem.

GREVE NÃO

O jornal de fato informa que hoje pela manhã, os professores da Uern decidiram pela não paralisação.

A categoria ponderou o assunto levando em conta a transição entre o governo Robson e Fátima.

Uma greve agora poderia ficar mais difícil para a governadora eleita.

POBRE UERN!

Vi a UERN nascer e crescer nas mãos do Estado. O que sei sobre seu nascimento como filha do governo o RN dá para encher poucas linhas de um caderno.

Algumas vezes já fiz referência ao fato, de leve. Hoje ainda não vou me aprofundar, pois preciso aguçar a mente e fazer algumas pesquisas para fundamentar as palavras. Digo somente que vi a campanha de alunos e professores para que aquela instituição saísse da profunda crise por que passava nos idos dos anos 80. 

Lembro-me com uma pontada de saudade de tudo aquilo e da vitória que tivemos. E agora, a situação volta a estaca zero. Provavelmente os mesmos problemas relacionados a falta de dinheiro para mantê-la de pé.

E o indicativo de mais uma greve é a única saída para a crise, segundo os sindicalistas. 

Pobre UERN. UERN pobre! Por que não aparece uma pessoa para tirá-la daí?

INCÊNDIO NOS STATES E AQUI

Desde que entendo de gente, assisto pela televisão notícias sobre incêndio nos States, especialmente na Califórnia.

Novamente estamos na época dos incêndios por lá. É um deja vù no noticiário.

Aqui também vez por outra aparece um incêndio, mas em pequenas proporções. 

CONSCIÊNCIA NEGRA

Falta consciência

Falta consciência e atenção naqueles desinformados e apressados que não atinam para as datas comemorativas e onde elas são apenas comemoração ou feriado.

Sobre o dia de hoje, o Dia da consciência negra, não é feriado nacional. Somente em  pouco mais de mil cidades brasileiras. No Rio Grande do Norte nenhuma cidade é feriado. 

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

PRECISO DE UMAS FÉRIAS!

Antigamente só se ouvia alguém dizer que precisa de "umas férias" em novelas ou pessoas que mora em cidades grandes.

Agora é fácil encontrar pessoas até mesmo por aqui nessa reclameira desejando férias antecipada ou aposentadoria precoce.

Que será que está acontecendo com as pessoas?

O que será mesmo? Novos tempos?

RETORNO

Segunda preguiçosa

Depois do feriado duplo, voltamos à rotina nesta segunda. Na verdade, não é a segunda que é preguiçosa, mas os trabalhadores. A metonímia é legítima.

domingo, 18 de novembro de 2018

COMO CACIMBA DE AREIA

Os assuntos que dão suporte às produções textuais, escritas ou orais, são cacimbas de areia que quanto mais tiramos água, mais brota.

É o que ocorre com os temas comentados nas redes sociais, calçadas e meios de comunicação convencionais.

Até poderíamos supor que não teríamos o que dizer depois do polarizado pleito estadual e federal. Agora o desdobro está maior que a própria disputa. Temos a escolha da equipe, as especulações sobre a mesma e as previsões de governança.

A cacimba não seca em outras áreas também. A perca precoce de vidas através da violência constante não sai das bocas e mentes das pessoas. Depois de esgotados os assuntos atuais, outros virão.

QUEM SE LEMBRA?

Uma cidade pacata

Quem se lembra da cidade pacata em todos os aspectos? Cidade sem violência contra vidas humanas, no trânsito, contra o meio ambiente...


sábado, 17 de novembro de 2018

POESIA

SUTIL

Sutil és
No falar
No andar
No ser
No estar.

Quando parece que é
Não é
Quando fala
Nem parece que fala
Quando anda
Desanda
Quando é
Não parece
Quando está
Parece que já se foi.

Sutil, não.
És dissimulada.

EDUCANDO: PROGRAMA DE HOJE PROVEITOSO

Apesar de não termos tido convidados presentes, o programa foi proveitoso.

HOJE TEM EDUCANDO

EDUCANDO DE VOLTA

A partir das oito e trinta de hoje e de todos os sábados, a FM 104,9 levará ao ar o programa "Educando com a 104".

Vai das oito e trinta às nove e trinta. Será uma hora de programa voltado para os assuntos ligados à escola e educação em geral.

É a volta do programa depois de mais de dois anos fora do ar.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

TREINO

O treino é importante em todas  as ocupações e arte. É isso que sempre repito para quem deseja saber fazer algo bem feito. Treino e muito treino.

Até mesmo uma letra boa, legível, necessita de treino e muito treino.

DESABAMENTO AINDA É NOTÍCIA

Interditado

As imediações próximo ao desabamento de hoje à tarde estão interditadas. A coisa é feia. O vento derrubou o teto e uma parede lateral. Uma parte do teto está suspensa por um fio elétrico.

DESABAMENTO É NOTÍCIA

Por volta do meio-dia de hoje desabou o teto de um prédio onde funciona uma oficina portões, situado na Rua José Lopes, próximo do cemitério. O ocorrido foi provocado por um forte vento.

O CONHECER HISTÓRIA

O valor do conhecimento da história como disciplina escolar (lido nos livros) ou conhecer história como um contemporâneo dos fatos é muito gratificante.

Mesmo hoje sabendo que a história não é contada de forma dois mais dois quatro, é bom conhecermos os fatos passados através das fontes de que dispomos. 

Depois de passar anos detestando a disciplina história, passei a gostar de forma apaixonada.

Com indignação fico quando constato muitos fatos que me sonegaram e a todos de minha geração, como os tipos de ditadores de todos os tempos. Essa sonegação foi demais! Fico conformado porque a net informa o que eles não me disseram.

História local, regional, nacional e mundial. Não importa. Tudo é gratificante.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA - REVIRANDO UM VELHO LIVRO DE HISTÓRIA

Proclamada a República, os líderes do movimento compuseram um Governo Provisório, sob a chefia do marechal Deodoro da Fonseca, um antigo monarquista e amigo de Dom Pedro II. Deodoro compôs então seu ministério com civis e militares de destaque no movimento republicano, como Quintino Bocaiúva (Relações Exteriores) e Benjamin Constant (Guerra). Além deles, havia ex-monarquistas, como Rui Barbosa (Fazenda), e representantes da poderosa aristocracia cafeeira de São Paulo, como o fazendeiro Campos Sales (Justiça). Em linhas gerais, como era de esperar, o ministério representava as principais elites econômicas e políticas do país. 

(História, volume único, Divalte, página 297, editora ática)

Informa ainda o livro acima mencionado que o Brasil passou a ser chamado oficialmente de Estados Unidos do Brasil, o Estado foi separado da Igreja e a nova bandeira passou a estampar o Ordem e progresso até nossos dias.

A proclamação da República se deu em 1889, nessa data. Encerrava a monarquia e o Brasil passava a ter um presidente e não mais um rei. 

É um dia feriado desde que eu me entendo de gente. A grande diferença é que não se festeja mais o dia, muita gente não tem a menor ideia que feriado é esse e se foi bom ou ruim para o país ter se transformado em república.

É GOL DO BRASIL

Estamos há muito tempo engasgados e com vontade de gritarmos "gol do Brasil!" 

Gol do Brasil temos gritado ao longo desses anos, mas não no sentido que toma essas mal traçadas linhas. Nesses últimos anos temos levado gol de todo mundo e de todo jeito. Debaixo das pernas até. E em todas as áreas também.

De todo mundo, pois perdemos fácil para muitos países em se falando de economia, emprego e renda, etc.

Debaixo das pernas, pois torna-se humilhante perdermos para países mais pobres que nós em vários aspectos.

Em todas as áreas ou quase todas. Na Educação... pobre educação! Nessa área, o ensino-aprendizagem tem sofrido muito além da conta.

O gol do Brasil no progresso e na ordem pode estar perto. Urge urgentemente.

TODO MUNDO QUE FALA MUITO DESVIA DO ASSUNTO

Se somos inquiridos sobre algum assunto ou dissertamos sobre o mesmo, falamos muito. É difícil para o locutor não falar um pouco fora do assunto principal. Isso é desvio de assunto.

Quem desvia do assunto comete um erro de fugir do assunto em redações de vestibular ou ENEM. É, inclusive, um erro gravíssimo.

NOVA CARA

Este informativo(?) está, aos poucos e quase que obrigado, com uma nova cara. Fala não somente sobre assuntos locais, mas também regionais e na seara federal. Só falta comentar a política dos estrangeiros.

Num parêntese, uma interrogação:

Ainda tem sentido blog com poucos leitores?

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

QUE MARAVILHA VIVER!

Que maravilha viver!

O QUE PRECISA SABER UM ALUNO?

Precisa conhecer de cada coisinha uma coisa. Ou seja, de cada disciplina escolar muito de cada conteúdo. 

Saber ler, escrever e contar. 

terça-feira, 13 de novembro de 2018

NINGUÉM TIRA

"Menino, estuda, porque o conhecimento ninguém tira de você". 

(Velho conselho dos mais velhos que os mais novos não dão nem preço).

TODO MUNDO ESCORRREGA

Todo mundo escorrega e  pode até cair, mas deve lutar pra não ficar no chão.

POESIA

Fome

Tenho fome do saber
E de saber das coisas?
E do saber o quê?

Tenho fome de querer
De querer as coisas?
E de querer o quê?

Tenho sede e beber
Nas fontes
Nas fontes originais
Nas fontes do saber
Nas fontes do querer
Do saber o quê?
Do querer o quê?

AGORA ESTÁ SEM JEITO

Ora, ora!
O que passa pela cabeça das pessoas que protestam contra nomeações de secretários de estado e ministros de governo central?

Não se tocaram que a escolha é de quem tem o poder e a caneta?

O curioso é que os reclamantes são eleitores que não sufragraram o votos nos eleitos. 

Quem poderia dar pitaco, com toda razão seriam eles. Sim. Eles poderiam, mas não têm a permissão.

Agora está sem jeito.

INFORMAÇÃO E PODER

A informação é poder para quem sabe usar.

Hoje milhares e milhares têm a informação diariamente diante dos olhos mas não usa adequadamente em seu favor.

Exemplo: milhares e milhões de estudantes têm a informação que o leva à universidade, e por sua vez poderá capacitá-lo para ser alguém na vida.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

UMA FACADA NO NOSSO DINHEIRO

Quando alguém tem privilégios demais, muitos outros terão de menos. É o que ocorre quando servidores que já ganham muito bem obrigado recebem um bom aumento em tempo de crise, cortes.

Esses privilégios afetam nós aqui da base, em qualquer parte do país. 

MAIS MATEMÁTICA, MAIS GEOGRAFIA, MAIS HISTÓRIA, MAIS GRAMÁTICA, MAIS QUÍMICA, MAIS FÍSICA, MAIS AULA

É o que defende o novo governo federal.

domingo, 11 de novembro de 2018

QUEM SE LEMBRA?

Quem ainda se lembra dos vestibulares? 

Você ainda se lembra quantas pessoas passaram em Upanema quando você passou no vestibular?

sábado, 10 de novembro de 2018

QUE PALAVRA!

Brasilianista: S2g (Substantivo de dois gêneros): estrangeiro especialista em, ou estudioso de assuntos brasileiros. (MiniAurélio).

Há também estrangeiros especialistas em Estados Unidos, Japão, Inglaterra, França. Obviamente tem dessas coisas.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

CICUTE

Desde ontem tivemos alguns circuitos na energia local. São faltas e chegadas amiúde de energia.

Alô! O que está acontecendo?

CHAMADO

Pausa para meditação

Todas as pessoas são chamadas para uma função - fazer alguma coisa - aqui na terra?

E chamadas por um ser ou força universal?

DESVIO

Curioso

Praticamente não há desvio que seja coisa saudável, correta.

Desvio de dinheiro, de função, de conduta, etc.


quinta-feira, 8 de novembro de 2018

DADOS

Rolam os dados na escolha dos auxiliares diretos e indiretos nas administrações por aí afora.

É HORA

É hora de trabalho
Hora de lazer
Hora de estudar
Do dever
Hora de crescer
Em conhecimento
Em talento
De livrar-se
Do chato
Enfim.

Hora de lutar
Pelo progresso
Do País
Do Estado
Do Município.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

RETROVISOR

Os governos dizem na campanha que não vão olhar pelo retrovisor ao assumirem o cargo. Entretanto, ao chegarem lá, mudam o discurso e ficam olhando para trás durante os quatro anos.

POESIA

Falta (ou) Triste realidade

Falta açúcar na xícara
Café amargou
Falta semáforo no trânsito
Trânsito piorou
Falta comida na panela
Fome chegou
Falta água na torneira
Sede arrochou
Falta médico no posto
Povo reclamou
Falta merenda na escola
Aluno chiou
Falta professor na sala
Aluno comemorou.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

MUDANÇA NO ENEM

Tudo indica, com a mudança do governo federal, haverá também mudança no Exame Nacional do Ensino Médio.

As mudanças concernem ao conteúdo das perguntas sem viés ideológico alinhado à esquerda.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

ARTE DA PALAVRA

Falar e escrever é arte
E faz parte do bem viver
Do bem se comportar
Do bem sair
Do bem ficar
Do bem conviver
Do bem desenvolver.

NUVENS

"Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão".

TEMA DA REDAÇÃO II

Foi um tema bastante difícil. Provavelmente muita gente se deu mal, visto que exige do candidato bastante conhecimento de assunto específico: termo usado na área da informática.

domingo, 4 de novembro de 2018

TEMA DA REDAÇÃO

O tema da redação do Enem 2018 não foi sobre fake news.

Manipulação de usuários na internet foi o tema. Não era um assunto bom de dissertar.

BARREIRAS

As maiores barreiras da maioria dos estudantes que fazem vestibular ou ENEM, além do nervosismo e o compromisso de chegar ao local na hora certa, é a prova de redação.

A redação aparece de várias formas como velha e grande inimiga. A técnica já não é um grande problema. O que eles têm mais deficiência é na materialização do que querem escrever. É onde aparece a questão dos erros ortográficos. Um erro ortográfico é sem perdão.

A legibilidade da letra impressiona muito se o texto for bem articulado.  

ESCRITO E ACONTECIDO

Como escrevi hoje bem cedo, ocorreu: alunos não conseguiram transpor o portão para fazerem a prova do Enem.

E não adianta xingar ou criticar quem chegou atrasado. Nunca vai faltar aluno atrasado. Nunca!

Agora é esperar dois mil e dezenove!

DITADO POPULAR

"Joga pedra e sai gritando ai".

QUEM SE LEMBRA?

Ainda sobre política

O número 17 do então candidato a presidente Jair Bolsonaro era o mesmo de Rosvaldo Bezerra, que foi candidato a prefeito em Upanema em 1982. Ele tinha como vice o marchante Agenor Vitorino.

Foi uma campanha bem disputada entre quatro candidatos e que teve como vencedor Luiz Cândido Bezerra.


ENEM EM DOIS TEMPOS

Mais de cinco milhões e meio estão inscritos para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio.

Hoje farão as provas ligadas às linguagens, ciências humanas e redação.

Regras

As regras são rígidas de tal forma que muitos não conseguem sequer transpor o portão do local do exame. Muitos batem com a cabeça no portão de entrada e até bate-boca com guardas e chororô porque durante a vida ''escolar" são indisciplinados quanto ao horário de entrada na escola. No Enem tem hora do fechamento do portão.

Faz necessário levar caneta preta, um documento com foto, não portar durante a prova qualquer instrumento que possa favorecer a cola.

Conversar com outro durante o exame, nem pensar.

Então, Enem é isso. Para quem não tem o costume de obedecer normas, será uma experiência não muito agradável.

O segundo tempo será no próximo domingo, 11.

sábado, 3 de novembro de 2018

CABELEIREIRO

Hoje é o dia do cabeleireiro. É a profissão de quem tem uma lei um rei dentro de si. Poucos deles sabem desse dia. Digo isso porque nunca vi um falar de seu dia.

Sobre a lei o rei, é uma das formas de se aprender a grafar corretamente esta palavra. Ela é chatinha pra danado! Se duvidam, vejam nas placas de anúncio.

Que palavra!

VOLTA

Volta amanhã de manhã o horário brasileiro de verão. Como os outros anos, não há novidade. O Nordeste não entra na lista dos estados afetados e a programação da TV terá alguns ajustes.

E eu acho ótimo esse horário, pois traz uma ligeira quebra de rotina na programação da TV.

HINO NACIONAL

O canto do hino nacional nas escolas foi desencorajado durante anos a ponto de ter desaparecido por completo.

Agora temos um presidente que está encorajando as pessoas - não sei se através de leis ou apenas de palavras - a cantarem o hino nacional nas escolas.

O assunto é complexo e não será esgotado numa única postagem.

EDUCANDO ESTÁ DE VOLTA

Foi ao ar durante alguns anos um programa de entretenimento na área da educação, nas manhãs de sábado na FM 104.9, o programa "Educando com a 104".

Está previsto sua volta. Foi o que noticiou o professor Francisco José, que foi âncora daquele programa durante algum tempo. O programa entrevistava professores e alunos da cidade e também estudantes que passavam nos vestibulares e ENEM.

Provavelmente voltará ao ar no próximo sábado, 10, a partir das 8 da manhã.

Aguardemos, pois.

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

NINGUÉM QUER MORRER

Conta a história que um velhinho, já cansado de trabalhar, juntava lenha no mato para cozinhar o feijão.

Lá pelas tantas, começou a se enfezar com o fato de pegar o pequeno feixe de lenha e botar no ombro pra depois cair junto. Não se sustentava por causa do peso dos anos.

Numa das vezes que caiu com o pequeno feixe, começou a esbravejar e chamando a morte:

"Morte, ó morte, venha me buscar! Não suporto mais esta vida! Pra quê viver desse jeito? Em outros tempos eu juntava um grande feixe de lenha e levava pra casa. Hoje não consigo levar este pequeno feixe."

Continuou na cantilena até que a morte atendeu o chamado e se apresentou da forma mais cadavérica possível:

"Pronto eu! Me chamou"?

O velho ao ver a morte diante de si, ficou apavorado e com voz  trêmula, exclamou:

"Chamei, sim, mas para ajudar a levar o feixe de lenha!"

NÃO É O FIM

Uma das coisas que movem o mundo é a fé. A fé empurra a gente pra frente sem machucar. Às vezes ampara, outras vezes protege.

Diante da certeza da morte, nós humanos não temos muitas saídas: ou se conforma ou se desespera. Se se conforma, espera-a serenamente e a enfrenta com relativa tranquilidade. Se se desespera, ela o leva do mesmo jeito. 

Se acredita na vida eterna, canta com o poeta "morrer não é fim". Se a fé não existe, canta com o outro "tanto faz a vida como a morte".

POPULAÇÃO AUMENTA

O aumento da população que comparece ao cemitério é o reflexo do aumento das pessoas enterradas ali, e por sua vez, do aumento das pessoas que nascem. Nada mais lógico.

FEIRA DO LIVRO

A feira do livro deste ano estava mais pobre. Pobre em livros, número de pessoas, etc coisa é tal.

POESIA

Leve
Leve com uma pena
Como a pena mais leve
É como papo sério
Entre dois

Um papo leve
Que que não se empapa
Nem se confronta
Mas se confronta
Não se choca
Nem se fere.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

FERIADO

O dia dos mortos tem uma peculiaridade: os homenageados não participam da festa.

ELES NÃO ACERTAM DE JEITO MANEIRA

Quando candidatos falam bem bonitinho. Têm a receita pronta, prontinha, prontote.

Sobre a violência, dizem que os investimentos empresariais deixam de ser realizados por causa dela. 

Aí quando chegam lá, trafegam por outras vias e não chegam ao ponto. Depois passa o mandato e, tchau!

NÃO SÃO URUBUS, NÃO!

Não são unicamente urubus que povoam os céus da nossa cidade nesses últimos dias. São aviões mesmo!

Especulações de muitas naturezas são feitas sobre quem são eles.

Quem são eles? Pergunto.

NUNCA DIGA NEVER

Never diga nunca, pois o never ou nunca um dia poderá ser neverado ou nuncarado. 

Os políticos e eleitorais profissionais não cometem o erro de dizerem publicamente - podem pensar em pensamento baixo - mas não se arriscam em dizer nunca quando se referem a apoios ou votos em fulano ou sicrano.

Dizer que nunca fará isso poderá ser desmascarado pelo tempo. Quantas pessoas juraram de pés e mãos juntas que nunca votaria em tal candidato, mas mudaram de lado logo na eleição seguinte.

Quantas vezes eu e o leitor não fizemos isso? 

POLITICAMENTE

Aquilo que é considerado politicamente correto, para mim, é politicamente errado.

TODOS OS SANTOS

Hoje no calendário religioso é o Dia de Todos os Santos. 

Fiz um pente fino neste blog, mas não encontrei a estorinha sobre esse dia. Então, contarei aqui:

Um homem velhaco resistia a pagar uma dívida antiga, utilizando o seguinte argumento:

Eu pago, mas somente no dia de são nunca.

Os dias e meses passaram sem que o devedor honrasse a dívida. Então, chegou o dia primeiro de novembro. O cobrador da dívida vai na casa do velhaco ainda bem cedinho:

-É hoje que você me paga.
-Não. Eu pago somente no dia de são nunca.
O homem respondeu:
-Hoje é Dia de Todos os Santos e são nunca está incluído.


LUZES

As luzes da praça do cemitério estão claras e prontas pra receberem as pessoas que visitam o cemitério nesses dias que antecedem o dia dos mortos.