sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

VACINA PARA PROFESSORES

Do blog de Thaisa Galvão de hoje

Fátima volta a pedir inclusão dos professores nos grupos de prioridades da vacina e ministro da Saúde acena para março o pedido antigo da governadora do RN.

É uma "forma de garantia para retomada do ensino público em todo o Brasil".


QUESTÃO DO ACENTO

Máscara e mascara

Artefato, é a palavra que Soares Amora define a máscara. Serve para disfarçar ou proteger. Nas pessoas e animais, teoricamente, serve para proteger. 

As pessoas se protegem de agentes externos. Os animais também, só que é colocada nos olhos para que eles não fujam. Também coloca-se um acessório nas laterais do rosto para  que não se espantem.

Chiste

Indagado se não vai usar mascara (máscara), um senhor responde:

"Ora, não vou nem da mais barata, imagina a mais cara".

Muitos pronunciam a palavra sem o acento. Então, só pode dá nisso.

Mascara é do verbo mascar. Pode ser chiclete ou fumo de rolo. Na linguagem popular também é chamada de masca o produto que se masca. Uma masca de fumo, por exemplo.

O pretérito mais-que-perfeito do verbo mascar é assim:

Eu mascara
Tu mascaras
Ele mascara
Nós mascáramos
Vós mascáreis
Eles mascaram

UM BI SOFRENTE

As torcidas a favor e contra o rubro-negro fluminense aqui não foram diferentes do resto do país na noite de ontem.

Foi uma conquista sofrente, das mais que já vi. Uma tela de TV dividida em duas, adrede, só para os prós e os contras ficarem com variações de pressão arterial.

No centro da cidade, tevê-telão e plateia bem dividida.

Deu um resultado possível. A paixão nacional continua e tende a aumentar com a vitória do time mais querido e odiado do país.

Outrora - Outrora seria uma pequena TV na praça, com uma plateia talvez até maior, pela condição do povo que não tinha o aparelho em casa.

PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DE ONTEM

Foi de apenas 3mm.

ESPANTADORA DE CALOR, POEIRA E BODE; PRESENÇA DO ARCO

Uma chuva leve caiu na nossa amada cidade ontem ao cair da tarde. 

Foi uma chuvinha daquelas que servem para aplacar o calor, apagar a poeira e espantar os bodes da rua.

Um arco-íris

O meu arco tenho posto na nuvem, este será por sinal do concerto entre mim e a terra". (Gênesis 9, 11-13 - Tradução de João Ferreira de Almeida)

Hoje vi isso aí que descreve o antigo texto das Escrituras Sagradas. Havia um mundão de chuva, mas logo se transformou em pequena neblina.


QUE FALTA SENTIMOS

Água na telha e nada na torneira

É o quadro por aqui. Mais uma vez na esperar. "O melhor é esperar", diria o poeta.

TEMPO DEMAIS

Foi um erro fechar as escolas. Elas passaram tempo demais fechadas. Poderia ter ficado aberta utilizando os protocolos que existem hoje ou com uma percentagem de alunos reduzidos, como o estado do RN pensa em adotar a partir de abril.

Agora não podemos mais errar.

PROVÉRBIO

 Mentira chegou ali e armou rede.

LEMBRETE AOS QUE DECLARAM O IR

Aos que pagam o Imposto de Renda, a declaração pode ser iniciada a partir do dia 1° de março até 30 de abril.

O leão não está pra brincadeira.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

VÍCIO

Vício de linguagem

Cacofonia: É o som desagradável oiu palavra de sentido diverso, em geral malicioso, que resultam da união das letras finais de uma palavra com as iniciais da seguinte. (Definição de Luiz A. P. vitória)

Exemplos: Paguei cinco cruzeiros por cada caderno.
Vou-me já.
Os professores vão para o bloco H.
Alma minha.

É também chamado de cacófato. 

Os exemplos acima são maus exemplos.

PARA NINGUÉM ESQUECER

Estamos nesta tarde relembrando o tempo do apaga-e-acende e depois o acende-e-apaga. 

Depois acende de novo. E todos ficam esperando o que vai acontecer.

FRASE

O essencial é invisível a olho nu. Esta a razão pela qual nem todos conseguem ver com os olhos da inteligência.

UPANEMA BANHADA

A cidade está banhada por uma leve chuva agora.

O QUE É ESSENCIAL

O que é na verdade essencial para a gente viver é o quê mesmo?

O básico é ter o alimento e a água. Não menos importante é a saúde, sem a qual, também não conseguimos viver por muito tempo.

Engraçado que todo mundo concorda que a saúde é essencial para vivermos, mas se esquece todos os dias quando busca as coisas não essenciais e supérfluas. Chega até a fazer coisas que agridem a saúde, como a comida inadequada e ingestão de produtos que entorpecem e danificam os órgãos.

Há coisas essenciais que são "invisíveis aos olhos". As virtudes, por exemplo, são essenciais na nossa vida. Sem elas, não vivemos plenamente e dignamente.

PROVÉRBIO

 Meio dia, panela no fogo, barriga vazia. 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

FRASE

Humor demais é como fé demais.

QUESTÃO DA LÍNGUA

Bater à porta ou bater na porta

Bater à porta é tocar nela levemente para pedir permissão de entrada ou constatar se há alguém dentro da casa ou quarto.

Bater na porta é dar pancadas fortes como se estivesse querendo arrombá-la.


CHUVA NOS ATOLEIROS

Choveu ontem 10mm no sítio Atoleiro, município de Upanema. Por aqui, só nuvens.

TEMA DA REDAÇÃO DO ENEM DE ONTEM

A falta de empatia nas relações sociais foi o tema da redação do Enem ontem.

Mais uma vez há uma palavra-chave: empatia. Requer do candidato um bom repertório de palavras consagradas na língua e não as gírias e neologismos.

É preciso que se diga seriamente que um bom vocabulário só se encontra facilmente na leitura dos clássicos, revistas e jornais e não entre os pares. Poucas exceções a essa regra.


DECRETO

Decretos e mais decretos, e o tempo passa, as coisas ficam do jeito que eram ou tendem a piorar. Para os humanos não têm jeito que dê jeito.

PROVÉRBIO

Medir largo e cortar estreito.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

MISTÉRIO

Entre não e naum

Qual é o mais fácil escrever?

Não ou naum?


FRASE

Sei que o muito que sei é pouco diante de quem sabe mais do que eu.

A NATUREZA FALA

A natureza fala através das plantas e animais. Como as formigas, por exemplo.

O movimento das formigas em buscas de folhas que são levadas par abaixo da terra nos diz algo. Ao observá-las a movimentação nos dias que antecedem o inverno, podemos enxergar algo que pode não ter nada a ver se vista com o olho científico ou cético, mas o observador da natureza e com o olhar não objetivo, verá que o comportamento das formigas dizem que vai chover intensamente. Se a movimentação for intensa, é sinal que o frio será rigoroso e que precisamos nos preparar.

Nos quintais observamos aqueles "estouros" aqui e ali de formigueiros que se preparam para armazenar comidas.

Lá por detrás da triste
E linda zona sul
Vai tudo muito bem
Formigas que trafegam
Sem porquê

Cantou o poeta.

Há também as que criam asas e se perdem.

A frase acima serve como um ditado para as pessoas que dão um passo mais alto do que a perna, principalmente nos negócios. Voam alto demais e depois se desmantelam.

PROVÉRBIO

Maxixe, inda bem não enrama, já brota.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

FRASE

É mais fácil dizer eu sou demais do que eu não tinha razão.

EXPRESSÃO CERTA

O verbo preferir

O que a gramática ensina sobre o verbo preferir é estranho para a maioria dos falantes. 

Isso é constatado quando escutamos as pessoas se expressarem assim: Prefiro mais laranja do que limão.

Se alguém disser que prefere laranja a limão, será mal visto, visto que o vulgo diz de outro jeito, presumivelmente mais fácil.

A língua padrão requer que usemos a preposição a entre as duas sentenças: Prefere-se isso a outra coisa.

Prefiro futebol a vôlei e praia a piscina.

UM VENCEU TODOS

Ontem, entre as quatro e seis da tarde, mais uma vez, um venceu todos. 

Todos os torcedores de todos os times estavam na mira do Flamengo, numa torcida com olhos, dentes, braços e corações.

De um lado um, e do outro, todos. Um venceu a todos e ficou com a mão estirada até quinta próxima, quando tentará definir tudo.

O barulho de um abafou o de todos.

CHUVA DE ONTEM À TARDE

A rápida e minúscula chuva de ontem pela tarde foi de 4mm.

PROVÉRBIO

Mato tem olhos, parede tem ouvidos.

domingo, 21 de fevereiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

MUNDO EM CONFUSÃO

Conheci um corinho que dizia:

O mundo está
Está em confusão
Ninguém se compreende
Tudo é evolução.

Com esse vírus estranho ocorre isso mesmo: confusão. Quem compreende ou diz compreender, pouco compreende, é confuso e passa a confusão para os outros. As orientações que recebemos são das mais variadas formas. Sobre as máscaras, sobre a higienização das mãos, formas de contágio, sua periculosidade, quem pode se contaminar, quanto tempo, sintomas, etc.

TEXTO ANTIGO

A cidade do Recife

Recife, a capital de Pernambuco, é uma cidade de todas as cores, com casas de todos os estilos, verdadeira colcha de retalhos.

Atravessada, em grande parte, pelos rios Capibaribe e Beberibe, Recife possui muitas pontes, que lhe dão um aspecto muito interessante e original.

Da grande Praça Rio Branco saem cinco avenidas que se abrem em leque, com magníficos estabelecimentos comerciais. Ruas largas, limpas, direitas, edifícios majestosos, prédios luxuosos. Ruas curtas, acabando na beira do rio. Quando elas acabam, lá vêm as pontes lançadas pela engenharia sobre o Capibaribe.

Belas praças: da Independência e da República, com seus palácios e palacetes, o do Governo do Estado, o da Justiça, o do Jornal "Diário de Pernambuco", todos monumentais. 

As pontes vêm do bairro de Santo Antônio, o bairro das repartições públicas, das casas de modas, do comércio a varejo, dos cinemas e das confeitarias, e da elegância da Rua Nova, cheia de casas velhas, hoje Rua João Pessoa.

A cidade possui belos monumentos e igrejas imponentes, destacando-se as basílicas do Carmo e de Nossa Senhora do Rosário; hospitais bem aparelhados; bons colégios, faculdades e escolas.

Muitos outros bairros apresentam aspectos pitorescos: Dois Irmãos e Madalena, bairros antigos; Casa Amarela, de residências novas e interessantes; Boa viagem, a praia elegante de Recife, com seu moderno e luxuoso hotel; São José, de ruas estreitas; Afogados, Piquete e Santo Amaro, bairros operários, com suas vilas de agradável aspecto.

No cais de Santa Rita e do Apolo amontoam-se velhas embarcações, encostadas umas às outras.

Por toda a parte, correm o Capibaribe e o Beberibe, em ziguezagues, passando por aqui, acolá, debaixo de uma ponte, dando uma paisagem original à cidade.

Recife lembra as lutas contra os holandeses, as lendas portuguesas e africanas, o heroísmo dos patriotas que se revoltaram pela Independência e pela República.

O pernambucano é folgazão, gostando muito da música e da dança. A dança típica de Pernambuco é o frevo, marcha viva, saltitante, comunicativa. A dança apresenta passos ágeis e difíceis, que cansam os que ainda não estão a ela acostumados. Buliçoso e vivo, o frevo é bem um espelho da alma do pernambucano valente, destemido, sincero e bom. (Infância Brasileira, 3ª série primária)

PERÍFRASE

O texto acima foi escrito especialmente para o livro Infância Brasileira, publicado em 1960, portanto, uma cidade que tinha a metade dos habitantes de hoje. Retrata uma cidade do passado, onde não podia faltar um jornal, um cinema, igrejas, palácio do governo e belas praças, todos no centro da cidade. É uma cidade cortada por dois rios. Algo semelhante há em Veneza, na Itália. Por isso que ao dizermos que Recife é a Veneza brasileira estamos usando uma perífrase: é quando identificamos um ser através de suas características ou fatos que o celebrizou. Cidade Maravilhosa: Rio de Janeiro; Rei do Futebol: Pelé; Cidade Luz: Paris; O País do Futebol: Brasil; Timão: Corinthians, são outros exemplos.

ESCOLA

Há tempos que tenho percebido que é um exagero o tempo que as crianças passam na escola. Elas passam praticamente toda a infância com o contato no mundo exterior, como gente grande. O tempo de brincar no seu habitat caseiro e serem educadas pelos pais é tirado pelo estado.

Já surgem entre estudiosos o pensamento seguinte: Para quê tanto tempo na escola? Claro que uma mudança não é para logo, pois precisa mudar toda uma legislação. 

RECORTE DE JORNAIS

De curso - A Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (URRN), sediada em Mossoró, criou a licenciatura em Língua Espanhola, o que está correto, na medida em que o espanhol, se visto sob o prisma econômico, é a segunda língua em uso no planeta. (Coluna "Penso, logo", de Canindé Queiroz na edição de 15 de agosto de 1999 do jornal Gazeta do Oeste)

Santo protetor - Atenção, internautas! Fiquem frios quando surgir grilos nas relações com a internet. É só apelar para São Isidoro de Sevilha, santo espanhol morto em 1440, tido o criador do primeiro banco de dados da humanidade. Trata-se de uma enciclopédia de 20 volumes. Daí a Igreja considerá-lo o mais forte candidato a padroeiro oficial de internautas desesperados. (Coluna Ivonete de Paula, em 15 de agosto de 1999, no jornal Gazeta do Oeste)

Bancos se modernizam para atrair clientes - Eles chegaram para ficar, e a tendência é de que as agências bancárias adotem cada vez mais a sua ampliação nos próximos meses, na disputa desenfreada para atingir o seu objetivo principal: o cliente. São os já conhecidos caixas eletrônicas, adorados por uns e detestados por outros, principalmente quando insistem em permanecer a maioria do expediente bancário fora do alcance de alguns e, quase sempre de todos. (Parte da reportagem assinada por Amâncio Honorato do jornal Gazeta do Oeste, de 1° de agosto de 1999)

ENTRE PANCADAS E CHEIROS

Passamos uma semana entre pequenas pancadas de chuva e cheiros agradáveis de chuva.

NOTA GRAMATICAL

Ave, Maria, que coisa feia! Devemos usar a vírgula porque é uma exclamação. Já o nome da oração é Ave-maria.

PODER

Pilares de um país forte: Ensino de qualidade, agricultura forte, tecnologia, transporte. Fora disso, nada pode funcionar bem.

MITO

Um dos mitos que circulam entre nós é de que os professores bem remunerados faz mudar a educação. Remuneração é muito bom, mas faz-necessário uma porção de coisas.

QUERIA

Queria que o sol sempre brilhasse com uma manhã cheirando a flor e sereno.

JÊNIO COM JOTA

Há muitos, mas com jota mesmo.

GOLEIRO NA HORA DO GOL

Somente quem foi goleiro, profissional ou de meio de rua que sabe o que é uma angústia quando se vê no momento em que a bola vai entrando na trave. O cantor cearense retratou bem isso em sua "Divina comédia humana".

MARAVILHA E QUE PENA!

Que pena que muita gente não atine para a importância da grande rede em suas vidas. A pena ainda é maior quando vemos os jovens totalmente tontos diante da rede, balançando e muitas vezes se esborrachando.

EM FRANGALHOS

A cada dia mais gente fica com os nervos em frangalhos por causa dos tempos em que estamos vivendo. O ficar em casa por muito tempo muito tempo piorou a vida de todos ou de quase todos. São poucos os que estão bem.

ESSE DINHEIRO 

Quando a gente era muito menino, ia comprar na mercearia um produto, mas não entendia de dinheiro ou a mãe da gente achava isso. A nossa mãe instruía para que a gente dissesse: 

"Quero esse dinheiro de açúcar"!

AMANSAR BICHO

Quem é entendido de bichos, diz que não é fácil nem é pra qualquer pessoa. 

FIM DE TARDE

É o nome da música interpretada por Cláudia Telles, cantora que embalou os anos 70 com esta música e uma outra chamada "Eu preciso te esquecer". Ainda menino, sem entender o que ela estava querendo dizer, ouvia nas rádios rural e difusora. Cláudia morreu em 22 de fevereiro do ano passado com 62 anos.

TARDE DE FUTEBOL

Mesmo quem não curte futebol não ficará de fora da partida de hoje pela tarde entre Flamengo e Internacional. De um lado, os torcedores do Flamengo; do outro, todos os torcedores de todos os times do Brasil.

MISTÉRIO NO PROVÉRBIO

Por causa de um favor, eu perdi o meu avô. Que significado tem esse provérbio? É apenas uma desculpa de quem sofreu um prejuízo por ter feito um favor?

AUMENTO NA GASOLINA

Os preços disparam e o povo não tem como se livrar dos tiros.

CHUVA RÁPIDA

Uma chuva muito rápida caiu por aqui hoje pela tarde.




sábado, 20 de fevereiro de 2021

QUE PALAVRA!

Cardeal: Principal, fundamental. Prelado do Sacro Colégio pontifício. Ave fringilídea que tem parte do corpo encarnada. (Aurélio)

O cardeal,  a ave, se há por aqui entre nós, não o conheço.

PROVÉRBIO

Matapasto fulorado, inverno acabado (Ceará)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

CONJUGAÇÃO DE VERBOS

Verbo caber

O pretérito perfeito do verbo caber é assim:

Eu coube 
Tu coubeste
Ele coube
Nós coubemos
Vós coubestes
Eles couberam

Piada gramatical

O professor ouviu um aluno falar "cabeu" no lugar de "coube". Então, resolveu corrigi-lo, fazendo-o repetir várias vezes:

Escreva aqui no quadro a palavra "coube" cem vezes. O professor continuou a aula, enquanto o aluno repetia a palavra "coube".

A certa altura, o professor perguntou ao aluno: 

- Terminou?

- Não. Não cabeu não.




NA ESPERA

Todo mundo na espera de novo decreto acerca de medidas para conter o avanço do corona no estado. 


PROVÉRBIO

Marimbondo pequenino já mostra que tem ferrão.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

O RITMO DAS CHUVAS

O ritmo das chuvas está lento, por enquanto, mas tudo dentro do esperado. Em outros lugares já caiu muita água.

Por aqui tivemos apenas setenta e seis milímetros de janeiro até hoje.


PALAVRA CERTA

Bule

Quem nunca ouviu alguém dizer buile?

Pode parecer comum, mas é ortograficamente errado. Aquele jarro que se coloca café, chá, água, suco ou seja lá o que se queira botar dentro é chamado bule mesmo.

CHUVA DE ONTEM

Foram dez milímetros a chuva de ontem à tarde.

PROVÉRBIO

Margarida tanto foi à fonte, até que um dia lá ficou. 

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

MAIS CINCO

A precipitação pluviométrica de ontem à tarde foi de cinco milímetros.

CENÁRIO DIFERENTE

Diferente, mas muito diferente do que presenciamos há um ano na quarta-feira-de-cinzas o cenário do centro da cidade. 

Basta que apuremos um pouco o nosso olfato: sensível diferença!

PROVÉRBIO

Mão fria, coração quente, amor para sempre; mão quente, coração frio, amor vadio.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

PRONÚNCIA CERTA

Algoz

Palavra pequena, língua portuguesa, conhecida de milhões de falantes, mas não deixa de ter a pronúncia questionada.

A questão é: a letra ó deve ser pronunciada com som aberto ou fechado?

Silveira Bueno, Sacconi e Aurélio preferem fechado. Algoz (ô), portanto. Grande parte dos falantes pronunciam algoz (ó). Não sei com base em quê e em quem ou é da própria imaginação.

Seu sentido pode ser também conotativo. Um algoz é uma pessoa cruel.

UMA MANHÃ AGRADÁVEL

Tivemos uma manhã agradável, com direito à pancadas de neblina e nublagem. 

Uma manhã que se encaixa bem a quem gosta de se amofumbar em casa e ficar dormindo esperando o dia passar. Ou mesmo a quem goste ou possa ficar sem fazer nada mesmo.

CINCO

Foram cinco milímetros a precipitação pluviométrica de ontem à tarde.

PROVÉRBIO

Mão fria, coração quente.

RETROSPECTIVA DAS CHUVAS DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2020

Novembro: 81mm
Dezembro: Não houve registro.

SOLUTIONS E PROBLEMS

Quando os problems engolem a competência, as promessas e as conversas fiadas, os problems vêm e ficam.

Os humanos não querem entender que remendos mal costurados ou alinhavados às pressas, ou ainda edifícios construídos sobre alicerces frágeis, mais cedo ou mais tarde não resistirão.

QUADRO PLUVIAL

O mundo fecha, embaça. Vindo de longe, um cheiro agradável, de chuva. Um trovão ali, outro acolá. Registramos um relâmpago ao longe que risca o céu. Ribombos voltam a rimbombar ao longe. Aproxima-se e derrama-se mais próximo, no ar ainda carregado de nuvens variadas e dispersas.

Chegam os primeiros pingos. Uns correm para casa para não receberem os respingos, enquanto outros vão para fora para sentirem o frio e se banharem em águas diferentes. Pouca água nas bicas e nas estradas. É sinal de poucas águas. Poucas águas, pouco registro. Pouco volume e pouco tempo de precipitações, mas pelo menos apagou a poeira e o calor.

EXPERIÊNCIA

Matapasto fulorado, inverno acabado.

É um provérbio, mas também faz parte do imaginário popular das experiências de chuvas no Nordeste brasileiro.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

CHEIRO DE CHUVA

Por enquanto, cheiro de chuva e alguns pingos. Estamos ainda em meados de fevereiro. As previsões dos sábios da ciência meteorológica é a pegada para março.

EXPRESSÃO CERTA

Prova dos noves

É dessa maneira que devemos dizer, e não o nove no singular. É coisa de gente desavisada.

A prova dos noves consiste em sempre tirar o nove quando a soma chegar a esse número. É a prova dos noves fora.

Era usada no tempo em que não havia calculadora ou era muito rara entre as pessoas. Desse jeito, muitas pessoas aprendiam a fazer contas mesmo fora da escola. Bastava ter alguém para ensinar.



PROVÉRBIO

Manhã ruiva, ou vento ou chuva (São Paulo).

MILÍMETROS CHOVIDOS EM UPANEMA EM 2020

Mil quinhentos e setenta e cinco milímetros (1575) é o número colhido no meu quintal no ano passado.

Em outros lugares da zona urbana ou rural houve precipitações para cima ou para baixo.


RETROSPECTIVA DE SETEMBRO E OUTUBRO DE 2020

Setembro: Não há registro
Outubro: 9mm

domingo, 14 de fevereiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

TEXTOS ANTIGOS

A lenda do açúcar

O avô de Paulo contou-lhe hoje mais uma das muitas lendas que conhece.

Quando a cana-de-açúcar era desconhecida, o mel de abelhas era a substância usada para adoçar os alimentos e as bebidas.

O mel era tirado das abelhas silvestres, porque ninguém fazia criação de abelhas como hoje. 

Havia na Índia muitos caçadores de abelhas, que procuravam os cortiços para extrair o mel. O chefe dos caçadores de abelhas era Neburdá, o mais hábil de todos para descobrir as colmeias e extrair o mel. Um dia, Neburdá, seguindo a pista de numerosas abelhas que encontrara, descobriu uma enorme colmeia no alto de uma árvore seca.

O caçador, pondo fogo à árvore, matou centenas de abelhas, recolheu o mel e deitou-se, ali mesmo, para descansar. Dormiu e, então, sonhou que estava cercado por milhões de abelhas que discutiam. 

Este homem é nosso inimigo; sou de opinião que ele deve ser condenado à morte, dizia uma grande abelha. 

Não, dizia outra, a sua morte não nos livrará dos outros caçadores iguais a ele. O que devemos fazer é ensinar-lhe o uso do mel de bambu com que o elefante se alimenta.

Essa ideia foi aceita e as abelhas ensinaram a Neburdá que à beira do rio cresciam uns bambus, que os elefantes apreciavam muito e que, espremidos, davam excelente mel. 

Quando acordou, Neburdá lembrou-se do sonho. Correu até as margens do rio, onde viu um bando de elefantes que comiam certas canas que cresciam ali. Corou uma delas e provou-a, deliciando-se com o suco doce e refrescante. Levou para casa um feixe de canas, que chamou, como as abelhas do sonho, de bambu de mel. 

Para guardar o caldo da cana sem azedar, o caçador ferveu-o, obtendo um verdadeiro mel, grosso e dourado como o das abelhas.

No fundo da vasilha, depositou-se a massa escura, muito doce, que se esfarelava com facilidade. Neburdá tinha descoberto o açúcar de cana. (Do livro Infância Brasileira, terceira série primária)

PAUL McCARTNEY, O LATINISTA

"Sempre foi bom latinista, mas quando eu disse que ele precisaria muito do latim, ele começou a negligenciar", testemunha o pai do ex-Beatle. (Do livro Paul McCartney, por ele mesmo)

Como todo pai, Jim queria que o filho fosse para a Universidade. Mas ele queria a música. Como bem o disse, Paul precisaria do latim por lá, visto que é uma língua importante para que conheçamos outras. Sua importância está sendo negligenciada pelos nossos maiorais da educação. O latim é indispensável para nós falantes da língua de Camões. Sinto falta dessa mãe.

PLURAL CERTO

Se bacurau é escrito com u no final, nada mais lógico que o seu plural seja bacuraus e não bacurais.

CARNAVAL

Origem da palavra: Do baixo latim, carnis levamen, prazer da carne, mais tarde estropiado para carnevale e carnaval.

A Igreja permitia que os fieis se entregassem a certos prazeres, antes de enfrentarem os rigores dos quarenta dias da quaresma. É dessa prática que derivam as orgias que constituem o carnaval moderno, sem que, todavia, se lhe siga a penitência correspondente. (Dicionário da origem e da evolução das palavras. Luiz A. P. Vitória).

Se a igreja já permitiu que os fieis se entregassem a certos prazeres, hoje não é assim. Há a alegria do carnaval e a outra a da Páscoa, a maior festa cristã.

CARNAVAL II

Não acredito que possa existir alegria em um carnaval sem haja um algo como força motriz que impulsione tanta alegria.

CARNAVAL III

Entre o carnaval e a liberdade há uma relação íntima. Em tempos passados, idos dos anos 70 e 80, a gente percebia o povão na rua, como se estivesse saído de uma prisão. Um respiro de democracia.

Agora, nesses dias, as pessoas estão ainda presas pelo bichinho invisível a olho nu e não podem pular o carnaval. Tempos diferentes!

CARNAVAL IV

Os decretos não permitem a realização do carnaval, tendo em vista as aglomerações. Então, será inevitável o embate entre a força policial e os que teimam em foliar.

NUBLADO

Mais um dia nublado. Tempo de chuva.

DIA 11 COM CHUVA

15 foi o número da chuva do dia 11, quinta-feira.

MAIS DE MIL E QUINHENTOS

O ano de 2020 foi um dos anos que mais vi chuva nesses meus quase 56 de idade. Em 1974 e 1985, foram anos similares ao ano passado. Foram mais de mil e quinhentos milímetros que contabilizei através do meu medidor do quintal.



quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

AUXÍLIO

Bolsonaro: auxílio emergencial deve voltar a ser pago em março

Do Ig.com.br

"Nesta quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro afirmou em um evento em Alcântara (MA) que o  auxílio emergencial deve voltar em março deste ano. O pagamento durará três ou quatro meses e será destinado à população carente de outros serviços sociais ou fonte de renda."

O auxílio virou quase algo inerente ao brasileiro. Está difícil as pessoas se acostumarem sem o auxílio, que foi cognominado de emergencial, mas está se tornando algo sem fim para terminar.



ANTES DAS QUATRO

Caiu rápida chuva antes das quatro da tarde. Ainda agorinha.

COISAS DA LÍNGUA

Falar feio pode ser bonito

Quem não se lembra do trapalhão Mussum que falaves desses jeites?

Quem não o entendia e achava engraçades?

Pois é. Muitas pessoas falam daquele jeito porque não sabem mesmo. O ruim é ter tido a oportunidade de saber, mas não ligou para isso.

QUENTURA

Não só as tardes estão quentíssimas, mas as manhãs também. 

Quem é especialista em reclamar até de uma leve dor de cabeça, tem reclamado nesses dias dos dias quentes. 

Ninguém precisa se avexar com os dias quentes, pois não faltam muitos dias para o período invernoso chegar. Então, não haverá só uma reclamação, mas muitas. 

NA MÉDIA

Chuvas na média é o bastante para todos. Dá para se ter uma boa colheita, não alaga muito, não desagasalha as pessoas desprevenidas ou que moram em locais inadequados e deixa todo mundo satisfeito.

É o que parece ser este ano. A Emparn prevê chuvas dentro da média. A presença da Niña é bom sinal. Foram assim em outros anos. 

Elas começarão a chegar no final deste mês e consolidam-se em março.

PROVÉRBIO

Mal de muitos, consolo é.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

COISAS DA LÍNGUA

Vagem e baje 

São duas formas de se referir ao invólucro das sementes. 

Vagem: Fruto seco, que se abre por duas fendas, característico das leguminosas. 

COLHEITA

Ato de recolher produtos agrícolas. Os frutos que se colhem, quer das árvores, quer das sementeiras: colheita do mel, do casulo dos bichos da seda, do trigo. Os produtos agrícolas que se recolheram durante o ano. É a mais simples e rudimentar das formas de apropriação direta, consistindo na coleta de frutos silvestres, raízes, tubérculos, mel de abelhas, etc. (Enciclopédia Globo, volume 4)

Tempo de colheita

Breve começará o tempo da semeadura. Logo após - alguns meses - vem a colheita. 

Feijão: Vagem ou semente comestível do feijoeiro, planta da família das leguminosas papilionáceas, da qual há numerosas espécies pertencentes ao gênero phaseolus. Dolichos, Canavalia, Vicia, Mucuna, Vigna, Glycine e outros. O feijão comum (Phaseolus vulgaris) é originário das zonas tropicais e subtropicais da américa do Sul e, em virtude do grande valor nutritivo de suas vagens e sementes, é cultivado em todo o mundo, tendo-se criado numerosas variedades. divide-se o feijão em dois grandes grupos: o feijão trepador ou de vara e o feijão anão; a este último pertencem o feijão preto, branco, mulatinho, amarelo, rajado, manteiga e outras variedades. As folhas do feijão são ternadas e suas flores possuem pétalas brancas ou levemente coloridas. A planta é anual, levemente pubescente, de caules finos e eretos; atinge 60 cm de altura, quando não trepadeira. (Da mesma obra acima volume 5)




PROVÉRBIO

Mal daqui, pior dali.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

PALAVRA CERTA

Muitos chegam até a jurar que Baltazar deve ser escrito com z, mas Antônio Sacconi diz que não. Baltasar deve ser escrito com s.

PROVÉRBIO

Mais vale uma esperança tarda do que um desengano cedo.

O VERBETE "VACINA"

Se fosse possível contarmos as vezes que as pessoas estão pronunciando o verbete vacina, confirmaríamos as suspeitas de que essa palavra está sendo mais pronunciada do que a doença e o vírus em evidência.

2021 COMEÇA EM ABRIL

O ano passado terminará depois de 12 de março para os estudantes e começará em abril, pois é quando começam as aulas deste ano. Estamos vivendo momentos de muita confusão. O que era corriqueiro, passou a ser diferente.

 



segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

PALAVRA CERTA

Seleção brasileira de futebol

A expressão acima deve ser escrita com iniciais minúsculas. O s acima de seleção no título do texto está maiúsculo porque está no início. No meio de uma frase deve ser escrita assim: seleção brasileira de futebol.

SEGUNDA

Segunda semana

Entramos na segunda semana de aula, depois do recesso do ano passado. 

Na rede estadual ainda estamos em aula totalmente remota. Na municipal é diferente: as aulas estão sendo aplicadas presencialmente, com as recomendações necessárias de saúde e revezamento dos alunos.

É muito mais proveitoso que a remota. É o que muita gente está vendo.

PROVÉRBIO

Mais vale um na mão que dois no ar.

domingo, 7 de fevereiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Bagagem intelectual. Respirava intelecto ao falar. Gostava de recitar poemas de autores brasileiros. Explicava a gramática de uma forma objetiva e divertida. Comentava sorrindo a literatura e a gramática.  Fluência verbal com muita precisão. Gostava de debater questões da língua com humor. Em sua infância pobre, ao lado da família, trabalhava e estudava com dedicação para que adquirisse um futuro promissor.

Formação, emprego, construção da família. Chegam as dificuldades na saúde. 

Sem usar eufemismo, registro, depois de mais de quinze dias, a morte de Luiz Domingos de Paula Filho. Filho de seu Luiz Domingos e Dona Maria Neuza. Amigo da meninice, colega de escola e vizinho.  Faleceu no dia 20 de janeiro e não deu tempo de nos despedirmos.

TEXTO ANTIGO

O cavalo e o burro 

Cavalo e burro seguiam juntos para a cidade. O cavalo, contente da vida, folgando com uma carga de quatro arrobas apenas, e o burro - coitado! gemendo sob o peso de oito. Em certo ponto, o burro parou e disse:

- Não posso mais! Esta carga excede às minhas forças e o remédio é repartirmos o peso irmãmente, seis arrobas para cada um. 

O cavalo deu um pinote e relinchou uma gargalhada.

- Ingênuo! Quer então que eu arque com seis arrobas quando posso tão bem continuar com as quatro? Tenho cara de tolo?

O burro gemeu:

- Egoísta! Lembre-se que, se eu morrer, você terá que seguir com a carga das quatro arrobas mais a minha.

O cavalo pilheriou de novo e a coisa ficou por isso. Logo adiante, porém, o burro tropica, vem ao chão e arrebenta.

Chegam os tropeiros, maldizem da sorte e, sem demora, arrumam com as oito arrobas do burro sobre as quatro do cavalo egoísta. E como o cavalo refuga, dão-lhe de chicote em cima, sem dó nem piedade.

- Bem feito! exclamou um papagaio. Quem o mandou ser mais burro que o pobre burro e não compreender que o verdadeiro egoísmo era aliviá-lo da carga em em excesso? Tome! Gema dobrado agora.  (Monteiro Lobato)

BATEU SAUDADE                       

As aulas de Redação e Leitura com Regina Coeli na UERN são inesquecíveis. Muito bom na grade curricular haver uma cadeira de Redação. Somente uns poucos iluminados entre aspas para defender a língua Portuguesa atrelada a redação e literatura. 

SAÚDE

Entra o ano e o assunto que vai render mais será a doença do século.

VACINA

A palavra vacina está mais badalada que a própria doença e o nome do vírus. Ela chegou em todo o país, inclusive em Upanema.

AUXÍLIO

O auxílio acabou, mas poderá voltar, como quer o novo presidente da Câmara Federal. Muita gente está pedindo, pois a economia vai sofrer junto com muita gente. 

TRABALHO

Trabalho, não! Com as chamadas políticas de renda, o trabalho vai ficando pra trás. Pouca gente se lembra de plantar uma tarefa de feijão ou milho.

ESCOLA

As escolas municipais voltaram pela modalidade presencial, mas somente com a metade das turmas. Nas escolas estaduais ainda continuará com a remota. O ano letivo de 2020 terminará em 12 de março. 2021 começará em abril.

ENEM

Concluídas as duas modalidades - escrita e digital, agora é esperar pelo SISU e PROUNI.

UM DITADO QUE SE ENCAIXA

Sem as aulas presenciais, os prejuízos para o ensino-aprendizagem são incalculáveis. Não tem sabido que possa contar. Se com aulas presenciais estava ruim, pior sem elas. O ditado que se dizia no passado com marido ruim, bem que se encaixa aqui: ruim com ele, pior sem ele.

SOM

A onda agora é piseiro. Piseiro está superando o forró eletrônico, o sertanejo, o funk, o baião, o gospel e a choradeira.

SUMIRAM

As chuvas sumiram. As previsões dizem isso mesmo. Vamos aguardá-las.

INTERNET DE ANTIGAMENTE

O que é uma enciclopédia?

Obra (geralmente em forma de dicionário) que trata de todos os assuntos de ciência e arte, ou, se especializada, de todos os assuntos de determinado setor científico ou artístico. O grande dicionário de ciências, artes e ofícios, publicado na França, por Diderot e D'Alembert. Esta palavra, de formação grega (enkyklos, em torno de + paideia, educação), não era conhecida na antiga Grécia. Aparece pela primeira vez, em 1620, como título da obra inglesa de Henri Alsted (Encyclopaedia VII tomis distincta).Mas, já antes disto, em plena Idade Média, houve tentativas de resumir, numa só obra todos os conhecimentos de então, como por exemplo o Dictionarium Universale de Salomão de Constança, no séc. IX. Em 1727, Chambers publicava na Inglaterra a sua Cyclopedia ou Dicionário de artes e ciências (2 volumes). Pode-se, todavia, dizer que foi a obra de Diderot e D'Alembert (intitulada Enciclopédia ou dicionário racional das ciências, artes e ofícios) que abriu a grande série de enciclopédias modernas. Foi a primeira grande tentativa, ao despontar de uma nova civilização. Saturada, infelizmente, do vírus revolucionário e de todas as ideias materialistas que se abrigavam no espírito de seus autores - as mais perigosas da época - cooperou mais para a destruição dos verdadeiros valores morais do Homem e da Sociedade do que para a construção de normas que viessem tornar mais feliz e digna a condição humana. Por esta razão, ao aparecerem, em 1751, os dois primeiros volumes, a obra foi vivamente atacada, chegando mesmo a ser condenados em 1757 e confiscados todos os volumes até então aparecidos. Mas, graças à influência de Madame de Pompadour, a obra pôde ser levada a termo em 1780, contando ao todo 35 volumes. Sob a direção de Diderot e D'Alembert, colaboraram nesta obra, Voltaire, Montesquieu, J. J. Rousseau, Duclos, Marmontel, Condillac, Quesnay e Turgot. (Enciclopédia Brasileira Globo, volume 4)

As enciclopédias de antigamente faziam o papel da internet de hoje: tentativa de resumir todos os conhecimentos que estamos ao alcance. Certamente, quem se apoderou dos conhecimentos das enciclopédias no passado, adquiriu muita bagagem cultural. Para o aluno, professor e qualquer pessoa que tinha ao seu dispor uma enciclopédia, tinha um tesouro. A grande rede mundial está bem pertinho de muitas pessoas, mas nem todas se dão conta disso. Às vezes no bolso, outras vezes mesa, o conhecimento hoje está muito mais próximo das pessoas. 

HUMOR

O médico para o paciente:
- Você tomou todos os remédios que lhe receitei?
- Sim, doutor, mas falta um porque a bula manda conservar o vidro bem tampado. 
(Folhinha do Sagrado Coração de Jesus)





sábado, 6 de fevereiro de 2021

QUE PALAVRA!

Cárcere: Calabouço. Pop. cadeia. (Aurélio)

Memórias do cárcere é uma obra memorialista do escritor alagoano Graciliano Ramos. Conta a vida sofrida do autor no cárcere.

COMUNICAÇÃO: A VOZ NA VOZ

Mesmo no período do Regime Militar, as vozes dos parlamentares eram ouvidas no Congresso e no rádio. 

"A voz do Brasil" dava espaços a todos os que sabiam e queriam falar o que quisesse.

Lembro-me bem daquele tempo, quando comecei a entender um pouco do mundo, ouvia deputados e senadores a debaterem assuntos sérios, como a defesa do homem do campo, na palavra firme de Agenor Maria e outros que não me lembro direito.

PROVÉRBIO

Mais vale um gosto que quatro vinténs.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

LÍNGUA CERTA

De menor, de maior

Quando falamos em idade das pessoas, não se deve dizer de menor, de maior. Simplesmente menor e maior.

Refere-se, obviamente, a uma pessoa menor ou maior de 18 anos.

A dica acima tem o apoio da modalidade culta da língua. Na informalidade o de menor e de maior é mais do que natural e aceito. Não cabe bem numa prova escolar ou exames, seja concurso, enem ou vestibular.

LIVRO DO PROFESSOR JOSAFÁ INÁCIO

Se não perco a conta, o professor Josafá Inácio da Costa está produzindo o quarto livro. 

Isso mesmo. Recentemente ele informou que está trabalhando num livro sobre a história de Upanema, numa espécie de volume 2.

Em setembro de 2011, ele lançou o livro Upanema - de povoado a vila. Conta nossa história desde os primeiros habitantes até um pouco antes da emancipação política. O lançamento foi na Casa de Show Portal do Sol.

O de agora continuará a narrativa até os nossos dias. Previsão de lançamento? Ainda este ano.

Os outros 

Os outros livros foram: Memorial do Seminário de Mossoró (2006) e Passos de uma caminhada (2017)

Passos de uma caminhada é autobiográfico.



PROVÉRBIO

Mais vale tico-tico no prato que jacu no mato.

CRÔNICA

 À janela

À janela é possível presenciar o mais presente que se desmancha em futuro em frações de segundos. Os invisíveis, como o vento, é força motriz para fazer balouçar árvores grandes e pequenas, ao longe e bem perto. Poeira que se solta do chão, mormaço que mormaça todos os dias pingados, são sentidos, se estamos à janela.

Olhamos o horizonte. Ah! Que beleza pura! Mesmo que aparentemente não seja dos mais belos, nuvens carrancudas, o horizonte não pode ser chamado de feio. Olho e vejo nuvens escuras, com pouco risco de claridão.

Há pássaros que rasgam os céus num vai e vem inquieto e com pios piados intermitentes. Outro risco no ar, branco, foi desenhado por outro pássaro, barulhento, que não canta, não pia, não se alimenta, nem bebe água, mas voa mais alto que os mais altos voos dos pássaros. O risco se dissipa aos poucos.

Um poste lá, da janela vejo. um que ainda clareia e já está perto de se apagar. Passou uma noite inteira espantando a escuridão e auxiliando os transeuntes a encontrarem o caminho.

Uma pessoa que vai encontra a outra que vem. Uma desabalada. a outra lenta, chicungunyada ou cansada mesmo.

Uma fumaça começa a se extinguir no ar, depois da tocação de fogo de um viciado em queimar gravetos. O dia vai chegando, num espante da madrugada e dando boas-vindas de um dia que chega, carregado de rotina e movimento.






quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

DICIONÁRIO UPANEMÊS

Reinar: Querer fazer algo em virtude de um sentimento incontrolável acompanhado de palpitações no corpo.

O Calepino Potiguar define assim: Ter impulso. Ruminar vingança. Ter vontade de fazer uma tentação. Malinar.

Quem nunca reinou neste mundo que atire a primeira palavra.

AULAS PRESENCIAIS NÃO TÊM DATA CERTA

É isso que devemos nos acostumar: aulas presenciais não teremos tão cedo. As condições sanitárias somadas ao que já está posto na cabeça das autoridades é uma soma que não permite a volta das aulas.

O que está posto na cabeça das autoridades é que não é possível haver aula utilizando o distanciamento, o uso da máscara e da higienização das mãos.

O porém

O porém é o que está na cabeça de grande parte da sociedade. Entre alunos, professores e pais já podemos observar uma inquietação acerca do não retorno. 

A essa altura, uma volta pela metade - um paliativo qualquer - é de bom tamanho. Se não for castigo é uma lição para quem rejeitava as aulas presenciais. Depois dessa aposto um pacote de bolacha preta que ninguém mais vai desejar que o professor não compareça à escola.

AQUELA DOENÇA

Segundo o INCA, câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo. (Dicionário de termos médicos, enfermagem e radiologia)

Há o do colo do útero, da pele, do pulmão, da próstata. 

Os cancerígenos químicos estão em quase tudo que ingerimos. Portanto, o combate é uma luta em que muitas vezes torna-se quixotesca, ou seja, são moinhos de ventos que estão lutando contra todos nós. O que é recomendado pelos médicos é que os exercícios fazem muito bem ao lado de uma refeição balanceada e longe de produtos químicos.

Origem da palavra

Latim cancer cancri. (Dicionário etimológico Nova Fronteira)

Eufemismo 

Os mais velhos usavam belas figuras de linguagem e não sabiam. Não pronunciavam a palavra câncer como se pegasse a doença somente ao dizer o nome. Quando se referiam ao câncer elas diziam "aquela doença".

Hoje é o Dia Nacional de Combate ao Câncer.




PROVÉRBIO

Mais vale quem Deus ajuda, que quem cedo madruga.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

NÃO GOSTO DE NADA GRATUÍTO

Numa rápida viagem pelas redes, deparamos com vários cursos gratuítos. 

O conselho que dou é que não queiram. Só aceitem se forem gratuitos.

CANCELAMENTO DO CARNAVAL

A prefeitura de Macau e outras, como Apodi, Areia Branca e Caicó, cancelaram a festa de momo, a mais popular do Brasil.

O motivo é o que todo mundo está pensando neste momento. O aumento da propagação do vírus mais famoso do século fez muitos prefeitos recuarem. 

Uma coisa não podemos nos esquecer: vai haver carnaval, mesmo sem patrocínio com o dinheiro do povo.

PROVÉRBIO

Mais vale pisado o pilão, do que comprado a tostão. (Pernambuco)

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Anteontem

Alguns dizem onteonte ontonte. Deixemos anteontem que soa bem mais leve aos nossos ouvidos.

QUE MISTÉRIO É ESSE?

Por que tanto apego ao dinheiro se todos são cônscios de sua fugacidade em tempo oportuno?

Vi ao longo dos dias as pessoas lutando de muitas maneiras, seja lícita ou não, para captá-lo, com unhas, dentes e coração.

É uma sanha desabalada em direção do metal que não há gritos do despertar das consciências que possam fazer ecoar dentro dos ouvidos e corações.

Uma hora é a loto em outros momentos os arriscamentos de placares e resultados dos futebois daqui e de outros mundos distantes. Às vezes, são times muitos desconhecidos, de nomes até impronunciáveis.

O que vale é captar. Um mistério a se explicar. Um algo para pensar.





PROVÉRBIO

 Mais vale o pouco da gente que o muito dos outros.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Beneficiente

Chama-se barbarismo um emprego de uma palavra erroneamente, seja na pronúncia ou escrita. Diz-se por aí récorde, rúbrica e tantas outras.

Assim, não existem aulas gratuítas e shows beneficientes. Mas aulas gratuitas e shows beneficentes.

FEIRA DE AGRICULTURA VOLTA

Feira volta depois de quase um ano

Depois de um ano ou quase isso, a Feira de Agricultura Familiar tem a presença na feira-livre das segundas-feiras. A volta foi na segunda-feira passada, dia 25 de janeiro.

A estreia da feira foi em 11 fevereiro de 2008.

Naquela época, havia em torno de dez bancas e uma variedade de produtos. Agora não chega a cinco bancas e poucos produtos à disposição do consumidor. O que não falta é vendedor do cafezinho, do mamão, manteiga e ovos.


VITÓRIA, VITÓRIA, VITÓRIA!

Com carreata e fogos, o time verde do Estado de São Paulo alegrou os torcedores daqui também. 

Com uma torcida maior do que a do Santos, o Palmeiras ganhou no sábado, 30, a Libertadores com um jogo feio e um gol bonito, mesmo com uma falha feia do marcador.

PROVÉRBIO

 Mais vale amigo na praça do que dinheiro na caixa.

domingo, 31 de janeiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

OLHOS

Alienação, perca de tempo, coisas para quem não tem o que fazer, são palavras dirigidas a quem curte os jogos pela TV. Apesar disso, os olhos de muitos upanemenses estão voltados para os jogos do futebol do Brasileirão, como todo o país do futebol. Há torcedores de toda qualidade, desde os fanáticos que chegam a "secar" um time adversário como se isso ajudasse em alguma coisa. A reta final promete muitas emoções para quem pode expor o coração pra essas coisas. Flamengo e Inter prometem uma boa disputa.

PERCA DE TEMPO

Tempo é ouro pra todo mundo. Para quem ainda não se firmou no chão na vida estudantil ou profissional o tempo vale mais que ouro.

Por isso, se tivessem mais juízo, não perderiam tempo com besteiras. Tornariam as redes sociais como aliadas e não adversárias ferrenhas.

HUMOR

Da folhinha do Sagrado Coração de Jesus

A menina de 12 anos, muito econômica, foi mandar revelar seu primeiro filme. Deram-lhe o preço para a revelação em uma hora e o custo mais barato se ela fosse buscar as fotos dali a três dias.

- E se eu deixar com vocês durante um mês? - perguntou. 

AULAS

A volta das aulas presenciais na rede estadual é fato do tipo "prego batido, ponta virada". Tão cedo não as teremos.


sábado, 30 de janeiro de 2021

LÍNGUA CERTA

O modo do falar formal, padrão, está a cada dia ficando fora do uso.

Tão falando por aí isso, aquilo. As coisas tá ruim.

É o desprezo explícito do falar formal. são pessoas com diplomas, em ambientes formais, agindo como pessoas que nunca pisaram na escola. 

Um dia a escola vai perder de vez o sentido de existir.

QUE PALAVRA!

Carbono: Elemento de número atômico 6, cristalino, de cor preta na grafite e incolor no diamante, cujos compostos constituem o objeto de estudo da química orgânica. Símbolo: C. (Aurélio)

Papel carbono - O papel carbono é um papel preto, que serve para reproduzir uma ou muito duas cópias. Nos tempos em que não havia impressora entre nós, o carbono fazia esse papel. Já o estêncil, produzia diversos.

Em sala de aula, o professor reproduzia as provas em estêncil. 

Passei a usar os verbos no passado porque hoje é raro encontrarmos um carbono ou estêncil.




RETORNO DAS AULAS

O retorno das aulas ainda serão de forma remota. Entendimento do governo do estado. Entendimento do Sinte.

As aulas remotas e precárias vão dar uma esticada até não sei quando. Se o ensino não era de qualidade, agora não se sabe que nome vamos dar.

PROVÉRBIO

Mais depressa se apanha um mentiroso que um capenga.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Os CDs e DVDs estão ficando pra trás assim como os discos e fitas no passado.

O que não podemos perder de vista é o plural daquelas abreviaturas.

25°C

25°C agora em Upanema. (Climatempo)

RETORNO DAS AULAS

O SINTE/RN  teve uma audiência ontem com a governadora do RN sobre o retorno das aulas presenciais na rede pública estadual de ensino. 

O único ponto de pauta da audiência foi a decisão do Governo de retomar as aulas presenciais da rede estadual na próxima segunda-feira, dia 3.

A SEEC/RN reforçou a posição de início do ano letivo de forma presencial já no dia 3, o que gerou um descontentamento dos dirigentes do sindicato presentes à audiência. 

A expectativa é que se retomem as aulas de forma remota e mais na frente, de acordo com a situação da pandemia, uma nova avaliação e discussão seja feita. (Informações do Instagram do Sinte)

O retorno das aulas nunca na história da educação foi tão comentado  e tão desejado.

Antigamente não era assim. Mas como nesse mundo velho temos que ver de tudo, estamos aí esperando e desejamos a volta das aulas presenciais.



PROVÉRBIO

 Mais baixa que soleira de espora.

CHUTES: UMA DICA PARA O ENEM

Os chutes nas provas são iguais para todos. 

Os chutes em provas são diferentes de chutes no futebol. 

No futebol, os bons profissionais são bons chutadores e chutam tão bem que a direção é certeira e culminará em gol. Às vezes golaço.

Nos exames em geral, chutar não é bom negócio. Por isso, mais uma razão de estudar. Estudar com método. Se agora no mais recente Enem não deu, mais adiante poderá dar certo. Aos jovens, principalmente, esses pitacos fazem muito bem.

MAIOR TORCIDA AMANHECE TRISTE

Todos os torcedores anti-flamengo do país formam a maior torcida. 

Quando o time fluminense ganha, a maior torcida sofre como se seus respectivos times tivessem perdido. 

Isso é um fenômeno aqui e em todo território nacional.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Uso do artigo definido

O artigo definido serve para esclarecer o gênero e o número dos substantivos. O aluno, o lápis.

Por isso, que o uso diante de nomes de pessoas são dispensáveis, porque quando me refiro ao meu amigo Pedro, o meu interlocutor sabe que faço referência a alguém masculino. Para quê dizer o Pedro, a Maria?

A língua admite um artigo somente para pessoas da intimidade. A Maria, o João.

Apesar de haver a regra que admite o artigo, não gosto de colocá-los antes de nomes próprios.

CHICUNGUNYA

Do site do MEC -27/01/2021

O vírus causador da chikungunya perdeu a capacidade de infectar, em 91%, ao ter contato com substância desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Em alguns momentos do teste, a redução da atividade chegou a 100%. A experiência ainda apontou que isso ocorre sem toxicidade para as células. O estudo foi publicado na revista científica internacional e de acesso aberto Frontiers.

A chikungunya é causada por um arbovírus, ou seja, é transmitida por mosquitos. Chega aos humanos pela picada da fêmea de Aedes aegypti, mesmo agente da dengue e da zika. A doença tem baixa letalidade — em 2020, o Brasil teve mais de 70 mil casos e 17 mortes —, mas se torna crônica em 43% dos infectados, podendo durar anos. Os principais sintomas são febre, dores intensas nas juntas, pele e olhos avermelhados, dores pelo corpo e de cabeça, náuseas e vômitos. (Assessoria de Comunicação Social da Capes)

O ano passado ela fez muitas vítimas. O número exato de pessoas não conhecemos, pois muitas delas não vão ao médico. É estrondoso a quantidade de pessoas que claudicam por causa daquela doença. Uns conseguem melhorar, mas outros nunca mais ficarão bom.


 

 

 

 

PROVÉRBIO

Macaco velho não trepa em galho seco.

TRATAMENTO COM IVERMECTINA

Associação Médica do RN defende tratamento precoce com ivermectina e outros contra a Covid

Do Agorarn em 26/01/2021

A Associação Médica do Rio Grande do Norte (AMRN) reforça que o tratamento precoce com medicamentos como ivermectina e cloroquina no combate à Covid-19 – usados desde o ano passado – interrompem o ciclo viral do novo coronavírus. 

Na tarde desta segunda-feira 25, o presidente da AMRN, Marcelo Matos, também apresentou outros medicamentos que podem ser utilizados antecipadamente no combate ao vírus, como a heparina, usada para tratar as complicações tromboembólicas que podem surgir com a doença. “Nós podemos usar a ivermectina e hidroxicloroquina na primeira fase da doença, além dos corticoides e heparina na segunda fase, em casos de complicações, eles são eficazes para interromper a replicação viral”, explica. 

De acordo com ele, o tratamento precoce já é utilizado, porém a categoria sofre com críticas por sua utilização. “A gente precisava divulgar isso porque foi politizado e propagado no país que não se deve utilizar esses remédios”, afirmou. A Associação também esclarece que o uso dos medicamentos pode evitar maior número de internação nos hospitais e que apesar da chegada da vacina, nem todos podem se vacinar no momento e esta é uma alternativa para as pessoas que optarem pelo tratamento. 

A opinião da associação é divergente de outros médicos e é politizada também por outros. Quem não pertence ao corpo médico e da ciência fica na dúvida. Na dúvida, tomemos. É como os ateus que podem praticar a virtude. E se os cristãos estiverem certos?

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Um senhor me pergunta:
Qual a diferença entre fui eu e foi eu?
Respondi: É que fui eu é certo e foi eu é errado.
Fui eu que fiz.
Foi ele que fez.

ALEGRIA

É flagrante a enorme alegria dos pássaros e das árvores  nesse período. 

Eles não param de sorrir do jeito deles. Alegres cantam em seus galhos os pássaros. Verdes, verdinhas, as árvores se mostram e encantam as pessoas que passam e dizem: aguam-se o ano inteiro, mas não produzem o efeito de um dia de chuva.

É a natureza que que argumenta fortemente e convence a qualquer um que esteja disposto a entender que as coisas naturais não têm pra ninguém. 

Retraem as chuvas, a alegria cessa.

PROVÉRBIO

Macaco quando não pode comer banana, diz que está verde.

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

PERSPECTIVA

Há perspectiva de um bom inverno e o consequente enchimento da barragem de Umari. Sua capacidade está acima dos 70%. Basta um inverno regular para que transborde.

PALAVRA CERTA NAS REDES

Nunca se viu tanto erro ortográfico e palavras trocadas como nos tempos atuais.

Quando as fontes de consultas eram os professores, os dicionários e as enciclopédias, havia uma preocupação dos "escreventes" em não errar pelo menos no item ortografia.

Agora nas redes sociais há um número descomunal de trocas de palavras ou erros ortográficos, mesmo que se tenha tudo num só lugar. No celular há quase todas as respostas que a humanidade faz. Temos muitos dicionários e enciclopédias à nossa disposição. Não podemos trocar cassar (impedimento em cargo) por caçar (procurar, perseguir ou apanhar animais).

E quando alguém escreve assim?

Onde já civil isso?

PROVÉRBIO

Macaco não enjeita coco.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

ENSAIO

Outro ensaio para a chegada do tempo chuvoso. Sentimos o cheiro de chuva há pouco.

QUESTÃO DA LÍNGUA

Fazem dez dias que não durmo direito

Para que durma tranquilo, diga: Faz dez dias que não durmo direito.

O verbo 'fazer,' em orações que dão ideia de tempo, não varia nunca. Mais um exemplo: Faz dois dias que não chove.

MARATONA NO ENEM

Na há milagres quando se trata de exames escolares, vestibulares, concursos, Enem.

Os maratonistas se dão bem. Os que começam a correr em cima da hora, não.

Foi o que ocorreu nos dois domingos de Exame Nacional do Ensino Médio.

PROVÉRBIO

Macaco de luva, sinal de chuva.

domingo, 24 de janeiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Ainda continuamos genuflexos diante dele. Ele não vai nos dar folga. Não vai arredar o pé tão cedo. Perturbou todo mundo no ano passado e promete atrapalhar a vida dos humanos por muito tempo. O ano letivo, a economia, tudo está em desassossego. Ele vai embora, mas não agora.

QUARENTA E UM

Janeiro já nos deu quarenta e um milímetros de chuva.

MATRÍCULAS NA REDE ESTADUAL

As matrículas na rede estadual somente em março.

TUDO INDICA

Tudo indica que não tenhamos aulas presenciais antes de junho.

TRABALHANDO

O professor Josafá Inácio continua trabalhando no seu segundo volume da história de Upanema. Quando sairá? Ele não tem certeza.

A DEUSA

A deusa vacina chegou. Muita gente está se curvando diante dela.

FRASE

Muita gente não liga para o coletivo, mas somente para o seu carro.

HUMOR

Sabendo que seu filho não era chegado a assuntos religiosos, a mãe estranha ao ver Juquinha ajoelhado no quarto, ao lado da cama, de mãos postas.

- O que está fazendo, meu filho?
- Rezando para o Rio Amazonas vá para a Bahia - responde o menino.
- Mas por que?
- Por que foi isso que eu escrevi na prova de geografia.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

QUSTÃO DA LÍNGUA

Tampouco e tão pouco

É usado tampouco quando queremos reforçar uma negação.
Não sabe falar, tampouco escrever.

A expressão tão pouco quando intensificamos a palavra pouco.
Com tão pouco saber, como quer passar no concurso?

São palavras bastante parecidas que requerem mesmo do falante do vernáculo um pequeno esforço para aprender. É a riqueza da nossa língua e não o "pra quê essa besteira?"



CONSOLIDADO?

Ainda é cedo para se dizer que o inverno está consolidado. Os estudiosos do tempo dizem que vai ter chuva mais ou menos dentro da média. O mundo está pra chuva.  E começou a pingar. Esperemos!

ÁGUA NO BICO

O provérbio "lua com circo (círculo), água traz no bico" diz muito sobre as crenças populares na experiência sobre as chuvas baseadas na observação da natureza.

PROVÉRBIO

Lua de mel, lua de fel.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

DICA DA LINGUAGEM

Bouquet: Galicismo dispensável, uma vez que o vernáculo possui ramalhete e ramilhete. Ou então, podemos aportuguesar para buquê.

Ela gosta das flores que eu mando
E o cartão que eu escrevo 
Sorri quando lê
A minha usa flor no cabelo
Será que essa flor 
Não é do mesmo bouquet?

O trecho acima conta a história de dois amigos que relatam enredos semelhantes de encontros com uma namorada.

É da canção "Papo de esquina", de Roberto Carlos e Erasmo. A palavra em questão traz bouquet. É uma palavra francesa. E quando a usamos, dizemos que é um galicismo.

POUCA GENTE ACREDITA NISSO

Experiências populares sobre chuvas ao longo dos tempos

● Se cair tanajura e se não chover em cima dela, faz verão, nem que seja por alguns dias. Se cair chuva em cima, aí logo o inverno vai pegar.;

● Se formigas da lagoa se mudam, haverá chuva;

● Quando os cupins revestem suas casas, está próximo o inverno;

● Feijão bravo carregado, é sinal de bom inverno;

● Caboré cantado de noite: chuva;

● O sapo é um bom adivinhador de chuva. Se ele canta, é chuva na certa;

● Se a rã canta ou rapa, como preferem alguns, ela está dizendo que logo, logo vai chegar chuva.

● Se o enxu tem muito mel e fio, haverá chuva.

As experiências acima foram detalhadas por um experiente agricultor. Ele disse que tudo isso aconteceu desde o começo do ano de 2007. E se confirmou nos dias do carnaval.


CHUVA DE ONTEM

A boa chuva de ontem à noite cedo foi de 30mm.

RUDIMENTOS SOBRE A LUA

Satélite natural do planeta Terra; não tem luz própria e reflete a do Sol. É o corpo celeste mais próximo da Terra, de onde dista, em média, 384.400 km, atingindo 408.200 no apogeu e 357.200 km no perigeu. Em termos de comparação com a Terra, o seu raio equivale a cerca de 3/11 do terrestre, ou seja, 1.737 km; o seu volume, a 1/50; a sua massa, a 1/81; a sua densidade, a 3/5, isto é, 3,3; e a sua gravidade, a 1/6 da terrestre.  (Enciclopédia Brasileira Globo, volume 7)

As informações acima são ainda dos anos 70, século passado. Pode ser que tenha havido novas descobertas.

São informações científicas, mas não fica proibido de descrermos dessas informações, já que as ditas provas não provam nada. Até mesmo a ida do homem à lua não é objeto de dúvida de muita gente. Para comprovar, é só perguntar a qualquer pessoa e veremos que muitas não acreditam até mesmo como artigo de fé.

PROVÉRBIO

Lua com circo (círculo), água traz no bico.

VACINA E FÉ

Virou questão de fé o ato de vacinar ou não. Há os que acreditam do íntimo da alma que a vacina o salvará da doença.

Há também os que não acreditam que haja eficácia ou mesmo que possa haver efeitos negativos. E por isso, não tomarão.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

CHUVA FORTE

Chove forte agora e um mundo de chuva daquele tamanho aqui na cidade.

QUESTÃO DA LÍNGUA

Bocejar ou boquejar?

Há alguns anos, uma pessoa que estudava inglês com um estrangeiro me fez a seguinte pergunta:

Qual o certo? Boquejar ou bocejar?

Antes que eu dissesse algo, ele me explicou, questionando o que discutiu com o estrangeiro. Era uma das dúvidas que ele tinha sobre as duas palavras.

Boquejar: Falar baixo. Falar mal de.

Bocejar: Dar bocejos. Dizer por entre bocejos, ou com enfado.

Bocejo: Abrimento espasmódico da boca. (Aurélio)

As duas palavras são corretas, mas com sentidos diferentes.

Depois de dá um sermão, nossas mães costumavam dizer: "E não boqueje!" Ou seja, não fique nem resmungando.




VACINA VIRA HISTÓRIA

Agora esquecemos os números dos doentes para darmos atenção à chegada da vacina na cidade, o primeiro a tomá-la, a prioridade e o calendário.

Se fosse há trinta anos atrás nem se discutia se tomaria ou não. Se houvesse alguma reação, estava sem jeito. Agora temos a opção de não querermos tomá-la? Ou não?

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Auscultar e escutar

Duas palavras de sentidos diferentes, mas têm uma relação entre si. 

O médico ausculta o paciente e em seguida escutamos o que ele auscultou através do auscultador (aparelho)

A PROPÓSITO, O QUE É CLIMA?

Conceito geral: É o conjunto de fenômenos meteorológicos que caracterizam o estado médio da atmosfera num determinado ponto da superfície terrestre.

Conceito técnico: São as condições meteorológicas para o mês e para o ano, calculadas sobre um período de 30 anos. Resolução da Comissão Climatológica das Organização Meteorológica Internacional

(Enciclopédia Brasileira Globo, volume 4)


TEMPO

O tempo agora em Upanema está pra chuva. O clima nosso é o mesmo. O tempo é que muda, me disse um estudioso do assunto.

QUESTÕES DO ENEM

"Também o papel da escola é dá acesso à norma culta para os alunos".

Estava eu escutando um avaliador da prova de linguagens do Enem, quando ele disse a frase acima. Era um comentário que fazia de uma questão.

Não estranhei porque há muito tempo percebi que esse mundo está mesmo virado pelo avesso. Algo que era até há alguns anos de uma maneira, agora é totalmente o contrário.

Falo para os alunos que eles e os pais conhecem e dominam desde criancinhas a norma popular. É aquele jeito de falar que ninguém precisa de frequentar uma escola para aprender. Para aprender a falar basta nascer e com boa saúde.

É na escola que aprendemos a norma culta. Ela tem o dever de ensiná-la como prioridade e não o contrário, como disse o autor da frase que abriu esse texto.

Também o papel da escola é dá acesso à norma popular para os alunos. 

Deve ser, na minha opinião, a frase correta. Não podemos desprezar o falar dos alunos, oriundo de suas casas. A escola ensinará a norma culta e dirá que as duas são importantes em contextos diferentes. 


PROVÉRBIO

A formiga quando quer se perder, cria asas.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

QUESTÃO DA LÍNGUA

Atender ao telefone

O valor e o sentido da preposição a é muito interessante. Na frase acima, ela tem o sentido de aproximação.

Por isso é que devemos dizer "fulano está ao telefone" e não "no telefone". Se estivesse no telefone, estaria dentro dele. Mesmo aqueles mais antigos não caberiam uma pessoa dentro.

A expressão "atender ao telefone" é muito antiga e mais adequada aos telefones fixos.

ABSTENÇÃO

Mais da metade dos inscritos não compareceram ontem ao primeiro dia de prova do Enem. 

Os motivos parecem ser claros: o medo da doença e o despreparo. Uma coisa puxou a outra. Se estivesse tudo em paz, o número de abstenções teria sido mínimo.

Aqui em Upanema somente quatro ônibus foram para Mossoró. E estavam vazios, segundo informações. 

REDAÇÃO DO ENEM: REPERCUSSÃO

O tema da redação de ontem do Enem será um dos assuntos mais discutidos hoje e nesta semana. 

O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira, foi o tema.

O que é um estigma?

É uma cicatriz, uma marca. Quando alguém é estigmatizado, ele sofre por aquilo. Alguém que tem a marca de "ser doido". Provavelmente seria esse norte do texto da redação. 

Essa é apenas uma lembrança que eu teria, caso tivesse feito a redação ontem. Por não conhecer os textos de apoio, não dá para ter uma ideia mais segura do que poderia ser um bom texto.

PROVÉRBIO

Brincadeira tem hora e não é pra ser agora.

domingo, 17 de janeiro de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

TEXTOS ANTIGOS

O ferro 

O ferro é um metal duríssimo, resistente e muito pesado. É o metal mais útil que se conhece pelas suas variadas aplicações. É cinzento-azulado e flexível

Dele é que se fazem todas as ferramentas, todos os instrumentos da lavoura e da indústria, máquinas de todas as espécies, locomotivas, trilhos, vagões, automóveis e navios.

O Brasil possui uma reserva de ferro capaz de abastecer o mundo inteiro, durante centenas de anos. 

As maiores jazidas de ferro brasileiro estão no Estado de Minas Gerais. 

O ferro bruto ou minério de ferro, como é chamado, depois de extraído das jazidas ou minas, é levado para as usinas onde se transforma em ferro fundido ou em aço.

O aço, que é o ferro puro, serve para o fabrico de lâminas, de molas, de utensílios domésticos, de chapas usadas na construção de embarcações e veículos.

Para purificar o ferro, transformando-o em aço, emprega-se o manganês, , outro metal encontrado em grande quantidade no Brasil: esse minério é também usado no fabrico do vidro.

O ferro exposto à umidade cobre-se de ferrugem. Evita-se a ferrugem pintando-se o ferro com uma camada de óleo ou de piche, ou cobrindo-o com uma camada de zinco ou de estanho. Coberto de zinco, tem-se o ferro  galvanizado. Coberto de estanho, tem-se o ferro estanhado, mais conhecido pelo nome de lata.

(Infância Brasileira, terceira série primária)

O texto acima contém algumas informações bastante primárias e infantis, pois foi extraído de um livro de terceira série primária. Era no tempo em que um livro desse tipo era uma riqueza numa casa.

Apesar da infantilidade das informações, há algumas que muita gente de anel no dedo não sabem e nunca irão saber.

 HUMOR

- Pai, ajudei você a economizar dinheiro.
- Quem diria! Como foi isso?
- Pai, você se lembra que me prometeu mil reais se eu passasse de ano?
- Lembro, filho.
- Pois pode guardar a grana.

PROVÉRBIO

Longe dos olhos, longe do coração.

sábado, 16 de janeiro de 2021

UMA DICA PARA A REDAÇÃO DO ENEM

Procure escrever frases curtas.

Frases longas podem deixar você cansado e ficar no meio do caminho.

QUE PALAVRA!

Carancho: Ave falconídea diurna, semelhante ao gavião; caracará, carcará. (Aurélio)

É conhecido por aqui por carcará.

PROGRAMA NA WEB RÁDIO INDEPENDÊNCIA

Logo mais às nove horas estaremos no programa dos sábados na Webrádio Independência.

Hoje teremos as participações dos professores Diógenes e Waguinho. O foco é o 

Enem.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

PROVÉRBIO

Lixo é o que não presta.

O QUE SE DIZ, O QUE SE ENTENDE

Revista Isto é - 18/12/2020

Bolsonaro sobre vacina da Pfizer: ‘Se você virar um jacaré, é problema seu’.

O presidente Jair Bolsonaro questionou os possíveis efeitos colaterais das vacinas contra o coronavírus, tomando como exemplo a da Pfizer/BioNtec, e afirmou que não há garantia de que ela não transformará quem a tomar em “um jacaré”.

“Lá no contrato da Pfizer, está bem claro nós (a Pfizer) não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral. Se você virar um jacaré, é problema seu”, disse Bolsonaro, que questionou em várias ocasiões as vacinas e a gravidade da pandemia que já deixou quase 185 mil mortos no Brasil.

“Se você virar Super-Homem, se nascer barba em alguma mulher aí, ou algum homem começar a falar fino, eles (Pfizer) não têm nada a ver isso. E, o que é pior, mexer no sistema imunológico das pessoas”, continuou Bolsonaro em evento realizado nesta quinta-feira na Bahia.

O jacaré aí deve ser tomado como um símbolo e não algo literal. O jacaré simboliza qualquer efeito colateral e não a mudança de gente para jacaré, caso tome uma vacina.


quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

PROIBIÇÃO DA REALIZAÇÃO DO ENEM

Um argumento forte para haver o Enem é o recurso da comparação. 

Onde houver proibição do Enem e não da abertura de bares e restaurantes, por que proibir um e não outro?

Há casos que a permanência das pessoas em bares e restaurantes é equivalente ao tempo que os alunos passarão na sala. E há ainda uma desvantagem: nos bares e restaurantes as pessoas permanecem sem máscara. Na sala de provas a máscara é obrigatória e o álcool gel é disponível.

LÍNGUA FIGURADA E NÃO FIGURADA COMO PROBLEMA

A língua oferece muitas formas de expressão. A figurada tem causado problemas na vida de muitas pessoas.

Conotação e denotação

Quando empregamos uma palavra fora do uso literal, dizemos que é conotativa, ou seja, figurada. 
Flor pode não ser flor se for usada conotativamente. 
Flor é flor se usada denotativamente, ao pé da letra. Dicionarizada.

Se eu te chamar de probrezinho, pode ser que não esteja chamando de pobrezinho, mas de rico. Na língua portuguesa isso é ironia.

Todo uso da ironia é um risco. Devemos ter cuidado quando usarmos uma.

MANHÃ

A manhã entre nublada e sol forte.

PROVÉRBIO

Lenha verde mal se acende.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

LÍNGUA CERTA

A língua formal prega algumas peças contra os falantes. A mais comum é o uso da palavra obrigado.

Percebi que eram as mulheres que mais caíam na armadilha. Muitas erram por desconhecimento. Entretanto, vi recentemente homens utilizando erradamente também por puro desconhecimento do uso adequado do "obrigado."

Ao agradecer às pessoas que o parabenizavam numa rede social, um homem respondia às mulheres "obrigada", e "obrigado" aos homens.

Há esse pensamento no meio de muitos falantes. 

A regra é simples: Quando os homens agradecem, devem responder "obrigado". Quando as mulheres agradecerem, devem responder "obrigada". 

VACINA PARA PROFESSORES

Do blog de Thaisa Galvão de hoje Fátima volta a pedir inclusão dos professores nos grupos de prioridades da vacina e ministro da Saúde acena...