sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

NO TRÂNSITO

Ele sai logo de manhã, apressado. a maioria das vezes não dorme em casa. Onde será que ele passa as noites?

Sua rotina é mais ou menos assim: De manhã cedo chega e vai logo direto comer alguma coisa. Bebe água, raras vezes. Passa alguns instantes e volta de novo para comer. Seu novo colega que encontrou está ao seu calcanhar atrás de comida também. Passa alguns instantes ao redor da casa e volta para dormir um sono pesado, prolongado. O dia passa e ele dormindo. Algumas vezes vai embora e só volta de tardezinha. 

O que o difere dos outros é sua habilidade no trajeto da rua para casa. É hábil no andar e no atravessar as ruas. Atravessa em ziguezague num andar ou pular rápido. Quando presencia o perigo para, e espera que os automóveis passem para atravessar. Não anda na pista como as pessoas normalmente fazem. Não compreende que as calçadas foram feitas para andar pessoas, mas entende, lá do alto de seu instinto, que há perigo na pista. O barulho das motos e carros é ameaçador. Age rápido, afastando-se das pessoas e qualquer coisa que possa parecer perigo.

Assim vive ele. Corre para chegar em casa, pois é lá que encontrar refúgio. E não se esquece da atenção na rua. Entende que os perigos estão mais lá do que no refúgio da casa. Só sai de casa porque precisa ver gente, coisas e o outra maravilhas do mundo. Sabe de lições, como a do trânsito, que muita gente ainda não aprendeu.

Nenhum comentário:

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

LEMBRANÇAS DAS COPAS - A primeira copa de futebol que a minha memória alcança é a de 1974. Tenho reminiscências de alguns nomes de jogadores...