segunda-feira, 29 de abril de 2024

ALERTA AMARELO

Upanema está entre as cidades em alerta amarelo, com chuvas de até 50mm/dia. Informa o Inmet. 

DEZESSEIS

São dezesseis centímetros para sangrar a nossa barragem.

PALAVRA CERTA

Ou fulano!
O uso da interação ô ou ó está entre as que mais as pessoas utilizam erroneamente. 

Dizem assim: "Ou minha querida!"

Luiz Antonio Sacconi escreve em sua "Nossa gramática":

Alô! Olá! Psiu! Hei! Ô ou Ó, Socorro!

Indicam apelo ou chamamento.

No mesmo nível está o "ah!"

Os falantes dizem "há" no lugar de "ah".

No trecho de "Trem de ferro", de Manuel Bandeira, ocorre o uso dessa interjeição:

Oô...
Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pasto
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
De ingazeira
Debruçada
No riacho
Que vontade
De cantar!

CHUVA PASSAGEIRA

Chuva passageira nesta tarde de segunda.

PROVÉRBIO

A continuação em tudo vale muito e o tempo descobre o melhor.

SONO

O sono é essencial e permite que o organismo reponha as perdas do dia e se reabasteça de energia. As necessidades variam de uma pessoa para outra, mas, geralmente, o mínimo satisfatório é de oito horas por dia para um adulto; as crianças necessitam de um sono mais longo e cochilos durante o dia, e os idosos precisam de cinco ou seis horas, apenas.

A insônia é comum na população adulta e, geralmente, é causada por problemas simples. Entretanto, em alguns casos, necessita de tratamento, pois, dependendo de sua evolução, pode acarretar novos problemas de saúde. (Dicionário de Termos Médicos, Enfermagem e Radiologia).

Apesar de estar na consciência de todos a convicção de que necessitamos do reabastecimento da energia corporal, muita gente relaxa nesse item.

Geralmente quem mais negligencia essa prática do sono são os adolescentes.

Muitas vezes aparecem na sala de aula com ares de quem não dormiu as horas necessárias. Outros nem sequer chegam na primeira aula.

Alguns problemas de cunho psicológico e/ou de aprendizagem seriam resolvidos apenas com uma boa noite de sono.




domingo, 28 de abril de 2024

DOMINGO

HISTÓRIA DE PEDRO MALASARTE

O Padeiro pão-duro

Um belo dia, Pedro Malasartes resolveu aprender a arte de fazer pão. Para isso, tratou de arranjar um emprego em uma padaria. Seu pai havia morrido e ele tinha de trabalhar. Infelizmente, o dono da padaria era muito pão-duro, o que fica muito feio para um padeiro, com contando cada tostão e nunca deixando um empregado seu comer uma rosquinha durante o trabalho.

Pedro Malasarte trabalhava de sol a sol - quer dizer, desde que o sol se punha até ele nascer de novo, pois o ofício dos padeiros é à noite, quando todo mundo está dormindo. Se assim não fosse, como é que a gente ia comer o pão quentinho pela manhã?

Nosso herói recebia como pagamento três moedinhas e um pão dormido, o que era muito pouco diante do muito que trabalhava.

Lá pelas tantas, vendo que, por mais que se esforçasse, o dono da padaria não tinha a menor intenção de lhe melhorar o salário, Pedro Malasarte começou a fazer das suas.

Certa noite, chegou a sua vez de peneirar a farinha de trigo para fazer o pão.

Acontece que estava muito escuro e havia acabado todo o querosene com que se acendia o lampião. Já fazia três dias que os pobres empregados do padeiro pão-duro estavam trabalhando no escuro!

Pedro Malasarte pediu uma vela.

- Ora, vamos, se quer claridade, vá peneirar a farinha à luz da Lua! - retrucou o carrancudo patrão.

E tratou de ir dormir.

Pedro Malasarte não teve dúvida: foi para o meio da rua, onde o luar estava bem claro, e ali peneirou a farinha toda.

De manhã, ao abrir a janela, o pão-duro do seu patrão arregalou os olhos: lá estava sua preciosa farinha no meio da rua, soprada pelo vento e molhada pelo orvalho!

Correu para baixo. Pedro Malasarte estava tranquilamente sentado à porta.

- Como é que você, seu maluco, me peneirou a farinha no meio da rua? - foi perguntando o dono da padaria.

- Só obedeci ao que o senhor mandou - respondeu Pedro Malasarte. - Estava muito escuro e fui procurar um lugar onde a lua clareasse.

O patrão bufou de raiva:

- Minha freguesia não vai ter pão hoje, mas você vai ver só uma coisa! Vou levar você ao rei!

E pegando-o pelo braço, foi com ele ao palácio.

Na hora da audiência, o avarento padeiro desfiou um rosário de queixas e lamentações, contando como Pedro Malasarte até então só lhe dera prejuízos. E por último, fora peneirar a farinha no meio da rua!

Enquanto ele falava, Pedro Malasarte ia arregalando os olhos, arregalando cada vez mais os olhos, arregalando-os tanto que o lamuriento padeiro, assustado, perguntou-lhe:

- Que diabo você está fazendo agora, com esses olhos enormes de coruja olhando para mim?

- Não disse que eu ia ver uma coisa? - explicou Pedro Malasarte. Estou arregalando bem os olhos para ver o que vai me mostrar!

O rei e seus ministros, que já conheciam a fama de pão-duro do padeiro, soltaram uma grande gargalhada e o soberano sentenciou:

- Amigo padeiro, com Pedro Malasarte está mal de vida. Pague-lhe uma moeda de ouro por dia que ele trabalhou até aqui e deixe-o ir em paz. E ai de você se alguém vier se queixar do seu pão-durismo!

Daquele dia em diante, muito a contragosto, o avarento padeiro tratou de aumentar o salário dos seus empregados e nunca deixou de dar um pão a um pobre que lhe pedisse.

Sabem do que mais? Começou a ser tão querido que as pessoas o cumprimentavam na rua e lhe desejavam felicidades. Só então compreendeu que tinha mais lucro sendo generoso do que antes, quando era pão-duro.

E acabou muito amigo de Pedro Malasarte, em cuja casa nunca mais faltou pão quentinho todas as manhãs. (Do livro "As aventuras de Pedro Malasarte", de Sérgio Augusto Teixeira).

Estilo Pedro Malasarte - A esperteza do personagem está encarnada em muitas pessoas.

Na história acima, até que sua esperteza não foi daquelas que é um comportamento reprovável. Muito pelo contrário: o padeiro, com a fama que tinha de pão-duro, teve que mudar.

 

 


sábado, 27 de abril de 2024

QUE PALAVRA!

Tamarindo

Fruto do tamarindeiro, de polpa ácida e comestível. (Soares Amora)

Árvore frutífera e o seu fruto. Também se diz tamarino. (Antenor Nascentes)

Árvore das leguminosas, de frutos comestíveis, do mesmo nome; tamarindeiro.

Árvore da família das leguminosas; o mesmo que tamarindeiro, tamarineira, tamarineiro, tamarinheiro e jubaí; o fruto dessa árvore.

Tamarina/tamarinda - Na Paraíba (a primeira) e na Bahia (a segunda) também chamam assim ao tamarindo (árvore e fruto). Tamarindo vem do árabe 'tamr al-Hindi' (tâmara da Índia). Moraes Moreira registrou: "E como o doce não esquece a tamarinda/essa beleza só finda/ quando a outra começar,/vai ser bem feito nosso amor daquele jeito,/nesse dia é feriado, não precisa trabalhar." Pão e poesia, Moraes Moreira/Fausto Nilo. (Dicionário do Nordeste)

Tamarindeiro, tamarineira, tamarinda. Árvore do Nordeste. Mulher de vestido largo que dá sombra para todo o mundo. Acolhedora. (Calepino Potiguar).

Entre nós dizemos: pé de tamarina. Quanto ao fruto é tamarina também. Tomamos suco de tamarina.


 

 


quinta-feira, 25 de abril de 2024

DEZESSEIS

Faltam apenas dezesseis centímetros para a barragem "Jessé Pinto Freire" - barragem de Umari - sangrar.

CHUVA DE ONTEM

Apenas quatro milímetros.

UM ARCO

Um arco-íris apareceu ontem, no fim da tarde, para "limpar nossas vistas", como se diz quando contemplamos algo belo.

PROVÉRBIO

A consciência é o primeiro juiz das obras.

COISAS QUE INCOMODAM

Alergia 

Estado de sensibilidade anormal do organismo a certas influências externas e a substâncias como: pó, pólens, alimentos, caspa animal, cosméticos, tintas, pelos, tecidos, produtos químicos, determinados alimentos etc. Inicialmente dava-se a esse fenômeno o nome de hipersensibilidade. (Dicionário de Termos Médicos, Enfermagem e Radiologia).

A alergia tem maltratado muita gente. 

Há quem viva fugindo dela diariamente, mas ela não deixa sossegado.

A variedade é grande de produtos alérgicos. Para cada pessoa, um tipo ou mais.
 

quarta-feira, 24 de abril de 2024

DEZESSETE

A medição do que falta para a sangria da barragem de Umari continua.

Agora faltam dezessete centímetros. 

Parece pouco, mas falta muita água ainda para entrar naquele reservatório para a notícia afirmativa da sangria.

PREVISÃO

As previsões do tempo apontam para parcialmente nublado. Pouca chuva.

Os últimos dias têm sido assim.

PROVÉRBIO

A consciência de cada um é o mais certo juiz de suas obras.

UM POUCO DE QUÍMICA

Análise imediata 

A maioria dos materiais que encontramos na natureza é impura. A purificação das substâncias é feita por processos denominados processos de análises imediatas.

Catação - Este processo é empregado quando os fragmentos dos componentes são grandes e distintos e podem ser separados com a mão ou com uma pinça.

Exemplo: Escolher feijão.

Ventilação - Processo empregado quando um dos componentes é muito leve em relação aos outros e pode ser levado por uma corrente de ar.

Exemplo: Separação da casca de arroz.

Levigação - Neste processo, o componente mais leve é arrastado por uma corrente líquida, geralmente água, ficando separado do componente mais pesado.

Exemplo: Separação de pedra triturada e areia.

Peneiração - Processo empregado quando os grãos de um dos componentes são maiores que os de outro componente. Assim, a peneira é tal que deixa passar os grãos menores e não deixa passar os demais.

Exemplo: Separação de pedras e areia.

Flotação - O sistema é preparado com um líquido de densidade intermediária em relação aos componentes da mistura; assim, o componente mais leve flutua, enquanto o mais pesado se deposita no fundo do recipiente.

Esse processo pode ser usado na separação de certos minérios que absorvem óleo e não são molhados pela água; assim, flutuam, enquanto os outros vão para o fundo do recipiente.

Exemplo: Areia+serragem.

Dissolução fracionada - É adicionada à mistura um líquido que dissolve apenas um dos componentes. O componente não dissolvido é separado por filtração, depois o solvente evapora, resultando no componente dissolvido.

Exemplo: Sal+areia.

(Do Manual de Química - Difusão Cultural do Livro)

Todos os ditos acima descritos pela ciência, são executados na vida cotidiana de pessoas trabalhadoras, seja na construção civil, seja o agricultor ou a dona de casa quando cata o feijão e escolhe os bons e joga fora os que não prestam.




terça-feira, 23 de abril de 2024

AGORA FALTAM VINTE E DOIS

Ainda faltam vinte e dois centímetros para o transbordamento das águas da barragem de Umari.

Tem sido uma luta medonha a sangria daquela barragem.

Tem custado muitas postagens, muitos comentários e até notícias desencontradas.

Mas

Ainda dá tempo sangrar até mais de uma vez.

PROVÉRBIO

A condição tíbia desapercebe o entendimento.

segunda-feira, 22 de abril de 2024

BARRAGEM DE UMARI ACUMULA 95,36% DA SUA CAPACIDADE TOTAL

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), realiza o monitoramento dos principais reservatórios responsáveis pelo abastecimento e atendimento às diversas necessidades de uso dos municípios potiguares. 

O Relatório dos Volumes dos Principais Reservatórios do RN, divulgado nesta terça-feira (16), indica que a barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 279.238.166 m³, percentualmente, a 95,36% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. 

No ano passado, o reservatório completou 100% da sua capacidade no dia 09 de abril. (Do Igarn)

BARRAGEM DE UMARI AINDA NÃO SANGROU ESTE ANO

Contrariamente ao que muita gente disse, a barragem "Jessé Pinto Freire" não sangrou ontem.

CHUVA DE ONTEM

Quarenta e três milímetros de chuva a boa chuva de ontem entre a tarde e noite.

GRANDE CHUVA

Ontem no final da tarde, mais uma chuva grande, prolongada e com paradas, além dos trovões, relâmpagos e com direito àquela faltazinha de energia rápida.

PROVÉRBIO

A mentira faz amigos e a verdade, adversários.(Provérbio atribuído ao poeta e dramaturgo romano Terêncio e citado por Machado de Assis em "Crítica & Correspondência").

DIA DO DESCOBRIMENTO

O descobrimento do Brasil aconteceu num momento de euforia em Portugal, com a descoberta quase concomitante do caminho para as Índias. Portugal, assim como a maioria dos países europeus, tais como França, Inglaterra e Países Baixos, estava em busca, de um lado, de produtos para serem comercializados, e, de outro, de mercados consumidores. (A história do Brasil para quem tem pressa).
 

domingo, 21 de abril de 2024

DOMINGO

PERSPECTIVA 

Com a chuva da tarde, é muito provável que a barragem de Umari sangre ainda hoje.

AMANHÃ TAMBÉM É DATA IMPORTANTE 

Amanhã é data importante na história do país.

FERIADO 

Dia feriado hoje. Como é domingo, poucos relembram. Se fosse um dia entre a segunda-feira e sexta, era mais fácil alguém perguntar: 

Por que é feriado hoje?

Em Minhas Gerais, a cruel política tributária imposta pela metrópole, como a implantação de pedágios e alfândegas, a criação das Casas de Fundição e a proibição da circulação do ouro que não tivesse sido fundido e, portanto, tributado, será responsável por, pelo menos, duas revoltas coloniais: a revolta de Filipe dos Santos (Vila Rica, 1720), no período inicial da mineração, e a Inconfidência Mineira. (A história do Brasil para quem tem pressa).

TARDE DE JOGO E CHUVA

Agora chove na cidade. Segue o líder e o curso das chuvas de abril.

Estado de indiferença, em que um indivíduo não responde aos estímulos da vida emocional, social ou física, caracterizado pelo desinteresse geral, pela indiferença ou insensibilidade aos acontecimentos; falta de interesse ou de desejos.(Dicionário de Termos Médicos, Enfermagem e Radiologia)

Esse estado de indiferença não é doença, mas é sintomas de alguma ou algumas.

Entretanto, qualquer falta de interesse por tal e tal coisa não significa que isso é um sintoma. Como exemplo, a falta de interesse pelo estudo muitas vezes é por causa da falta de base em séries anteriores. Se o aluno percebe que não está entendendo nada, perdido nas aulas, fica desinteressado. Ou pode não acreditar em sua potencialidade ou até mesmo no sistema de ensino.

A apatia é uma das coisas ruins que muitas pessoas carregam na costas.

BARRAGEM

Faltam apenas  vinte e oito centímetros para a sangria da barragem de Umari. Informação de Dedé.




sábado, 20 de abril de 2024

CHUVA DA TARDE

Dez milímetros.

CHOVE AGORA

Chove forte agora em Upanema.

VINTE E NOVE CENTÍMETROS PARA A SANGRIA

A barragem "Jessé Pinto Freire" está por um triz para sangrar.

Agora faltam somente vinte e nove centímetros.

QUE PALAVRA!

Galga

Fem. de galgo. Cão de pernas compridas e esguio, muito empregado em caça de lebres. Esguio, magro. (Soares Amora)

Cão de talhe elevado, pernas longas, focinho afilado e muito ágil. (Aurélio)

Cão esguio e de pernas altas e finas. (Antenor Nascentes).

Encontramos a palavra "galga" em "Contos fluminenses", de Machado de Assis, mais especificamente no conto "Miss Dollar".

O autor discorre sobre a personagem principal dando muitas voltas e possíveis especulações dos leitores. Seria "uma inglesa pálida e delgada, escassa de carnes e de sangue, abrindo à flor do rosto dois grandes olhos azuis e sacudindo ao vento umas longas tranças loiras".

Mais adiante, o autor contínua:

"Suponhamos que o leitor não é dado a esses devaneios e melancolias; nesse caso imagina uma miss Dollar totalmente diferente da outra. Desta vez será uma robusta americana, vertendo sangue pelas faces, formas arredondadas, olhos vivos e ardentes, mulher feita, refeita e perfeita. Amiga da boa mesa e do bom copo, esta miss Dollar preferirá um quarto de carneiro a uma página de Longfellow, coisa naturalíssima quando o estômago reclama, e nunca chegará a compreender a poesia do pôr do sol".

Para concluir:

"A descoberta seria excelente, se fosse exata; infelizmente nem esta nem as outras são exatas. A miss Dollar do romance não é a menina romântica, nem a mulher robusta, nem a velha literata, nem a brasileira rica. Falha desta vez a proverbial perspicácia dos leitores; miss Dollar é uma cadelinha galga".

quinta-feira, 18 de abril de 2024

TRINTA E CINCO

Pela medição de hoje pela manhã, a sangria da nossa barragem está a trinta e cinco centímetros para sangrar.

Basta um empurrãozinho que vai.

TÉCNICA DE VENDA E APRENDIZAGEM

A técnica da repetição produz um efeito pra lá de eficiente nas cabeças das pessoas.

É uma técnica muito usada no comércio e aos poucos desprezada nos meios escolares.

No meio escolar muitas coisas aprendemos através da técnica da repetição dos conteúdos através dos exercícios, tanto orais quanto escritos. Na música não é diferente. As notas musicais são aprendidas e apreendidas através da infalível e exaustiva repetição.

De tanto nossa mãe repetir que deveríamos fazer o bem e não o mal, decidimos nosso futuro.

Nossa civilização está repetindo que certas coisas devem ser assim e não assado. Uma delas é que não devemos repetir para aprender. Repetem tanto essa ideia que muita gente está aprendendo isso. Hilário, não?

Nas vendas há o "compre, compre, compre", estilo Ciro Bottini.

Na feira-livre, não falta um vendedor gritando que sua mercadoria é boa, de primeira e barata: 

"Se eu estivesse comprando, eu compraria esta laranja. Não é doce, porque se fosse doce eu estaria dizendo que comprasse o doce".

"A batata é boa e barata", diz o vendedor na banca de feira.

Outros gritam o nome ou nomes da empresa dos chips. Em seguida, diz o preço que  é "bem baratinho".

Todos eles usam uma das belas funções da linguagem: a conativa ou apelativa.

Repetem-se os nomes dos produtos, repetem-se as palavras para que cheguem no cérebro e fiquem pregados lá, deitados, para despertarem na hora que for preciso.




ANO DE ENCHIMENTO DE BARRAGENS, BARREIROS E AÇUDES

O que é de açudes de todos os tamanhos vão ser enchidos até o fim da temporada de chuvas.

Em toda a região só se ouve as notícias.

Os que tiverem paredes fracas, que se cuidem, pois muita gente junta e água junta podem fazer diferença.

PROVÉRBIO

A coisa que mais enfiada é a ignorância importuna.

quarta-feira, 17 de abril de 2024

PELA FORÇA DO VENTO

Através da força do vento, as águas da barragem de Umari já ultrapassa a grande parede.

Amanhã, enfim, poderemos ter a notícia esperada por todos.

SANGRIA MAIS UMA VEZ

Segundo Dedé, faltam agora quarenta e dois centímetros para a barragem "Jessé Pinto Freire" transbordar.

Todos os dias Dedé faz a medição do que falta para mais uma voz nossa barragem sangrar.

PROVÉRBIO

A coisa mais saborosa à nossa natureza é a que lhe é mais defesa.

terça-feira, 16 de abril de 2024

CONGLOMERADO VERBAL

Dar o prego 

Ser vencido; fatigar-se. (Gélson Clemente dos Santos).

Aqui entre nós, quando uma coisa dá o prego, quebrou, desmantelou-se.

Se o carro deu o prego, vai para o conserto.

BARRAGEM AINDA NÃO SANGROU NESTE ANO

Rolou no meio das conversas de esquinas que a barragem de Upanema teria sangrado.

Não. Ainda não sangrou a nossa grande e pouco explorada barragem.

Quando sangrar, com certeza, as pessoas que diariamente passam por lá e medem centímetro por centímetro o que falta para a sangria.

Esperemos, pois, pelas chuvas. Uma boa chuva levará aquele montão de água à sangria. Pronto e ponto.

BELAS JOGADAS

As belas jogadas nos jogos, principalmente as do futebol, lembramos das feias jogadas em outros "estádios", principalmente na política.

PROVÉRBIO

A coisa defendida é sempre (ou logo) mais desejada.

segunda-feira, 15 de abril de 2024

PERIGO

O perigo na pista é uma realidade, também na via urbana e asfaltada.

Nesta manhã, na Avenida 16 de Setembro, uma senhora foi atropelada por um veículo.

Aquela avenida é bastante movimentada e com pouca sinalização. Urge uma solução.

NOTÍCIAS DA SANGRIA DA BARRAGEM DE UMARI

Segundo informantes, agora faltam somente cinquenta e um centímetros para a barragem sangrar.

SETE

Contabilizamos sete milímetros da chuva de ontem na entrada da noite.

PROVÉRBIO

A coisa bem negada nunca é bem crida.

domingo, 14 de abril de 2024

DOMINGO

CHUVA

Cai chuva agora, na entrada da noite deste domingo. Uma chuva bem pegada com cara de prolongada.

BARRAGEM

Faltam 55cm para a sangria da barragem de Umari, diz um popular. Outro fala em 60cm. 

INVERNO

O inverno lavrado ou salpicado, ou ainda sapricado não ocorreu, como dizia no começo do ano um observador de chuva.

Esse tipo de inverno é o tipo do que chove hoje e não amanhã. Depois chove e passa uma semana. Depois chove um ou dois dias encarreado e passa mais alguns sem chover.

CHUVAS ATÉ AGORA 

Janeiro - 58mm

POESIA 

A Avó 

A avó, que tem oitenta anos,
Está tão fraca e velhinha!...
Teve tantos desenganos !
Ficou branquinha, branquinha,
Com os desgostos humanos.

Hoje, na sua cadeira,
Repousa, pálida e fria,
Depois de tanta canseira:
E cochila todo o dia,
E cochila a noite inteira.

Às vezes, porém, o bando
Dos netos invade a sala ...
Entram rindo e papagueiando :
Este briga, aquele fala,
Aquele dança, pulando ...
A velha acorda sorrindo.

E a alegria a transfigura;
Seu rosto fica mais lindo,
Vendo tanta travessura,
E tanto barulho ouvindo.

Chama os netos adorados,
Beija-os, e, tremulamente,
Passa os dedos engelhados,
Lentamente, lentamente,
Por seus cabelos doirados.

Fica mais moça, e palpita,
E recupera a memória,
Quando um dos netinhos grita :
"Ó vovó ! conte uma história!
Conte uma história bonita!"

Então, com frases pausadas,
Conta histórias de quimeras,
Em que há palácios de fadas,
E feiticeiras, e feras,
E princesas encantadas ...

E os netinhos estremecem,
Os contos acompanhando,
E as travessuras esquecem,
- Até que, a fronte inclinando
Sobre o seu colo, adormecem ... (Olavo Bilac)



sábado, 13 de abril de 2024

CHUVA DO INÍCIO DA NOITE

Foram sessenta e dois milímetros a chuva da entrada da noite de hoje.

FORTE

Chove forte agora em Upanema, já próximo das dezenove. 

Barragem

Se chove também lá para as quebradas da barragem de Umari, pode ser que amanhã tenhamos a notícia de mais uma sangria.

ATUALIZAÇÃO ACERCA DO VOLUME DE ÁGUA DA BARRAGEM DE UMARI

Segundo um amigo que diariamente mede o volume d'água da barragem, faltava nesta manhã apenas 68 centímetros para sangrar.

QUE PALAVRA!

Decúbito 

Posição de quem está deitado. (Soares Amora).

Posição do corpo deitado. ( Antenor Nascentes).

Posicionamento do paciente no leito; pode ser lateral, dorsal, ventral, horizontal ou elevado. ( Dicionário de Termos Médicos, Enfermagem e Radiologia). 

SUBSTÂNCIA E SUBSTANTIVO

Substância - O universo é constituído de matéria. Matéria é tudo aquilo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Às diferentes espécies de matéria que têm composição fixa chamamos de substâncias. Por exemplo, a água é uma espécie de matéria constituída por uma composição fixa de hidrogênio e oxigênio, portanto, a água é uma substância. (Do Manual de Química, da Difusão Cultural do Livro).

Substantivo - As gramáticas definem como uma palavra que dá nome aos seres em geral. Se alguma coisa tem nome, então é substantivo.






sexta-feira, 12 de abril de 2024

QUERO CRER

Quero crer que alguma coisa vai mudar neste mundo, neste Estado, nesta cidade.

Neste estado não pode continuar. Neste Estado também não. 

Queremos crer que 

Nosso céu terá mais estrelas,
Nossas várzeas mais flores,
Nossos bosques mais vida,
Nossa vida mais amores.

SANGRIA DA NOSSA BARRAGEM

Segundo informação de pessoas que a frequentam diariamente, faltam apenas 74cm para a sangria.

No ano passado, ela sangrou no dia nove de abril.

PROVÉRBIO

A cobiça pode mais que o que entendemos.

quarta-feira, 10 de abril de 2024

TARDE

Tarde chuvosa.

NOVENTA E UM

Noventa e um e catorze por cento de água é o volume d'água da barragem "Jessé Pinto Freire". (Informações do Igarn).

Considerando o volume em metros cúbicos, ainda falta pra sangrar num entorno de aproximadamente um metro.

Muita água junta. Um espetáculo natural!

PROVÉRBIO

A cobiça é raiz de todos os males.

terça-feira, 9 de abril de 2024

15

Quinze milímetros a chuva da tarde de hoje em Upanema.

CALOR

O grande calor, como diz o senso comum, trouxe chuva pela tarde.

CHOVE

Depois de um forte calor, chove bem em Upanema agora depois das três da tarde.

QUALIDADE

Qualidade do ensino, da educação.

A qualidade do ensino é o que almejamos, mas não é diretamente proporcional aos investimentos.

As salas de hoje são mais equipadas que outrora, mas não é o suficiente para melhorarmos nossa qualidade.

Falta algo. Uma incógnita, então, há nisto.


PROVÉRBIO

A cobiça disto só é liberal: das coisas que não pode possuir.

segunda-feira, 8 de abril de 2024

DICA DE ESTUDO

Tomar nota dos conteúdo ou da explicação do professor. 

O simples ato tomar nota pode parecer sem valor, mas é  uma boa demonstração para a memória que está interessado em aprender e apreender o conteúdo.  


O QUE VI NA BARRAGEM

Na jusante, um despejamento eterno de água pela comporta. Um espetáculo natural.

Águas e mais águas descendo de rio adentro, num alimentamento de lençois freáticos. 

Árvores belas, verdinhas, verdinhas, alimentadas pelas chuvas recentes e do sustento daquelas águas perenes do grandíssimo açude.

Pássaros pouco, quase nenhum à vista.

Nem um pé de gente à vista. Barulho só das águas. Um rasgar leve de chão.

Todo aquele cenário inexplorado. Espera de mais de vinte anos. Muita paciência!

PROVÉRBIO

A ciência sem caridade é areia sem cal.

domingo, 7 de abril de 2024

DOMINGO

LINGUAGEM 

Mossoroês, Upanemês, Cearês, Baianês.

São maneiras regionais de falares da nossa região Nordeste. 

Precisamos ponderar que o que se fala no Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia, Paraíba, etc é muito parecido e dificilmente encontraremos uma palavra ou expressão diferente. O que poderemos achar é uma palavra usada aqui com um significado e lá com outro.

"Que menino choco!" É uma expressão encontrada em Mossoró, mas também em Upanema e outras cidades do Estado e até em outros Estados da região. 

Nos dicionários, aviar é concluir algo ou executar. Na linguagem regional é apressar-se.

"Avie, menino, com esse serviço!"

MÚSICA NA MINHA VIDA 

Meu primeiro amor

Foi numa festa outro dia
Que eu te encontrei a dançar
Namoradinha de infância
Sonhos da beira do mar
Você me olhou de repente
Fingiu que tinha esquecido
E com um sorriso sem graça
Me apresentou ao marido.

E o resto da noite dançou pra valer
Se teus olhos me olharam fingiram não ver
No meu canto eu fiquei entre o riso e a dor
Lembrando do primeiro amor.

Pra me beijar precisava
Ficar na ponta dos pés
Eu tinha então oito anos
Mas te menti que eram dez
Lembro você orgulhosa
Da minha calça comprida
Vínhamos juntos da escola
Sem qualquer medo da vida.

Sábado tinha dinheiro
Pra te levar ao cinema
Onde com medo pegava
Tua mãozinha pequena
Nossos castelos de areia
Sonhos perdidos no ar
Jogo de bola de meia
E um refrigerante no bar.

A música aí acima foi uma das músicas mais tocadas no final dos anos setenta e início dos oitenta na voz de José Augusto.

Conta uma historinha de amor comum naquela época bem como os costumes.

"Lembro você orgulhosa da minha calça comprida". Se ela se sentia orgulhosa, imagina ele. O menino quando vestia pela primeira vez uma calça comprida, percebia que estava crescido.

O "jogo de bola dqe meia" e o "refrigerante no bar" eram duas coisas comuns naquela época.

Fazíamos bola de meia, pois não tínhamos dinheiro para a compra de uma melhor.

Quanto ao refrigerante, era para poucos. E menor não ficava num bar durante muito tempo.

COMUNICAÇÃO

Telegrama

O telegrama foi um canal em tempos passados até os anos 80, pelo menos, muito eficiente, necessário, bom e caro.

Era um instrumento de comunicação que transmitia a mensagem mais rápida do que uma carta.

A anedota seguinte ilustra o aspecto do preço, que era cobrado por palavras.

Curiosa é a forma como o personagem principal lida com o problema do preço:

Depois de longa viagem pela Europa, um padre americano tomou o navio em Liverpool para regressar à América e, não tendo ali senão uma tia velha como único parente, pensou em telegrafar-lhe para anunciar a sua volta.

Entretanto, o dinheiro que tinha estava no fim. Resolveu economizá-lo e, por isso, telegrafou apenas o seguinte:

2. João, 12, 13.

Tendo visto o texto do telegrama, um amigo perguntou-lhe o que queriam dizer aquelas abreviaturas.

- Já lhe digo, - respondeu o padre. - Tenho pouco dinheiro para gastar, e como minha tia é muito religiosa e lida nas Escrituras, envio-lhe a informação da segunda epístola de São João, versículos 12 e 13. Ela só terá o trabalho de relê-los na Bíblia:

12. "Ainda tinha muitas coisas que vos escrever; não quis fazê-lo com papel e tinta, pois espero ir ter convosco, e conversaremos de viva voz, para que a nossa alegria seja completa.

13. O filho de tua irmã eleita te saúda."

LEITURA

No papel ou no computador?

Há quem goste da leitura no computador, tablet, celular, Kindle. Não descarto, mas gosto mais do papel. O passamento de páginas é bem mais agradável e prático. 





sábado, 6 de abril de 2024

QUE PALAVRA!

Decupar

Dividir (roteiro) em planos, com as indicações necessárias à filmagem ou à gravação. (Aurélio).

A decupagem é uma técnica muito utilizada em cinema, rádio e televisão, para se fazer análise ou edição de textos. Consiste na transcrição alfabética do texto oral, com o auxílio de algumas marcações que permitem que ele seja analisado.

Nela tenta-se registrar o mais detalhadamente possível as características do texto oral, como as hesitações, as pausas, as sobreposições de fala, os incidentes na comunicação. (Do livro " Linguagem e interação, de Faraco, Moura e Marido Jr.).

Um exemplo de decupagem - Da Globo News especial quando Nelson Mota entrevistava Roberto Carlos:

NM - você falou que/ que o seu primeiro emprego mesmo/ de ganhar uma graninha/ tudo/ era na boate Plaza// você cantando
RC - foi
NM - você cantando ali em Copacabana/ ali no final do... dos anos anos 50/ virada dos 60/ né?/ Eh...




quinta-feira, 4 de abril de 2024

CHUVA DA TARDE

A chuva da tarde foi de apenas três milímetros.

LITERATURA

Boa literatura, boa leitura, bons leitores e grande chance de bons redatores.

A literatura de Machado de Assis, de Érico Veríssimo, de Rachel de Queiroz, de Graciliano Ramos, toda ela e muitas outras encantam o leitor que dela se apropriar.

TEMPORADA

Mais uma temporada de jogos pela TV.

Quebrará a rotina e criará outra. Agora, a televisão será acionada mais vezes. As resenhas, os diálogos, as teimas, farão parte do quotidiano de muitos brasileiros.
 

PROVÉRBIO

A causa da dor é a consolação dela.

quarta-feira, 3 de abril de 2024

AOS POUCOS

Aos poucos, de chuva em chuva, pequena ou grande, dois mil e vinte quatro está se tornando um ano mais chuvoso do que dois mil e vinte e três.

Os alagamentos estão mais contundentes, arrasadores, mesmo antes da sangria da barragem.

E no andar da carruagem - ainda estamos no início de abril - tem tudo para uma boa sangria da nossa barragem.

Assim ocorrendo, o que esperamos em termos de volume de água correndo pelos córregos, baixios e ruas?

TRÊS

Três milímetros o pinga-pinga de ontem pela tarde.

PROVÉRBIO

A coração apaixonado nada se deve crer.

PROVÉRBIO

 A carne  do acém é pouca e sabe bem,  mas não para quem filhos tem.

segunda-feira, 1 de abril de 2024

PERSISTENTE

É problema que continua contínua e continuamente persistindo em nosso meio.

É algo que não desgruda de nós. Aqui e acolá aparece. Volta com força como se fosse para não esquecermos dele:

A falta da preciosa na preciosa torneira. A água que transborda por cima e por baixo, falta nos canos.

CHUVA DE ONTEM PELA TARDE

Foram oito milímetros a chuva fina da tarde de ontem.

PROVÉRBIO

A candeia que há de alumiar, há de ter lume.

CHUVINHA

Uma tarde tão linda e com chuvinha, e com nublagem, e com preguiça, enfim. Um pequeno, um simples exemplo de polissíndeto.