sábado, 25 de dezembro de 2021

POESIA

Jul sempre ia na mesma direção
Pouco a pouco na luta
Em busca de seu futuro
Vivia constantemente em ação.

Do trabalho vivia
Do estudo não se apartava
No lar, devoção
Como outras Marias.

Neta e filha de Maria
Não desgarrava do saber
Esperava como quem planta
A hora certa de chover.

E o dia veio
E choveu em sua roça
Duas chuvas de uma vez
É verdade, não é troça.





Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Cicerone - Guia de visitantes ou turistas (Aurélio). Tem a mesma grafia no espanhol. Quanto à pronúncia, a letra e da última sílaba é pron...