quinta-feira, 18 de novembro de 2021

ATO

O primeiro ato foi longo e muito confuso. Apesar de estarmos assistindo e ao mesmo tempo fazendo parte do grande elenco, ficamos o tempo todo sem compreendermos direito o enredo. 

Grande, enfadonho e aparentemente sem fim, a história vista por muitos, não poderá ser contada como um fato jornalístico, dito objetivo, com um lado somente, com uma versão, enfim. 

Ora, se nem nos acontecimentos mais triviais a objetividade absoluta ocorram com facilidade, imagina um enredo daquela envergadura e presença forte na história da humanidade.

Assim, depois de aproximadamente oito meses - se é possível dividirmos os atos como numa peça teatral - fecharam as cortinas para logo serem abertas e o segundo ato ser iniciado. 

A história prosseguiu e construiu um novo enredo, com relato de mais vítimas, mesmo em quantidades menores, num ritmo desacelerado, sem deixar que o motor pare nem silencie o barulho.

Registre-se o fato, acreditado, não por todos, que o ritmo tornou-se  em menor intensidade por causa de atos preventivos que serviram como freios, tipo meia pedalada, que não param o veículo de uma vez, mas não o deixa correr demais. 

Registre-se também que o segundo ato ainda está em curso, mas a torcida é que as cortinas sejam fechadas e não tenhamos um terceiro.

Nenhum comentário:

DADOS DA ELEIÇÃO PARA DIRETOR E VICE DO ALFREDO SIMONETTI

Total dos votantes: 250 Professores: 13 Servidores: 16 Pais: 69 Estudantes: 152 Votos válidos: 218 Brancos: 6 Nulos: 26 A eleição ocorreu o...