domingo, 18 de setembro de 2022

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

DO ALMANAQUE

Agricultura - Clima: os dias já são mais quentes.
Na horta transplantam-se agrião, aipo, alface, alho-poró, berinjela, brócoli, chicória, couve, couve-flor, jiló, morango, repolho e tomate; em canteiro definitivo plantam-se abóbora, abobrinha, acelga, beterraba, cebola, cebolinha, cenoura, ervilha, espinafre, feijão, melancia, mostarda, nabo, pepino, pimentão, quiabo, rabanete, rúcula, salsa, milho, lentilha, araruta e café. No jardim plantam-se alpina, amor-perfeito, begônia, boca-de-leão, cravina, cravo, dália, gerânio, girassol, margarida, onze-horas, papoula, petúnia, rainha-margarida e violeta-africana. (Almanaque Renascim, 1986, página 21).

O QUE É A VIDA?

Etimologicamente, o termo BIOLOGIA significa 'estudo da vida' (do gr. bios, 'vida'; logos, 'estudo'). Todavia, dar uma definição para a vida tem sido, através dos tempos, uma tarefa sempre frustrante para cientistas, filósofos e lexicólogos. Nos dicionários, é comum encontrarmos definições de vida que a qualificam de "um complexo de propriedades, como nutrição, respiração, excitabilidade e reprodução, que caracteriza a matéria vivente e a distingue da matéria não-vivente, chamada matéria-bruta". Mas o que anima essa matéria, emprestando-lhe a dinâmica que lhe permite desencadear toda aquela atividade e que, às vezes, cessa tão bruscamente com a morte? (Biologia, volume único, José Luis Soares, página 7, Editora Scipione).

ORIGEM DAS PALAVRAS

Arapuca - armadilha para pegar passarinho; embuste.

Do tupi urupuca (grafia também muito usada), o cesto que desaba. O sentido evoluiu para designar uma casa de comércio onde não se respeitam a leis da ética comercial. (Dicionário da origem e da evolução das palavras, Luiz A. P. Vitória).

Cair na arapuca significa ser pego em uma armadilha - em sentido figurado. alguém bola um plano para pegar alguém em algum falta. Assim, infelizmente, ele caiu na arapuca.

Arapuca em sentido literal é aquela armadilha quase extinta hoje, mas que no nosso tempo de criança era comum seu uso para apanhar passarinhos quando não era possível através da atiração de espingardas ou baladeira. Às vezes não se pegava passarinho para o consumo, mas para criá-los em gaiolas, já que as arapucas não feriam o bichinho.

DO LIVRO DOS MIL PROVÉRBIOS - Ao acusarem-te com o mal, responde com o bem.

Nenhum comentário:

PROVÉRBIO

Quem passou o vau, conhece o perigo.