domingo, 19 de maio de 2024

DOMINGO

CHUVA 

Chove depois das oito. Chove também nas cabeceiras do rio. Pode ser que agora a barragem sangre.

Mais três milímetros ontem.

LÍNGUAS

Começo o domingo recordando de algumas falas que fiz na presença de alguns estudantes.

Já disse a eles mais de uma vez do quanto fico desconcertado ao ver esta geração com  ferramenta da mais alta eficiência ao alcance da mão, dentro do bolso ou bolsa, e não saber do mínimo do mínimo de conhecimento de uma língua estrangeira.

Vá lá que não se interessem em aprendê-la a ponto da fluência, mas pelo menos tivessem o mínimo de conhecimento de alguns rudimentos de uma língua, como a inglesa, especialmente saber fazer uma frase como "Eu estou triste".

O conhecimento gramatical ajuda um pouco na construção de pequenas frases. Basta saber, como exemplo, conjugar o verbo to be, ou tobe, como dizemos:

I am, You are, He is, She is, It is, We are, You are, They are.

Basta saber escrever o verbo ser e estar no presente que já saberá formar várias frases.

O pior é que temos uma geração que não compreende de planejamento e alicerce.

A escolha agora entre estudar pra valer o idioma inglês ou espanhol fará muita diferença na nota que vai tirar no Enem.

O Exame Nacional do Ensino Médio exige que o candidato escolha entre as duas línguas. E aprender um bom número de palavras e frases é o bastante para se dar bem.


Nenhum comentário:

AS AFECÇÕES

As afecções - nome estranho e elegante do ponto de vista da raiz gramatical - mas carregado de uma ruindade quase sem fim, são ligadas à g...