quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

ERROS GRAMATICAIS QUE FAZEM A DIFERENÇA

Todos tropeçam no falar e no escrever. O que não é legal é o cometimento de erros considerados crassos e evitáveis.

Se você trabalha na comunicação, principalmente os apresentadores de programas de TV e rádio e os que produzem peças publicitárias, não podem dizer que fulano ganhou o prêmio Nóbel da Paz. 

A palavra Nobel está acentuada, mas não se coloca acento. Coloquei para dizer como muitas pessoas pronunciam. 

Considerando o aspecto gramatical, Nobel é uma palavra oxítona, ou seja, a pronúncia forte deve ser na última sílaba, e não na penúltima. Também dizemos que a pronúncia Nobel (ó) constitui-se num erro de prosódia, ou seja, pronúncia errada.

Como reagem as pessoas que assistem a uma peça publicitária na qual o propagandista diz que fulano deve ser votado para um concurso de Nobel (ó) da Paz? E se for numa grande rede de TV uma notícia nesse mesmo sentido?

É claro que a grande massa vai repetir a mesma pronúncia nos quatro ventos do mundo. Assim, não dá.

Quase que diariamente ouço alguém na TV dizer que a entrada para tal evento é gratuita ( í )

Assim, também não dá.

Nenhum comentário:

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

GÍRIA DO MOMENTO Uma das gírias do momento é "entrar na sua mente".  Preciso entrar em sua mente, ou seja, fazer com que você se c...