domingo, 21 de março de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

TEXTO ANTIGO

A arte de ler - Jonathas Archanjo da Silveira Serrano (Parte final)

O menor dos males resultantes da leitura desses livros sem ideias, sem valor intelectual nem moral, é a perda de tempo, capital precioso que se não deve inutilmente esbanjar. Mesmo para um espírito maduro é imprudência afirmar que pode ler tudo, seja o que for. Pensa René Bazin que tal afirmação equivale a proclamar uma destas duas coisas: "Ou que o homem é impecável, ou que um dos principais meios de conhecimento não tem poder algum de formação". Noutro lugar, o mesmo autor nos dá esta fórmula:

"Cumpre ser superior ao livro que se vai ler, quero dizer, é preciso saber ou pressentir que possuímos, graças à educação, uma cultura bastante forte, um vigor moral suficiente, para que a parte sã do livro nos aproveite, e a má não nos prejudique".

A leitura desordenada e sem critério não acarreta somente perda de tempo, nem apenas vicia a inteligência e a vontade. Ainda que não leve ao crime (o que sucede bastantes vezes), produz quase sempre uma consequência que seria altamente ridícula, se não fosse profundamente lamentável: o pedantismo das citações, a erudição superficial e ilusória, a fofa ciência de quem nada sabe e tudo leu mal. Contra esta mania de saber livresco desacompanhado de observação que o corrija e complete, da observação que é a fonte única e fecunda da verdadeira produção artística, é que se deveriam conjugar os esforços dos educadores inteligentes e cônscios da sua reponsabilidade social.

Para ler com proveito, é preciso não ler de tudo, indigestamente. "A arte de não ler, disse algures Schopenhauer, é uma das mais importantes". Payot condena a mania dos que devoram volumes. "Consideremos tempo perdido qualquer leitura às pressas e superficial. Tenhamos uma impressão franca, direta, profunda do texto, e, já que ler é pensar, leiamos lentamente, com toda a nossa atenção. ponhamo-nos no lugar da personagem, se for personagem, repensemo-la, revivamo-la com sinceridade. Se se tratar de um texto, é mister apreender-lhe a lógica profunda, o movimento da frase, a força ou a graça do estilo, e as imagens sejam sentidas como consequência da ideia dominante".

Albalat também reconhece que o proveito da leitura varia segundo o modo por que se lê. E insiste particularmente na necessidade de leitura atenta, aconselhando a tomada de notas e, em alguns casos, a cópia de trechos. e noutro ponto, ainda recomenda a leitura "lenta, refletida e total, que nos dispensa aliá do dever de reler".

De quanto acabamos expor nestas linhas, resulta demonstrada a importância da leitura na formação intelectual e moral dos jovens, e seus magníficos resultados quando feita com método, bem dosada em quantidade e qualidade, e sempre completada e corrigida pela observação.

PERDA DE TEMPO - Apesar de o autor acima não ter conhecido a era das redes sociais, fala da leitura como perda de tempo. Ele cita na primeira parte do texto determinados romances como os do autor de Sherlock Holmes. Já disse eu no domingo passado que não concordo que Conan Doyle tenha escrito textos que se enquadrem como perda de tempo. Quanto ao que é escrito nas redes sociais, sim. Há muito de perda de tempo. Filtrar o que é proveitoso para o leitor é que é tarefa muito difícil. Um estudante ou professor, cuja missão diária seria pesquisar, e se embrenha em fofocas da rede, deve urgentemente acordar, para que não venha a se lamentar no futuro.

NÃO LER TUDO - Não se deve ler tudo que aparece na frente. É uma opinião compartilhada por Sherlock Holmes, grande personagem de Conan Doyle. Pois, segundo ele, não necessitamos de  ler tudo. Há coisas desnecessárias para cada caso individual. Ele, como detetive, descartava algumas leituras, porque seria uma tremenda perda de tempo.

INTERNET DE ANTIGAMENTE - Enciclopédia

Escola nova - Corrente pedagógica orientada, de um lado, pelo sentimento de solidariedade social, de outro, pelo princípio psicológico da atividade como recurso educativo, e, ainda de outro, pela finalidade de educar para a vida pela vida. Sobre estas três pedras angulares assenta a concepção da escola nova, também chamada escola renovada ou de renovação educacional. Seus adeptos, na prática, acentuam ora uma ora outra dessas três características. Quando pelo desenvolvimento da iniciativa do aluno o princípio da atividade se torna dominante, a escola nova toma o aspecto de escola ativa. Escolas comunidades são as que funcionam com a preocupação de desenvolver o sentimento de colaboração social. Para alguns o movimento em prol da escola nova (Pour une ère nouvelle) está associado à escola única, graças à feição democrático-igualitária que inculca na educação. Por seus métodos e sua técnica, a escola nova se contrapõe à escola tradicional.

Escola tradicional - Expressão ciada para caracterizar a escola que não obedece aos preceitos pedagógicos da escola nova, por isso que em seus métodos e práticas se subordina a preceitos mais antigos que haviam adquiridos foros de tradição. (Enciclopédia Globo, volume 4)

A ESCOLA TRADICIONAL HOJE - Os ventos que hoje sopram contra a escola tradicional têm quase que a derrubado de vez. Ser tradicional hoje soa como algo ruim e reprovável. Entretanto, se olharmos com outro olhar o fenômeno, não entendemos porque os que a condenam são os mesmos que aprenderam a ler, escrever e contar através dela. O desprezo pela prioridade pelo ensino de conteúdos tem levado o Brasil a patamares baixos no conhecimento do básico a ponto de o PISA detectar o baixo conhecimento dos alunos em português e matemática. Se a escola não tradicional fosse boa, ela estaria em altos níveis de ensino nessas áreas.

EDUCAR, SEGUNDO ELLEN WHITE

Significa muito mais do que o simples prosseguimento de um certo curso de estudos. Visa o ser todo...É o desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, mentais e espirituais".

É pois este ser todo que o professor vai encontrar na sala de aula, buscando no mestre aquilo que às vezes lhe falta em casa. (Sebastião dos Santos, em Manual Prático para Ensino de Inglês)

OPINIÃO  - A opinião de Ellen White sobre educação é aquela que não foca somente no ensino, mas na educação como um todo. Isso não está ajudando. A educação cabe muito, mas muito mais à família do que à escola.

CHUVA DE ONTEM

Apenas 3mm marcou meu medidor de chuva ontem pela entrada da noite.

VACINAÇÃO

Está em marcha lenta, mas vai chegar. eu sei que vai chegar pra todo mundo.

ESTÁ FAZENDO FALTA

Muita falta mesmo está fazendo as aulas presenciais. Está fazendo falta até a quem achava que não precisava de escola. A socialização que a escola proporciona às pessoas é extraordinária. Não somente a merenda é útil, como a muitos é. 

FALTA E PREJUÍZO

Além de falta, prejuízo. Ninguém poderá medir os prejuízos que a ausência de aulas presenciais estão dando à sociedade. 

MENOS

Menos leitura, menos cultura, menos conhecimento científico e formal. Muito mal.

HUMOR

Pelas bandas de Minas Gerais, numa pequena cidade onde nada havia para o lazer de seus poucos habitantes, José, um vendedor da capital, foi indicado para oferecer sapatos à única loja local. O chefe de José o advertiu:

- Tome cuidado, pois todos os vendedores que foram para lá acabaram ganhando um apelido.

- Pois eu sairei de lá sem apelido! - respondeu José. 

José chegou à noite e foi direto para a única pensão que existia. 

No dia seguinte, depois de fechar as vendas, correu de volta para a pensão. Ficou esperando o ônibus que o levaria de volta à capital. 

Impaciente, José ia e voltava da janela, de onde espiava a rua, aproveitando a fresta da cortina. 

Finalmente, chegou a hora de embarcar. Ao subir no ônibus, ouviu alguém gritar:

- Boa viagem, "cuco"! 

(Revista Seleções, junho 2009)



Nenhum comentário:

DADOS DA ELEIÇÃO PARA DIRETOR E VICE DO ALFREDO SIMONETTI

Total dos votantes: 250 Professores: 13 Servidores: 16 Pais: 69 Estudantes: 152 Votos válidos: 218 Brancos: 6 Nulos: 26 A eleição ocorreu o...