quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A ESCOLA É PARA A VIDA I

Há uma magia no ato de se submeter a testes escolares. Uma vez, ainda na era FHC, pareceu um slogan que dizia”O Ensino Médio agora é para a vida”.
Ali existia uma tentativa de trazer tudo para dentro da escola.
A escola deve ensinar ao aluno o que ele vive lá fora. Porém na contramão da coisa outros começaram a divulgar, “diconforça” que as provas, testes e avaliações ou qualquer outro nome que significasse “punição”, pela natureza dessas avaliações, deveriam ser abolidas.
“Provas são punições e não devem ser administradas porque punem o aluno.”
Ouvi isso várias vezes e fiquei de orelha em pé, apesar de não ser burro.
O tempo passou e comecei a notar que a escola quando deixa de fazer testes escritos e “punitivos”, como diziam eles, deixava de aplicar algo que é um requisito para a vida da gente. Por que?
Porque em todos os concursos públicos, concorridos ou não; em todos os vestibulares, concorridos ou não; em todos os ENEMS, fraudados ou não, utilizam questões escritas e difíceis de resolverem.
Se escola é para a vida, então as provas escritas, no paredão, devem ser estimuladas e aplicadas desde os primeiros anos de escola dos alunos.
E vivam as provas escritas porque a escola é para a vida!

Nenhum comentário:

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

GÍRIA DO MOMENTO Uma das gírias do momento é "entrar na sua mente".  Preciso entrar em sua mente, ou seja, fazer com que você se c...