sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

CAINDO DAS NUVENS

Quando se trata de administração pública, é melhor que a gente fique com um pé bem firme no chão da História passada e outro na realidade presente.

Se tivéssemos outro pé, é que poderíamos colocá-lo no chão das promessas e juramentos, de pés e mãos juntas, no calor da campanha eleitoral.

Toda essa precaução é para não nos decepcionarmos depois e ficarmos lamentando.

A solução dita acima não é propriamente uma receita, mas apenas uma reflexão. Afinal, seguro morreu de velho e desconfiado, acho, que ainda vive. Se não o mataram de desgosto.

Nenhum comentário:

DEZ

Dez milímetros foi a chuva de ontem.