sábado, 25 de dezembro de 2010

FRANCISCO CARLOS DE CARVALHO II

O cargo de vereador nos anos 70 não era tão cobiçado como nos dias atuais por várias razões. Uma delas era a remuneração. Nem o vice-prefeito sequer recebia dinheiro pelo cargo.

Se por um lado era desestimulante ser vereador, pelo outro, era compensador porque o candidato investia muito pouco em sua candidatura. Para ganhar, bastava ter uma família unida e uns poucos amigos. Com poucos votos e um punhado de amigos e familiares, o candidato estava eleito.

Ser vereador também era sinal de respeito na sociedade. Muito mais do que hoje. Se o candidato não digladiava-se com os outros, utilizando sua prata para chegar ao poder a todo custo, chegaria ao poder sem que fosse exigido dos súditos.

Foi nesse contexto que Francisco Carlos foi vereador na quinta legislatura, de janeiro de 1971 a janeiro de 1973.

Foi colega de trabalho a senhora Antônia Auta Bezerra de Mendonça, conhecida como Tonhita de Venceslau. Tonheiro Barbosa, Eliseu Freire, Zé de Cocó, Manoel Messias e Nelson da Farmácia, completavam a lista. Eliseu Freire foi vice-prefeito na gestão de Vicente Rocha; Tonheiro chegou à presidência da Câmara e Nelson foi candidato a prefeito em 1976.

Francisco Carlos não continuou com mandatos eletivos, mas prosseguiu na política durante muitos anos. Em todos os pleitos, era consultado pelos candidatos, tendo em vista sua liderança que conquistou. Sempre falava em política. Havia uma admiração recíproca com o ex-prefeito Rosvaldo Bezerra.


Nenhum comentário:

PRECIPITAÇÃO

A boa chuva de ontem foi de quarenta e cinco milímetros.