segunda-feira, 15 de junho de 2020

POEMA

Talvez

Um talvez é pouco
Para descrever
O que por dentro há
Acerca do que penso
Sobre você.

Um quiçá será melhor
Ou um decerto melhor cai
Na nossa gramática interior
Para eu melhor me expressar
Por vossa bonitência o meu amor?

Se porventura ficar
Uma dúvida em você
Possivelmente esclarecerei
De corpo presente
Por sua senhoria todo o meu querer.


Nenhum comentário:

LÁ PARA AS DEZESSEIS

Pingaram pingos leves, para depois engrossar e voltar a ser leves e, aos poucos, desaparecer. Eis o singelo quadro que posso pintar na tar...