domingo, 9 de maio de 2010

AS MÃES TÊM RAZÃO

Hoje é um dos dias que mais movimenta o comércio brasileiro. E tem suas razões. A mãe é uma peça muito importante na engrenagem social.

Ela é homenageada com muito exagero, mas tem lá também suas razões. É certo que nem todas merecem tantas babações. Mas que a grande maioria são muito importantes, são mesmo.

Outro clichê, dito por elas mesmas, que só os que as perderam é que compreendem. "Quando eu partir, você vai sentir a minha falta", dizem elas quando os filhos fazem uma daquelas ruindades de filho.

E não é que elas acertam em cheio?

E é quando elas partem que a gente sente a maior falta. Umas coisas batem por dentro da gente, com muita força. Talvez seja saudade ou algo como culpa de não ter obedecido cegamente a ela.

Depois da partida sem volta, não adianta mais querer voltar o tempo.

Por todas essas reflexões é que quem ainda as tem, que façam o máximo que puder. Se possível, não façam nem uma ruindadezinha, porque isso será contabilizado negativamente no futuro. Na sua consciência.

Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Cabide Móvel com pequenos braços, ou móvel, ou objeto apropriado, onde se penduram roupas, chapéus, toalhas, etc. (Aurélio) Silveira Bueno a...