domingo, 26 de abril de 2020

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Mais um punhado de textos para a meia dúzia de leitores passarem o tempo.

Saúde, literatura, esporte, política, lembranças, comportamento, meio ambiente, poesia. Por hoje é só.

QUEM SE LEMBRA?

Teares

Para quem não conheceu um tear, eis como funciona um: entre dois cilindros estende-se certo número de fios paralelos (a urdidura); cada fio passa por ente os dentes de um pente preso a um batente móvel que executa movimentos oscilatórios em torno de um eixo. Uma peça, denominada tecedor, levanta os fios pares e abaixa os ímpares, fazendo passar por entre eles a lançadeira, à qual está presa a trama; isto feito, investe-se a posição da urdidura e faz-se passar por eles novamente a lançadeira em sentido contrário. (Enciclopédia Globo, volume 11).

Os teares foram instrumentos de trabalho de muitos conterrâneos nos anos 80. Havia no antigo colégio Calazans Freire alguns teares que funcionaram a todo vapor durante algum tempo. A fabricação era somente de redes.

SAÚDE

Praticar o jejum não deve ser unicamente uma prática religiosa. Era comum nos tempos bíblicos as pessoas jejuarem para cumprirem um rito religioso. Servia como sacrifício pelos pecados. É fato que o jejum faz bem à saúde porque dá um tempo ao intestino para se recompor. É como um descanso. Se precisamos de descanso, o aparelho digestivo também precisa. Vejamos a palavra de um estudioso:

O jejum cura uma infinidade de doenças porque desintoxica o organismo e recupera as energias pelo repouso a que são submetidos os órgãos digestivos, e pela facilidade que eles têm em eliminar impurezas. Mas não se deve fazer jejum sem beber água ou sucos naturais de frutas ou verduras pelo menos a cada três horas. (Jaime Bruning. Livro "Cuide de sua saúde", pág 83.)

Todos contra ela - Todo mundo está contra a poderosa. É o invisível a olho nu e perturbadora da ordem pública. É a figura mais caçada da face da Terra hoje em dia.

UMA EXPRESSÃO DO UPANEMÊS

A fole - Em grande quantidade. Ex: Neste jantar tem comer a fole.

COMPORTAMENTO

Uso do microfone - Como é sabido, o microfone é um aparelho que transforma as ondas sonoras em correntes elétricas, é usado para intensificar o som. Serve para ampliar o alcance da voz. Foi inventado por D. E. Hughes em 1878. (Enciclopédia Globo). O curioso é que muita gente parece não saber sua função. Por que  uns gritam tanto com o microfone na mão? Não veem que as palavras saem distorcidas e a voz fica desagradável?

A distância entre a boca e o aparelho deve ser nem muito longe nem tocando os lábios.

MEIO AMBIENTE

A barragem de Umari está bem próxima de sangrar. Faltam entre três e dois metros cúbicos. Algumas chuvas como a do dia 23, quinta-feira levarão a barragem a uma sangria.

Quanto choveu este ano? Até o dia 23/04:. 1005mm.

LITERATURA

Geralmente a arte imita a vida. Mas de uns tempos pra cá, a vida tem imitado a arte de uma maneira extraordinária, seja para o bem, seja para o mal. Há aquela história do expectador da novela "O rei do gado" que não puniu a filha porque um senador da novela tinha uma história semelhante e não punira a filha. Na literatura, o escritor Érico Veríssimo conta o seguinte em "Solo de clarineta" quando estava num jantar em Portugal: Em dado momento levanta-se um senhor de meia-idade, baixo e frágil, que me interroga: Acredita V. Ex.a que um romance pode ter a força de mudar a vida da pessoa que o lê? Faço uma careta de ceticismo. Pois é com prazer que lhe conto a estória de meu próprio filho, que estava estudando engenharia na Universidade de Coimbra. Um dia leu o romance de V. Ex.a, Olhai os lírios do campo, identificou- se de tal modo com a personagem principal masculina, o Dr. Eugênio Fontes, e passou a interessar-se de tal modo pela profissão médica, que decidiu deixar a engenharia para estudar medicina. Hoje em dia está formado, tem uma excelente clínica e sente-se perfeitamente realizado na sua profissão.

ESPORTE

Não dá pra saber quem está mais ansioso pela volta do futebol se é o torcedor ou o jogador.

FRASES

Cultivar a paciência é mais pesado que cultivar plantas.

Eu não sou todo mundo.

As manifestações desse nosso tempo não são macumbas.

POESIA

Tantos conhecimentos juntos
Informações juntas
Águas juntas
Pessoas juntas
Entretanto
Tantas ideias separadas
Informações desinformadas
Águas paradas
Pessoas desunidas.

TEXTOS ANTIGOS

O Amazonas

                     Afonso Celso

Uma das maravilhas da natureza, o maior rio do mundo!

Nem todo ele pertence ao brasil, mas a parte brasileira é, se não a mais extensa, a mais importante, curiosa e rica.

Quem quiser conhecer o Amazonas tem de vir ao Brasil.

No Brasil, o mar doce, como lhe chamaram os primeiros exploradores, atira-se ao Atlântico, rolando rapidamente para este, tal quantidade de água que, quem voga no imenso estuário da embocadura, pergunta (diz o escritor) se o oceano não deve a sua existência a esse rio e se não passa de um receptáculo do líquido trazido por ele sem cessar.

O rio luta com o oceano; vence-o. Durante largo espaço, impõe-lhe a cor e o gosto das suas águas. Do embate entrega massa fluvial e a marítima, provém, às vezes, o fenômeno das pororocas, em que a segunda faz a primeira retroceder. Na linha de encontro das massas  opostas, intumesce, levanta-se a grandes alturas um vagalhão colossal que se arremessa, com estrondo estupendo, sobre o leito do rio, derribando-o e arrastando diante de si tudo quanto ouse lhe antepor.

A esse vagalhão sucedem outro e outro, igualmente bramantes e destruidores. O estrondo se espalha até considerável distância. Depois, volta o silêncio augusto, o curso normal das coisas. O mar tentou rebelar-se. Ei-lo impotente, subjugado de pronto pelo rio.

Sempre largo e navegável, com enchentes e vazantes, uma espécie de maré, assemelha-se ao mar em muitos lugares.

Nas cheias, desaparecem quase todas as ilhas que o povoam, inundando-se os terrenos marginais. Não se lhe pode então fixar limites. Torna-se verdadeiro mar interior, de profundidade extraordinária. (Pingos de Leitura, Quarta Série - Editora do Brasil S/A)

POLÍTICA

O que faz um vereador na Câmara?

É uma pergunta que muitos eleitores fazem.

A Lei Orgânica responde:

Cabe à Câmara Municipal legislar assuntos de interesse local, observadas as determinações e a hierárquica constitucional suplementar, legislação federal e estadual e fiscalizar mediante controle externo, a administração direta e indireta. (LOM artigo 21)






Nenhum comentário:

GRAMÁTICA

Particípio - É uma das formas nominais do verbo e é empregado com os sufixos ado e ido . Quando o verbo tem dois particípios, em geral, o p...