domingo, 9 de maio de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

CHUVA DE ONTEM

35mm.

MÚSICA NA MINHA VIDA

"Sertaneja", interpretada por Orlando Silva, é uma das músicas na minha vida porque recorda meu tempo de criança na Lagoa Seca ou Baixa do Juazeiro. Não sabia quem era o cantor e nem mesmo o que ele estava dizendo, mas achava bonito. Eu ouvia pelas rádios dos outros e provavelmente na voz de Nelson Gonçalves.

Sertaneja

Sertaneja, se eu pudesse,
Se Papai do Céu me desse
O espaço pra voar,
Eu corria a natureza
E acabava com a tristeza
Só pra não te ver chorar.

Na ilusão deste poema
Eu roubava um diadema
Lá no céu pra te ofertar
E onde a fonte rumoreja
Eu erguia tua igreja,
Dentro dela o teu altar.

Sertaneja, por que choras
Quando eu canto
Sertaneja, se este canto
É todo teu?
Sertaneja, pra secar
Os teus olhinhos
Vais ouvir os passarinhos
Que cantam mais do que eu.

A tristeza do teu pranto
É mais triste quando eu canto
A canção que te escrevi
E os teus olhos, neste instante,
Brilham mais que a mais brilhante
Das estrelas que já vi.

Sertaneja, vou embora
A saudade vem agora
E a alegria vem depois.
Vou subir por essas serras,
Construir lá noutras terras
Um ranchinho pra nós dois.

Camelo extraviado - Mark Twain

Um condutor de camelos perdeu o seu camelo e, encontrando um homem perguntou-lhe:- Acaso, o senhor não encontrou um camelo extraviado?
O homem respondeu:
- Não é um camelo cego do olho esquerdo?
- Sim.
- Que perdeu um dente de cima?
- Sim.
- Que mancava da pata esquerda traseira?
- Sim.
- Que carregava milho de um lado e mel do outro?
- Sim! O senhor não precisa apresentar mais detalhes. É esse exatamente o camelo que procuro. Estou com pressa. Onde o senhor o viu?
- Eu não vi camelo nenhum, respondeu o homem. 
- O senhor não o viu? E como pôde descrevê-lo tão detalhadamente?
- Por que sei me servir dos olhos para observar as coisas. A maioria das pessoas têm olhos que não lhes servem de nada. Eu sabia que um camelo havia passado, porque vi os seus rastos. Sabia que mancava da pata esquerda traseira pelas marcas diferentes deixadas no chão  do lado esquerdo. Sabia que era cego de um olho porque só pastou a erva do lado direito do caminho. Sabia que perdeu um dente de cima porque deixou falhas nas raízes que mordeu. Notei que aves comiam os grãos de milho que foram caindo do lado esquerdo. Sei que o mel escorreu do lado direito porque observei muitas moscas juntas desse lado. Sei tudo sobre o seu camelo, mas não o vi. (Português Dinâmico, 6ª série, Siqueira & Bertolin)

MÃES NA MÚSICA

Muitos compositores puseram a mãe como tema. Antônio Marcos cantou em "Vai, meu irmão": Chega maio a mãe é minha.
"Lady Laura", de Roberto Carlos virou clássico da música sobre mãe. ele corajosamente cantou à beira do túmulo no dia do sepultamento de Laura. Curioso é o fato de que muitas pessoas curtiram a música sem saber quem era Lady Laura.
Aguinaldo Timóteo e Ângela Maria também lembraram de homenagear a mãe em "Flor mamãe". Aguinaldo também cantou "Mamãe, estou tão feliz" e "Mãezinha querida".
A dupla Rick e Renner também gravou "Mãe" e ainda faz sucesso.
"Minha mãe, minha heroína", interpretada por Lindomar Castilho, foi sucesso nos anos 70 e ainda toca neste dia.
The Fevers gravou "Mãe". O povo não esqueceu e canta todos os anos neste dia.
Fábio Júnior, que teve muito sucesso com "Pai", não teve sucesso com "Mãe".
Chitãozinho e Xororó cantou “Fogão de Lenha”.
Zezé di Camargo e Luciano canta “No dia em que eu saí de casa”. José Wantuil também gravou uma música com o título "Mãe".

UMA MÃE EXCEPCIONAL

Fora dos círculos materiais, está uma mãe diferente. É a mãe de Jesus, que deu à luz um menino muito importante para a cristandade.  Para católicos e outras religiões, ela também é mãe espiritual, já que na cruz, o filho entregou-a a um discípulo, que representava ali a Igreja.

SÓ ELAS ENTENDEM

Somente as mães entendem o que é ser mãe de verdade.

SÓ NÓS ENTENDEMOS

Somente nós que as perdemos é que entendemos seu valor de verdade.

VONTADE DE SER NOVAMENTE UM MENINO

Qual o filho que não sente essa vontade de ser novamente menino para desfrutar das benesses da mãe?

HUMOR

Vendedor ambulante para a dona de casa:
- Interessa-lhe uma apólice de seguros?
- Não, já tenho uma.
- E a enciclopédia em nova encadernação?
- Não, senhor, muito obrigada!
- E uma bateria eletrônica, com 873 ritmos diferentes?
- Claro que não! Não quero nada!
- Para se ver livre de mim, a senhora compraria um sabonete?
- Compro até dois!
- Obrigado, madame! É isso mesmo que eu vendo. São cinco reais. (Folhinha, 2001)


Nenhum comentário:

A PRIMA

Peço que brotes E exales seu cheiro Mundo afora Que perfumes Onde estiveres Fincados no chão Seja em lugar plano Ou elevação. Nesses dias Em...