sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

POÇE

Depois do apossamento, o apoçamento.

Óbvio. Se o poço está ali, ao redor. Se para onde se mexe, se olha, se dar um passo, é poço, cairemos todos no mesmo buraco.

Foi assim, quando foi alçado, paulatinamente. Ao chegar lá, percebeu que havia poços por todos os lados. Tentou e tentou e tentou. Fechou os olhos para refletir e ao mesmo tempo tentar entender que aquilo era real. 

Era real, sim. E já era tarde também.

Nenhum comentário:

AGORA FALTAM VINTE E DOIS

Ainda faltam vinte e dois centímetros para o transbordamento das águas da barragem de Umari. Tem sido uma luta medonha a sangria daquela bar...