sábado, 24 de dezembro de 2022

QUE PALAVRA!

Cantata

Do italiano, cantata. Pequeno poema lírico. Composição para coro e orquestra, de cunho religioso ou profano (Minidicionário escolar da língua portuguesa Silveira Bueno, com etimologia).

Composição poética para ser cantada. Antiga forma de poema lírico. Trecho para uma ou mais vozes, com acompanhamento instrumental, às vezes também, com coro, e cuja letra, em vez de ser historiada, descrevendo um fato dramático qualquer, é lírica, descrevendo uma situação psicológica. Lábia. arrazoado astucioso (Silveira Bueno).

Composição vocal muito extensa, inspiração profana ou religiosa, para uma ou várias vozes, com acompanhamento instrumental, e às vezes também coro, e destinada aos salões, à igreja, ao concerto, nunca ao teatro (Aurélio).

Antiga forma de poema lírico. Composição poética para ser cantada. Música para essa composição (Soares Amora).

Como veem, a palavra cantata tem mais de uma acepção. 

Destaco duas. A primeira é a que conhecemos entre nós recentemente: uma cantarola de hinos ligados ao Natal. Escolas e igrejas adotaram a ideia em cada fim de ano, de preferência antes do Natal. 

A segunda, é a que definiu o dicionarista Silveira Bueno: lábia. Uma cantata pode ser uma lábia, uma conversa para enganar gente.

Nenhum comentário:

PROVÉRBIO

A boa palavra em toda parte cem soldados vale.