terça-feira, 27 de setembro de 2016

AINDA PRECISAMOS MELHORAR

Neste ano o candidato a prefeito da oposição de Upanema propôs que não deveria haver fogos na campanha.

Pois não é que o povo atendeu a sugestão do candidato? O melhor de  tudo:agradou a todos.

Vejam, meus amigos, que um singelo gesto fez o processo eleitoral tomar um rumo positivo!

Mas ainda precisamos avançar. A altura absurda dos sons nos carros de propaganda dos candidatos é um ponto negativo.

Quem sabe em 2018 essa prática seja abolida!

domingo, 25 de setembro de 2016

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra do ginásio?

A palavra ginásio para essa geração que tem quinze anos abaixo soa estranho.

Estudar o ginásio era estar da quinta a oitava série, que hoje corresponde do sexto ao nono.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

SABEDORIA POPULAR

A sabedoria popular nos ensina que somente devemos prometer aquilo que temos a convicção de que concretizaremos a promessa.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

VIDA COLETIVA

Como a vida na cidade é coletiva, o gestor deve governar para a coletividade e não realizar atos individuais como concessões de mini e subempregos.

Essa prática não é uma prática correta. Não devemos perder a esperança de exterminá-la do meio nós.


segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O ELEITOR LIVRE

O conceito de liberdade é subjetivo. Não deveria ser, mas é.

Quando se trata de escolha de candidatos, há quem esteja preso a cores ou partidos.

O eleitor livre olha para o futuro da cidade e em nada mais.

domingo, 4 de setembro de 2016

QUEM SE LEMBRA?

Quem ainda se lembra das fitas cassetes?

Fitas cassetes eram febres nos anos 80. Além dos sons dois em um, havia os sons menores e os walk-man.

sábado, 3 de setembro de 2016

O QUE IMPORTA PARA O ELEITOR POLITICAMENTE CORRETO?

Dentre as inúmeras coisas que importa para o eleitor politicamente correto é sentir que o candidato só promete o que pode cumprir, para não passar quatro anos desculpando-se.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

A UM MÊS

A um mês das eleições municipais, as manifestações de apoio aos candidatos são visíveis nos grupinhos, pombeiros, comitês, cochichos e passeatas.

O jogo está apenas começando.