segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

SALÁRIO MÍNIMO

O salário mínimo de 2019 será definido por Bolsonaro.

"O salário mínimo em 2019 permanecerá em R$ 954 até que o presidente Jair Bolsonaro publique um decreto para reajustar o piso das remunerações, informa o UOL.

Tradicionalmente, a publicação é realizada nos últimos dias do ano, mas a assessoria de Michel Temer informou que isso não ocorrerá." 

Informações do Antagonista

UMA VIRADA(QUASE) SEM ENERGIA

Quase a virada para 2019 foi sem energia elétrica.

Havia muita gente apreensiva com o fato de não ter energia elétrica na virada do ano.

Mas... a energia chegou.

Glórias a Deus por isto!

VIRADA

A virada do ano é mágica por um momento. A gente tem a consciência que vamos entrar num novo ciclo de vida. Esperamos um mundo melhor só pelo fato da mudança de um ano pra outro.

Quando vira o ano, percebemos que nada mudou e que a vida vai continuar.

DICA GRATUITA PARA BALCONISTAS

Sempre tenha troco. Nunca deixe de trocar uma nota, por mais alta que seja. Não diga ao cliente que volte depois para pagar um valor baixinho, pois o cliente, por mais pagador que seja, poderá se esquecer de pagar.

PROMESSAS PARA O ANO QUE CHEGA

Não seria o caso dos feicibuquianos e uatzapianos que fizeram feio no ano que passou no item agressão a "amigos" prometerem  não mais repetirem essa feiura no ano que vai entrar hoje à meia noite?

domingo, 30 de dezembro de 2018

FRASE

O desorganizado trabalha em dobro.

Às vezes sou um deles.

QUEM SE LEMBRA?

Cortes de palha

Quem se lembra dos cortes de palha na varge de Upanema?

Tenho doces recordações daquele tempo em que eu não tinha muito o que fazer e observar nos momentos ociosos.

Via aquela fila de jumentos carregando palhas. Outras vezes aquele caminhazão que triturava a palha passava depois de um dia de serviço.

Hoje ainda existe a mesma rotina, mas a gente pouco observa. Tempos diferentes!

MATRÍCULAS NA REDE ESTADUAL DE ENSINO

Na Escola Estadual Professor Alfredo Simonetti as matrículas para o ano letivo de 2019 começarão no dia 2 e janeiro para os alunos que já estudam naquela escola. O término se dará no dia 18.

E para os alunos novatos, somente do dia 31 de janeiro a 10 de fevereiro.

Na Escola Estadual José Calazans Freire, para os que vão renovar as matrículas somente no dia 7 de janeiro. A última informação foi dada ontem pelo diretor daquela escola no programa Educando, na 104.9.

JÁ SE FORAM OS DIAS ÚTEIS

Os dias úteis do ano para compras na maioria dos comércios e todas as transações em bancos já se foram no ano que se finda.

Agora só no dia 2 do novo ano. 

sábado, 29 de dezembro de 2018

CONVERSA AMENA NO PROGRAMA EDUCANDO

Hoje pela manhã no programa matinal da 104, tivemos uma conversa amena com os professores waguin, Diógenes e Mário Paz.

Falamos sobre a base curricular aprovada recentemente e seus reflexos no ensino.

O professor Mário vê com preocupação o futuro dos jovens por causa da escolha que terão que fazer. Eles poderão escolher que disciplinas/conteúdos querem estudar.

DAQUI A POUCO

A partir das oito e trinta, apresentaremos o programa Educando com a 104. Hoje teremos a participação do professor de Educação Física Mário.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

AINDA HÁ MUITO O QUE APRENDER E CRER

De estado e estatizações

O ser humano, por mais que viva, não se esgota a necessidade e a capacidade de aprender e apreender.

Na área política - quem se atreve a dizer que não gosta? Na área política, passamos muito tempo ouvindo um instrumento de uma corda só. 

Com muito tempo, quando temos a doce ilusão que aquilo que ouvíamos e convivíamos era o melhor para nós, então lá vamos nós mudar de lado e opinião.

Um estado deste tamanhão, coisa que sempre defendia e acreditava, onde quase tudo tem a participação dele na vida das pessoas, sendo preciso gastar montes de dinheiro e aumentar a dívida. Um estado que gasta muito mais que arrecada. 

Eis o que eu e milhões de brasileiros defendíamos, mas não defendemos mais.

Para quê o estado administrar uma empresa da rede hoteleira? Hein?

Era isso que eu achava normal, mas, felizmente, não acho mais. Acho hoje um erro dos mais crassos possíveis.

NOTAS ESCOLARES E REALIDADE

As notas escolares não medem o conhecimento e qualidade do aprendizado.

Não medem com exatidão, quero dizer. 

No dia a dia da escola a gente vê que a qualidade do ensino não está boa, mas algumas vezes o índice de aprendizado é medido como melhor, em relação ao ano que passou.

MÁQUINA

Tudo nos faz crer que a máquina pública só consegue funcionar se for bem azeitada com muitas nomeações.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

SOBRE SABORES

Nos Sabores há bons sabores.

Quem puder entender, entenda!

LER O CABEÇALHO

Se não temos o costume de ler as instruções, como a bula de remédio, também falhamos, ao não lermos o enunciado das questões dos testes e cabeçalhos.

SEM JUÍZO

É como estivéssemos lidando com pessoas sem juízo as que vão para a pista alcoolizadas e ao volante.

Notícia o uol que mais que dobrou o número de flagrantes no teste do bafômetro na operação natalina.

O que ocorre não é falta de informação, mas de domínio próprio.

Só resta mesmo a punição.

MUITO TRABALHO PELA FRENTE

Os eleitos para cargos públicos executivos têm muito o que fazer nos próximos quatro anos.

Acho que já perceberam com a transição.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

NÃO TEM JEITO

Não tem jeito pra mim. Eu não me conformo quando alguém é letrado e se expressa como se não soubesse ler e as pequenas regras da língua-mãe.

Um evento não pago não é gratuíto, mas gratuito.

O que há de difícil nisso?

NATAL É

Natal é gasto
Festa
Palavras ao vento
E à chuva também.

Declarações de amor
Inventado
Fingido.

Declarações sazonais
Especiais para o Natal.

Passa o Natal
E não se lembram mais
De tanto amor.

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

ESSES AMIGOS

São poucos os amigos de face que são verdadeiros amigos. 

Muitos que se dizem amigos, escrevem o que vêm à ponta dos dedos sem atentarem para o que estão escrevendo. Tudo em nome da liberdade e democracia. Democracia e liberdade servem para tudo.

Querem um exemplo? É só folhearem algumas páginas do face deles e ver o que escreveram recentemente, principalmente na campanha política.

Idiota foi uma das palavras mais brandas. Amigo dessa qualidade é melhor não tê-los.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

UMA BIBLIOTECA PARA A CIDADE

Complexo Cultural

No próximo ano poderá ser inaugurado o Complexo Cultural, obra que está aso poucos sendo construída nas imediações do cemitério público, bairro Pêgas. 

Dentro daquele complexo haverá uma biblioteca pública.

Grande parte dos livros já foram adquiridos, informa um amigo acolá. Depois tratarei mais do assunto.

CIDADE MOVIMENTADA

A feira da cidade está movimentadíssima hoje, muito mais que nas outras feiras-livres.

A razão disso é mais que óbvia: é obvíssima. Hoje é Natal, né?

NOS FINALMENTES

Nas escolas, estamos nos finalmentes da alimentação de dados, como os resultados  finais das notas dos alunos que selam a aprovação ou reprovação.

ENCURRALADOS

Acordamos hoje encurralados pelos pingos da chuvinha, aquela conhecida como "de molhar besta".

ÁGUA EM ESTADO SÓLIDO

Chuva de granizo ontem em Riacho de Santana, cidade próxima de Pau dos ferros, informa Thaísa Galvão em seu blog.

Uma por aqui.

Já vi uma chuva de pedrinhas de gelo por aqui. Faz tanto tempo que até esqueci o ano. Sei que era um adolescente grandão. Fiquei tranquilão, mas muita gente ficou apreensiva com medo de ser o fim do mundo. Lembro-me também que as pedrinhas caíam nas telhas e a gente as apanhava com as mãos.

Que delícia!

NATAL COM CHUVA

Uma boa chuva caiu por aqui na madrugada de hoje, véspera de Natal, conhecida como dia de Natal - o dia é só amanhã.

Então, é Natal, e o que a gente fez? O ano termina e as compras, as frases de efeito, o "feliz Natal" formal outra vez.

domingo, 23 de dezembro de 2018

A DEUSA

A deusa ciência

Ainda criança ficava intrigado com alguns ensinamentos da ciência. Agora não tenho dúvida que muitos ensinamentos dessa deusa são furados de cima a baixo.

QUEM SE LEMBRA?

Mata-burro

Recentemente um ex-aluno da UERN relembrava do mata-burro na entrada daquela instituição. É que naquele tempo havia muitos animais soltos nas imediações.

Depois retiraram para que fosse facilitada a entrada dos outros animais, nós estudantes.

QUEM É COXO

Quem é coxo deve partir cedo. É o que diz a sabedoria popular.

Na política quem é coxo e parte tarde,  certamente terá poucas chances de superar os adversários teoricamente mais fortes.

sábado, 22 de dezembro de 2018

HOJE NO PROGRAMA EDUCANDO

No Educando com a 104 recordamos sobre o tempo em que o vestibular era em quatro dias. Lembrei-me dos quatro dias que passei na casa de uma pessoa em Mossoró.

Quanta saudade e quanto aperreio!

HOJE TEM EDUCANDO COM A 104

Daqui a pouco, Educando vai entrar no ar. 

Será a partir das oito e trinta.


MÁQUINA DE FAZER PONTO

No final do ano letivo constatamos que há um alunos que são verdadeiras máquinas de fazer pontos.

Enquanto outros marcam tão poucos que não conseguem passar de ano.

O estudo sempre faz a diferença.

BATEU SAUDADE

Os momentos de escola desde a infância até a universidade fazem parte do grande baú da saudade que carrego aqui dentro.

Lembro-me das primeiras vezes que transpus aquele portão para assistir às primeiras aulas. Eram tempos difíceis, mas a vontade de vencer não perdia pra ninguém.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

POESIA

CHÁ DAS TRÊS

Bebi com você
O chá das três
Um chá muito gostoso
Misturado com papo
Empapado de literatura
De assuntos sérios
E fora de série.

Não bebi às cinco
Porque respeito minha cultura
Afinal, não sou inglês.

Somente arranho umas palavras
Uns verbinhos
Uns substantivinhos
Uns adjetivinhos
E formo alguns terminhos.

Quanto ao chá das três
Se estava bom?
Estava ótimo
Mas acreditem
Ainda não tomei.

LUTANDO CONTRA A CORRENTE

"Lutando contra a corrente".

O trecho da canção de Cazuza pode bem retratar situações difíceis por que passamos diariamente.

PONTOS DE INTERROGAÇÕES NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Apesar de acharmos que conhecíamos os candidatos em quem votamos, garanto- lhes que eles reservam muitas surpresas para o nós, os mortais.

DEZ

Dez é o número de dias que faltam para o fim do mês e o fim do ano.

Novidade nenhuma para ninguém. As novidades virão no próximo ano e pegarão todo mundo de calças curtas, seja para o bem, seja para o mal.

ACIDENTE NA DEZESSEIS

Ontem aconteceu um acidente de trânsito entre veículos na 16 de Setembro. Não cheguei a apurar o ocorrido, mas deu pra ver que um automóvel grande chocou-se com uma motocicleta.

Vi ali que o perigo ronda aquele trecho. Sei que às vezes por mais que estejamos atentos, acontece acidentes. Porém, todavia, a grande maioria dos acidentes é por causa da irresponsabilidade ou falta de atenção.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

A 11 DIAS DO FIM DO ANO, PAGAMENTO DE 13° SALÁRIO DO FUNCIONALISMO ESTADUAL SEGUE INDEFINIDO

"...nesta sexta (21) sairá o pagamento de 60% do décimo de 2018 dos ativos. 

Já a Secretaria de Planejamento disse que até esta sexta-feira (21) o Governador Robinson vai se pronunciar oficialmente acerca da situação dos aposentados". (Site do SINTE)

A manchete da notícia refere-se aos servidores inativos.

Com o pagamento amanhã do resto do décimo para os ativos, deixa transparecer que o salário do mês sairá mesmo daqui para o dia 31.


UM TIPO DE ENTRADA

Aqui e mais acolá aparece alguém dizendo que a entrada é gratuita.

Não contei  as vezes que a entrada em tal evento é gratuíta.

Entrada gratuita e gratuíta fará bastante diferença se for numa prova de concurso. Lá faz mesmo!

COMO É MESMO AQUELA MÚSICA?

Como é o nome daquela música do carnaval deste ano que finda? Aquela que fez tanto sucesso?

E o nome da escola de samba campeã do desfile do carnaval carioca?

E por que investe-se tanto, tanto nessas coisas que não são lembradas por muito tempo?

Hein? (Hein escreve-se assim)

VAIVÉM

As decisões da justiça brasileira não permitem que pessoas leigas entendam o que acontece com decisões numa espécie de vaivém, de é, não é.

Acredito que até mesmo os especialistas no assunto têm dificuldade de entender o que ocorre nos trâmites judiciários. 

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

DE JEITO NENHUM

Uma representante do SINTE disse nessa semana, numa conversa informal ali no Calazas Freire que o pagamento dos salários dos funcionários da ativa do Estado não vão atrasar. 

A fala da representante da entidade foi uma resposta de uma preocupação de um professor sobre notícias de atraso do pagamento do mês de dezembro e décimo terceiro.

O atraso deve continuar somente para os servidores aposentados.

DIZEM POR AÍ

Que é melhor macarronada que nada.

UM OLHAR PARA TRÁS

Não adianta a gente lamentar por aquilo que não fizemos, porque nada mudará o passado. 

COMO DOIS E DOIS

"Tudo certo como dois e dois são cinco."

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

TUDO FRIINHO

A boa pancada de chuva de ontem à tarde trouxe na bagagem para todos nós calorentos - que nunca nos acostumamos - um tempo friinho, friinho, prato cheio para os dorminhocos ou preguiçosos de plantão.

BANCADA FEDERAL DO RN ESTÁ AOS POUCOS SE DEFININDO

Leio no blog de Thaisa Galvão que o deputado Beto Rosado vai ser diplomado, tendo em vista o quoeficiente eleitoral de sua coligação ultrapassar o da governadora e seu partido. A notícia fica, assim, em desfavor do deputado estadual Mineiro, que obteve muito mais votos que Beto.

A decisão do TSE mexe com a política estadual, mas também a de Upanema. Em nossa cidade, alguns políticos se reanimarão depois dessa decisão.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

QUE ALEGRIA! ELA VOLTOU!

A preciosa energia faltou um pouquinho antes das duas da tarde e só voltou há poucos instantes.

Foram mais de três horas sem a preciosa.

CHUVAS NA SEMANA PASSADA EM UPANEMA

Em 8 e 9 de dezembro, 2.0 e 5.4mm, respectivamente.

Informações de Yamashiro de Geraldo Messias.

domingo, 16 de dezembro de 2018

HISTORINHA DE GENTE BRUTA

O homem convictamente bruto tenta montar um jumento muito brabo e este não quer deixar.

Depois de esgotar todas as forças, o homem entrega-se, mas vira-se para o jumento e exclama:

"Você pode ter mais força do que eu, mas não é mais bruto.

HISTORINHA SOBRE BURRA

Um senhor tinha uma burra velha, trôpega, que caía constantemente. Pensando em trocá-la por outra melhor, procurou um compare que também tinha uma.

"Compadre, vamos trocar minha burra na sua? A minha tropeça constantemente."

"Não dá certo trocar porque a minha vive deitada no chão."

QUEM SE LEMBRA?

Rádios

Quem se lembra das rádios regionais, especialmente as emissoras de Mossoró?

A rádio rural entre começo dos anos 60 até os 80 era uma das mais ouvidas da região. Naquele tempo era o google da informação de todas pessoas. A informação pelo jornal de papel era privilégio e poucos. Restava o rádio.

Havia os informativos diários e fixos. As notas e avisos eram o forte da emissora. Havia também programas de cantores de viola. Elizeu Ventania, João Liberalino e Onézimo Maia são os que estou lembrando no momento.

Postarei aqui outras lembranças referentes às rádios da região.

ESCOLA DE ANTIGAMENTE

Na escola de antigamente toda criança na segunda série sabia ler, escrever e contar.

Numa tradução fácil, ele sabia ler e entender textos do nível de sua idade e a tabuada de multiplicar, somar e dividir.

sábado, 15 de dezembro de 2018

PAPAI NOEL EXISTE E EU VI

Travei um diálogo hoje com uma senhora sobre o Papai Noel:

"Existe".

"Não existe".

"Criatura, eu vi ontem no meio das ruas ele acenando para as pessoas".

Certamente, eu estava brincando. Acabamos o diálogo e a dita cuja não entendeu isso.

O Papai Noel da história não existe, mas ele precisa existir, principalmente para as crianças. Elas precisam viver esse momento de fantasia. Não precisa existir, sim, quando explora as pessoas para as vendas de fim de ano. 

Mas uma aparição no meio da rua, acenando para as pessoas, acho que ele deve continuar fazendo isso. 

Espero que ele volte no próximo ano.




QUE PALAVRA!

Brechó: Bras. Loja de objetos velhos e usados. (Aurélio)

Vez por outra aparecem por aqui um brechó, principalmente em fim de ano.

Apesar de ser uma palavra muito mais velha que os produtos vendidos, brechó é palavra recente no meu vocabulário.


PROGRAMA EDUCANDO NA 104

Hoje o programa Educando com a 104 recebe alunos aprovados para estudarem no IF, Instituto Federal de Educação do Rio Grande do Norte.

O programa começa às 8:30.

POESIA

CHOVE

Chove lá fora
E dentro de mim
Nem um pouco de você
Parece chover.

As gotas que caem
Ritmicam  um tempo sombrio
Lento e que quer andar.

Seus pingos leves
Até parecem grandes rajadas
Que derrubam e arrasam meu ser.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

PRECISAMOS FICAR ZEN

No contexto que escrevo as mal traçadas linhas, não tomo a palavra zen como é vista em outros países, mas no sentido simples.

Estar zen é estar sereno, tranquilo diante dos problemas e tarefas do quotidiano. Sei que é tarefa difícil, mas precisamos ser e estar zen em todos os momentos, senão não somente a vaca, mas todos iremos direto para o brejo.

POESIA

Te espero

Te espero como  as abelhas
Almejam chegar a primavera
Já que para produzirem mel
Retiram das flores o  néctar.

Te espero como um guarda
Deseja a luz do amanhecer
Esquecer a solidão da noite
Nos braços do  bem querer.

Te espero como os sertões
Anseiam sentir a chuva cair
Aspiro eu todos  meus dias
O teu amor em mim sentir.

(Prof. Júlia Costa)

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

PEQUENO NO TAMANHO

Para refletir

Mas muitas coisas são melhores, infinitamente melhores sendo pequenas do que grandes. Querem ver?

Comparem uma dívida pequena com uma grande!
Comparem uma doença pequena com uma grande!

Um estado pequeno (em atribuições) tem mais chances de ser bem administrado que um inchadão, cheio de empresas, grandes gastos, muitos funcionários pra pagar.

Já os salários... Os salários grandes são melhores, mas devem ser bem administrados, senão não valem a pena.

COISINHAS COM GOSTO DE VENHA MAIS OU RUIM DE CORRER ÁGUA

Todos nós temos uma listinha na nossa cabeça das coisas boas ou ruins da vida. No item comida é onde mais ocorre isso. Os pratos preferidos e os detestáveis - são os dois pólos. Um jerimum seco e um correndo água é exemplo desses pólos. O mesmo ocorre com a batata.

Na vida social, um atraso de pagamento e um reajuste de salários; chegada  de um visitante amigo e uma persona non grata, encaixam-se muito bem nesse assunto.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

FRASE ACIDENTAL

Há gente que é tão incompetente, tão incompetente mesmo que não sabe nem a regrinha infantil que rege o uso do eme na palavra, nem sequer escrevê-la corretamente. 

GLOBALIZAÇÃO DE TUDO

Episódio

O episódio de Campinas - homem atira a esmo, mata quatro e fere algumas pessoas na hora da missa na catedral - parece confirmar as suspeitas de que os humanos gostam de imitar os outros em tudo.

O que se passa na tv, seja lá onde for, é vista por milhares e até milhões em todas as partes do mundo. E com o advento da grande rede, a coisa se acentuou.

Imita-se muito mais as tragédias do que as boas ações. Esse é o problema.

POESIA

 SUFOCADO

Estou sufocado
Quero te ver
A qualquer custo.

Sua ausência
É sufoco na certa
E quiçá doença.

Sua presença
É saúde na certa
E nunca doença.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

POESIA

O CAIR DA TARDE

Caiu a tarde
E com ela
O sol
O calor
O clarão
O trabalho duro
O cansaço.

A tarde caiu
Só não caiu
O preço o petróleo
Do arroz
Do feijão.

Deixa o inverno arrochar
Que te conto!

PROVAS, PROVAÇÕES E AVALIAÇÕES

As provas escolares são, na maioria, também provações e provas de que eles aprenderam ou não os conteúdos ministrados.

Sem as provas escolares e testes, não teríamos um instrumento concreto de avaliarmos os alunos para sabermos se eles avançariam ou não no estudo.

Provas provam, sim, mas não com a exatidão e justiça que deveriam.

A exatidão entre a nota que o aluno recebe e o que deveria receber compete mais a ele que o professor. Este já faz a parte dele, elaborando questões e vigiando-o também para que não responda sem a devida competência. Que não cole, para ser mais claro. 

QUOTA E COTA: TANTO FAZ

Há duas formas de escrevermos uma palavra muito usada no meio educativo: cota e quota. A pronúncia é a mesma, mas a escrita pode ser diferente.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

QUE CALOR! QUE COISA BOA!

Enquanto uns reclamam veementemente do calor abrasante nas horas que antecedem as chuvas, outros esperam por elas.

PREVISÃO

A reforma da Escola Estadual Professor Alfredo Simonetti está em curso.

A previsão do término é para junho do próximo ano, informou Francisco José, vice-diretor daquela instituição.

VERY, VERY APERRIADOS

Estamos na temporada em que uma parte dos ditos estudantes começam a ficar apreensivos com a possibilidade de não lograrem êxito, eufemismo para reprovação.

O aperreio é sempre anacrônico. Ou seja, aquilo que foi cantado no primeiro dia de aula poderia ter evitado esse vexame.

CHUVA PASSAGEIRA

Chuva passageira cai em solo upanemense no começo da tarde.

O tempo já se prepara pra outra.

COMO NUM JOGO

Como num jogo de cartas ou xadrez, as peças estão sendo colocadas para que no final o jogador consiga dizer "bati"!

O trabalho de bastidores dos futuros administradores que tomarão posse em primeiro de Janeiro colocam as peças para ver se encaixam bem.

domingo, 9 de dezembro de 2018

PERGUNTARAM-ME

Alguém me perguntou se o certo é barrer ou varrer.

Olha o que respondi:

"Barrer faz parte das palavras que de tanto velha, os órgãos fraquejaram e depois morreu.

A SORTE É PARA POUCOS E QUEM ACREDITA

A sorte é um mistério, mas percebemos que quem a tem, sofre um golpe positivo.

Quem não a alcança, não adianta reclamar, pois ela não está nem aí.

COMEÇA TEMPORADA DE CHUVAS

Os últimos dias têm nos indicado que a temporada de chuvas começou na região.

Além de apagar o pó das estradas, dá esperança ao homem plantador e faz pequenos "milagres" como retração dos preços de alguns produtos.

TUDO EM RIBA

Tá tudo em riba
Tudo em cima
Tudo na base do possível
Nem tudo na base do querer
Ou do todo querer
Mas mais da metade do querer.

Tudo bem no respirar
No digestar
No enxergar
No entender
No caminhar.



HÁ QUARENTA E CINCO ANOS

MIL, NOVECENTOS E SETENTA E TRÊS, TANTO TEMPO FAZ QUE ELE MORREU

Embalado pela música O homem de Nazaré, música de grande sucesso de Antônio Marcos, chegava na cidade a nossa família, vinda da Baixa do Juazeiro, mais especificamente da terra dos Benvinda.

Ontem fez exatamente quarenta e cinco anos, uma idade mais que madura de morador de cidade. Vinha na onda moderna daquela época de se deixar o campo e vir pra cidade para desfrutar das melhorias que a urbe oferecia. O melhor exemplo é a escola. Estudar era artigo de luxo.

Então, chegamos e fomos morar em uma casa própria, Rua Francisco Agostinho, número 127, adquirida a custo de muito trabalho da safra de feijão, milho e algodão, na terra dos Benvinda.

A casa foi comprada a Seu Olegário, provavelmente já um comerciante. Havia duas casas à venda. Ficamos com a mais barata: 1.200 cruzeiros.

MÚSICA DA NOSSA VIDA

A mesma praça, o mesmo banco, as mesmas flores, o mesmo jardim, tudo é igual, mas estou triste, porque não tenho você perto de mim.

A praça, de Ronnie Von, é uma das músicas mais lembradas do nosso passado - nós que já viramos os 50.

Fala de um período da juventude de todo mundo que namorava e morava em cidade quando jovem. Os bancos de praça eram e ainda são lugares onde os jovens principiam e firmam os namoros. E muitas vezes acabam também.

TUDO PASSA POR ELE

Já repararam que bate aqui e acolá, discute-se sobre eficiência, competência e plano de governo e nada se resolve?

Vira e mexe e finda no ter e não ter o dinheiro para administrar o país, estado ou município.

Se a questão do gastar como se deve - Lei de Responsabilidade Fiscal do Bom Senso (LRFBS) - fosse resolvida, maioria dos problemas por que passam os administradores seria resolvida.

Tudo passa pelo uso errado do dinheiro.

Dinheiro na mão sempre, ou quase sempre é vendaval.

QUEM SE LEMBRA?

Cidade de antigamente

Quem se lembra da cidade sem calçamento e sem asfalto?

Lembro-me da cidade com um pequeno trecho de calçamento a paralelepípedo. No começo de tudo, somente o centro da cidade tinha esse benefício.

Aos poucos, toda a cidade ficou calçada. Em seguida, já nos primeiros anos desse século, o asfalto chegou. 

sábado, 8 de dezembro de 2018

QUE PALAVRA!

Brecar: v. frear. Palavra pronunciada em todo o país, segundo Aurélio. É um brasileirismo.
Levado da breca: endiabrado, travesso. (Aurélio)

O levado da breca é muito comum entre nós, principalmente entre as pessoas mais velhas, entre as quais, eu. Aurélio diz que é uma expressão popular, sem especificar a região. Provavelmente todas do país.

POEMA

Poema sem poesia

Eu sou a dor na alma
Que destroça por dentro
Como um ácido corrosivo.

Eu sou preço a ser pago
Por quem cometeu erros
Os quais são imperdoáveis.

Eu sou a fuga do sono
Nas madrugadas frias
De quem já foi esquecido.

Eu sou a flor esmagada
Pelos pés apressados
De quem foge da guerra.

Eu sou o tenso momento
Da descoberta da verdade
Dissimulada pela ilusão.

Eu sou fonte de inspiração
Esgotada pela insensibilidade
E indiferença ao meu querer.

(Prof. Júlia Costa)

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

COTA OU QUOTA?

Cota ou quota: tanto faz como tanto fez?

Depois falaremos sobre isso.

DIZEM POR AÍ

Dizem por aí que quem fala poblema, acaba arrumando dois.

SEMIFINAIS

Estamos nas semifinais do ano letivo.

TÁ QUENTE, TÁ FRIO

O tempo e os tempos na área administrativa estão quentes.

SOMENTE ELE DEVE SABER

Somente o governador deve saber sobre o pagamento do mês de dezembro e décimo.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

A GRANDE PERGUNTA É

Os servidores do estado do RN não terão o salário do mês de dezembro e décimo terceiro?

RETROSPECTOS 2018

O ano letivo deste ano começou em 19 de fevereiro. 

Os professores da rede estadual entraram em greve em 22 de março. Em Upanema começamos em 2 de abril e terminamos no dia 13.  

O motivo principal era o não repasse do piso salarial.

ABAFADA

A cidade segue abafada, sufocada com um calor descomunal.

Há estudiosos que apontam o aquecimento global como causa. Eles não encaram o assunto como uma probabilidade, mas como um fato científico.

Eu, cá nas minhas ignorâncias científicas, sou um novo convertido no tocante à duvida sobre a existência do tal aquecimento nessas proporções.

Sei não! O assunto tem muito pão para uma padaria!

ABALO

Registra o G1 do Rio Grande do Norte que um tremor de terra foi registrado ontem próximo da meia noite na cidade de Campo Grande.

Hoje bem cedinho em Upanema havia boatos nas calçadas que alguém em Upanema teria sentido uns abalos também. Nada até agora foi confirmado. 

O QUE NOS DIZEM O FURA-BARREIRA E O BEM-TI-VI

Se o ninho do bem-ti-vi for construído de frente para o oeste, podem plantar que é chuva na certa. Se for para o leste, é sinal de que ele não tem medo da chuva. Portanto, ela não vem.

Similarmente, se o fura-barreira fizer sua casa de frente para o oeste ou para o leste, o mesmo ocorrerá com relação às chuvas.

Aí está a sabedoria popular. Os profetas juram de pés e mãos juntas que o dito é ocorrido.

Quem pode desmenti-los?

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

CANTAR

Cantar é tarefa muito difícil. Cantar requer jeito, trejeito e pouco defeito.

CUIDADO COM OS CACHORROS

Vira-lata
Vira-lixo
Vira-pedra
Vira-tudo.

Isso tudo
Mais outros tudo
Esbarramos bem cedinho.

Cuidado
Eles podem nos pegar.

O LOCAL E A POLÍTICA NACIONAL

Nunca na história de Upanema houve tanto envolvimento das pessoas na política nacional durante o período eleitoral.

Vi coisa parecida em 1989, quando Luís Inácio e Collor disputavam o segundo turno.

Era um período em que as informações vinham somente da TV, via programa eleitoral gratuito.

O pós

No pós eleitoral discute-se o time do vencedores com uma veemência do período eleitoral.


BRINCAR DE SER FELIZ

Duas frases acidentais sobre a felicidade

Se há neste mundão sem porteira alguém que não almeja a felicidade, manda prender ou o masoquista existe mesmo.

Se a felicidade não chega, o jeito é  brincar de ser feliz.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

POEMINHA

Quando se quer
Não é obstáculo
 A distância.

Quando se gosta
Não importam
As diferenças.

Quando se ama
Faz-se acontecer
O impossível.

(Prof. Júlia Costa)

MÚSICA SEMPRE É BOM

Música sempre é bom e o povo gosta. Seja qual ritmo seja, as pessoas gostam de música, pois sempre atrai as pessoas. Seja o ritmo, seja a mensagem, seja o barulho.

NÃO VEJO A HORA

É uma boca só de alunos e professores sobre o final do ano letivo:

"Não vejo a hora!"

ELOGIAR: NEM SEMPRE

A apresentação do musical "A fantástica fábrica de Natal" é um evento apresentado todo ano. Ontem à noite foi apresentado na programação da festa da padroeira.

Merece um elogio desde os organizadores aos atores.

METÁFORA DAS FLORES

Brota, cresce e se transforma
Cheira e exala
Um cheiro bem cheirável
Bom exalo
Que perfuma a todos
Ao redor.

Assim são as pessoas de bem.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

HOJE CHOVE CEDO

As vozes dos observadores do tempo estão dizendo que hoje chove cedo.

COMO ATRASO DE PAGAMENTO

Cresci ouvindo o ditado: Isso é ruim igual a atraso de pagamento. Sei o que é falta de fôlego. Mas atraso de pagamento não passei por essa experiência.

Pois bem. No RN temos acompanhado essa realidade há aproximadamente três anos. E agora a imprensa norte-rio-grandense noticia que o Estado vai atrasar o mês de dezembro e o décimo terceiro.

Ainda não experimentei essa realidade nesses trinta e três anos de empregado. Tomara que não seja agora.

HOJE É DIA DA BANDEIRA UPANEMENSE

Portanto, feriado municipal.

domingo, 2 de dezembro de 2018

DEPOIS DAS QUATRO

Assim que iniciaram os jogos do Brasileirão, a energia se foi e deixou os torcedores na mão, sem conhecer os resultados.

MAIS DE DUAS HORAS SEM

Upanema passou mais de duas horas sem a preciosa energia, preciosa luz, sem a preciosa internet, e para muitos, a preciosa paz e preciosa calma.

CAI CHUVA

Cai chuva boa em solo upanemense agora.

QUEM SE LEMBRA?

Pães de antigamente

Quem se lembra do sabor dos pães de padaria de antigamente?

Quem viveu no antigamente a que me refiro, deve lembrar da gostosura dos pães e também dos biscoitos e bolachas.

Se falo do bom sabor de outrora, permite ao leitor interpretar que estou dizendo que os de hoje já não são os mesmos.

E é isso mesmo!

Os nossos produtos de padaria não são mais os mesmos!

PARABOLINHA

Dois homens saíram para semear caroços de feijão cada um em seus cercados.

O primeiro tinha sementes chochas e raramente boas. O segundo tinha somente sementes cheias, boas.

Semearam. Quando chegou a época de nascer as sementes, o primeiro viu em seu cercado nascer poucos feijões. O resto não nasceu.

O outro viu nascer formosos pés, que com pouco tempo já brotavam flores e frutos.

Que lições podemos trazer para a nossa vida diária e prática?


sábado, 1 de dezembro de 2018

OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA

Números

Os números dos vencedores da olimpíada de matemática em Upanema são os seguintes:

Medalha de ouro  - 3
medalha de prata - 4
medalha de bronze - 18
menção honrosa  - 61

86 premiações ao todo.

Os dados acima são fruto do esforço de cada aluno, mas também tem o dedo do professor Josiel Gondim. Desde 2011, Josiel mantém fielmente um trabalho de dar aulas extras aos interessados. 

O resultado está aí em cima.



DAQUI A POUCO TEM EDUCANDO

O programa Educando com a 104 estará no ar em sua terceira apresentação nessa nova temporada.

É daqui a pouco a partir das oito e trinta.

QUE PALAVRA! II

Delação e seu sentido moderno

Durante muito tempo, o significado da palavra delação não vinha acompanhada de um adjetivo: delação premiada é expressão moderna, pelo menos entre nós brasileiros. Ou que o termo não tenha chegado ao meu conhecimento, considerando que sou um leigo no assunto, como a maioria dos brasileiros.

Delatar: vtd. denunciar crime ou delito . Denunciar como culpado. Denunciar-se como culpado. (Aurélio)

O delator delata um crime para ser beneficiado penalmente.



O QUE VOCÊ LÊ?

Faz muita diferença entre um texto bem articulado e um mal engendrado.

Pois é dos primeiros que necessitamos ler.

Dá gosto um texto do grande Érico Veríssimo. O Olhai os lírios do campo enche os nossos olhos e mente. Depois do término da leitura, saímos quase com um diploma de medicina na mão. Só entende quem leu o Olhai.

Palpito para meus poucos leitores uma das causas do fracasso da educação e hoje: a leitura que se faz hoje. O que se lê hoje? O que um alfabetizado ou semi está lendo hoje? Lendo textos de facebook e watsapp feitos por pessoas mais atrasadas que os próprios?

Então, quê fazer?

Resposta: Ler livros e textos da internet, mas bem articulados. Assim, a coisa poderá melhorar.

QUE PALAVRA! I

BRAVEZA OU BRABEZA: Sf. ferocidade, sanha. bravura. (Aurélio).

As duas palavras são pronunciadas e escritas sem nenhum problema com a formalidade.


sexta-feira, 30 de novembro de 2018

MUNDO DOS TESTES

No mundo das provas e testes é muito importante a correção ortográfica.

O que se conserva na memória - reminicencia - ajuda bastante, e como ajuda a dirimir ate as mais simples questões.

Escrevi acima dois aspectos importantes que norteiam o mundo dos testes escolares, vestibulares e  concursos.

Entretanto, propositadamente, cometi dois erros absurdos de ortografia que se notado por quem corrige provas de redação, deixaria o candidato em maus lençóis.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

DICA

Tolerante com o próximo e com você mesmo

Ser tolerante com o próximo e consigo mesmo às vezes é pedir muito. Não é em todos os momentos que estamos dispostos a tolerar certas coisas feitas por outros e até por nós mesmos. 

Tolerar pode ser uma maneira de deixarmos a coisa acontecer sem regra nem rumo.

DICAS DA FOLHINHA

Controlando o estresse

A melhor maneira de se ter qualidade de vida é:

- Ter uma alimentação saudável, evitando os excessos;
- Praticar exercícios físicos, dando preferência à regularidade e não à intensidade;
- Evitar consumo de bebidas alcoólicas, drogas e tabaco;
- Ter uma postura positiva frente à vida;
- Manter uma vida social, familiar e afetiva em harmonia, procurando dar e receber afeto, sendo tolerante com o próximo e com você mesmo;
- Organizar e aproveitar o seu tempo de forma adequada a seu bem-estar.

(Jornal Grande Mídia, Contagem e Betim, MG
Seleção de Maria de Paula Borges - Contagem/MG
Texto publicado na Folhinha do Coração de Jesus, em 28 de novembro de 2007)

PROCURA-SE

Um torcedor santista

Achar um torcedor santista na cidade de Upanema é tarefa difícil de se cumprir.

Pelo menos é a opinião de um torcedor, que lamentava não encontrar outro na cidade para torcer juntos pelo time paulista, que tem em seu passado, jogador da marca de Pelé, Clodoaldo, Coutinho, Manga, Pepe, Tite. E novos, como Robinho, Neymar e companhia.

Cadê os santistas upanemenses? Cadê?

VIRADA

Virada do mês

A torcida está grande para o término de novembro e a chegada de dezembro. 

Dezembro é mês de festas e o último do ano, que leva para o primeiro do do próximo.

A chegada do ano novo, para muitas pessoas, é sinal de mudanças e melhoras na vida pessoal e comunitária.

SERVICEIROS

Pessoas que têm empregos que sobrevivem através da prestação de serviços precisam ficar ligados.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

FINALMENTES

Os campeonatos de futebol estão nos finalmentes.

As escolas, idem.

EXERCÍCIO DA CALAÇÃO

Tempo de calar.

Calar pode soar como cerceamento da liberdade ou coisa parecida.

Calar é virtude se usada na hora certa.

Os lugares públicos são propícios para um belo exercício.

É o teste da paciência.

PEDAÇO DE NÓS E DE NOSSA HISTÓRIA

Na semana que passou, nos deixaram algumas figuras do povo, verdadeiros pedaços de nós e de nossa história.

Não eram pessoas expoentes da nossa política, mas eram pessoas que ajudaram a construir nossa história. 

Destaco uma das minhas antigas  vizinhas, residente na Rua Francisco Agostinho.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

WITHOUT

Reza sem fé
Café da manhã sem café
Homem sem mulher
Brasil sem Pelé (naquele tempo)
Luciano sem Zezé
Quão incongruente é.

MISSÃO

Há missões mais sublimes que outras. Mais sublimes ou mais difíceis de se manejar.


DE OLHO NO CÉU

De agora em diante, nossos olhos estarão voltados para o céu. 

Muitas das nossas atividades dependem do que vem de cima.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

TAMBÉM ESVERDEOU

Com a conquista do Brasileirão, torcedores do Palmeiras esverdearam as ruas da cidade.

Se é legal e ordeira, podem e devem celebrar.

FOGOS

Fiquei sem saber de onde partiram os fogos de artifício ontem entre a tarde e noite. Havia uma celebração esportiva e outra religiosa. 

Talvez de ambas.

RETA

Numa reta final, é o percurso que estamos percorrendo, seja do ano escolar, seja do ano civil.

QUESTÃO DE GOSTO

O gosto dos outros

A questão de gosto é o que mais se discute.

Pois não é que o ditado corrente é o contrário?

Quando duas pessoas discutem acaloradamente, não falta um pra dizer que não se deve discutir gostos.

Se eu gosto de manga, e você, maçã, não é razão para brigas, mas para discussão, sim. Vai que na discussão descobriremos a vitamina que contém em cada uma das frutas!

domingo, 25 de novembro de 2018

BRASIL AVERMELHOU

Com a vitória do Flamengo, Upanema e Brasil avermelharam.

CHUVA RÁPIDA

Passou por aqui há pouco uma chuvinha espanta reclameira de calor.

QUEM SE LEMBRA?

As lâmpadas

As lâmpadas caseiras de antigamente eram bem diferentes das de hoje. O meu antigamente é anos oitenta.

Era comum a pera na ponta do fio, que servia para desligar.

O interruptor na parede surgiu depois. 

As lâmpadas eram avermelhadas e num formato só. Além de serem gastadeiras de energia em relação às que temos hoje, muito mais eficientes.

Quem se lembra disso?

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

Sou Eu!

A história de Sou Eu tem vários desdobramentos. Tudo começou quando um senhor queria comprar uns porcos. Depois de sondar a compra, descobriu um outro senhor que tinha os animais, mas nem estava à venda, e se fosse vender, venderia por um preço muito alto.

Ocorre que o senhor que queria comprar os porcos, era um caloteiro de primeira linha.

O dono dos porcos foi procurado pelo velhaco em sua residência. Inquirido se tinha uns porcos para vender, o velho disse que não tinha.

"Mas me disseram que o senhor tem uns porcos para vender."

De tanto insistir, o senhor dono dos animais disse que venderia, e disse o preço. Se um porco custava cem reais, ele cobrou duzentos por cada porco. Quatrocentos pelos dois que tinha no chiqueiro.

"Quero os porcos, mas não tenho dinheiro agora", disse o comprador. "Eu não sabia que o senhor tinha esses porcos, por isso empreguei todo o dinheiro em outros negócios. Mas não se preocupe, porque pagarei. Mas somente no próximo domingo."

"Assim não aceito", disse o velho. "Só à vista".

O comprador tentou a última cartada:

"Vamos fazer o seguinte: No domingo me procure no mercado pelo nome de Sou Eu. Lá todo mundo me conhece."

"É. Vou confiar", disse o dono dos porcos, desconfiado.

Quando chegou o dia marcado, o homem chega no mercado e pergunta por um homem chamado Sou Eu.

"Estou procurando um homem chamado Sou Eu."

"Não sei quem é".

"Nunca vi."

"Não conheço".

E foi assim a resposta negativa em todo o mercado. Ao homem restou sair procurando nas casas, de rua em rua, bairro em bairro.

Já cansado de procurar e já de noite, resolve ir pra casa, numa zona rural. Quando ainda saía da zona urbana, viu um vulto de longe. Resolveu aproximar para perguntar se conhecia o misterioso Sou Eu.

"Quem é?"

"Sou eu!, gritou de longe o estranho.

"Mas Sou Eu, passei o dia lhe procurando no mercado, em todos as ruas da cidade e você veio aparecer agora? Onde você estava? Me comprou os porcos e está se escondendo de mim?"

O estranho ficou atônito com aquela conversa, pois nada tinha a ver com aquilo. Mas como estava fugindo de todo mundo, como o cão foge da cruz, resolveu não complicar:

"Quanto custa mesmo os porcos?"

"Tantos contos", respondeu aliviado o credor. Pagou e procurou sair da vista dele.

E assim termina a história. Dizem os faladores que o homem que passou-se por Sou Eu na história estava já próximo da casa de uma mulher com quem tinha um namoro proibido.

Que história maluca!

LEITURA

O livro de papel

O livro de papel e sua extinção há alguns anos tem sido e será durante muito tempo assunto em várias rodas de conversa.

É um dos assuntos que dizem respeito ao intelectualismo e não à economia e administração. Por essas e outras razões é que não se vê ninguém morrendo por falta de leitura de livro, seja de papel ou eletrônico.

O livro de papel vai morrer?

Eis a pergunta e uma possível resposta certa:

"Não morrerá."

VERDE

Para quem não gosta do verde

Quem não gosta do verde, prepare o seu coração pras coisas que vou contar...

O time do Palmeiras joga hoje com chances astronômicas de ser campeão.

Entonces, os campeões costumam festejar a vitória.

Seguindo esse raciocínio, a cidade de Upanema, a exemplo de muitas outras do país, será enfeitada de verde, caso o time paulista vença o Vasco no final da tarde.

SÓ FALTA UM MÊS

Daqui a um mês

Daqui a um mês estaremos festejando o Natal.

sábado, 24 de novembro de 2018

TEMPO

Tempo bom

Agora está um tempo bom, ventado e com perspectivas de chuva.

TIME

Montando o time

O presidente do país e os governadores estaduais montam seus respectivos times para bem governar ou governarem aos seus respectivos estilos.

Há chios por todo canto. Mas isso faz parte.

QUE PALAVRA!

Conosco é assim

Nos bons tempos em que podíamos decorar os assuntos, fórmulas e conceitos sem que fôssemos taxados de decoradores de frases ou estarmos praticando uma tremenda decoreba, não era possível uma pessoa grafar com nosco.

No estudo dos pronomes oblíquos decorávamos esses pronomes baseados nos do caso reto.

Eu - caso reto
Me, mim, comigo - caso oblíquo.

BOAS NOTÍCIAS SOBRE FERROVIA

Uma lembrança sobre trem

Em 1997 fui a Natal em final de ano. Lá tive a oportunidade de viajar de trem pela primeira vez. A minha primeira vez, até agora, continua a primeira vez que andei de trem.

Sei que meu percurso foi uma viagem de ida e volta entre Natal e algumas cidades chamadas metropolitanas: Extremoz, Nísia Floresta, Ceará Mirim e Macaíba. 

Não sei se o trajeto é nessa ordem, mas sei que percorri aquelas cidades com um olho  dentro e outro  fora do trem. O fora era pra conhecer aquela região, mesmo superficialmente.

Agora é progresso

Agora o trem é assunto renovado. Notícias dão conta que o próximo presidente da república eleito em outubro vai investir em ferrovias no nordeste, para que o progresso seja alavancado.

Notícias desse quilate soam bem aos ouvidos de quem quer uma região livre das amarras do cabresto das esmolas. 

Ferrovia é progresso. Todo mundo sabe disso. Mas o que vimos nesses últimos anos foi a desativação de linhas ferroviárias. Ali bem perto de nós, uma linha entre Souza e Mossoró foi desativada há muitos anos.

Eis a notícia recente:

"...serão retomadas obras paralisadas nas gestões petistas, como a transposição do Rio São Francisco e a construção de ferrovias." (Do site O Antagonista, extraído de O Globo, 18/11/2018)

POEMINHA INFANTIL

Pensar dói

Pensar dói
Mas penso
E penso em você
Dia e noite
Noite e dia
Mesmo longe
Bem distante
Sinto sua companhia.

Você está nas fontes
Na rua
Na lua que vejo à noite
Em tudo de bonito que vejo
Em tudo que quero
E desejo.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

ELES TÊM OS OLHOS NO FUTURO

Algo em comum

O bom empresário e o político de visão têm algo em comum:

Os dois vivem com os olhos postados no futuro.

Quem tem uma pequena empresa, trabalha para fazê-la crescer.

O político de visão pensa do mesmo jeito, só que pensando em crescer em estatura do cargo. Se é vereador, trabalha desde o primeiro dia de mandato para ser prefeito.

DINHEIRO NA MÃO É

Dinheiro na mão é vendaval

Há governos que fazem algo para resolverem sobre o problema do mal uso do dinheiro na administração pública?

Se há, não tenho notícias. As últimas que tenho é déficit exagerado nas contas, num total desequilíbrio entre receita e despesa, tornando os investimentos impossíveis, e por consequência, a administração inviável.

POESIA

SUBESTIMADO

Ah! Se você soubesse
O quanto tenho lutado
Não diria que sou frágil
Nem  me deixaria de lado.

Quem dera se enxergasse
Os caminhos que já percorri
Veria que não foram fáceis
Mas não hesitei  e prossegui.

Lamento que não possa ver
Os problemas que eu resolvi
Esqueceria os meus fracassos
Diante das  provas que eu venci.

Ainda que pareça impossível
Eu vou seguir  firme e lutando
Pode uma flor no seco deserto
Sonhar com as águas do oceano?

Professora Júlia Costa
                                                 

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

O APRESSADO

O apressado come cru, mas às vezes nem chega a comer.

CONVIVER E PROTEGER-SE

Pois é. Há uma reclameira por causa do grandecíssimo calor que torra nosso corpo e nossa paciência.

O que fazer?

Tenho algumas sugestões:

Morar onde seja frio
Comprar um ar condicionado móvel.
Aprender a conviver com o calor.
Etc.
Etc.
Etc.

PROVA DO SIMAIS

Hoje, a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) vai realizar a 3ª edição o RN Aprende, avaliação que mede o desempenho dos alunos da rede estadual de ensino nas disciplinas de língua portuguesa e matemática. 

As provas serão aplicadas em 551 escolas, com cerca de 50 mil alunos do ensino fundamental e médio de toda a rede estadual de ensino. 

Mais informações no site http://www.educacao.rn.gov.br

Na Escola Estadual José Calazans Freire será aplicada a prova para o nono ano e terceiras séries.

VOU DESCANSAR. NO PRÓXIMO ANO EU FAÇO

Estórias de aluno

Algumas histórias de alunos são trágicas e ao mesmo tempo engraçadas. 

Indagados se fariam a prova do ENEM neste ano, alguns saíram com essa:

"Vou descansar neste ano. No próximo eu faço."

A resposta poderia ser outra. "Não estou preparado agora. Vou passar o próximo ano estudando muito para que consiga disputar uma vaga na universidade."

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

BRONCA DOS ELEITORES

Os detentores do poder agora já sabem que não podem pisar mais na bola, pois a bronca virá dos eleitores na ponta dos dedos.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

O GRANDE DESAFIO É SABER SAIR DA MARCAÇÃO

No futebol e na vida, quem consegue sair da marcação logra bom êxito.


DÉCIMO E DOR DE CABEÇA

O décimo é objeto de dor de cabeça para patrões e empregados.

Uns porque dizem não poderem pagar; outros por não receberem.

GREVE NÃO

O jornal de fato informa que hoje pela manhã, os professores da Uern decidiram pela não paralisação.

A categoria ponderou o assunto levando em conta a transição entre o governo Robson e Fátima.

Uma greve agora poderia ficar mais difícil para a governadora eleita.

POBRE UERN!

Vi a UERN nascer e crescer nas mãos do Estado. O que sei sobre seu nascimento como filha do governo o RN dá para encher poucas linhas de um caderno.

Algumas vezes já fiz referência ao fato, de leve. Hoje ainda não vou me aprofundar, pois preciso aguçar a mente e fazer algumas pesquisas para fundamentar as palavras. Digo somente que vi a campanha de alunos e professores para que aquela instituição saísse da profunda crise por que passava nos idos dos anos 80. 

Lembro-me com uma pontada de saudade de tudo aquilo e da vitória que tivemos. E agora, a situação volta a estaca zero. Provavelmente os mesmos problemas relacionados a falta de dinheiro para mantê-la de pé.

E o indicativo de mais uma greve é a única saída para a crise, segundo os sindicalistas. 

Pobre UERN. UERN pobre! Por que não aparece uma pessoa para tirá-la daí?

INCÊNDIO NOS STATES E AQUI

Desde que entendo de gente, assisto pela televisão notícias sobre incêndio nos States, especialmente na Califórnia.

Novamente estamos na época dos incêndios por lá. É um deja vù no noticiário.

Aqui também vez por outra aparece um incêndio, mas em pequenas proporções. 

CONSCIÊNCIA NEGRA

Falta consciência

Falta consciência e atenção naqueles desinformados e apressados que não atinam para as datas comemorativas e onde elas são apenas comemoração ou feriado.

Sobre o dia de hoje, o Dia da consciência negra, não é feriado nacional. Somente em  pouco mais de mil cidades brasileiras. No Rio Grande do Norte nenhuma cidade é feriado. 

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

PRECISO DE UMAS FÉRIAS!

Antigamente só se ouvia alguém dizer que precisa de "umas férias" em novelas ou pessoas que mora em cidades grandes.

Agora é fácil encontrar pessoas até mesmo por aqui nessa reclameira desejando férias antecipada ou aposentadoria precoce.

Que será que está acontecendo com as pessoas?

O que será mesmo? Novos tempos?

RETORNO

Segunda preguiçosa

Depois do feriado duplo, voltamos à rotina nesta segunda. Na verdade, não é a segunda que é preguiçosa, mas os trabalhadores. A metonímia é legítima.

domingo, 18 de novembro de 2018

COMO CACIMBA DE AREIA

Os assuntos que dão suporte às produções textuais, escritas ou orais, são cacimbas de areia que quanto mais tiramos água, mais brota.

É o que ocorre com os temas comentados nas redes sociais, calçadas e meios de comunicação convencionais.

Até poderíamos supor que não teríamos o que dizer depois do polarizado pleito estadual e federal. Agora o desdobro está maior que a própria disputa. Temos a escolha da equipe, as especulações sobre a mesma e as previsões de governança.

A cacimba não seca em outras áreas também. A perca precoce de vidas através da violência constante não sai das bocas e mentes das pessoas. Depois de esgotados os assuntos atuais, outros virão.

QUEM SE LEMBRA?

Uma cidade pacata

Quem se lembra da cidade pacata em todos os aspectos? Cidade sem violência contra vidas humanas, no trânsito, contra o meio ambiente...


sábado, 17 de novembro de 2018

POESIA

SUTIL

Sutil és
No falar
No andar
No ser
No estar.

Quando parece que é
Não é
Quando fala
Nem parece que fala
Quando anda
Desanda
Quando é
Não parece
Quando está
Parece que já se foi.

Sutil, não.
És dissimulada.

EDUCANDO: PROGRAMA DE HOJE PROVEITOSO

Apesar de não termos tido convidados presentes, o programa foi proveitoso.

HOJE TEM EDUCANDO

EDUCANDO DE VOLTA

A partir das oito e trinta de hoje e de todos os sábados, a FM 104,9 levará ao ar o programa "Educando com a 104".

Vai das oito e trinta às nove e trinta. Será uma hora de programa voltado para os assuntos ligados à escola e educação em geral.

É a volta do programa depois de mais de dois anos fora do ar.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

TREINO

O treino é importante em todas  as ocupações e arte. É isso que sempre repito para quem deseja saber fazer algo bem feito. Treino e muito treino.

Até mesmo uma letra boa, legível, necessita de treino e muito treino.

DESABAMENTO AINDA É NOTÍCIA

Interditado

As imediações próximo ao desabamento de hoje à tarde estão interditadas. A coisa é feia. O vento derrubou o teto e uma parede lateral. Uma parte do teto está suspensa por um fio elétrico.

DESABAMENTO É NOTÍCIA

Por volta do meio-dia de hoje desabou o teto de um prédio onde funciona uma oficina portões, situado na Rua José Lopes, próximo do cemitério. O ocorrido foi provocado por um forte vento.

O CONHECER HISTÓRIA

O valor do conhecimento da história como disciplina escolar (lido nos livros) ou conhecer história como um contemporâneo dos fatos é muito gratificante.

Mesmo hoje sabendo que a história não é contada de forma dois mais dois quatro, é bom conhecermos os fatos passados através das fontes de que dispomos. 

Depois de passar anos detestando a disciplina história, passei a gostar de forma apaixonada.

Com indignação fico quando constato muitos fatos que me sonegaram e a todos de minha geração, como os tipos de ditadores de todos os tempos. Essa sonegação foi demais! Fico conformado porque a net informa o que eles não me disseram.

História local, regional, nacional e mundial. Não importa. Tudo é gratificante.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA - REVIRANDO UM VELHO LIVRO DE HISTÓRIA

Proclamada a República, os líderes do movimento compuseram um Governo Provisório, sob a chefia do marechal Deodoro da Fonseca, um antigo monarquista e amigo de Dom Pedro II. Deodoro compôs então seu ministério com civis e militares de destaque no movimento republicano, como Quintino Bocaiúva (Relações Exteriores) e Benjamin Constant (Guerra). Além deles, havia ex-monarquistas, como Rui Barbosa (Fazenda), e representantes da poderosa aristocracia cafeeira de São Paulo, como o fazendeiro Campos Sales (Justiça). Em linhas gerais, como era de esperar, o ministério representava as principais elites econômicas e políticas do país. 

(História, volume único, Divalte, página 297, editora ática)

Informa ainda o livro acima mencionado que o Brasil passou a ser chamado oficialmente de Estados Unidos do Brasil, o Estado foi separado da Igreja e a nova bandeira passou a estampar o Ordem e progresso até nossos dias.

A proclamação da República se deu em 1889, nessa data. Encerrava a monarquia e o Brasil passava a ter um presidente e não mais um rei. 

É um dia feriado desde que eu me entendo de gente. A grande diferença é que não se festeja mais o dia, muita gente não tem a menor ideia que feriado é esse e se foi bom ou ruim para o país ter se transformado em república.

É GOL DO BRASIL

Estamos há muito tempo engasgados e com vontade de gritarmos "gol do Brasil!" 

Gol do Brasil temos gritado ao longo desses anos, mas não no sentido que toma essas mal traçadas linhas. Nesses últimos anos temos levado gol de todo mundo e de todo jeito. Debaixo das pernas até. E em todas as áreas também.

De todo mundo, pois perdemos fácil para muitos países em se falando de economia, emprego e renda, etc.

Debaixo das pernas, pois torna-se humilhante perdermos para países mais pobres que nós em vários aspectos.

Em todas as áreas ou quase todas. Na Educação... pobre educação! Nessa área, o ensino-aprendizagem tem sofrido muito além da conta.

O gol do Brasil no progresso e na ordem pode estar perto. Urge urgentemente.

TODO MUNDO QUE FALA MUITO DESVIA DO ASSUNTO

Se somos inquiridos sobre algum assunto ou dissertamos sobre o mesmo, falamos muito. É difícil para o locutor não falar um pouco fora do assunto principal. Isso é desvio de assunto.

Quem desvia do assunto comete um erro de fugir do assunto em redações de vestibular ou ENEM. É, inclusive, um erro gravíssimo.

NOVA CARA

Este informativo(?) está, aos poucos e quase que obrigado, com uma nova cara. Fala não somente sobre assuntos locais, mas também regionais e na seara federal. Só falta comentar a política dos estrangeiros.

Num parêntese, uma interrogação:

Ainda tem sentido blog com poucos leitores?

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

QUE MARAVILHA VIVER!

Que maravilha viver!

O QUE PRECISA SABER UM ALUNO?

Precisa conhecer de cada coisinha uma coisa. Ou seja, de cada disciplina escolar muito de cada conteúdo. 

Saber ler, escrever e contar. 

terça-feira, 13 de novembro de 2018

NINGUÉM TIRA

"Menino, estuda, porque o conhecimento ninguém tira de você". 

(Velho conselho dos mais velhos que os mais novos não dão nem preço).

TODO MUNDO ESCORRREGA

Todo mundo escorrega e  pode até cair, mas deve lutar pra não ficar no chão.

POESIA

Fome

Tenho fome do saber
E de saber das coisas?
E do saber o quê?

Tenho fome de querer
De querer as coisas?
E de querer o quê?

Tenho sede e beber
Nas fontes
Nas fontes originais
Nas fontes do saber
Nas fontes do querer
Do saber o quê?
Do querer o quê?

AGORA ESTÁ SEM JEITO

Ora, ora!
O que passa pela cabeça das pessoas que protestam contra nomeações de secretários de estado e ministros de governo central?

Não se tocaram que a escolha é de quem tem o poder e a caneta?

O curioso é que os reclamantes são eleitores que não sufragraram o votos nos eleitos. 

Quem poderia dar pitaco, com toda razão seriam eles. Sim. Eles poderiam, mas não têm a permissão.

Agora está sem jeito.

INFORMAÇÃO E PODER

A informação é poder para quem sabe usar.

Hoje milhares e milhares têm a informação diariamente diante dos olhos mas não usa adequadamente em seu favor.

Exemplo: milhares e milhões de estudantes têm a informação que o leva à universidade, e por sua vez poderá capacitá-lo para ser alguém na vida.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

UMA FACADA NO NOSSO DINHEIRO

Quando alguém tem privilégios demais, muitos outros terão de menos. É o que ocorre quando servidores que já ganham muito bem obrigado recebem um bom aumento em tempo de crise, cortes.

Esses privilégios afetam nós aqui da base, em qualquer parte do país. 

MAIS MATEMÁTICA, MAIS GEOGRAFIA, MAIS HISTÓRIA, MAIS GRAMÁTICA, MAIS QUÍMICA, MAIS FÍSICA, MAIS AULA

É o que defende o novo governo federal.

domingo, 11 de novembro de 2018

QUEM SE LEMBRA?

Quem ainda se lembra dos vestibulares? 

Você ainda se lembra quantas pessoas passaram em Upanema quando você passou no vestibular?

sábado, 10 de novembro de 2018

QUE PALAVRA!

Brasilianista: S2g (Substantivo de dois gêneros): estrangeiro especialista em, ou estudioso de assuntos brasileiros. (MiniAurélio).

Há também estrangeiros especialistas em Estados Unidos, Japão, Inglaterra, França. Obviamente tem dessas coisas.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

CICUTE

Desde ontem tivemos alguns circuitos na energia local. São faltas e chegadas amiúde de energia.

Alô! O que está acontecendo?

CHAMADO

Pausa para meditação

Todas as pessoas são chamadas para uma função - fazer alguma coisa - aqui na terra?

E chamadas por um ser ou força universal?

DESVIO

Curioso

Praticamente não há desvio que seja coisa saudável, correta.

Desvio de dinheiro, de função, de conduta, etc.


quinta-feira, 8 de novembro de 2018

DADOS

Rolam os dados na escolha dos auxiliares diretos e indiretos nas administrações por aí afora.

É HORA

É hora de trabalho
Hora de lazer
Hora de estudar
Do dever
Hora de crescer
Em conhecimento
Em talento
De livrar-se
Do chato
Enfim.

Hora de lutar
Pelo progresso
Do País
Do Estado
Do Município.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

RETROVISOR

Os governos dizem na campanha que não vão olhar pelo retrovisor ao assumirem o cargo. Entretanto, ao chegarem lá, mudam o discurso e ficam olhando para trás durante os quatro anos.

POESIA

Falta (ou) Triste realidade

Falta açúcar na xícara
Café amargou
Falta semáforo no trânsito
Trânsito piorou
Falta comida na panela
Fome chegou
Falta água na torneira
Sede arrochou
Falta médico no posto
Povo reclamou
Falta merenda na escola
Aluno chiou
Falta professor na sala
Aluno comemorou.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

MUDANÇA NO ENEM

Tudo indica, com a mudança do governo federal, haverá também mudança no Exame Nacional do Ensino Médio.

As mudanças concernem ao conteúdo das perguntas sem viés ideológico alinhado à esquerda.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

ARTE DA PALAVRA

Falar e escrever é arte
E faz parte do bem viver
Do bem se comportar
Do bem sair
Do bem ficar
Do bem conviver
Do bem desenvolver.

NUVENS

"Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão".

TEMA DA REDAÇÃO II

Foi um tema bastante difícil. Provavelmente muita gente se deu mal, visto que exige do candidato bastante conhecimento de assunto específico: termo usado na área da informática.

domingo, 4 de novembro de 2018

TEMA DA REDAÇÃO

O tema da redação do Enem 2018 não foi sobre fake news.

Manipulação de usuários na internet foi o tema. Não era um assunto bom de dissertar.