terça-feira, 31 de março de 2015

DE PERNAS PARA O AR

Aos poucos, os legisladores estão ajudando a sociedade a ficar de pernas para o ar.

Quando pessoas com a plena consciência do que fazem podem fazer e acontecer sem que sejam incriminados, não pode dar certo. É o caso dos menores de dezoito anos não serem responsabilizados como são os maiores.

Faz-se necessária uma mudança urgente, como punir qualquer pessoa que cometa crime, sem olhar a idade.

Aos poucos, espalhou-se pelas universidades e no meio escolar, e consequentemente, em toda a sociedade a ideia de que não há verdade e mentira, certo ou errado. Deu no que está.

segunda-feira, 30 de março de 2015

DIFICULDADES

Os governos estão em dificuldades e desespero porque não estão honrando aquilo que disseram nos palanques. Cá embaixo a coisa é diferente. 

Empunhar um microfone e dizer o que fazer quando chegar lá, é uma coisa, meus caros.

Honrar o que foi prometido já é outros quinhentos ou mais de quinhentos. 

domingo, 29 de março de 2015

QUEM SE LEMBRA?

Uma das boas lembranças do passado é a roladeira feita de um balde, tipo lata de leite Neston. Naquela época - anos 70 para 80, a marca deveria ser outra. Mas isso não importa. O que importa é o fato de que brincávamos com material reciclado, em plena época em que nem se falava nisso.

As roladeiras tinham um acessório de corda ou qualquer linha forte. Era um brinquedo agradável, barato ou sem custo algum.

As crianças eram felizes e sabiam disso.

sábado, 28 de março de 2015

NUM CANTINHO DO CÉREBRO

Sempre que oriento os alunos no sentido de que eles devem meter a cara nos estudos, não omito a seguinte ideia:

A de que devem reservar um espaço na memória para os conteúdos da escola. 

Vou logo avisando que essa ideia não tem nada de científica. Não sei se nosso cérebro é semelhante uma vasilha ou uma memória de computador que em algum tempo ele enche e não cabe mais nada.

Quando digo aquilo apenas é para adverti-los de que há muita coisa importante para se aprender e não se deve perder tempo com conteúdos que não os ajudam a se capacitar nos estudos.

Há ditos estudantes que são especialistas em muitos assuntos, como nos diferentes campeonatos de futebol. Há outros que sabem tudo de novela e filmes, mas não sabem o básico da gramática ou do que estuda em História.

Sei que os assuntos escolares muitas vezes não empolgam os estudantes. Entretanto, o que não podem acusar é que sejam desatualizados. Os conteúdos dos atuais livros didáticos são contextualizadíssimos.

O mais tudo é desculpa para boi dormir e roncar alto.

OS BRUTOS

"As chuvas beneficiam todo mundo, principalmente os brutos". 

É a voz da sabedoria que fala quando as chuvas não vêm. 

E quando elas vêm, tudo muda. Se passamos todo o período sem chuvas aguando uma planta e pensamos que estamos aguando de verdade, vemos numa chuva só a planta mudar de semblante.

Não há aguação igual a uma chuva.

PROVÉRBIO DE SÁBADO

"A cacunda do bobo é o poleiro do esperto".

Há muitos espertos fazendo esse papel em cima de bobos. Cabe a cada um cuidar para não ser bobo. Nem precisa ser esperto.

Para sobreviver não se faz necessário se agasalhar nas costas dos outros.

O provérbio acima é somente outra versão do "crescer às custas dos outros".

sexta-feira, 27 de março de 2015

MEDO

Todo mundo que tem consciência do que significa uma seca estava com medo ou se pelando de medo de que não houvesse chuvas neste ano.

Agora, depois de cair algumas chuvas, o medo já passou. 

Vemos na face da pessoas a alegria e o alívio. É como se estivessem dizendo "já passou. Agora está sob controle e não precisa ninguém se desesperar."

quinta-feira, 26 de março de 2015

HUMOR

O humor natural nos ajuda a termos uma melhor qualidade de vida.  

quarta-feira, 25 de março de 2015

PARADA

Houve uma pequena parada das chuvas. As previsões é de retomar nesses dias. Muito bom. Há açudes enchendo, sangrando e despejando para nossa barragem.

Que seja assim!

terça-feira, 24 de março de 2015

CHUVA DE ONTEM

A boa chuva de ontem foi de 43,6mm.

A informação é de Yamashiro de Geraldo Messias.

CHUVA DO DIA 22

A chuva do dia 22 foi de 15.3mm.

Informação de Yamashiro de Geraldo Messias.

segunda-feira, 23 de março de 2015

CHUVA DE SÁBADO, 21

A chuva de sábado, 21, em Upanema foi de 42,3mm.

A informação é, como sempre, de Yamashiro de Geraldo Messias.

domingo, 22 de março de 2015

QUE BICHINHO É ESSE?

Diz-se que um jovem saiu do nordeste e foi morar em São Paulo. Aventura e sonho de melhorar de vida. 

Depois de pouco mais de um ano, resolveu voltar, já que lá não dava mais para continuar, pois o emprego estava também escasso.

Lá adquiriu algum dinheiro, mas não solidariedade, gratidão e sabedoria.

Ao chegar em casa, procurou pelo pai.

"Está no cercado", disse a mãe.

Resolveu visitar o velho. Estava lá, trabalhando com a enxada. Nesse instante, um sapinho principiou um coaxar bem bonito.

O rapaz foi logo perguntando: "Que bichinho é aquele, velho?"

O pai não titubeou:

"É uma uvêa!"

sábado, 21 de março de 2015

PROVÉRBIO DE SÁBADO

"A amizade vive de provas".

Quando o outro não mais provar que é amigo, a amizade vai para o beleléu. O amigo não fustiga nem coloca-o em perigo. A amizade rompe as barreiras da desonestidade e a torna parecido com o amor ao próximo.

DUAS HISTÓRIAS

Das duas histórias, uma aconteceu de verdade.

Dizem que o médico receitou para um paciente que se queixava de amnésia. "Não me lembro de quase nada, doutor! Quero um remédio!"

"Tome esse aqui", disse o doutor."É tiro e queda!".

O homem levou o remédio pra casa, mas não tomou um comprimido sequer, por que não lembrou-se de tomá-lo.

A outra história ocorreu comigo. Emprestei um livro a uma jovem porque se queixava de não ter um pingo de paciência.

"Leia o livro. Depois de terminar, será tiro e queda. Terá paciência para dar e esbanjar."

A moça não leu pelo motivo óbvio: não teve paciência para ler.

sexta-feira, 20 de março de 2015

QUASE CINCO HORAS

Upanema passou quase cinco horas sem energia elétrica.

O fato, como é de costume, deixa todo mundo na mão, como diríamos nos velhos tempos. A cada dia a energia nos faz mais falta. Teve tempo que era somente a geladeira ou a luz.

Agora é uma calamidade só. Tem gente que sem as redes sociais ficam sufocadas e muito perturbadas assim como faltasse alimento ou água.

Ela voltou. Ainda bem que ela voltou para a alegria de todos.

Os motivos? Só perguntando.

quinta-feira, 19 de março de 2015

ESCOLA INCLUSIVA

Vivemos em tempos de escola inclusiva. 

Escola inclusiva é a que diz incluir todos, sem distinção. O problema é que nem todos querem ser incluídos ou não sabem ser incluídos. 

quarta-feira, 18 de março de 2015

SER JOVEM

"Ser jovem é saber participar no twitter e no Facebook.

Entender o novo mundo digital e segui-lo. Quando surgiu o rádio e depois a TV muita gente achou que  seria como a internet e suas mídias sociais."

(De um aluno do Ensino Médio sobre as novas mídias sociais)

terça-feira, 17 de março de 2015

PRECISAMOS DE FICÇÃO

É de opinião de alguns teóricos da literatura que precisamos de ficção como catarse, isto é, como purificação e até diminuição das tensões do nosso corrido e conturbado cotidiano.

O problema é quando nos envolvemos muito em ficção, nos esquecemos da realidade. Ficção demais prejudica a nossa vida interior.

Há quem seja mestre em ficção, especialmente a televisada. Os filmes ou novelas em excesso tomam conta do ser a ponto de embotar os sentimentos.

segunda-feira, 16 de março de 2015

OBMEP

As olimpíadas de matemática deste ano serão realizadas em duas datas.

2 de junho e 12 de setembro são as datas respectivas da primeira e segunda fase.

Em Upanema o professor Josiel está ministrando aulas gratuitas.

domingo, 15 de março de 2015

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra da brincadeira "cai no poço?"

O cai no poço era uma brincadeira de adolescentes que se preparavam para o namoro. Quem se achava bonito ou era esperto, se dava bem.

Quanto aos outros, era fracasso na certa. As meninas não queriam cair num poço com alguém indesejável.

Já tive oportunidade de explicar aqui neste blog os passos da brincadeira. As frutas simbolizavam o local onde a pessoa beijava quem tirasse.

Alguém ficava de costas e outro ficava perguntando se ela queria pera, uva ou maçã. Enquanto isso, ela ia tocando na cabeça das pessoas.

Quando parava, se tivesse parado em pera, seria um abraço; uva, beijo no rosto e maçã, beijo na boca. 

E assim, muitos adolescentes iniciavam seus namoros ali mesmo na brincadeira do cai no poço. Tinha uns que nunca iam profundamente. Ficavam só na superfície.

sábado, 14 de março de 2015

PLEONASMOS

Prefeitura municipal, dezenove horas da noite, vereador da cidade, gritar alto.

Os exemplos de pleonasmos mais hilários que aprecio são os que estão acima.

Se é prefeitura, então é municipal.Não há prefeitura estadual ou federal.
Dezenove horas só pode ser da noite.
O vereador exerce seu papel na cidade e não em todo estado ou país.
Ninguém grita baixo.


sexta-feira, 13 de março de 2015

LUTEI MUITO PRA CHEGAR ATÉ AQUI

O título deste texto foi extraído de uma história real, que escutei recentemente. Aliás, nem merece o nome de história.

Foi quando alguém debatia sobre o ser magro ou gordo. Sobre a onda que tomou conta do mundo acerca das vantagens de ser magro.

Então alguém interpelou um gordo e disse:

"Fulano, tá na hora de você ficar magro! Lute pra emagrecer, rapaz!"

Foi então que ele disse:

"Eu lutar pra ficar magro? Lutei tanto pra chegar até aqui, e agora ficar magro? De jeito nenhum!"

quinta-feira, 12 de março de 2015

POR QUE ESTOU AQUI?

Quem faz essa pergunta é a Filosofia. O que faço nesse mundo? Estou aqui para fazer o bem.

quarta-feira, 11 de março de 2015

NOSSO SKY

O céu, o nosso sky, como diriam os ingleses, amanheceu lindo. Seus traços enchem nossos olhos e oferecem gratuitamente uma paisagem que nos encantam em cada olhada que damos. Se mudamos a vista e olhamos outra vez, já não encontramos o mesmo cenário, como um rio que muda a cada instante, trocando suas águas.

Nosso sky, principalmente pela manhã, diz muita coisa a quem o sabe interpretar. Ele pode dizer que no fim da tarde haverá chuva ou que daqui a alguns dias não as teremos. Ou poderá não dizer absolutamente. No meu caso, ele nada me diz. Talvez seja o caso do leitor.


terça-feira, 10 de março de 2015

MAIS UMA CHUVA

A chuva de ontem, segundo informação de Yamashiro de Geraldo Messias, foi de 5,0mm.

TEMPOS DIFÍCEIS

Chegou o tempo em que não entendemos mais o comportamento dos humanos. As incoerências e mudanças de opiniões é o pau que mais tem, diriam nossos avós.

Não entendemos mais as pessoas. A cada dia nos surpreendem com atitudes estranhas. Ser coerente e justo até parece que seja proibido.

Refiro-me às posições ideológicas das pessoas nas esferas municipal, estadual e federal.

segunda-feira, 9 de março de 2015

ONZE

Onze mm foi o volume pluviométrico da chuva de ontem em Upanema. Informa, Yamashiro de Geraldo Messias.

AINDA É CEDO

O título do meu texto não tem nada a ver com a música de Legião Urbana, mas ao quadro que está se pintando sobre a campanha política de 2016 em Upanema.

Ainda é cedo para esse pega entre situação e oposição. A antecipação do pleito não deve ser saudável para ambos os lados, pois o desgaste aparecerá antes do tempo.

Vejo, por outro lado, que é inevitável o fato da digladiação, pois os acontecimentos políticos aparecem e não agradam a todos. Só imagino que devem ter cuidados para não se machucarem.

domingo, 8 de março de 2015

QUEM SE LEMBRA?

Há muito o que lembrar sobre o passado. Há o tempo em que os meninos brincavam na calçada da Igreja, em frente da Praça Padre Adelino, lembrava um leitor hoje de manhã.

Hoje são os filhos ou netos daqueles que brincavam no passado. 

Faltam detalhes sobre o que falei nos parágrafos anteriores. Gastarei, aos poucos, em pequenas postagens, alguns comentários sobre aqueles áureos tempos em que éramos felizes e sabíamos bem.

sábado, 7 de março de 2015

CUIDADOS COM A LÍNGUA

Não só a língua como instrumento de falatório e fuxico, mas a língua enquanto forma de exprimir sentimentos e informações.

Quando nos comunicamos precisamos olhar onde estamos e para quem estamos falando. Não é necessário se expressar formalmente em ambientes em que as pessoas não têm um nível escolar alto.

Por outro lado, quem tem nível alto de escolaridade precisa prezar pela linguagem em locais em que a língua formal deve ser empregada.


APRENDENDO A TORCER

Vivendo e aprendendo a jogar
Nem sempre ganhando
Nem sempre perdendo
Mas, aprendendo a jogar.

A estrofe acima é de uma música de autoria de Elis Regina. As palavras dos versos são claros demais para serem comentados. Por isso, é que prefiro trocar jogar por torcer. 

Precisamos também aprendermos a torcer. Quando estamos defendendo um lado, qualquer lado, devemos saber defender sem exageros ou fanatismo. 

sexta-feira, 6 de março de 2015

TUDO VERDE

Com algumas chuvas já podemos notar o revestimento verde nas plantas. Ao longo das estradas, as mais variadas árvores se fazem notar esse revestimento.

É o tempo de chuvas. Tempo de melhoras.

quinta-feira, 5 de março de 2015

ALIENADOS

Há um número muito grande de pessoas conectadas e ao mesmo tempo desconectadas com o mundo.

A rede mundial de computadores veio para ficar e também dar oportunidades a quem quer crescer na vida.

Uns conectam ao mundo, sabem de tudo e interagem com os outros e com os fatos.

Há quem esteja conectado e não esteja inteirado desse mundo. Não conhecem os fatos porque não leem. São alienados em plena era da informação.

quarta-feira, 4 de março de 2015

LIÇÃO DE VIDA

Não condeno o uso da tecnologia, principalmente quando ela faz bem. Entretanto, quando ela prejudica, então a condeno.

No item leitura, os diversos aparelhos não têm feito muito bem aos que o utilizam. Uma parte do corpo, é o que mais sofre por causa dessa tecnologia: os olhos. 

Nem é necessário fazermos estudos ou escutarmos a opinião de cientistas ou uma nova pesquisa feita por americanos. O vulgo nos diz que a luminosidade desses aparelhinhos sem mais ofensivos do que as páginas de um livro feito de papel.

Por isso é que se essa geração atentasse para os conselhos das gerações anteriores, nós, no caso, procurariam bons livros. Só fariam leituras rápidas nesses aparelhos. Sei que é pedir demais, mas o mal já está feito.

terça-feira, 3 de março de 2015

DEZESSETE

A precipitação pluviométrica de ontem foi de dezessete milímetros. Informa Yamashiro de Geraldo Messias.

segunda-feira, 2 de março de 2015

NÃO CHOVEU

Não choveu ontem, apesar de passar grande parte do dia nublado.

Hoje, como dizia um profeta das chuvas, choveu.

A VOLTA

Hoje é o dia da volta às aulas na rede pública.

Estamos no batente, ministrando as primeiras aulas, tendo os primeiros contatos com as turmas de alunos de diferentes tipos e ambições.

Mais uma vez vamos tentar trabalhar com os jovens e tentar entendê-los. Vamos ver se eles nos entendem também.

domingo, 1 de março de 2015

QUEM SE LEMBRA?

Conversa com uma querida prima

As minhas lembranças do passado afloram em alguns momentos no presente. Isto me faz muito bem. Até me faz reviver o passado fazendo uma viagem sem sair do lugar.

Minhas viagens ao passado através do Quem se lembra?  me faz me aproximar de pessoas queridas e também de desconhecidas. Entre as queridas, está uma prima de Mossoró que sempre quando me avista vai logo me dizendo que ler este blog e muitas vezes cai na gargalhada com algumas histórias que relembro.

Muito bom saber disso, pois só me faz despertar minha nostalgia e a dos outros.

Uma árvore na praça

Havia uma árvore na Praça Padre Adelino, cujo nome me esqueço. Talvez uma jurema, um espinheiro. Sei que era uma árvore no canto da praça, a única daqueles anos 80. Era uma árvore naquele cantinho de praça, como quem olha para a casa de Arlindo Alexandre, saudoso esposo de Dona Marlusa.

A dita cuja árvore foi removida quando aquela praça foi reconstruída no apagar das luzes do ano 2000.

Quem se lembra daquela árvore?