domingo, 21 de julho de 2019

QUEM SE LEMBRA?

Espoleta

No sentido literal, é uma cápsula para fazer disparar armas, principalmente espingarda. Pelo menos é a definição mais simples que conheço.

Porém, pesquisando o Calepino Potiguar, de Raimundo Nonato, há outra definição para espoleta, inclusive a terceira é conhecida entre nós upanemenses:

Mulher que leva e traz recados. Alcuviteira. Pessoa que acerta encontros amorosos. Recadista. 



SEIS

Seis é o número da pequena chuva de ontem.

sábado, 20 de julho de 2019

QUE PALAVRA!

Cabeçudo: De cabeça grande. Teimoso. (Aurélio)

Soares Amora acrescenta obstinado às definições de Aurélio.

Cabeçudo temos aos montes, em todas as classes sociais, em todos os lugares e em todas as épocas. Cabeçudo em quem não teima, apesar de perceber que está errado. É embirrar e não querer ouvir ninguém.

QUE CHATO UM GALO SOZINHO

O galo sozinho  de João Cabral
Canta só
E não tece a manhã
Como todos os nossos galos daqui.

Ouço-os nos fins de madrugada
Quando parte da população busca a saúde
Nos movimentos dos pés.

Ouço sempre um galo que puxa 
Um canto rouco e afinado
Para os ouvidos dos cantores-galos.

Um canto que nunca é solitário, como diz Cabral de Melo Neto.
Sempre outros o acompanham
Num mesmo tom
Ou em outros acordes
Pois nada sei sobre acordes de galos.

Sei que aquela sinfonia musical das manhãs
Bem que podem nos ensinar
Que fazer uma tarefa sozinho
Não tece bem uma vida.

VARIAÇÃO

A variação do tempo mexe consideravelmente com nossa saúde. 

Isso dá nariz entupido, espirros intermitentes, tosse.

sexta-feira, 19 de julho de 2019

NÃO PISA NA BOLA

Pisar na bola não é bom. Nem literal, nem figurado.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

DE PALAVRA

De palavra não cumprida o mundo está cheio.

quarta-feira, 17 de julho de 2019

UM OLHAR PARA CIMA

Já se foi o tempo em que as pessoas olhavam para cima como muita frequência. 

Olhávamos para vermos se ia chover ou encontrarmos o sete-estrelo ou outro do mesmo valor.

Olhávamos para acompanharmos o eclipse que amedrontava e denunciava o fim do mundo.

Ontem mais um eclipse lunar apareceu no céu. Poucos viram. E os que viram foi pela TV ou rede social.

terça-feira, 16 de julho de 2019

CAMINHAMOS

Caminhamos. E nem sempre na direção certa. Mas caminhamos.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

O CICLO CONTINUA

Chuvas, alagamentos, viroses, produção de legumes, frutas mais baratas.

Calor, muriçoca.

domingo, 14 de julho de 2019

QUEM SE LEMBRA?

Lousa

Lousa é o antigo nome que era dado ao hoje quadro escolar. Sim. Aquele quadro que dizíamos negro, que depois esverdeou e depois esbranqueceu. 

Quem se lembra quando o quadro escolar era chamado de lousa? Eu não!

sábado, 13 de julho de 2019

FRASE ACIDENTAL

Quem é não quer deixar de ser.

POEMA

Desencontros

Nossos planos morreram
Antes mesmo  de nascer
Restou desejo e saudade
Antes do amor acontecer.

Não há compatibilidade
Nos sonhos e vontades
O medo do que é incerto
Interrompe nossa felicidade.

Estamos assim a  desejar
Companhia, afeto e carinho
Se juntos não podemos ficar
Seguiremos distintos caminhos.

Júlia Costa

sexta-feira, 12 de julho de 2019

POEMINHA

No dia em que partiste
Faltou chão
O teto aumentou
Os lados se enlargaram
O coração quase parou
A vista embaçou.

Só sobrou você
Dentro do meu coração.

FRASE

Temos o direito de suspeitar que os desobedientes têm problemas cognitivos graves.

A QUILÔMETROS DE DISTÂNCIA

Eleições

As duas eleições em uma que ocorrerão no próximo ano está a quilômetros de distância, mas já podemos avistar alguma coisa.

Aqui, acolá e alhures vemos uma movimentaçãozinha para começar a ajustar uma coisita do futuro.

Garanto que ninguém mais está parado.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

VIDA DE RESULTADOS

No esporte, no governo, enfim, na vida, o que importa é o resultado.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

POEMA

Passagem de ida

No dia em que eu parti
Pensei em olhar para trás
No entanto compreendi
Que adeus é nunca mais.

A saudade é  traiçoeira
E tenta me equivocar
Mostra-me falsas razões
Para aos teus braços voltar.

Mas há de passar o crepúsculo
Para em mim surgir a aurora
Não se pode voltar ao lugar
Do qual um dia fostes embora.

Júlia Costa

CIDADE NUBLADA

Cidade nublada neste momento na cidade.

E o frio nas madrugadas, oh!

terça-feira, 9 de julho de 2019

NÃO BULA!

Bullying

O bullying, é o ato repetido que perturba a vida dos outros. É prática antiga, mas muito presente no nosso meio. É identificado mais na escola, mas está presente em todas as partes.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

VOLTA

Volta às aulas hoje, após duas semanas em recesso escolar de meio do ano.

domingo, 7 de julho de 2019

QUEM SE LEMBRA?

Sandálias Melissa

Anos 80. As meninas usavam com meias coloridas. Eram sandálias de plástico.

Aqui e acolá, a geração pós- moderna ainda usa sandálias de plástico. Não precisa ser melissa. O que vale é estar na moda.

sábado, 6 de julho de 2019

QUE PALAVRA!

Cabeçada: Pancada com a cabeça. Tolice, asneira. (Aurélio)

A palavra de hoje a pus pensando principalmente no segundo sentido: tolice, asneira. 

Agora pergunto: Quem nunca cometeu uma cabeçada?

sexta-feira, 5 de julho de 2019

ENSOLARADO A NUBLADO

De ensolarado a nublado. Eis o dia de hoje!

CHUVAS CAUSAM TRANSTORNOS

Calmemos! Não é aqui, não. É em São Paulo, capital. Os transtornos são a queda de árvores, alagamentos, deslizamentos de terra, semáforos apagados.

Entretanto, aqui já tivemos algo semelhante, com as devidas proporções. Ficou na nossa memória, memorável inverno de 2009. Nem se faz necessário repetir aqui.