terça-feira, 25 de abril de 2017

UM HOMEM POLI E MULTI

O upanemense Milton Marques foi um daqueles homens que transitou em muitos ramos profissionais. Foi empresário da comunicação, médico e no setor das salinas. Destacou-se como reitor da UERN.

Foi na comunicação que deixou uma forte marca na sociedade mossoroense e regional.

Um homem poli e multi.

UMA FALTA QUE ASSUSTA

A ausência das chuvas na região começa a assustar a quem plantou nesse período chuvoso.

Há previsões de chuvas para o mês de maio.

Só que o homem do campo fica com um olho na crença e o outro na cautela.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

PRA!

Pra!
Pancada forte
Carro com carro?
Moto com moto?
Moto com carro?
Carro na parede?
Moto na parede?

Pontos de interrogação.
??????????????????????

Fomos olhar
O que vimos?
Uma moto danificada
Um pneu inutilizado
Parte traseira torta.

Um carro em toda velocidade
Já tinha sumido rua acima.
Bêbado e irresponsável?
Ou bêbado e curto da vista?
Primeira alternativa.

E assim vivem
As vidas sem rumo
Que matam quem vier
Quem for
A vida dos outros que se dane!


domingo, 23 de abril de 2017

ELE MERECE TODO RESPEITO

Hoje é seu dia internacional. Dia 18 próximo passado foi o seu dia para os pequenos, em homenagem a Monteiro Lobato.

Muitos alunos deixam-no em casa ou desprezam na escola.

Muitas vezes são marcados com tintas fortes e suas folhas são dobradas. Esses hábitos quebram as folhas.

Os livros precisam ser mais lidos e bem tratados para terem vida longa.

Fica o registro.

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra de HF ou High Frequency?

Não?

Então vou dizer de outra maneira:

A sigla SW (Shortwave) significa a mesma coisa: ondas curtas.

Isso. Ondas curtas do rádio. É o que é conhecido como segunda faixa.

A segunda faixa é uma sintonia de rádio de longo alcance, há milhares de quilômetros. Distância que alcança um mundo muito distante mesmo. Rádios no Japão, França já podiam ser sintonizadas por nós muito antes da internet.

Muitas pessoas aprenderam outras línguas através da segunda faixa.

Quem se lembra disso?

sábado, 22 de abril de 2017

QUE PALAVRA!

Bacará: Jogo carteado, com um banqueiro e vários jogadores. (Mini-Aurélio)

Só vendo pra crer. As pessoas sempre trocam o b pelo p. Fulano joga bem o pacará.

Que palavra!

DESCOBRIMENTO

Passa despercebido da maoria da população a data de hoje: o descobrimento do Brasil pela civilização.

É certo que já existia um povo, mas não uma nação.

Nesses dias, ele tem sido redescoberto. Agora pelo seu próprio povo.

A data de hoje era lembrada com festa todos os anos na escola.

Um dia sua redescoberta também será lembrada nos livros de história.


VENDO ESTRELAS

Ficamos ontem à noite, literalmente, vendo estrelas, num período de cinco horas. Das seis às onze da noite.

A falta de energia para nossa geração sempre é uma calamidade. A geladeira, a TV e os aparelhos da nova tecnologia são os mais agredidos. Nada igual como o último: perdemos o contato com o mundo distante e o próximo. De quebra, o telefone também fica fora ar. As muriçocas não perdem tempo. O jeito é procurar o que fazer.

Conversar, ouvir rádio de pilha fazem parte de uma lista de alternativas. 

sexta-feira, 21 de abril de 2017

AS BALEIAS

"Não é possível que você suporte a barra".(Roberto Carlos, cantor e compositor)

A brincadeira de péssimo gosto, a famosa "baleia azul", começou como notícia que poderia ser falsa, como aquelas divulgadas em sites não confiáveis.

Mas agora o assunto deve ser levado a sério. Jovens de mentes ocupadas com o que não deveriam jogam esse jogo patológico.

Se a internet fosse utilizada adequadamente, isso seria impossível.

Está aí a solução.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

DIREITA E ESQUERDA

A cada dia a direita e a esquerda referentes à política perdem o sentido.

Entretanto, no trânsito a diferença é tão enorme que ao escolhermos um ou outro estamos decidindo entre viver e morrer.

Apesar desse raciocínio lógico e 'na cara', não mudam as estatísticas dos acidentes.

Chego até a desconfiar que muitos nem saibam o que venha a ser esquerda e direita.

A vida nos dá muitas chances.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

ECONOMIA

Bem que as pessoas que introduzem as falas nos auditórios poderiam ser economistas nas palavras.

Para quê bom dia a todos e a todas, se apenas bom dia resolve?

Para quê bom dia a todos, se apenas bom dia resolve?

Hein?

Bom dia!

COMO ATRASO DE PAGAMENTO

O atraso de pagamento dos salários é uma das grandes coisas ruins da nossa vida.

"Isso é tão ruim quanto atraso de pagamento", é um ditado que já estava ficando sem sentido até pouco tempo.

Agora isso no estado voltou a ser realidade para uma parcela da população. Alguns funcionários ainda não receberam o salário de março. 

A VEZ DOS MOSQUITOS

Agora são os mosquitos que fazem a festa. Não basta nosso cuidado com nossos lixos e matos dos esgotos da frente das nosssas casas.

Falta o cuidado do poder público com os terrenos baldios e matos dos esgotos, principalmente das áreas periféricas.

Assim continuando, eles fazem a festa.

"Quem melhor souber padecer, mais paz terá." (Imitação de Cristo)

terça-feira, 18 de abril de 2017

SOB PRESSÃO

Vive-se sob pressão.

Os que querem viver com dignidade vivem sob pressão com mais intensidade. São pressionados a ceder pra o lado indigno a todo instante. 

CIDADE NUBLADA

A cidade amanhece nublada levou-nos a pensar que haveria chuva iminente ainda cedinho.

Mas como todo penso é torto, ela não veio.

Nunca diga nunca.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

ANDARAM DIZENDO

Disseram-me tanto que a crônica crise de leitura hoje no seio da estudantada se dava porque as leituras dos livros não seriam atraentes ou fora de contexto, que cheguei a concordar.

Depois os livros começaram a vir com textos que pelo menos pareciam ser agradáveis e contextualizados. Nada de interesse pela leitura.

Agora, na efervescência da era digital, as leituras são de pouco proveito do ponto de vista de qualidade no conteúdo.

A leitura dos jovens, com as devidas exceções, são de pouca qualidade porque eles são leitores deles mesmos ou de escritores do nível deles.

A solução é os clássicos.
Ou que tal ler Sherlock Holmes depois da série?


DE GOLEADA

A corrupção está dando de goleada na honestidade. É só olharmos ao redor.

"Quem é ruim não quer ser só".

domingo, 16 de abril de 2017

PÁGINA DA NOSSA HISTÓRIA

Comércio em Upanema

"A vida comercial é tão antiga que, certamente, ela é anterior à formação do povoado. O comércio esteve sempre presente na vida das famílias, que já habitavam a região. O que um não tinha, outro vendia." (p. 119)

Entre aspas está um trecho do livro "Upanema de povoado a vila", de Josafá Inácio. "Os negócios não se davam em estabelecimento", continua Josafá. As pessoas eram ambulantes. Depois estabeleceram-se em prédios, como hoje é comum.

Minhas primeiras lembranças de comércio são as bodegas de Nen de Eliseu, Venceslau Mendonça e Chico Balbino. Todos localizados em esquinas.

Um comércio de tecidos, depois acrescentou-se os eletro-domésticos é o de Antônio Jerônimo.

O tempo passou e houve uma evolução nesse setor a ponto de nada hoje parecer-se com o que funcionava há vinte anos.

CONVERSA ENTRE VENDEDOR DE RELÓGIO E CLIENTE DE FEIRA

-Amigo, quanto custa o relógio?
-Oitenta contos.
-Faz um menos.
-O preço é esse mermo.
-É prova d'água?
-É.
-Acho que vou levar.
-O preço tá bom.
-É prova d'água mesmo?
-Não disse que é? Leve.

Depois de olhar o relógio, pedir um menos no preço, insistir de novo na pergunta se aquele relógio era prova d'água, o vendedor perdeu a paciência e perguntou:
-O senhor é pescador?

Diálogo entre um feirante numa segunda-feira em Upanema.

QUEM SE LEMBRA?

Apesar de não fazer muito tempo da existência do joguinho paciência no computador, ele já fez história e é passado para muitos jogadores virtuais.

Quem ainda se lembra do paciência jogado no velho PC caseiro?

Fulano é besta de cair duma esteira. (Do Dicionário upanemês)


sábado, 15 de abril de 2017

QUE PALAVRA!

Babujar: Sujar com babugem. Adular, bajular. (Aurélio).

O Calepino Potiguar, de Raimundo
Nonato, traz babujar como o ato de o animal aparar a babugem com a boca.
No sentido figurado, é uma conversa fiada, sem resultado.

Há o babujado que provavelmente tem relação com babugem, comida.

O que é o babujado? É o ato de comer, principalmente uma comida leve.

"O que tem aí pra comer?"
"Um babujado".

PRATICAR ESPORTE E JOGAR

Impressionante é a força da palavra. Quando as usamos aleatoriamente, fica imprecisa.

Assim, os jogadores profissionais de futebol não praticam esporte, mas jogam.

É assim que o pessoal da Arena Upanema Society deve decidir quando entram em campo se vão praticar esporte ou jogar futebol. Se vão praticar esporte, será uma disputa saudável com a finalidade de manter o corpo saudável. Se estão ali pra jogar, então haverá disputas ferrenhas para ver quem é melhor. É questão de escolha.

Sentença ao acaso: Ele é agarrado só abelha de arapuá. (Do dicionário upanemês)

sexta-feira, 14 de abril de 2017

CAFEZINHO

O cafezinho está presente em praticamente todas as repartições pois está entranhado na nossa cultura.

Toma-se café com leite, sem leite ou leite com café.

A palavra café permeia a música, a literatura, a política, enfim.

Na música, Roberto Carlos cantou em português - café da manhã - e italiano - sail away.

Quem não se lembra da velha política do café-com-leite? Um presidente de São Paulo era eleito com a ajuda de Minas. Quatro anos depois, Minas era eleita com a ajuda de São Paulo.

Aceita um cafezinho, caminheiro? Belo conto de autor que me foge da memória é um exemplo na literatura.

Há tomadores circunstanciais de café, beberrões de café, os que tomam somente pela manhã e os bebedores tanto faz.

Sabe-se muito sobre seus benefícios e malefícios, mas ainda há muito o que pesquisar sobre essa bebida. Os estudos sobre o café têm trazido confusão que esclarecomento.

Sei também que há quem sinta dor de cabeça pela tarde e fica curado com uma xícara de café.

Lembro-me de depoimentos de fumantes que não resistem um cigarro depois duma xícara de café.

Esse remédio é tão extraordinário que tem o dia internacional: hoje.


ENTRE ANIMAIS E CERTAS PESSOAS

Fui testemunha de uma cena interessante numa dessas estradas vicinais da zona rural de Upanema. Eram gados que descansavam no meio da estrada. Os bichos pouco moveram-se ao avistarem o carro que se aproximava. Aos poucos, sabiamente, entenderam que deviam dar lugar ao automóvel e saírem do conforto.

Os que estavam no carro não se contiveram e comentaram nesses termos:

"Se fossem algumas pessoas diriam 'bote por cima'."

É. Tem bicho que age como gente e gente...

CHUVAS NA SEGUNDA E TERÇA EM UPANEMA

Sentença ao acaso - Ele é como maxixe: quanto mais velho, mais ruim.

Dia 10, segunda-feira: 33,1mm.
Dia 11, terça-feira:. 25mm.

Informação de Yamashiro.