sexta-feira, 20 de julho de 2018

PÁSSARO

Pássaro na gaiola
Dá salto único
Duplo
Triplo
Mas não consegue sair.

Liberta o passarinho
Que está no poder
De vossa competência.

O que ele fez?
Piou?
Cantou?

Quebra a gaiola
Deixa-o livre
Pra voar
Cantar fora da prisão
E procurar o ninho
E seus vizinhos.





PERIGO: ASSOBIAR E CHUPAR CANA

Longa reportagem do Bom dia Brasil de hoje diz tudo o que todas as pessoas sãs de juízo sabem desde pequenenitos: não dá pra assobiar e chupar cana, usando as palavras do cantor Benito di Paula. 

Digamos que assobiar seja dirigir. Chupar cana, usar o celular.

As pesadas multas não estão funcionando para muita gente.

Enquanto isso, morre gente, gente é acidentada porque muitos "bebês" não conseguem largar a "mamadeira".

SORRISOS

Só risos. Só sorrisos. É o flagrante sorriso dos pré-candidatos nos ajeitamentos para os retoques finais do início da campanha política deste ano. 

Em cada foto, uma sorrisada.

Eles aparecerão por aqui em breve.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

VACINA

A vacina contra a gripe continua nos postos de saúde.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

AINDA BEM

Ainda bem que as doenças não surgem ao mesmo tempo. Como fossem combinadas elas aparecem em lugares e épocas diferentes.

Já foi a vez do ebola, da gripe do frango, da dengue, do cólera, da febre amarela, etc coisa e tal.

SARAMPO

A vacinação do sarampo está correndo por aí pelo país, visto que ele voltou e já fez vítimas. 

Alguns estudiosos dizem que é uma doença perigosa. Quando tive sarampo, ainda muito pequeno, não entendia sua periculosidade.

terça-feira, 17 de julho de 2018

ESPERA

A chamada dos estudantes que fizeram o Enem ainda não terminou.

Há ainda muitos para serem convocados, segundo observei em conversa com alunos.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

DÉCIMO

A metade do décimo terceiro para aposentados e pensionistas  do INSS foi antecipado.

Anuncia os portais da imprensa brasileira.

A antecipação dos recursos injetará recursos na economia.

domingo, 15 de julho de 2018

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra dos padrinhos de fogueira?

Padrinho de fogueira aqui entre nós só os de antigamente. Em tempos de mídia internética em altíssima voltagem fica difícil haver tempo para essas tradições de outra ou do bumba.

O padrinho e o afilhado punham-se diante de uma fogueira de um dos três santos do mês e diziam um palavreado. Estava consumada a padrinhagem. 

Tempos que não voltam mais. Imagino que sim.

APELIDOS

Segundo os melhores dicionários, apelido é cognome, alcunha, designação especial de alguém, sobrenome de família.

A não ser nos populares, não encontramos o significado que pomos para apelido.

Apelidar alguém é quase sempre dar-lhe um nome que ele não gosta de jeito nenhum. Muitas vezes o apelido combina com uma parte do corpo ou o corpo inteiro: Macarrão, Roladeira, Cabeção, Olho-de-jipe, Lavanca, Pinga-fogo, Caboré, Biscoito, Raposa, Peba, Olho-de-Prata.

Ou uns que agradam: Bonita, Mocinha, Linda.

Há uns que são colocados pelos irmãos. Titi, Titita, Tõe, Toim, Chiquim, Bichim, Lolô, Cute.

Da lista acima, quase todos saíram lá de casa. Não sei por que me alcunharam de Cute. Depois vim saber que Cute em inglês americano significa bonitinho, engraçadinho ou esperto. No inglês a pronúncia é outra: kiut.

A história do velho Garapa ninguém merece que repitamos aqui.

Contarei a de Lavanca.

Lavanca já tinha muitos apelidos quando foi trabalhar no roçado de um senhor. Começou a limpar o mato da lavoura bem cedo, mas não sabia tirar o matinho que ficava ao pé do milho ou feijão. Assim, de vez em quando o dono do serviço ia lá e dizia:

"Seu Antônio, abaixe-se e arranque o matinho assim."

Então ia lá e demonstrava pra ele.

Não tinha jeito que desse jeito. Quando olhava, estava o mato lá. Então repetia o mesmo ritual.

Como a paciência tem limite, o homem enfezou-se e depois de explicar pela terceira ou quarta vez, disse em alto som:

" Parece que engoliu uma Lavanca!"

Aí foi prato cheio pra os encharcadores de plantão.

O sujeito demitiu-se e teve que suportar já no dia seguinte a gritaria da "mundiça" da rua em cada esquina:

"Lavanca, Lavanca, Lavanca!"


LUTAR

"A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos
Só pode exaltar!" 
(Gonçalves Dias)

"Lutar... O essencial é que lutes. Vida é luta. Vida sem luta é um mar morto no centro do organismo universal."
(Conselhos de Quincas Borba a Brás Cubas, personagens de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, quando Brás estava pensando em desistir de tudo).




sábado, 14 de julho de 2018

QUE PALAVRA!

Boia- Flutuado usado para balizamento, amarração de navios, e outros fins, e aguentado no seu lugar fundeado ou amarrado. Peça de material flutuante (cortiça, isopor, etc) Bras. Pop. Comida, refeição. (Aurélio)

Nos dicionários populares como o Calepino Potiguar, de Raimundo Nonato e o nosso Dicionário Upanemês, boia é uma "referência que se faz à comida, ao almoço ou jantar."

Muitas vezes a boia é preparada cedo para ser comida na hora do almoço. Assim, fica fria. Daí surgiu o boia-fria.  

AJUDA

Num olhar rápido as pessoas ao redor, percebemos que há necessidades de toda qualidade.

Não me refiro a problemas financeiros somente.

Há pessoas que precisam de apenas a atenção de um olhar.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

SIMULADO

Os alunos do Ensino Médio do Calazans Freire realizam hoje o segundo dia de provas do primeiro Simulado do ano.

Ontem responderam questões de linguagem e humanas.

Hoje respondem as "desumanas", segundo dizem uns.

As desumanas são as exatas, biológicas, etc.

XADREZ

Como no xadrez, os possíveis candidatos articulam as peças a fim de conseguirem êxito no final da partida.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

APESAR DOS PERIGOS

"Num novo tempo...
Da força mais bruta 
Da noite que assusta
Estamos na luta
Pra sobreviver." 
(Trecho de "Novo tempo", de Ivan Lins)

Ao correr o olho na TV, virada da tarde, a gente não escapa de assistir à cenas brutas à guisa de filmes de faroeste.

Melhor é não ver.


quarta-feira, 11 de julho de 2018

LIÇÕES QUE DEIXAM A COPA

A disciplina e a indisciplina dos jogadores nos ensinam bastante como viver aqui fora. 

Todo aluno deveria olhar com atenção os jogos e escolher o melhor.

PERIGO NO AR

No ar pode vir o perigo para todos nós viventes. É de lá que vêm os vírus causadores do sarampo.

Quem já teve sabe o que é ficar doente de sarampo. Por ser contagiosa, não podemos trabalhar, estudar, passear.

A única saída é a prevenção.

terça-feira, 10 de julho de 2018

POR TODO CANTO

As chuvas no RN estão caindo praticamente nos quatro cantos. Que assim continue.

AGRADABILÍSSIMO

Para nós dessas bandas, que nunca se conforma com o sol e o calorão, o tempo hoje está agradabilíssimo. Ótimo. Bótimo, diriam meus contemporâneos nos anos 80.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

LIXO ONDE?

Lixo é no lixo. Mas, porém, todavia...
Nem sempre ele vai para lá, pela razão óbvia: Não levam.
É isso o que acontece algumas vezes. O carro passa e o lixo não é colocado lá. Que atraso!

domingo, 8 de julho de 2018

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra da concertina?

Concertina é um instrumento musical parecido com acordeon.

"É um instrumento semelhante ao acordeão, mas com caixa hexagonal e teclado com botões", informa o Aurélio.

"Instrumento musical portátil, movido por um fole. Harmônica, sanfona."
(Soares Amora)

Conheço a concertina só pelo nome. É como uma pessoa famosa: muita gente a conhece, mas nunca a viu.

Acho que o leitor está na mesma situação.

sábado, 7 de julho de 2018

MAS NÓS PODEMOS GANHAR

A Seleção perdeu, mas não devemos nos impressionar com isso. Podemos no dia a dia sermos vencedores.

QUASE TUDO NORMAL

Passada a fase da Copa, chegaremos à da política.

A poeira logo baixará e voltaremos à realidade.

A gente se acostuma mas não considera normal o comportamento de muitos no trânsito.

Ontem, pelo menos do meu conhecimento, dois acidentes aconteceram na via asfaltada da cidade. Nada tão grave. Poderia ser evitado se não fossem os mesmos motivos de quase todos os acidentes.

QUE PALAVRA!

Boca-livre: Reunião numerosa, de entrada livre, e na qual se servem comidas e bebidas de graça. (Aurélio)

Boca Livre  também é o nome de uma banda criada em fins dos anos 70, cujas músicas mais famosas foi "toada" e "quem tem a viola".