segunda-feira, 30 de setembro de 2019

PARA QUE SERVE A ESCOLA

Estava eu em um daqueles encontros que nomearam como formação de professores. Uma das dinâmicas era escrevermos qual a função da escola.

A grande maioria, claro, disse que era conscientizar o aluno, dar-lhe cidadania, instigar o conhecimento, fazê-lo pensar, etc.

O etc é tão grande que é maior do que nomeei acima. Por isso nem me lembro mais. Sei que foi muita coisa que aprendemos ao longo desses anos pós PCN's: Parâmetros Curriculares Nacionais.

Respondi curto e grosso: Ensinar conteúdos. (Um daqueles que andam pelo lado oposto da estrada olhou assim meio torto).

Claro que não é só isso. Porém, a escola carece muito de sua principal função que é repassar conteúdos para que os alunos fiquem preparados para os concursos, os vestibulares e os exames em geral.

Hoje a escola está querendo resolver os problemas da sociedade, desde os mais simples aos mais cabeludos

É passeata disso, passeata daquilo. Assim, a escola deixa de focar na sua principal tarefa.

SEMANA CURTA

A semana vai ser curta. O feriado do dia 3, quinta-feira, proporcionou um imprensão da sexta, 4. O imprensado é chamado por aqui ponto facultativo, mas só para o serviço público. 

Que imprensada boa!

FERIADO EM MOSSORÓ HOJE

Hoje é feriado em Mossoró, tendo em vista a libertação dos escravos daquela cidade em 1883. A cidade antecipou a abolição em relação ao país, que somente veio ocorrer em 1888.

domingo, 29 de setembro de 2019

SEGUINDO O TREM AZUL E A UERN

Para os outros talvez não, mas para mim a música de Roupa Nova "Seguindo o trem azul" e a UERN tem tudo a ver.

Explico: O ônibus de Dedé, como era conhecido, era azul. Naquela época a gente ia e vinha curtindo as músicas através das rádios de Mossoró. E um dos hits daquela época era a de Roupa Nova.

OS NOMES DA UERN

A atual UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte já teve outros nomes. 

No tempo em que comecei a estudar lá, ela era conhecida  como FURRN - Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte. Era paga, mas não paguei uma única vez, graças a uma bolsa que adquiri de Vight Rosado, via prefeito Luiz Cândido. Estamos nos primeiros meses de 1986. Ainda tenho algum boleto que recebia, mas não pagava, pois a bolsa o cobria.

Depois tiraram o F da universidade e ela virou URRN - Universidade Regional do Rio Grande do Norte. Foi no tempo em que ocorreu a estadualização.

E quando mudaram mais uma vez a sigla, a UERN era conhecida como Universidade Estadual do Rio Grande do Norte - pelo menos era assim que eu a chamava. 

Agora é conhecida do jeito que escrevi no começo dessas mal traçadas linhas.

QUEM SE LEMBRA?

Fuso

Quem se lembra do fuso? Pouca lembrança tenho desse instrumento de trabalho.

Descrevê-lo me custa muito, tendo em vista o sumiço desse tipo de trabalho. Ainda me lembra que o fuso era usado para fabricar fio de algodão, tendo como produto final pavios para acender a chama das lamparinas. Com o auxílio valioso de dicionários, posso descrevê-lo assim:

Peça roliça de pau, adelgaçada gradualmente do meio para o fim até terminar quase em bico, usada para enrolar o fio até formar a maçaroca. (Minidicionário escolar Língua portuguesa - Dermival Ribeiro Rios)

Da grande rede nada pude colher como pesquisa. 



sábado, 28 de setembro de 2019

DE PARABÉNS

Quem está de parabéns hoje é a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte: cinquenta e um anos de idade.

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

EM CAMPO

Será no próximo mês a eleição dos novos conselheiros do conselho tutelar local.

Eles já estão em campo à cata do voto, pois quem é coxo parte cedo.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

UMA GAMA

Vai haver uma gama de feriados no mês de outubro.

O primeiro será dos mártires de Cunhaú e Grajaú no dia 3.

No dia 12, da padroeira do Brasil.

No dia 15, professor. Na semana seguinte, funcionário público, dia 28.

terça-feira, 24 de setembro de 2019

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

H2O

Estamos nós upanemenses sem a preciosa água potável há três dias.

Mais uma vez, de muitas vezes que ocorreram e quiçá ocorrerão.

domingo, 22 de setembro de 2019

FRASE QUE MAMÃE DIZIA

"Feche a boca, porque o cão anda solto".

FAKE NEWS

No tempo de criança

No tempo de criança, a expressão fake News não era usada por aqui, mas os fakes, sim.

Havia pessoas especialistas em espalhar fakes por toda parte. Diz-se até que havia uma casa de jogo que era o ponto mais espalhador de notícias falsas, principalmente de mortes de pessoas.

"Fulano morreu." Quando iam apurar, nada de sino tocar. Então era invenção do dono da casa de jogo.

O dia da mentira, "celebrado" pelos mentirosos de mentirinha, era e ainda é uma forma de fake.

TV NA PRAÇA: ENFIM, UMA CONCLUSÃO

Depois de assistir à peça "Tributo a Upanema", edição 2019,  colhi da mesma alguns fatos históricos importantes. O que mais me chamou a atenção foi a da inauguração da televisão da praça.

Naquele tempo - anos 70 - não havia TV na cidade, exceto na casa de um senhor chamado Tibúrcio e mais umas duas ou três pessoas.

Assim, quem podia levar para as pessoas esse "luxo" seria a prefeitura. E foi o que o prefeito fez.

No "Tributo", quatro mulheres fofoqueiras comentam sobre a inauguração da TV que seria tal dia. E uma delas convida as colegas para a dita inauguração.

"Não perderei de jeito nenhum. Ouvi falar que vem até o governador. Depois de inaugurada, vou poder ver o pão do Chico Cuoco", disse mais ou menos nesses termos uma das mulheres.

Como eu ainda era muito menino naquele tempo e nem morava ainda na cidade, não tenho a certeza da resposta certa para a minha dúvida. Eu apenas suspeitava.

Depois de ouvir alguns testemunhos acerca do prefeito que levou a televisão pública para a Praça Padre Adelino, concluo com um nome que considero verdadeiro, tendo em vista a contundência das respostas.

Pelo menos três pessoas responderam, com convicção, que Rosvaldo Bezerra de Medeiros foi quem levou para a principal praça da cidade a televisão preto e branco, lá no meio dos anos 70. Digamos que tenha sido em 1974. 

Rosvaldo venceu o pleito em 1972 e assumiu em 1973, administrando a cidade até 1976.

Naquele tempo chamávamos os prefeitos de prefeito mesmo. Houve tempo que prefeito era alcaide ou intendente. Hoje raramente se diz prefeito, mas gestor.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

DIREITO E DEVER

Às vezes a gente confunde o direito com dever e outras vezes o contrário disso.

Tenho o direito de passear na praça, mas não dever.

É o que ocorreu com a polêmica da liberação das armas para o cidadão brasileiro. Nunca foi dito que o cidadão teria o dever, mas o direito.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A BUSCA CONTINUA

Ainda televisão na praça

Busquei respostas, mas ainda não estou satisfeito sobre qual prefeito trouxe a TV para a Praça Padre Adelino.

Alguém me disse que foi Luiz Cândido na sua primeira administração. Um outro falou que fora Rosvaldo Bezerra, seu sucessor. Rosvaldo foi prefeito em Upanema de 1973 a 1976.

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

TV NA PRAÇA

A televisão na praça foi um dos destaques da peça "Tributo a Upanema".

Agora a pergunta:

Qual prefeito botou a TV na praça?

terça-feira, 17 de setembro de 2019

VENCEDOR DO INTERCOLEGIAL

A Escola Estadual Professor Alfredo Simonetti foi mais uma vez a vencedora do Intercolegial.

O resultado foi divulgado ontem à noite na solenidade na Praça de Eventos.

O resultado positivo levou os vencedores às ruas em carreata. 

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

NÚMERO

O número de pessoas que participou da festa social da noite neste ano foi bem abaixo do ano passado.

Esta foi a afirmação de um vendedor de bonés, copos e outros produtos.

Por que?

Não sei.

O HOMEM QUE EMANCIPOU UPANEMA

O criador de Upanema

O homem que foi o autor da lei que outorgou Upanema à idade, desmembrando de Augusto Severo, fala de sua trajetória política, da infância, da Barragem de Umari e de outros assuntos de interesse da população upanemense.

O homem que emancipou Upanema foi o ex-deputado e ex-prefeito de Mossoró Antônio Rodrigues de Carvalho.

Ele concedeu uma entrevista ao Jornal de Upanema em outubro de 2003. Lá ele fala sobre alguns assuntos. Entre os quais a que família pertencia. Era da família Tôta e Ferreira. Ferreira é conhecido por Bacurim. Saiu de Upanema aos sete anos de idade e foi morar em Mossoró.

Antônio Rodrigues ganhou para deputado com muitos votos de Upanema. E uma das bandeiras em sua campanha era justamente a emancipação da cidade.


RESULTADO DO INTERCOLEGIAL E CORTE DE BOLO

Na entrada da noite sairá o resultado do Intercolegial, combinação de jogos de futebol de salão, de campo, queimada e redação de uma carta argumentativa.

Participaram as escolas da rede municipal e o Alfredo Simonetti, pela estadual.

ENCONTRO DE BANDAS MARCIAIS E FILARMÔNICAS

No último dia das festividades ligadas à emancipação de Upanema, haverá o encontro de bandas marciais e filarmônicas.

POESIA

Combustão 

Você é a fonte de inspiração
Da minha melhor  poesia
É o encanto inquebrável
Da música é a melodia.

Você é a ordem do caos
Do  coração conturbado
Nada mais me dá prazer
Do que tê-lo ao meu lado.

Você é  desejo incontido
É paixão incontrolável
Como de amor proibido
O teu beijo é inflamável.

Júlia Costa

domingo, 15 de setembro de 2019

DITO

"Cavalo veaco não anda em beira de cerca."

DESENHOS NA TV

Nunca fui de assistir a desenhos animados, mas um não me sai da cabeça: a corrida maluca.

A corrida maluca era protagonizada por um cachorro safado que nunca ganhava o primeiro lugar, apesar de praticar falcatruas.

Revi hoje pela manhã o que vi há vinte e cinco anos numa TV em preto e branco.

QUEM SE LEMBRA?

A rainha da dança

Dancing queen, música do Grupo ABBA, sueco, e cantava música pop entre os anos 70 e 90, foi relembrado na peça "Tributo a Upanema" nos dias 12 e 13 próximo passado, na Praça de Eventos.

Dancing queen foi uma das muitas músicas que foram exibidas nos clubes municipais, inclusive aqui.

sábado, 14 de setembro de 2019

QUE PALAVRA!

Cabra

Fêmea do bode. Mestiço de mulato e negro. Pessoa, sujeito. (Aurélio)

Há, também, o cabra da peste como uma identificação do nordestino brasileiro. É o cabra macho.

Um cabra ruim é uma pessoa ruim.

Cabra(o animal) ruim é a que não dá leite.

Cabra cega é uma brincadeira dos tempos de criança em que um participante vendava os olhos, enquanto os outros ficavam de olhos abertos.



sexta-feira, 13 de setembro de 2019

TRIBUTO A UPANEMA SERÁ REAPRESENTADO HOJE

O Tributo a Upanema será reapresentado hoje a partir das oito da noite, na Praça de Eventos.

Ontem estava previsto começar a peça às oito, mas só iniciou às nove e foi concluído às dez.

Hoje provavelmente iniciará mais cedo, tendo em vista que algumas formalidades poderão ser dispensadas.

DESTAQUES DO TRIBUTO ONTEM À NOITE

A sétima edição do Tributo a Upanema foi dirigida por Railson Honorato, prata da casa, como se diz no jargão esportivo.

Mais uma vez a Praça de Eventos ficou lotada.

Destaques

Sem dúvida, a parte que os espectadores mais curtiram foi o ato em que as mulheres fofocam  sobre a chegada da tevesilão (televisão) na praça. A TV é inaugurada pelo prefeito e com presença de grande multidão que aplaude o discurso.

Outro momento da peça foi  a leitura da lei que emancipa Upanema de Campo Grande. O vereador campo-grandense lê na íntegra a lei que desmembra Upanema de Campo Grande.

A chegada da Assembleia de Deus em Upanema no ano de 1969 e a execução do hino oficial foi outra parte da história que não tinha sido exibida noutros anos.

O carnaval foi destaque, com direito a apresentação dos blocos como o Ki-sarro e Bel.

As tertúlias no clube nos fins de semana, acompanhadas das músicas, ganharam destaque no espetáculo.

Nossa Senhora Maria Gama! exclamou um vivente antigo, morador da Upanema-povoado.

O encontro de dois caçadores com um índio Pêgas, enfeitiçado pelos desbravadores foi uma parte que achei muito legal.

E a presença de Padre Adelino na nossa história, como em outras apresentações, foi muito bem representado pelo personagem do Tributo.



quinta-feira, 12 de setembro de 2019

QUANDO E COMO TUDO COMEÇOU

Princípio do povoado, hoje transformado em cidade

Nossos primeiros habitantes foram os índios Pêgas. Em 1867, o padre Adelino de Brito Dantas, natural de Campo Grande, deu início ao povoado graças às terras doadas por fazendeiros da região. 

Foi então que o povoado a crescer. O padre aproveitou o embalo e construiu uma Capela, ajudado pelos poucos moradores.

TRIBUTO

Tributo a Upanema é a peça a ser exibida hoje na Praça de Eventos. Atores da casa resgatam a história da nossa cidade, desde os primórdios aos dia de hoje.

Começa às 20:00h. 

terça-feira, 10 de setembro de 2019

FESTA

Segue a festa da cidade alusiva aos sessenta e seis anos de idade da emancipação política.

Nesse período, a escolas da cidade disputam o interclasse. Hoje saíram alguns resultados. Amanhã será a parte cultural, com as peças teatrais das escolas.

domingo, 8 de setembro de 2019

O ANALFABETO E O CEGO DE CONSCIÊNCIA

Historinha de mermo mermo

Há uma pequena frase atribuída ao dramaturgo alemão Bertholt Brecht que diz:

"O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos."

A minha historieta tem a ver com a frase do alemão.

Num ano desses, eleitoral, por sinal, entra um amigo numa mercearia e vai logo indagando a quem pudesse ouvir:

"Eu sou analfabeto. Mas existe alguém pior que um analfabeto? "

Pensei, pensei e não tive uma boa resposta.

"Não sei".

O dono, pula de lá e diz:

"É o cego de consciência!". E tornou a repetir:

"É o cego de consciência!"

QUEM SE LEMBRA?

Ioiô

Sou do tempo do ioiô, mas dele, no que me consta na memória, nunca fiz uso.

Cheguei a ver, muitas vezes, os meninos e meninas da minha idade brincarem com aquele objetozinho.

Ioiô é figurativamente usado para alguém que fica mudando de opinião constantemente. "Você é como ioiô". 

TODO MUNDO GOSTA DE COISAS BOAS

Saudosismo

O desfile nas ruas em dias cívicos está provado que é algo muito bom para alimentar o lado não-material das pessoas. Nem só de coisas materiais vivem as pessoas, mas também daquilo que é intocável e eterno.

Vi pela TV imagem e testemunho do que acabei de relatar no parágrafo anterior. A multidão de pessoas na beira das calçadas é a prova de que as pessoas gostam mesmo de ver o desfile na avenida.

sábado, 7 de setembro de 2019

AS BARREIRAS NA ESCOLA

Do pré até o final do Ensino Médio o aluno não tem quase nenhuma barreira. 

Se ele aplicar um pouco nos estudos, passará de ano. É pouco, mas é o mínimo.

Se não há barreiras para chegar até lá, ele só chegará no ensino superior se não houver barreira ou terá que ralar bastante. 

E não é que já tiraram também as barreiras para o superior?

NA BATIDA FORTE DO PÉ

Hoje o pé direito bate forte país a fora.

É dia de batida forte em compasso com o tambor.

Dia de desfile. Dia de relembrar os tempos em que havia ordem e progresso.

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

DIFICÍLIMO

É muito difícil mesmo a gente rever nossos conceitos, nossas opiniões.

ILUSÃO DE TEMPO

Se há ilusão de ótica, por que não há ilusão de tempo?

Pois é isso que ocorre com o tempo. Muita gente está dizendo que a semana que ora passa voou. Passou mais ligeiro fora do normal. 

Acho que é ilusão. E de tempo decorrido.

LINGUAGEM

Cacografia

Os erros na linguagem referentes à escrita são denominados de cacografia.

As cacografias dos tempos passados eram: belesa no lugar de beleza; camiza por camisa; cosinha por cozinha.

Agora é frequente o voçê no lugar de você; encinar por ensinar.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

VAI HAVER TRIBUTO

A tradição está garantida no item "Tributo a Upanema".

A peça teatral que alude à nossa história, mais uma vez será exibida na festa de emancipação política.

O roteiro não deve ser muito diferente, nem precisa ser. Garantiu-me um membro da peça que abrangerá mais setores da sociedade.


SEMANA

Uma semana não tão significativa como outrora.

Desfiles das escolas, canto do Hino Nacional. Festa cívica, enfim.

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

terça-feira, 3 de setembro de 2019

EDUCAÇÃO FORMAL E EDUCAÇÃO INFORMAL

Aqui e acolá escutamos pessoas confundindo a educação formal com a informal.

AQUECIMENTO II

Na política

Na política, o aquecimento há muito tempo que está aquecido. 

Longe de entrar em campo, mas já tem gente suando a camisa.


segunda-feira, 2 de setembro de 2019

AQUECIMENTO

Aquecimento global

Upanema está passando neste momento pelo processo de aquecimento global.

Lá pelo começo da noite o aquecimento diminui. 

Entrando a noite ninguém mais se lembra disso.

domingo, 1 de setembro de 2019

MANIA DE COLECIONADORES

Conheço alguns tipos de colecionadores que são no mínimo, estranho.

Um deles gosta de colecionar frases, principalmente de pessoas famosas. Há os que gostam de juntar livros raros: são os bibliófilos.

Outrora havia os colecionadores de selos.Há quem colecione violão, carros, bicicletas. Soube até quem tinha a mania de comprar facões. Não me perguntem para quê, porque não sei dizer.

Há também os colecionadores de canetas,etc coisa e tal. 

PROVÉRBIO

Cipó não trepa em pau morto.