terça-feira, 31 de março de 2009

GREVE NO ESTADO

Em assembleia na manhã de ontem, os professores da rede estadual de ensino decidiram continuar com a greve por tempo indeterminado.
A regional de Mossoró do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (SINTE) organiza para amanhã um ato público, às 10h, na Praça da Independência (próximo ao Mercado Público Central), com o objetivo de discutir com a comunidade a pauta de reivindicações da categoria.
Um dos pontos altos da assembleia de ontem foi a votação que pede a demissão do atual secretário de Educação do Estado, Ruy Pereira dos Santos. O sindicalista Rômulo Arnaud reforça que desde o início da greve, no último dia 2, a categoria ainda não conversou formalmente com o titular da pasta.A negociação tinha avançado, mas a proposta apresentada pelo Governo não contempla os aposentados. "Eles alegam não ter dinheiro para atender as nossas solicitações", intensifica Arnaud.
O movimento vem lutando pela equiparação do plano nacional, a reposição de 34% de perda salarial e a criação do plano de cargos, carreira e salários para os demais funcionários da escola. A regional de Mossoró abarca nove municípios e atende, aproximadamente, a 1.700 professores.
(Jornal de Fato, 31 de março, 2009)

HOJE É 31

O 31 DE MARÇO

A data de hoje nos faz lembrar aquilo que há muito tempo chamavam de Revolução de 64. Em 31 de março de 1964 instalou-se no Brasil um regime ditatorial. Foi vendida ao povo uma imagem de revolução. Aos poucos, os críticos começaram a entender que estávamos numa ditadura, num verdadeiro de exceção.

Os direitos foram diminuídos, as liberdades resumidas.
Em Upanema foi criado um colégio cujo nome muita gente ainda se lembra. Foi o famoso 31 de Março. Era uma escola municipal, que funcionava no centro da cidade, onde hoje é a Escola Estadual José Calazans Freire.

Lá muita gente daqui estudou. Eu fui uma delas.

31 de Março, a escola dos mestres que ensinavam e podiam mandar porque tinham o apoio da família. “Você manda lá e eu cá,” diziam os pais.

31 de Março, uma revolução que não queremos mais. Queremos é democracia, mas uma democracia mais bem interpretada e executada.


NOTÍCIAS DA ASSESSORIA DA PREFEITURA DE UPANEMA

SECRETARIAS MUNICIPAIS TERÃO NOVO ENDEREÇO

Algumas secretarias municipais estarão atendendo a população em novo endereço nos próximos dias, são elas: Secretaria de Obras, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Turismo, Secretaria de Saúde, Setor de Identificação e Setor Pessoal. Essas mesmas secretarias que realizavam o seu atendimento no CDI, estão se transferindo para outros locais.

Confira as secretarias e os locais.

- Secretaria de obras, Secretaria de Agricultura, Setor de Identificação, Secretaria de Turismo, Eventos e Assessoria de Imprensa, funcionarão na antiga pousada de Antonio Paizinho na Rua Francisco Bezerra.

- Secretaria de Saúde - Rua Francisco Bezerra, vizinho a casa de José Sidor.

- Setor pessoal – Antiga sede da prefeitura municipal, na Rua João Francisco.

A previsão é que ainda essa semana as secretarias estejam em pleno funcionamento nos seus devidos locais.


ASS-IMP – Fabiano Júnior.

NOTÍCIAS DA ASSESSORIA DA PREFEITURA DE UPANEMA II

PREFEITURA REALIZA O PAGAMENTO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO

A prefeitura municipal de Upanema está efetuando o pagamento do funcionalismo público do mês de março. O mesmo foi creditado ontem, inclusive os cargos comissionados, restando apenas os Agentes de Saúde e Agendes de Endemias por motivo de atraso no repasse do governo federal.

Apesar das frequentes quedas do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), a prefeitura municipal continua realizando o pagamento dos funcionários dentro do mês.

Confira a relação das secretarias:

- Secretaria de Agricultura
- Secretaria de Administração
- Secretaria de Finanças
- Secretaria de Turismo
- Secretaria de Obras
- Secretaria de Educação
- Secretaria de Ação Social
- Gabinete
- Secretaria de Saúde (Restando apenas os Agentes de Saúde e Agendes de Endemias).

ASS-IMP: Fabiano Júnior.


LEITOR COMENTA

MANOEL LOURENÇO

Quase todos as notícias envolvendo a morte do poeta Luiz Antonio, versam sobre as suas aptidões poéticas, todavia o poeta era um gênio fazendo charadas.
Era de longe o melhor de Mossoró. O céu ficou mais rico.

MEMÓRIA

MOACYR GÓES

O movimento de vanguarda do RN perdeu um de seus personagens mais ricos. Morreu ontem, aos 75 anos, o professor Moacyr de Góes, o homem designado pelo prefeito Djalma Maranhão para conduzir o programa “De pé no chão também de aprende a ler.”

Do blog http://trapoferino.zip.net/. (28/03/2009 )

segunda-feira, 30 de março de 2009

FEIRA DE UPANEMA

DIA DE FEIRA
Sempre é bom a gente dá uma passadinha na feira livre da cidade. Lá se não encontrarmos algo pra comprar, encontraremos uma boa conversa que enriquecem nosso repertório.
Segunda-feira aqui é dia de feira mesmo, viu?

domingo, 29 de março de 2009

O PENSADOR

O QUE É BOM

Estive relendo algumas postagens do extinto "O Pensador" e vi entre uma das virtudes dele o fato de mesmo estando numa posição errada, o anonimato, publicar críticas a ele mesmo.

Foi o que ocorreu com uma análise que fiz sobre ele, O pensador.

Em 21 de setembro do ano passado ele publicou do meu blog o que segue:

O bom mesmo é a gente escrever nos blogs mostando a cara. Se escrevemos mal, os críticos descerão a lenha e nós procuramos melhorar. Se escrevemos bem, já que não ganhamos dinheiro com isso, ganhamos pelo menos a fama de sabido.
Muita gente está perdendo a oportunidade de ser reconhecido ao se esconder por trás de um anonimato muitas vezes perigoso.
Conclamo os internautas para que façam como eu: quando não tenho coragem de escrever ou dizer uma verdade, ou digo baixinho ou não digo. Quando tenho coragem digo ou escrevo e assino meu nome.

DIRETO DO PASSADO

HÁBITO DE LEITURA

Na edição de número 1.713, da revista Veja, na seção Carta ao leitor, há preciosas informações sobre o hábito de leitura.
“O consumo de livros per capita no país, entre adultos, é de pouco mais de um por ano.”

A informação acima não deve ser vista com assombro, pois quando se trata de adultos, há uma grande massa de pessoas que nunca foram à escola e consequentemente não aprenderam a ler.

MORTE DO CANTADOR

MORRE LUIZ ANTÔNIO
Para quem gosta de improviso ficou um pouquinho órfão a partir de ontem.
Luiz Antônio era paraibano, mas há muitos anos morava em Mossoró.
Por inúmeras vezes participou de cantorias na rádio Rural.
Quem quisesse vê-lo era só passar pela praça perto da rádio que ele estava ali com uma bolsa com literatura de cordel e uma viola de lado.
Eu mesmo cheguei a comprar cordéis a ele.
Na época da eleição para governador em 1982, quando Aluízio Alves e José Agripino disputavam o cargo, o poeta Luiz Antônio assim se expressou:
"Entre Aluísio e José
Está a maior revolta.
Um tá atrás do poder;
O outro tem, mas não solta.
Eu troco um pelo outro,
Não quero um tostão de volta!"
Os versos acima foram reproduzidos por Crispiniano Neto, em sua coluna, no jornal De Fato de ontem.

DADOS

LIVROS DIDÁTICOS
Segundo dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE), o governo distribuiu em 2007, por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), mais de 100 milhões de exemplares para estudantes da rede pública do Ensino Fundamental. Já para o Ensino Médio foram mais de 9 milhões de livros.
É ponto pacífico que o livro didático não é a única ferramenta de trabalho do professor.
Há, porém, um fenômeno negativo que ocorre na escola moderna. É um comportamento assimilado por uma quantidade razoável de alunos quanto ao uso do livro didático na sala. Muitos se dão ao luxo de não trazerem e ainda por cima justificarem o ato. Dizem eles que os livros pesam muito.
Como eu não consigo ficar calado diante disso - senão eu caio teso no chão - eu digo: Pesava antigamente no meu tempo. Naquele tempo pesava porque eu não tinha o livro.
Como sabemos, o governo distribui milhões de exemplares para que muitos fiquem em casa.
Assim, ficamos num beco sem saída: se colocarmos regras duras como não deixarmos eles entrarem na sala, poderemos ser acusados de estarmos utilizando uma punição.
Valei-me Rosivaldo!

sábado, 28 de março de 2009

NOTA TRISTE

DAMIÃO GURGEL

Segunda-feira, 23, soube que o professor da rede estadual, Damião Gurgel, tinha morrido. Como sou muito escabriado com essas notícias, esperei que alguém noticiasse oficialmente.

Ontem o professor Edgar viu a notícia no blog do prefeito de Janduís, Salmão Gurgel, que é primo do falecido.

Agora já posso dar um modesto depoimento do meu encontro com professor Damião.

Ele fez concurso para professor da rede municipal em Upanema. Como já era da rede estadual, trouxe também suas horas de trabalho para cá.

No Calazans ele lecionava Língua Portuguesa pela noite. Na rede municipal, ele lecionava no sítio Pereiros.

As poucas vezes que me encontrei com ele foi na escola, pelo turno da noite e numa solenidade do dia das mães. Naquela noite, ele fez uma fala muito importante sobre a data.

Quando a rede estadual estava em greve, ele foi na FM fazer um pronunciamento explicando os motivos da mesma.

Ele era espirituoso e de um domínio da cultura geral impressionante.
Por ele ser parente próximo de Salomão, eu sempre dizia que ele seria o nosso governador do Estado.
Nossa intimidade estava tão grande que cheguei até a lançá-lo para governador em 2006.
Em resposta, ele ria e dizia: vamos preparar as bases.

Não serei original. Mas não me importa com isso. Sua passagem, sem dúvida, foi uma perda para a educação do Rio Grande do Norte.

sexta-feira, 27 de março de 2009

COISAS DA LÍNGUA

A GENTE NÃO VAMOS

A expressão a gente é uma das que muita gente boa se enrola facilmente.

Recentemente ouvi uma pessoa que fala muito. Não sei se pessoa de rádio ou se político. Sei que é uma pessoa que fala muito. Ela disse, sem nenhuma culpa, mais ou menos assim: A gente vamos.

Particularmente acho muito feia essa construção. Há gramáticos bem moderninhos que defendem isso. Prefiro ficar com a gente vai e nós vamos.

quinta-feira, 26 de março de 2009

REUNIÃO TERÇA-FEIRA

GREVE JÁ

O sindicalista Aldeirton Pereira esteve aqui em Upanema hoje à tardinha. Aproveitou para tentar dar uma “cutucada” nos servidores da Educação no sentido de aderir ao movimento grevista que já faz 23 dias em muitas escolas do Estado.

Ele pediu para eu transmitisse aos colegas educadores que estaria aqui na próxima terça-feira, 31 de março, na Escola Estadual José Calazans Freire, às 10 da manhã, a fim de conversar com a categoria.

O convite estende-se aos funcionários da educação das duas escolas estaduais: Calazans e Alfredo Simonetti.

Não só os professores estão convidados, mas todas as outras funções.

quarta-feira, 25 de março de 2009

POSTAGEM DE "O PENSADOR"

JOSIEL GONDIM

Em 24 de setembro de 2008, o pensador estava pensando e escrevendo em seu misterioso blog.

"O Pensador" era uma mistura de Mané Bola, Boca Urna e Upanema Site. No fim das contas ele não aguentou o anonimato e as pressões, meteu uma bala em seu blog.

Como vêem, o anonimato não tem futuro, pois é muito arriscado a gente um dia escorregar como recentemente vimos aqui num dos blogs mal-assombrados.

Eis o que o proprietário (a) do Pensador postou naquele dia:

"O vereador (Josiel) falou em educação (seu prato preferido), mostrou a importância da mesma e pediu compromisso de Luiz Jairo para dá a educação o tratamento prioritário no seu governo."

ELEIÇÃO NA UERN

MILTON DE NOVO

A eleição de Milton Marques na reitoria da UERN é mais significativa para ele em razão de ser uma reeleição. O mérito vai também para o vice, Aécio Cândido.

Eles dois vão continuar no cargo por 4 anos. É um mandato e tanto. De agora em diante o que a oposição deve fazer é o que toda oposição faz quando não logra êxito: procurar brechas onde entrar na próxima disputa ou se aquietar.

O que a oposição na UERN deve fazer é ver o que Milton não fará neste mandato.

Oposição deve ter cuidado para não errar muito ou de preferência não errar de jeito nenhum. Ela não pode escorregar em pequenos grãos. Oposição tem de dar testemunho de seriedade.

terça-feira, 24 de março de 2009

ELEIÇÕES

APURAÇÃO

Durmo sem saber quem é o vencedor da eleição na UERN.

Amanhã de manhã, certamente, saberemos que levou a melhor naquela instituição.

ESPETÁCULO

DEUS DANADO
Upanema assistiu ontem à noite a apresentação teatral "Deus danado".
O local foi o Clube Municipal e o público foi de apenas 150 pessoas. Muitos ficaram de fora.
Não tenho detalhes da peça porque preferi ficar de fora e ver as opiniões.
Todas as pessoas com quem contactei disseram que acharam legal.
Perguntei se era comédia. Uns disseram que tinha umas coisas engraçadas.
Ô menino danado, disse outro!
"Deus danado" é pra ser o primeiro de uma série de outras apresentações aqui, disse uma pessoa que saía do espetáculo.
Colherei a opinião do vereador Nonato Garcia pra saber se ele gostou ou não.

segunda-feira, 23 de março de 2009

ESCOLA

OBRIGATORIEDADE DO ENSINO MÉDIO
A obrigatoriedade do Ensino Médio está em pauta na agenda educacional brasileira. Para a professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Nora Krawczyk, especialista em política educacional, esse projeto e todos os processos educacionais precisam ser compreendidos a partir da dinâmica sócio-histórica.
No Ensino Fundamental, há um consenso de que se deve ensinar a ler e a escrever. Já o Ensino Médio é mais marcado pelas controvérsias. Há uma quantidade enorme de diferentes expectativas. Por exemplo, o mercado espera que o Ensino Médio forme o futuro trabalhador, já os setores organizados desejam a formação de um cidadão político.
(Talita Mochiute, do Aprendiz - www.aprendiz.ul.com.br)

domingo, 22 de março de 2009

NA FM 104

CONSTATAÇÃO

Quem escutou ontem o “Educando com a 104” tirou todas as dúvidas sobre uma questão que muitos teimam. É sobre o fato de o vestibular medir o conhecimento ou não.

Mas é claro que vestibular mede conhecimento.

As pessoas passam porque são capazes.

A sorte fica de fora quando se trata de passar em vestibular. Essa verdade fica claro toda vez que escutamos os aprovados nos vestibulares.

Vestibular não é sorte. Sorte é loteria. Né não?

TEXTOS DE DOMINGO

O CONSERTO DO RÁDIO

Uma senhora tinha um daqueles rádios antigos, estilo ABC, mas não era aquele grandão. Não. Era um de tamanho médio.

Um dia, o rádio deu o prego, um pregão. O jeito foi procurar um especialista. E foi. Só que encontrou um ajeitador de rádio muito diferente.

Como você vai ver no desenrolar da história, ele não entendia muito de rádio, não. Entendia muito mais de comer, comer e comer.

Começou a desmontar o aparelho na manhã de um dia. Passou horas e horas desmontando as peças e procurando saber onde estava o defeito. Comeu umas batatas com café, servido pela dona da casa e do rádio. Mais tarde comeu uns ovos estalados com café e pão, passados na manteiga. Mais tarde comeu um bom pedaço de rapadura com bolacha. Bebeu água gelada. Pediu que ligasse outro som mais moderno que a senhora tinha, numa música do momento. E nada de o rádio ficar bom. Aliás, nem a doença tinha descoberto ainda, porque ajeitar rádio não era sua especialidade. Comer de tudo, sim.

Comeu mais. Bebeu água. Alguns minutos depois, já era hora do almoço. A essa altura, o rádio estava todo desmontado, mas não havia sinal de saber o que causava o desmantelo.
Não teve jeito. Foi convidado para almoçar. Terminado o almoço, ele disse que ia embora, pois tinha uns negócios pra fazer em casa. Voltaria no outro dia.

Na outra manhã foi a mesma rotina: comia, bebia, conversava. E nada de o rádio sair do prego. Como disse, estava desmontado. Desmontar rádio todo mundo sabe, pensou a senhora. Só faltava montar de novo e deixá-lo no ponto pra escutar.
Ao chegar de novo o almoço, a mulher explode:

- Como é, meu senhor, esse rádio é de rosca? Não se ajeita não? Quem não pode com o pote, não pega na rodia, sentenciou a senhora.
Para ser franco, entregou-se o homem, isso aqui não é minha praia.

Então, disse a senhora já despachando-o, se não sabe ajeitar o rádio, então pelo menos dê o lugar a outro.
Diz-se que a senhora despachou o homem, sem antes fazer a devida cobrança dos lanches reforçados de café, bolo e batata e dos dois almoços que serviu.

sexta-feira, 20 de março de 2009

AMANHÃ

EDUCANDO COM A 104
O programa Educando com a 104 promete receber o maior número de estudantes que já passou em Upanema de uma lapada só.
Se o apresentador Francisco José convidou diretamente a todos, acho que amanhã vai ser um programa bem concorrido e muito bem ouvido.
Aguardemos, pois, os ouvintes amanhã a partir das oito da manhã.

VESTIBULAR DA UERN

RECORDE
Os estudantes daqui que fizeram o vestibular da UERN neste ano estavam como nunca!
Bateram o recorde em números. Mais de vinte passaram e fizeram bonito. Além disso, quebrei minha cara porque achava que só uns dez iriam passar.
Quebrei a cara com muito gosto, acreditem!

DIVULGAÇÃO DOS APROVADOS

POSTAGENS
Ontem passei batido e não coloquei nadinha no blog porque fiquei mais ocupado que nos outros dias.
Pela noite, quando tentei escrever algo, ocorreu uma desinternetiação daquelas.
Com a internet sumida, não pude escrever nada. Nem sequer tinha lido no blog a solicitação do diretor de programação da FM Liberdade, Júlio César, para que eu também divulgasse a programação da rádio sobre a transmissão ao vivo da relação dos aprovados no vestibular.
A Júlio César, minhas desculpas!

quarta-feira, 18 de março de 2009

ASSUNTO

PINGOS
Da terra não temos muito o que comentar, a não ser sobre as chuvas que estão caindo por aqui.

Nesses dias temos vivido debaixo de pingos e mais pingos. Eles nos deixam meio aperreados, tendo em vista que somos tão acostumados ao calor e a seca que quando chove a gente não consegue se conformar com o novo quadro.

As coisas são assim. Nunca nos conformamos como o que temos.

Daqui a uns dias o assunto será a sangria da barragem. Vai de novo ter a contagem regressiva e depois a sangria que vai afetar os Teimosos, a várzea, a passagem molhada.

Choverão comentários anônimos responsabilizando fulano de tal e outras lorotas.

Fazer o quê se muitas pessoas são assim?

terça-feira, 17 de março de 2009

CHUVAS

ESTRAGOS

Os estragos que a grande chuva da semana produziu no leito do nosso rio é muito maior do que o noticiado pelos blogs. Visto ao vivo é muito diferente.

É uma cena dantesca: as varandas foram sacudidas pela força da água e dos balseiros.

Como deu pra notar, ali é só um começo. Se a barragem sangrar logo, com certeza muita água vai rolar por cima daquela passagem molhada.

E tome água!

segunda-feira, 16 de março de 2009

PADRE TARCÍSIO

MAIS UM PADRE

Padre Tarcísio Pereira volta a atuar em Upanema a partir de quinta-feira, no encerramento do trido de São José.

Há aproximadamente dez anos ele celebrou missas na cidade.

A diferença é que agora ele vem morar na cidade e ajudar o padre Josemar de Lima em suas celebrações.

Ele vai encontrar uma cidade diferente, pois agora ela é Paróquia.

A exemplo de padre Josemar, também pertence ao Sagrado Coração de Jesus.

JANUÁRIO BEZERRA


PEQUENA HISTÓRIA DE JUMENTO

O secretario de obras, Januário Bezerra disse no Programa “Prestando contas com o povo”, na rádio FM 104, sábado, que da quinta-feira antes do carnaval até sábado, a secretaria recolheu 56 jumentos de Zé da Volta a Upanema.

Voltando depois a Mossoró, ele percebeu que já tinha jumento nas estradas, pondo riscos de acidente.

Vieram avisar a ele que estava cheinho de jumento de novo. Aí ele disse: aqueles jumentos já posso conhecê-los pelo cabelo.

domingo, 15 de março de 2009

SECRETÁRIO DE TURISMO


ANAXIMANDO, UM POLIVALENTE

Pego carona do blog de Josiel para escrever o texto seguinte.
Josiel faz um texto bem feito sobre Anaximando Eudson. Ele faz uma verdadeira biografia do Secretário de Turismo do governo Maristela.

Anaximandro é locutor de rádio e de campanha eleitoral. Anaximandro tem formação acadêmica em administração, pela UNP. Anaximandro organizou um novo modelo de carnaval em Upanema que muitos achavam que não dava certo.

Ter uma voz anaximândrica é ter uma voz bonita. É ter uma voz à maneira de Anaximandro.
Anaximândrica é um vocábulo que criei, graças a ele.

Como ninguém é perfeito, o novo secretário de Turismo tem, a meu ver, um grande defeito. Para outros, é uma virtude. O defeito é essa empolgação toda pelo carnaval.

Sempre achei que o carnaval é uma coisa sem sentido, principalmente atualmente.

Mas como disse, ninguém é perfeito.

Acho, com toda convicção, que a pasta está bem entregue, pois ele tem se mostrado competente nessa área. Ele sabe entrar e sair. E além disso, sabe conversar com as pessoas.

Upanema tem muito o que crescer. Na área de turismo não é diferente. A barragem de Umari é que não nos deixa mentir. Ela precisa ser aproveitada de verdade. O governo do Estado ainda não fez uma açãozinha em seu favor. Não é?

PERDA

ELES NÃO SABEM O QUE ESTÃO PERDENDO

O desinteresse pelas aulas por parte de uma parcela dos nossos alunos tem sido tema de reflexão cada vez que nos reunimos para debater a educação nos dias de hoje.

Como hoje não estou com as ideias muito organizadas na cabeça, apenas direi em letras de fôrma:

ELES NÃO SABEM O QUE ESTÃO PERDENDO!

Para ninguém esquecer: Ideias não tem mais acento, diz o novo acordo ortográfico.

sábado, 14 de março de 2009

CHUVAS

OLHA A RÃ

É muito choco repetir, mas uma rã rapou anteontem por essas bandas. O resultado da rapagem da rã foi muita chuva daquelas que derruba árvores, enche os quintais de água e até derruba aquele negócio luminoso e com letreiros que se coloca em frente dos comércios.

Então...

Rã que rapa, é chuva na certa, diz uma experiente vizinha, que é expert em rã e chuva.

Creiam, também que ela nem sabe o que significa “expert”, mas ela é expert em rã e as consequências de suas rapadas.

TROTES

FALANDO MAL DOS TROTES VIOLENTOS

Os trotes da forma como são executados na atualidade é uma coisa inadmissível. É uma coisa tão brutal que dá vontade de chamar aqueles troteiros violentos de um nome bem feio, como bruto, incivilizado, um não-gente pra ser mais direto.

O corte de cabelos que praticam por aqui é uma atitude desrespeitosa, mas nem tanto. No fim das contas, o estudante acaba aceitando por causa da alegria de ter passado.

Na verdade, o trote que se pratica por aí afora, é uma aberração.

Há dez anos um rapaz teve a imprudência de dizer que não sabia nadar. Uns velhos ”intelectuais” se aproveitaram da situação e o jogou na piscina. Foi morte na certa.

Zenaldo Coutinho, um deputado do PSDB do Pará, é autor de um projeto que trata do trote criminoso.

Agora esperemos que a coisa seja pelo menos minimizada.

Fora os troteiros violentos! Ainda bem que aqui não temos dessas coisas!

EU, RONALDINHO, NONATO E OS OUTROS

O GOL DE RONALDINHO

Quando vi o gol de Ronaldinho contra o Palmeiras, hoje um quase fenômeno, e ele naquela maior euforia, lembrei-me de uma das poucas vezes que joguei no meio de jogadores da seleção de Upanema e mais íntimos com a bola do que eu.

Foi numa vez que Ribamar Ribeiro fez uma festinha de aniversário. Na programação tinha uma partida de futebol, na areia do rio. A disputa era entre os amigos de Ribamar e outro time. Eu, é claro, joguei no Outro.

Como adversário meu estava nada menos que Nonato de Roseno.

Deixe que eu marco Nonato, disse eu.

Fiquei no pé dele, perseguindo-o e castigando-o como o cão botou em mestre Alfredo.

O resultado vocês já devem imaginar. Teve um momento que eu quando notei estava Nonato fazendo gol no meu time. E eu, inocente, pensava que estava marcando ele.

Foi mais ou menos o que ocorreu no gol de Ronaldinho contra o Palmeiras. Um bom observador verá que os zagueiros estavam certos que marcavam Ronaldinho. Mas foi puro engano. Ele cabeceou e fez o gol de empate. O rapaz ainda é bom.

sexta-feira, 13 de março de 2009

COISAS DA LÍNGUA

O ROUBO LEGAL

Acho muito interessante como uma palavra pode ter muitos sentidos, só variando de acordo com o contexto ou local. Uma delas é a famosa e muito conhecida dos desportistas que apreciam o futebol: “cuidado o ladrão!”

O ladrão não se ofende. Fica apenas chateado por não poder roubar o que seria tão precioso naquele momento: a bola.

É assim que a língua se apresenta com uma beleza indispensável. “Cuidado o ladrão!” noutro contexto ou lugar é uma situação muito vexatória. No futebol, não. É um aviso muito pertinente.

MANÉ DE NOVO


TEXTOS DO MANÉ

No dia 28 de julho do ano passado, o hoje extinto blog de Mané Bola publicava seis textos. Um sobre o Upanema Futebol Clube, outro falando sobre o vereador Nonato e ainda outro sobre o então vereador Josiel. Falava ainda em dois outros textos sobre a passeata de Luiz Jairo e a carreata de Maristela. Adianto que de Nonato ele fez uma profecia que parece ainda não estar se realizando.
Mané aconselha, Mané profetiza, Mané informa.

O sexto texto é o que vou republicar agora. Observem que ele também tem um tom profético:

“2012
Já consigo prever a disputa de 2012. Maristela vai querer a reeleição. A essas alturas Jorge já é deputado (estadual ou federal), e com isso se encherá de vaidade exigindo a vaga de candidato a prefeito para seu irmão Céliton. Ele procurará mudar de partido pra isso e vai ser briga feia criando assim um racha no grupo se originando outra oposição. “

Postado por Mané Bola às 17:22

quinta-feira, 12 de março de 2009

NOTÍCIAS DO FLAMENGO

JOSIEL É BOM MESMO

Josiel, não o Gondim, vez por outra está fazendo gol pelo meu Fla. Ontem o time rubro-negro carioca venceu o Duque de Caxias em 4 a 2.

CHUVA

AGORA HÁ POUCO

Às três da tarde bateu por aqui uma chuvinha. Com ela veio o famoso bafo do chão quente e já seco. Não molhou tanto mas trouxe uma esperança para quem plantou.

MAIS CARNAVAL

UMA SUGESTÃO

Considerando que é no carnaval que as pessoas do comércio lucram muito, que tal eles custearem uma parte ou todo o carnaval? Só assim, íamos ter mais dinheiro sobrando nos cofres da prefeitura para investir em saúde, por exemplo.

quarta-feira, 11 de março de 2009

COLUNA DE ZÉ WILSON - FEVEREIRO 2009

MILITÂNCIA SOCIAL E GESTÃO PÚBLICA

O meio rural brasileiro é um espaço de constantes mudanças sociais. O Fórum Social Mundial, ocorrido em Belém/PA faz diversas reflexões sobre o mundo em que vivemos e o mundo que queremos, inclusive no meio rural, e apresenta perspectivas de mudanças a partir de novas e adequadas relações sociais. Paralelo a isso, o nosso município vive o início de uma nova gestão, a pasta da agricultura, que é sempre desafiadora, está sendo comandada por um militante social que conhece bem a questão agrária da região e do país, a seguir fazemos uma breve análise destes fatos.

Entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro de 2009 aconteceu um dos maiores eventos de discussão social do mundo, o FÓRUM SOCIAL MUNDIAL. Este evento teve sua primeira edição ocorrida em Porto Alegre/RS, em 2001, tendo se tornando um evento com um processo mundial permanente de busca e construção de alternativas que se contrapõe aos sistemas capitalistas que dominam o mundo atual.

O próprio lema do Fórum – Um outro mundo é possível – destaca o objetivo dessa articulação mundial, porém, como é esclarecido no site oficial (www.forumsocialmundial.org.br), o Fórum não tem a intenção de ser uma instância representativa da sociedade civil mundial.

Mas qual a importância de um debate desta natureza que trata de questões amplas e qual o seu reflexo em municípios “pequenos” como, por exemplo, Upanema?

Pra responder essa pergunta é necessário analisar, mesmo que de forma bastante resumida, a história dos movimentos sociais do nosso país e sua influência nas decisões políticas e nas gestões públicas federais, estaduais e municipais. Pois bem, sendo o Brasil, um país com grande influência de países europeus desde a sua descoberta e uma forte influência americana, principalmente, pós independência e tendo sido governado em regime militar por mais de 20 anos, é fundamental perceber que tudo que surge a partir do povo e da sociedade civil organizada precisa ser valorizado.
Com a eleição de Lula para Presidente da República, considerando a grande contribuição dos movimentos sociais nesta vitória, estes movimentos passam pelo que alguns chamam de crise de identidade. Afinal, a luta dos movimentos por um país mais justo e o enfrentamento ao governo, precisa ser repensado ou no mínimo precisa ter uma outra estratégia, em face da íntima ligação entre o sindicalista eleito Presidente da República e esses movimentos.

Considero que o Fórum Social Mundial, mesmo tendo surgido antes da eleição do presidente Lula representa um dos mais importantes espaços de reflexão e proposição pós Governo Lula. É claro que reconhecemos a continuidade da luta dos demais movimentos como: movimentos de classes, de trabalhadores rurais, de mulheres, e outros, inclusive, estes movimentos juntos é quem realizam o Fórum Social Mundial.

Enfim, Para se pensar em novas estratégias de desenvolvimento social e zelo pelo nosso planeta, é importante conhecer o conteúdo e os resultados da discussão deste Fórum, pois com certeza estarão presentes conhecedores profundo das relações sociais do nosso país e autoridade da área ambiental que pensam estratégias de desenvolvimento voltadas para a qualidade de vida e relação fecunda entre os seres humanos.

Feito esse breve esclarecimento e análise do Fórum Social Mundial, queremos falar da importância de personagens que vivem e conhecem este e outros espaços de luta social e que alcançam cargos na gestão pública, sejam cargos eletivos ou não.

No nosso município o atual Secretário de Agricultura, José Carlos, tem sua vida pessoal e profissional muito ligada a alguns desses movimentos. Petista histórico, ligado a questão agrária do nosso país, vinculado ao movimento da Igreja Católica que defende a luta dos trabalhadores pela conquista da terra e por condições dignas de trabalho, Zé Carlos traz um diferencial entre os que compõem a atual equipe da prefeita Maristela Freire: A sua formação. Dizemos isso não no sentido de torná-lo melhor que os demais, mas no sentido de destacá-lo pela sua vivência profissional que é embasada exclusivamente na perspectiva de inclusão social daqueles historicamente excluídos. A sua trajetória favorecerá bastante no sentido de compreender as necessidades do público rural que praticam atividades produtivas, mas ao mesmo tempo a sua responsabilidade será dobrada, pois considerando essa trajetória, todos esperam um trabalho de grande qualidade.

Zé Carlos foi nomeado secretário como conseqüência da aliança que o PT upanemense fez com o PMDB e os demais partidos situacionistas locais, seguindo uma tendência nacional de política de alianças do Partido. É claro que os resultados do trabalho desempenhado pela Secretaria de Agricultura dependerá da disposição do executivo em apoiar a proposta apresentada pela equipe desta Secretaria e ao mesmo tempo da ousadia de fazer novos investimentos num setor que é extremamente estratégico no desenvolvimento, mas, que apresenta resultados lentos.

Como cidadão upanemense, como militante social e como filiado do Partido dos Trabalhadores, tenho a convicção da capacidade de Zé Carlos em comandar esta pasta e sabemos que é necessário que todos os filiados contribuam com este trabalho.

FEMINISMO

LEITOR COMENTA SOBRE O FEMINISMO HOJE
É bem verdade que as mulheres estão de maneira exagerada considerando-se melhores do que os homens num contexto quase que geral.
Não se faz necessário me identificar para dizer que neste último dia 8 no qual se comemora o dia internacional das feministas, pois já fugiu ao propósito do dia internacional da mulher, ouvi uma senhora discursar e dizer sem nenhuma reflexão acredito, que é comprovado cientificamente que as mulheres atuam melhores do que os homens porque tem mais sensibilidade e além de outros habilidades mais apuradas.
Neste contexto de pensamento existente, passa-se a criar “certo preconceito” pelo qual as mulheres tanto lutaram na história para combater porque afetava sua autonomia. A luta pela igualdade tornou-se uma luta pela soberania da mulher propósito feminista obscuro aos olhos de alguns. Será que os papeis não estão se invertendo com essa nova manobra do feminismo?
O fato é que a confusão que algumas feministas estão fazendo sobre o papel das mulheres pode estar deixando uma confusão generalizada entre papeis, não estou dizendo aqui que mulher não tem capacidade de exercer qualquer profissão que seja o que estou dizendo, é que independente de sua profissão ela tem outros papel fundamental na família que precisam ser preservados para a sobrevivencia da sociedade.
(Sérgio)

AINDA O CARNAVAL

FALANDO MAL DO CARNAVAL II

O investimento público do carnaval é um tema sempre debatido pelos foliões e também pelos que não pulam o carnaval. O poder público deve ou não investir no carnaval?
Sim, deve, porque há um ganho inegável no comércio local. Nessa época vende-se até palha pra se queimar. Muitos comerciantes levantam a cabeça nesse período.
Acima está o argumento central a favor do investimento público no carnaval. Não, não se deve investir no carnaval porque há um prejuízo pecuniário e sem retorno do poder público. Não se deve investir porque é uma festa que moralmente não é boa. As pessoas ficam expostas demais ao perigo.
Resumindo: ela prejudica mais do que ajuda. Acima estão alguns argumentos contrários ao investimento público no carnaval. Diante dessa situação, o melhor que podemos fazer é cada um realizar o que acha melhor para si.
No final das contas, não tem jeito: todos somos responsáveis pelos nossos atos. Se a justiça daqui não atuar, podemos esperar e apelar pela outra.

Comentário do professor Erivan Silva, direto de Rondônia:
“O bom comerciante não depende de carnaval para sobressair-se. Entendemos que nesses, digamos seis dias de ‘joga dinheiro fora’, os donos de bares são os mais beneficiados. A cachaça rola solta. Não discriminando quem a devora.”

terça-feira, 10 de março de 2009

AINDA O CARNAVAL

FALANDO MAL DO CARNAVAL I

Ao dar uma rápida espiada um dia depois do carnaval, pude notar visivelmente as marcas de uma festa de cinco dias. Como eu não dou o mínimo valor ao carnaval e estou numa democracia, não tenho a mínima obrigação de achar aquilo tudo engraçado.

Não acho nada engraçado o estado da minha Praça Padre Adelino. Quem puder veja como ficaram as plantas rasteiras: boa parte está machucada, pisoteada. A goma entranhada e misturada com bebida produziram um mal-cheiro daqueles. Não se pode reclamar de lixo, pois o serviço é eficiente.
Isso é o mínimo que se poderia fazer. Agora o que resta é esperarmos pelo próximo ano. Não há nada que eu possa fazer. Se eu esculhambar o carnaval, ficará do mesmo jeito.
No próximo ano, com certeza, virão novas bandas e mais gente do que este ano. É uma festa em ascensão. Está crescendo e a cada ano é um sucesso. Pena que não tenhamos encontrado um jeito de vermos a educação crescer no mesmo ritmo.

segunda-feira, 9 de março de 2009

CULTURA

FEIRA DO LIVRO
O jornalista Rilder Medeiros passou a semana na cidade tratando da edição 2009 da Feira do Livro de Mossoró, um evento consolidado, dada a sua importância para a cultura local. O organizador tem a missão de ampliar a estrutura, mas, para isso, precisa contar com o apoio decisivo da iniciativa pública e privada. O evento será lançado no dia 18 deste mês e ocorrerá entre os dias 5 e 9 de agosto.
(da coluna de César Santos, da Gazeta do Oeste, de ontem)

HISTÓRIA DE UPANEMA

ONDE FICA A CNEC?

Onde fica a CNEC em Upanema?
A sigla significa Campanha Nacional de Escolas da Comunidade. Primeiro que tudo, a CNEC em Upanema não existe mais enquanto escola, mas ainda há o prédio na Av. Antonio Vitorino.
Tudo começou em fins da década de 70 quando o prédio foi pela prefeitura à instituição que aqui nascia pelas mãos de Luiz Cândido Bezerra. Naquele ano o prefeito era José Lopes, filho de Antônio Lopes. No ato da doação do prédio, que chamava-se Escola Municipal Néo Bezerra, não tiveram o cuidado de explicitar que na possibilidade de o prédio não ser mais utilizado, voltaria para o município.
E assim, passaram-se os anos. A escola era cenecista com professores cenecistas, da rede municipal e estadual. Com o passar do tempo, a coisa tendeu a ficar quase todos da rede estadual. Os recursos escassearam-se e foi preciso que houvesse uma mudança para o sistema estadual: foi a famosa estadualização.

A partir de 1992, o sistema cenecista desapareceu completamente, mas muitas pessoas ficaram com a ideia de CNEC na cabeça. “Vou estudar na CNEC”. “Vou trabalhar na CNEC.” O tempo passou e a coisa piorou recentemente. Quando a Escola Estadual José Calazans Freire saiu dali no final de 2007 e se mudou para a Avenida Getúlio Vargas no centro, abriu espaço para que a CNEC alugasse o prédio. E foi o que ocorreu.
A Escola Maria Gorete já não tinha mais onde colocar os alunos, se abrigou ali. Hoje, onde já foi CNEC, depois escola estadual, é anexo da Escola Municipal Maria Gorete e ainda continua sendo um Prédio cenecista. Entenderam? Eu acho que entendi.

domingo, 8 de março de 2009

PARA LER ANTES DE DORMIR

O NOVO FEMINISMO

O movimento feminista surgiu por uma necessidade e por uma questão de sobrevivência das mulheres.

Não podemos sequer imaginar como estaria o mundo se elas tivessem continuado sendo tratadas como eram no século passado. Não. Era preciso que houvesse um movimento para que esbarrassem os espancamentos e autoritarismos do macho, como elas dizem.

Para recordarmos, elas não votavam porque os homens diziam que só homens eram competentes para isso. Mentira.

Se não podiam votar, imagine serem candidatas, pois só disputa uma eleição quem vota.

Assim, o tempo passou e a opressão aumentou.

A dominação em extremo foi um ato de burrice do macho. O fato deu margem para que elas se organizassem aos poucos e começassem a mandar o homem se enxergar e ver que elas também sabiam votar, dirigir seja lá o que for. Dirigir desde uma casa a um palácio. O automóvel é um caso a parte que dá até um livro bem grosso.

Para não cansar o leitor, vou entrar na parte final do texto falando sobre o novo feminismo. Ele inegavelmente não é o mesmo de outrora. Ele se enquadra naquele ditado do oito ou oitocentos. Ou naquela história do homem que tentava subir na cela e não conseguia. Uma vez, passou para o outro lado e se esparramou.

O feminismo de hoje está exagerando. Depois das conquistas para que tudo ficasse igual, elas mudaram de discurso e dizem, sem nenhum pudor, que dirigem melhor o carro; administram melhor a cidade, o Estado e o país; são melhores funcionárias nas empresas, nas escolas, em todo lugar.

Assim, já não é igualdade. O fato é nítido nas campanhas eleitorais. “Ela é competente. Ela é mulher. A mulher é mais sensível, etc, etc. Se ela tem virtudes não é por que é mulher.

Não. Devagar com o andor. Observem com atenção se o discurso feminista não tem um quê de desigualdade, dominação.

Vejam se o discurso não transpôs as barreiras da igualdade?

Quem manda no meu corpo sou eu, por isso eu tenho direito ao aborto, dizem as mulheres feministas. Mas... e o corpo do abortado, de quem é? Pergunto eu.

Termino por aqui porque o aborto é assunto para outra oportunidade. E diga-se de passagem. Ele tem muito pano pras mangas.

HISTORINHA

SEMELHANÇA
Chego numa mercearia e o dono, metido a conversador, conta algumas anedotas. Depois, sem descansar o queixo, fala de seu gosto musical.
Lá par as tantas, diz: curto uma boa música brasileira, mas também gosto muito de música internacional. Às vezes umas pessoas dizem a mim: pra que você ficar ouvindo música internacional se você não sabe o que eles dizem? Aí eu digo pra eles: e você não escuta forró? Olha, forró e música internacional pra mim é a mesma coisa: eles não dizem nada.

ELEIÇÕES 2008

PROFECIAS DO MANÉ

Ano passado, em plena efervescência da campanha eleitoral, o misterioso Mané Bola comentou e também fez profecias sobre o resultado das eleições. Vejam se ele acertou.

“Pra prefeito agente já sabe mais ou menos quem vai ganhar.
Mas para vereador as coisas ficarão mais ou menos assim:
A coligação encabeçada pelo PSB ficará com duas vagas, e muito dificilmente com três;
A coligação encabeçada pelo PMDB ficará com sete ou improvavelmente com seis.
O quociente eleitoral deste ano será em torno de 950 a 1000 votos.
Isso quer dizer que sendo 950, para que uma coligação faça três vereadores é preciso que a mesma adquira 2850 votos. Isso é improvável para o PSB visto que são poucos os vereadores que disputam.”

Para ser mais exato, ele postou o texto acima no dia 25 de julho/2008, numa sexta-feira. Não foi, Mané Bola?

TEXTOS DE DOMINGO

MEU SHOW

Como disse no domingo anterior, ao ver o show do homem que manipulava bonecos em Mossoró, comprei um a fim de fazer também minha exibição.

Dito e feito. No dia seguinte, bem cedo, peguei os apetrechos e encostei ao pé da parede da casa e montei meu espetáculo.

Era um boneco mole, que ficava ligado a umas juntas. Havia uns fios tão finos que se não observássemos com atenção não dava pra notar.

O segredo era saber pregar uma parte do fio na parede e outro no cós da calça. Segundo o pequeno manual que recebi, devíamos pregar com chiclete a quase invisível linha na parede. Outra parte ficaria presa ao cós da roupa para que quando o corpo se movimentasse para frente ou para trás, o boneco também fizesse o movimento.

E foi assim, que tentei imitar o homem.

Comecei bem, mas não faltou gente pra descobrir o segredo. Eu gritava do mesmo jeito do homem, mas não chegava nem perto da habilidade dele.

Guardei o boneco e o assassinei aos poucos.

Uma das lições que tiro dessa história é sobre as habilidades que os seres tem para os negócios.

Na vida nem todos fazem tudo do mesmo jeito. Muita gente não pensa assim. Pior seria se assim fosse. Assim a vida seria mais monótona e insuportável.

sábado, 7 de março de 2009

ECONOMIA

VELHOS TEMPOS NA ECONOMIA
Ouvi tantas vezes os privatistas argumentarem que a venda das estatais era o verdadeiro caminho para o país melhorar que quase acreditei.

Antes que acreditasse, veio Lula. Ele trilhou por outro caminho e não seguiu a política da venda das coisas do país.

Como sabemos, FHC vendeu muitas estatais e mesmo assim não botou o Brasil nos trilhos.

Era necessário que Lula chegasse à presidência para que fosse testada a teoria de que a venda das estatais não era grande coisa na economia.

COISAS DA LÍNGUA

O TREMA

Não tremam com o trema. É uma das regras mais fáceis. O sinal (¨) usado em cima do u pra indicar que essa letra, nos grupos que, qui, gue e gui, é pronunciada, está abolido.

No entanto, o trema é mantido em nomes próprios de origem estrangeira, bem como em seus derivados. Exemplos: Bündchen, Müller.

sexta-feira, 6 de março de 2009

FRASE DO JU

FRASE DE PRIMO LEGÍTIMO

“O aluno deve ter consciência de que desde o momento que se levanta da cama até a hora de dormir ele precisa da matemática.”

A frase acima foi publicada na edição de março do JU. O autor é Josiel Gondim. Ele é professor de matemática, ex-vereador, blogueiro, colaborador do JU e quem sabe lá o que será!

NOVA EDIÇÃO DO JU

QUE NEM PRESTA

A edição deste mês do Jornal de Upanema é mais voltada para o carnaval e traz uma cobertura fotográfica daquelas sobre o carnaval aqui na cidade.

Apesar de ser uma festa que detesto com toda minha força, não deixo de reconhecer que a atual edição do JU é muito boa.

Para os que apreciam o carnaval e ainda por cima saíram suas fotos nas páginas desta edição, acredito que devem estar como pinto no lixo.

Resumindo, é foto que nem presta!

quinta-feira, 5 de março de 2009

ÁRVORES DAS ESTRADAS

PAISAGEM

No período das chuvas a gente limpa a vista ao ver as árvores revestidas, verdinhas. É um panorama bem diferente da época que não tem chuva.

Por incrível pareça as árvores são as mesmas dos anos anteriores. Elas apenas renovam e revestem de uma roupagem nova, em conseqüência do tratamento que recebem das chuvas.

Qual o tratamento que cada um deve dar a elas? As autoridades devem ter o cuidado para que elas não cresçam demais e tomem as estradas. Se assim ocorrer, tomarão a visão dos motoristas.

Os humanos civilizados devem espelhar-se nelas: revestirem-se e renovarem no tempo certo. Só assim é que poderão brilhar diante dos outros.

quarta-feira, 4 de março de 2009

NOSSO MUNDO VELHO

DE BOLSAS, BOLSOS E GREVES

Clima de demissão. É bolsa que sobe, é bolsa que cai. No serviço público, demissão nem pensar. Numa greve, o máximo que os patrões fazem é o corte dos salários. O que é lamentável. Considerando que a greve é constitucional e legal, não poderia haver isso.

A tempestade de idéias que escrevi aí em cima é para relembrarmos de como anda a economia mundial.

Agora, como nunca, vai haver uma boa queda de braços entre patrões e empregados.

E quando as coisas não se acertam, a greve vem.

O ruim do negócio é que em pleno mundo civilizado e da tecnologia de alta definição, ainda não inventamos uma fórmula de evitarmos a greve.

terça-feira, 3 de março de 2009

INTERNET

NEOLOGISMO

Internetear está entre uma das mais modernas ocupações e diversões da atualidade. A internet informa, aliena, ajuda, atrapalha, dá lucro, dá prejuízo.

Ela é tudo isso. Cabe a cada um saber tirar o melhor proveito.

FRASE

FRASE DE NÃO-CÉLEBRE

Nunca falta o que comprar.

segunda-feira, 2 de março de 2009

NÍVEL DE ENSINO

BAIXA APROVAÇÃO EM CONCURSOS FAZ SOBRAR VAGAS DE JUIZ NO PAÍS

Mariana Oliveira e Marta Cavallini
Do G1, em São Paulo

Uma das principais causas para a morosidade da Justiça é o fato de que muitas vagas para juiz são abertas no país, mas não são preenchidas porque os candidatos não conseguem passar nos concursos públicos.

A explicação para isso, na avaliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), é a baixa qualificação dos bacharéis em direito.

Comentário do blog: A formação dos estudantes é um problema presente em todos os níveis de ensino. Na base também ocorre isso. O mais difícil é a correção do problema, porque sempre é discutido sobre o culpado pelo problema. E infelizmente até agora não encontramos.

domingo, 1 de março de 2009

GREVE

PROFESSORES PLANEJAM ENTRAR EM GREVE

São Paulo - A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) ameaça organizar uma greve, nos meses de abril e maio, para que o novo piso nacional dos professores seja adotado em todos os Estados, uma vez que algumas unidades da federação, como Rondônia, Rio Grande do Sul, Tocantins e Goiás, não acataram o novo valor aprovado pelo Congresso Nacional e em vigor desde o dia 1º de janeiro. De acordo com o presidente da entidade, Roberto Franklin Leão, os professores de todo o País deveriam receber o mínimo de R$ 950.
(Da Tribuna do Norte de hoje)

TEXTOS DE DOMINGO

É DIVERTIDO!

Comecinho dos anos 90. Chego a Mossoró cedo, pego meu dinheiro no banco e vou dar uma voltinha nas lojas a fim de ver alguma novidade pra comprar.

Algumas lojas ainda estavam fechadas. Por isso fiquei andando de um canto pra outro.

Quando cheguei à praça do Pax, avistei umas vinte pessoas ou mais vendo um pequeno espetáculo.

Um senhor com mais de quarenta anos, alto e magro, protagonizava o show. Ele ficava na sombra de um prédio com um boneco feito de madeira, isopor e linha. Esta ficava tão invisível, que não dava pra gente notar.

O cara era muito habilidoso com as mãos e com as palavras. Com um gesto, ele chamava o boneco para um lado e para outro. O boneco era muito obediente. Só bastava estalar o dedo anular no polegar (assim como chamamos um cachorro) o bonequinho subia e descia, deitava e se levantava obedecendo ao comando do homem.

O senhor propagandista aproveitava e vendia umas pomadas.

A frase que não sai da minha memória é:

É DIVERTIDO! Vamos, minha gente! Comprem a pomada tal. É tantos cruzeiros.

Além da pomada, ele também vendia os bonecos.

Gente, não digam a ninguém, mas eu não aguentei e comprei um bonequinho pra mim, na intenção de também fazer meu show, pra não dizer, fazer meu amostramento na minha inesquecível Rua Francisco Agostinho, 127.

Já que a história tá ficando longa e chata, vou deixar o resto pra domingo. Domingo contarei como foi o meu showzinho na rua onde morava. Só assim aproveito e ganho outra postagem.