terça-feira, 30 de abril de 2019

SEIS

Seis milímetros na cidade a chuva de ontem pela noite.

segunda-feira, 29 de abril de 2019

POR TODO CANTO

Por todo canto caiu chuva há pouco no município de Upanema. Amanhã saberemos o balanço geral de tudo.

DECEPCIONADOS JAMAIS

Nunca deveríamos nos decepcionar com as pessoas.

Convivemos diariamente com pessoas que parece que nasceram só pra decepcionar os outros.

domingo, 28 de abril de 2019

QUEM SE LEMBRA?

Walk man

Quem se lembra do walk man? 

Numa tradução livre, homem que caminha

O walk man foi feito para as pessoas que queriam ouvir música enquanto andavam. Enquanto hoje a gente vê as pessoas andando e ao mesmo tempo ouvindo música no celular, antigamente era um walk man. Havia dentro dele uma fita cassete, que era movida por pilhas.


sábado, 27 de abril de 2019

QUE PALAVRA!

Bula: Na Igreja Católica, carta pontifícia de caráter especialmente solene. Impresso com informações que acompanha um medicamento. (Aurélio)



CRÔNICA

A(mar)

Nasci amando, nasci por amor, eu sou o amor. Por isso falo sempre sobre o amor. É repetitivo, eu sei. Mas não acha que tal sentimento deve ser comentado constantemente? 

Ame hoje, ame amanhã, ame depois de amanhã, ame muitas vezes todos os dias, ame infinitamente, mesmo que não seja para sempre.

Embarquei no seu mar, pois permitiu a minha entrada, me convenceu com palavras lindas que poderíamos viver momentos inesquecíveis. Apesar do medo de nadar e não ter coragem o suficiente para mergulhar, medo do perigo e da profundidade, a possibilidade de me enganar e não conseguir voltar ao raso, medo de não sentir de novo o gosto bom de poder respirar, eu embarquei no seu amor.

Eu mergulhei, não que eu queria, porém quisesse, e sim porque senti que você merecia, me proporcionou a liberdade de amar, então hoje estou disposta a conhecer esse amor, a encontrar novas sensações, me arriscar, descobrir e ser descoberta.

Quando em terra firme, queria muito poder voar, talvez eu até fosse um pássaro, mas não possuía asas. Observava o céu com o desejo de sentir a brisa fria do vento, e tudo que eu tinha era o chão gelado. As vezes era notório sua paixão por mim, a vontade de me ter totalmente ao seu lado, mas algo nos impedia, provavelmente ele me quisesse por lá, porém não pudesse me dar essa liberdade.

Quem sabe um dia eu possa voar e veja o mundo com você, tudo e muito além do que possamos imaginar.

Hoje eu amo, não o céu, mas sim o mar. E o medo? Onde está? Ele está aqui, vivo, não me incomoda muito, quem sabe aconteça de ele me sufocar aqui em baixo, e faça com que a saudade do ar prevaleça em mim, isso deve demorar, assim espero. O mar me conquistou, eu amo ele.

De alguma forma o medo me fez conhecer o amor, e o amor me deu coragem para suportar o medo. Tinha medo do mar. Meu medo era amar.

Se esse amor não for o meu infinito, vou voltar a respirar, estarei de volta em terra firme, e se o bonito céu estiver esperando o meu olhar, me deixe criar asas, me conceda a liberdade de te encontrar, para que eu possa amar infinitamente, de novo.

Camila  O.  Medeiros é aluna da 1ª série A, da Escola Estadual José Calazans Freire

sexta-feira, 26 de abril de 2019

APROVAÇÃO

O projeto de lei que garante o reajuste do Piso Salarial 2019 dos trabalhadores em educação da Rede Estadual foi aprovado pelos deputados estaduais nesta quinta-feira (25). 

A matéria foi lida, votada e aprovada pela Casa e com isso os trabalhadores passarão a receber o reajuste de 4,17%.

(Do blog do SINTE-RN)

quinta-feira, 25 de abril de 2019

PRA LÁ, PRA CÁ

Pra lá
Pra cá
Pra ali
Pra além.

Eu desse lado
Tu do outro
Ele do outro
Nós de lados diferentes
Deles.

É assim
Na vida social.
Não há nenhum mal
Ser assim.
O mal
Se houver
É não respeitar
A opinião alheia.



quarta-feira, 24 de abril de 2019

REAJUSTE

Projeto de Lei Complementar que reajusta os vencimentos básicos dos cargos públicos de provimento efetivo de professor e de especialista em Educação, de autoria do governo estadual, deverá ir à votação amanhã (quinta-feira 25), na Assembleia Legislativa.

O reajuste previsto será implantado para os professores ativos a partir deste mês de abril e o retroativo em três parcelas nos meses de abril, maio e junho.

(Do blog Carlos Santos de hoje)

A lei que permite que a Assembleia Legislativa do estado vote aquilo que já está  aprovado no plano federal, deveria ser modificada.

Da mesma forma ocorre com o reajuste do piso municipal  dos servidores da educação: a Câmara municipal sempre vota pela aprovação do reajuste. 




ANO DE ELEIÇÕES

Ainda neste ano teremos duas eleições:

Eleição em outubro para renovar o Conselho Tutelar e eleição no final do ano para diretores de escolas estaduais.

terça-feira, 23 de abril de 2019

AUTO AJUDA

O que precisamos reter na memória

Digamos que o nosso cérebro seja um recipiente que só caiba um volume x.

Para que enchê-lo de coisas de que não precisamos?

Imagine aí um médico que ocupa em grande parte do tempo em aprender jogos e culinária. Por que não se dedica a estudar mais sobre sua profissão, como as novidades na medicina?

O exemplo cabe para qualquer outra profissão.

A dica acima não é de minha autoria. Foi Sherlock Holmes quem me disse.

Conclui-se, então, que só devemos reter na memória aquilo que nos ajuda, seja profissionalmente ou pessoalmente.

CINCO

Cinco milímetros foi a chuva de domingo para segunda, 22.

segunda-feira, 22 de abril de 2019

QUATRO

A chuva do começo da noite de sábado foi de apenas quatro milímetros.

DICA PRA VOCÊ QUE VENDE

Você que vende algo, nunca diga:

"Quer comprar isso não?"

For example:

Quer comprar melancia não?
Quer comprar feijão não?

Não devemos subestimar o poder da palavra. Nunca!

Se estou propenso a não comprar um produto e alguém diz se eu não quero comprar, aproveito e respondo:

Não!

domingo, 21 de abril de 2019

VINTE E NOVE

Vinte  e nove milímetros foi o número da boa chuva de ontem à tarde na cidade.

PLEBISCITO

No dia 21 de abril de 1993, o Brasil escolheu o sistema de governo: entre presidencialismo, parlamentarismo e monarquia. A maioria dos brasileiros votaram pelo presidencialismo.

Não tenho certeza, mas acho que eu não segui a maioria. 

Hoje lembramos também  mortes de Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes e Tancredo Neves, presidente eleito pelo colégio eleitoral, mas não empossado.

sábado, 20 de abril de 2019

CHUVA BOA

Chuva boa cai na cidade nesta tarde.

Até para os desconfiados, esta chuva confirma um inverno pegado.

QUE PALAVRA!

Bucólica - O  mesmo que écloga: Poesia pastoril, em geral dialogada.(Aurélio)

POESIA

Incerteza

Machuca-me o teu silêncio
Sufoca-me a tua ausência
Não ter nenhuma notícia tua
É uma árdua penitência.

Será  que foi o destino
Que nos separou assim
Ou  será que foi escolha tua
Ficar bem distante de mim?

Júlia Costa

sexta-feira, 19 de abril de 2019

ÍNDIO

Índio quer

Índio quer estudar
Ser e estar
To be, enfim.

Índio que conheceu
A civilização
Quer entrar
E conhecer o povão.

Quer celular
Pra telefonar
Pra acessar
Pra viajar
Sem sair do lugar
E brincar
E comprar
E conhecer
Os continentes
Afinal
Índio é gente.

TEMPÃO

Um tempão de chuva prepara-se pra vir.

Aguardemos, pois.

O DOUTOR E A IRONIA

Doutor

O título de doutor é uma honra para quem acredita ser.

A palavra doutor tem pelo menos três significados no dicionário.

Um é aquele que tem a mais alta graduação e defendeu tese. Pode ser apenas quem tem qualquer graduação superior. Há ainda os que convencionalmente são chamados de doutor: médicos, engenheiros e advogados.

Ironia

Quando chamamos alguém de doutor quando estamos a menosprezando, isto chama-se ironia

P.S - Esse título já recebi algumas vezes.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

IMPRENSADO

Facultativo e imprensado

Hoje é um dos dias imprensados ou facultativos. Nem todo facultativo é imprensado. Mas hoje é.

QUATRO

O número de milímetros ontem pela tarde-noite.

CONSERVADOR

Quem é conservador passou a ser visto com maus olhos. É como se o conservador fosse uma pessoa má, fora de época ou qualquer outra coisa.

O conservador pode ser uma pessoa má se ela conserva os maus costumes, má vida. Aí, sim.

FUTEBOL

Futebol upanemense

Dois times upanemenses treinam para disputar a Copa Oeste, a partir do próximo mês.

quarta-feira, 17 de abril de 2019

AULA DADA, AULA ESTUDADA

Antigamente era assim

O pouco conteúdo que antigamente os alunos recebiam em sala de aula - pouco em relação ao volume de informação que eles devem receber, tendo em vista os livros que cada um possui - assimilavam proporcionalmente muito mais, pois aula dada na sala era estudada em casa com naturalidade.

A maneira como estudavam era de forma braçal. A aula era repetida através da ponta do lápis, numa revisão de conteúdos.

O que ocorre hoje? Há um número de informações muito alto, em todas as matérias, pois os livros são recheados de muito conteúdo. Porém pouco chega na mente dos alunos, pois estes não se apropriam dele.

Assim, não dá.

terça-feira, 16 de abril de 2019

EXÍLIO

Lamentações de um aluno

Sinto-me exilado
Nesse mundo estranho
Que nunca pedi pra vir
Por minha mãe mandado
Para que possa aprender
Noções de quase tudo
E no fim ganhar um canudo.

Luto pela liberdade
Não sei por que
Nem pra que
Só sei que me quero livre
Deste lugar fechado
Pelos mestres acossado
Pra que possa entender
Gramática, cálculo, ciências
Mas só quero a presença
Pra esmola receber.

FRASES DO CADERNO

"A convicção é filha fugacidade e da dúvida". (16/04/1993) Será?


segunda-feira, 15 de abril de 2019

DIA DA CONSERVAÇÃO DO SOLO

O dia 15 de abril, dedicado à Conservação do Solo

"O solo é fonte de vida e de riquezas: é o grande fornecedor de nossos alimentos; e sob ele, no chamado subsolo, encontram-se as riquezas minerais de que o país tanto necessita para o seu progresso. Nos primeiros tempos o Homem colhia o que a natureza dava espontaneamente (nossos índios, por exemplo, alimentavam-se de raízes, principalmente da mandioca); mas, com o correr dos tempos, aprendeu a cultivar o solo, a torná-lo mais produtivo; e aprendeu a perfurá-lo, para dele tirar os produtos, de que um dos mais importantes é o petróleo. A cultura da terra deu nascimento à ciência da Agricultura, através da qual o Homem aprende não só a cultivar a terra, mas, principalmente, a preservá-la; a ignorância tem levado muitos a destruir a fertilidade do solo, através da exploração exagerada e de queimadas verdadeiramente criminosas. O dia 15 de abril, dedicado à Conservação do Solo, existe para que recordemos tudo isso e façamos crescer em nossos corações o respeito que temos de manter para com a mãe-terra, fonte perene de nossa subsistência."

(Do livro "Moderna enciclopédia brasileira, página 17, prof. Ubiratan Rosa)

Palavras óbvias, mas simples e eloquentes.

Do solo, muitas pessoas num passado não tão longe assim, conseguiam tirar da terra o sustento e até comprar móveis e imóveis.

Como símbolo do que falei no parágrafo anterior, dou o testemunho do velho pai que comprou uma casa na cidade com o trabalho de uma boa safra de feijão, milho e algodão.

Por que naquele tempo isso era possível e agora não? Não serão as políticas do não faça nada, do é proibido isso, aquilo e aquilo outro? 

Hein?

ESTUDANDO

Como sou estudante, estou recuperando alguns estudos que não fiz quando adolescente e já adulto. Como exemplo, as ideias do grande Paulo Freire, nosso patrono da educação.

Descobri pelos estudos que a nossa educação tem a cara do nosso patrono.

CONTO

No dia da preparação para a guerra, Pitter queria muito ver a sua amada. Por conta da guerra, ele mau podia vê-la.

Chegado dia da sua partida pra outra cidade, ele foi à sua procura pra se declarar. Mas quando chegou no centro da cidade, , olhou de um lado para outro sem sucesso, ma assim continuou a procurar, pois não desistiria.

De repente, na sua caminhada avistou uma linda moça sentada em um banco no meio da praça. Não acreditando no que estava vendo, caminhou em direção a ela. Era um dia de muito movimento onde estava havendo uma festa de despedida para os homens que iam à guerra. Aproximou-se dela e falou: oi, Lara.

Lara respondeu: oi, Pitter.

Cheguei perto pra beijá-la, mas Lara afastou-se estranhamente.

Pitter falou: me desculpe essa minha atitude. Tudo bem, responde Lara. O que você queria falar?responde Pitter muito nervoso: eu te amo!

Lara ficou espantada com sua atitude, mas gostou muito.
Pitter não falou mais nada. Puxou e beijou na frente de todos que ali estavam.

Yohanna Nayla Silva Costa (1ª série, Profissionalizante, vespertino, Escola Estadual José Calazans Freire)

O QUE DIZ O MEU CADERNO DE ANOTAÇÕES

Antes da internet

Antes da internet chegar em Upanema, costumava eu anotar fatos relevantes e até irrelevantes da cidade, estado, país e até do mundo. 

Nas anotações também cabiam opiniões sobre tudo. Relendo algumas delas, vi que mudei muito de uns anos para cá. Mas sobre opiniões ficará para outra postagem.

Sangria da Barragem de Umari

"A barragem do Umari sangrou do dia 14 para o 15. O rio chegou a encher e hoje ainda corre". (Postagem do dia 23 de abril de 2000).

Portanto, a sangria da nossa barragem - cuido que a primeira - foi no dia 14 de abril do ano 2000.  

Recentemente havia umas pessoas comentando sobre a primeira sangria da nossa barragem.

Está aí a data. Acho que dá pra confiar nas minhas anotações.

CENÁRIO DO RIO DE UPANEMA

As águas perenes do rio mudaram a forma do rio, desde o leito seminu a totalmente coberto como está agora no período chuvoso.

Ele oferece um panorama bonito, com as águas passando por cima da Passagem Molhada e permitindo ao pedestre sua passagem sem dificuldade.

Canoa ociosa

Há uma canoa ociosa no leito do rio à espera de grandes enchentes. Ela nos faz recordar um passado, não muito longínquo. Basta retrocedermos o ano  de dois mil e nove e lembraremos que havia canoas a transportar passageiros que iam e vinham.

Afogamentos

Dois mil e nove também marca alguns afogamentos naquele rio. Um fatal e outros vexatórios.

domingo, 14 de abril de 2019

O QUE ANOTEI NUM DOS MEUS CADERNOS DE ANOTAÇÕES

Amanhã aqui neste blog matarei para quem a tem, a curiosidade sobre o dia em que a nossa barragem sangrou pela primeira vez.

Encontrei, por acaso, depois de escrafuchar algumas datas antigas. 

QUEM SE LEMBRA?

Campinadeira

Quem se lembra das campinadeiras nos serviços agrícolas, principalmente nos nossos feijões, milho e algodão?

Nos velhos tempos, a campinadeira era um instrumento que todo médio agricultor possuía em seus cercado.

A capinação com aquela máquina agrícola ainda é uma forma eficaz de tirar os capins do cercado.

Observação

Na nossa linguagem popular, apareceu o eme antes do p. Ortograficamente deve ser grafado capinadeira. 

25

Vinte e cinco milímetros

Número da precipitação de ontem, entre a tarde e a noite, na cidade de Upanema.

RELAÇÃO ÍNTIMA

Música e vida - Uma suspeita

O baixo índice de aprendizagem dos nossos meninos e meninas de hoje, somado a outras mazelas atreladas à escola, pode estar relacionado ao tipo de música que eles curtem e compartilham durante o dia, noite e madrugada.

As ditas músicas de hoje, além de carregar um número assombroso de erros gramaticais e particularmente na ortografia, carregam uma forte negatividade: exploração do amor de forma equivocada, apologia a uma vida desregrada, cheia de traições, "ninguém é de ninguém", "você vai me pagar", etc.

Como pode um povo desse dar-se bem nos estudos? 

Hein?

CONTO

Um homem chamado Pedro era constantemente humilhado e desprezado por todos por ser pobre. Ele era maltrapilho, usava roupas rasgadas e andava descalço. Carregava com ele algumas sementes de abóboras, que ele dizia ser o bem mais precioso que tinha.

Em algumas de suas andanças que costumava fazer, ele se deparou com um lote de terra abandonado, que estava coberto por mato e com muito lixo.

Todos diziam que aquela terra não servia para nada. Mas Pedro pensou com ele mesmo: "Eu não tenho mais nada a perder nessa vida, vou me dedicar, cuidar e plantar o meu bem mais precioso aqui. E eu sei que todo o meu esforço vai valer a pena."

Assim ele pensou, e ele fez. Desse dia em diante, ele passou a ir lá todos os dias, cuidando da terra, limpando o mato e todo o lixo que tinha lá. Quando tudo estava limpo e a terra pronta para ser plantada, Pedro pegou na mão as suas sementes e antes de plantá-las, ele falou em voz  alta: "Que Deus abençoe minhas sementes e delas nasçam folhas, flores e frutos". E então ele as plantou.

Alguns meses se passaram, mas nenhum dia se passou sem que Pedro estivesse lá a cuidar da sua plantação.

Pedro já estava um tanto desanimado, pois não via seu esforço dar resultado, mas mesmo assim ele continuou. Até que um dia ele viu uma pequena abóbora. Alguns depois todo aquele lote de terra que era um lugar abandonado e sem vida, agora estava coberto de numerosas e grandes abóboras.

Quando chegou o dia da colheita, Pedro pegou as abóboras e levou para um vilarejo onde vendeu todos, , não sobrando nenhuma para contar história. No final do dia Pedro agradeceu a Deus por ter recompensado o seu trabalho e como forma de agradecimento, deixou uma parte do lucro que tinha ganhado em uma igreja e a outra parte ele comprou mais sementes e uma cabeça de gado e começou tudo outra vez.

Assim muitas colheitas se passaram e Pedro investindo o dinheiro que ganhava, mas não se esquecia de deixar uma parte para Deus e para ajudar a quem precisava, pois ele sabia como era difícil precisar de ajuda e ninguém estende a mão para ajudá-lo só apontavam-lhe o dedo e lhe criticavam.

De homem mais pobre, Pedro passou a ser um dos mais ricos.

Krisley Gabriele Lopes  (2ª série B, vespertino, Escola Estadual José Calazans Freire)

sábado, 13 de abril de 2019

QUE PALAVRA!

Alcunha - A alcunha substitui o nome próprio, geralmente com características físicas ou psicológicas, o que torna  uma palavra depreciativa.

POESIA


(Des)esperança

Esperei você por inúmeros dias
Após crepúsculos vi surgir auroras
Por vezes, madruguei na esperança
De ouvi-lo bater na minha porta.

Esperei você por muitas semanas
Fiz alguns planos, criei expectativas
No entanto você aqui não chegou
Frustraram-se minhas perspectivas.

Esperei você por  vários meses
num tempo que passou lentamente
Eram centenas e centenas de horas
Que sem piedade dividiam a gente.

Esperei você por diversos anos
Revivi todas quatros estações
Desvaneceu em mim a esperança
Alicerçada na dúvida e ilusões.

Esperei você por quase uma vida
Uma lição guardarei na lembrança
Que não se luta numa guerra perdida
E quem espera nem sempre alcança.

Júlia Costa

sexta-feira, 12 de abril de 2019

MAIS UMA SEMANA

Mais uma semana que finda. Partiremos para a semana histórica, a santa ou do vinho.

AINDA

Ainda estamos sem telefone móvel.

AGORA É QUARENTA

De rombo!

A chuva de ontem pela tarde aqui na urbe rendeu quarenta milímetros.

quinta-feira, 11 de abril de 2019

WITHOUT

Sem

Desde as primeiras horas do dia de hoje a telefonia móvel Tim está sem serviço.

Apesar das redes sociais, a telefonia móvel ainda faz uma grande falta à população.

Coisas da vida!

ESCURO

Está escuro.

AUSÊNCIA

As chuvas ausentaram-se nesses dias.

CONSELHO

Quem é coxo

Quem é coxo parte cedo. E com os pré-candidatos ao conselho tutelar isso está se tornando realidade.

Já podemos observar os pré pedindo, à meia boa, apoio para a eleição que será realizada em outubro próximo. Ontem mesmo um cabo eleitoral de um possível candidato em outubro me abordou pedindo o apoio. 

Claro que ninguém ainda é candidato porque a inscrição de chapas ainda está longe de ocorrer. Entretanto, eles entendem que preparar os possíveis eleitores para quando chegar o tempo não é nada mal. 

quarta-feira, 10 de abril de 2019

DEPUTADOS E ALUNOS

Quem assiste às sessões da câmara federal pode ver o comportamento de grande parte dos deputados no momento das falas.

Há uma parte deles que perturbam os outros na hora em que os interlocutores estão com a palavra.  Fazem até a gente lembrar dos nossos alunos indisciplinados nas salas de aula.

Que coisa, hein?

REVISÃO

Revisão dos livros didáticos

Os livros didáticos necessitam de revisão. Precisamos de autores diversificados, e não somente de um lado. A história do país não pode ser contada somente por um lado.

Crescemos conhecendo somente uma versão da nossa história. Que venham novas versões da nossa história!


terça-feira, 9 de abril de 2019

SEM REGISTRO

A precipitação pluviométrica de ontem não registrou nada de tão leve.

INVERNO

Ninguém entende plenamente de inverno.

Se chove muito, gente reclama. Se para, há gente que reclama também.

Uma hora há quem diga que o inverno está pegado e bem pegado. Outros duvidam disso. Basta passar um ou dois dias sem chover.

Uns dizem que quem manda o inverno é Deus. Outros, que é São Pedro, São José. Outros que é a própria natureza que se encarrega disso.

Enquanto isso, nem todos estão felizes, pois depende de quem gosta se chove ou não. 

segunda-feira, 8 de abril de 2019

MINISTÉRIO DA ESCOLA

Acredito que as coisas para o lado da educação melhoraria caso o foco do ministério fosse direcionado para o ensino e não para a educação. 

Educação é termo mais amplo. Escola e ensino são mais restritos.

Volto ao assunto.

ENSAIO

Pequena chuva cai em solo upanemense agora à tarde.

DENGUE

A dengue é um assunto que volta a ser comentado. Não podemos nos descuidar das providências básicas para evitar o inimigo comum.

domingo, 7 de abril de 2019

QUEM SE LEMBRA?

Capa de cangaia

Naturalmente, uma capa que cobre uma cangalha de animal.

Há porém, uma expressão que envolve a capa: Comer capa de cangaia é comer tudo que se põe à mesa.

Nos velhos tempos não se rejeitava nada que se oferecia em matéria de comida. As pessoas trabalhavam muito. Por isso, precisavam de comida e mais comida para saciar a fome. Também não havia tanta política pública ou nenhuma. As pessoas necessitavam do trabalho para sobreviver.

CRÔNICA

Queria achar uma introdução bacana para começar esse texto que nem os que coloco em outros que escrevo, porém não consigo.

Queria encontrar também uma forma simples de descrever o que eu sinto neste momento que escrevo, mas enfim, vamos ao texto.

A sensação de ter borboletas no estômago foi substituída pelo vazio que você me deixou.

Se esse meu sorriso não fosse tão lindo.

Se esses olhos cor de mel não fossem tão curiosos ao ponto de me fazer olhar para entender todos os detalhes.

Se esses beijos não fossem tão bons ao ponto de me ter lamentado por voltar para casa.

Se cada vez que eu pensasse em você não me fizesse sorrir por lembrar de todos os abraços, beijos e carinhos.

Eu disse bem, "se".

Se todos esses argumentos que falei acima não fossem uma verdade absoluta, talvez eu não estivesse nesta posição. Posição essa que dói, maltrata e me consome.

O ponto onde quero chegar é que eu não faço ideia do quanto é por que as pessoas complicam tanto o amor. É simples, mas não existe nenhuma definição certa para ele.

Voltando ao se, se nós tivéssemos complicado menos, talvez não tivesse chegado ao fim agora. 

É que moreno, essa tua falta me assusta, é como se estivesse em ansiedade constante e procurasse mil e uma atitudes, falas e situações que eu poderia ter mudado e seguido outra linha do tempo.

Espero que algum dia, se resolver voltar para casa, se permita me encontrar. Talvez eu não seja mais essa menina que te escreve, mas vou sempre te guardar carinho.

A.G.


sábado, 6 de abril de 2019

QUE PALAVRA!

Bucho - Estômago dos mamíferos e dos peixes. Pop. O estômago do homem. Brasileirismo  popular: barriga. (Aurélio)

Existe também buxo, um arbusto.

POESIA

Demasiado amor

Meu amor é intenso demais
Para te ver numa noite apenas
Quero-te em todos meus dias
A saudade de ti é o meu dilema.

Meu desejo é profundo demais
Para desfrutá-lo num momento
Quero-te na minha vida inteira
Exultarmos de contentamento.

Minha paixão é tórrida demais
Para não incendiar-te por dentro
Quero-te ao meu lado sempre
Do teu vulcão ser o epicentro.

Júlia Costa

ONZE

Onze de novo

Ontem pela tarde teve precipitação pluviométrica de onze milímetros. O inverno segue de vento em popa.

sexta-feira, 5 de abril de 2019

COBRAS

Cobras!

Vi, só nesta semana, duas cobras. Uma, bem pequena, mas perigosa, segundo os entendidos no assunto. 

A outra, bem grandona. Penso, cá daqui, que não há cobra que não seja perigosa. Todas me metem bastante medo.

Todas as duas foram assassinadas a pauladas. 

Há tempo pra tudo inclusive para aparecimento de cobras.

quinta-feira, 4 de abril de 2019

AGORA É ONZE

Precipitação

Agora pela tarde a cidade foi banhada por onze milímetros.

INSPIRAÇÃO

São poucas as pessoas em quem possamos ou devamos nos inspirar nos dias de hoje.

Inspiração aqui é modelo. Em quem devemos nos modelar para sermos bons na vida em todos os quadrantes profissionais? 

Em quem podemos nos inspirar para sermos um bom escritor?

E um bom cantor? Se hoje temos mais gritadores e puc, puc que cantores que cantam?

Em quem podemos nos espelhar se há mais políticos mercenários que comprometidos com as causas do povo?


CHUVA

Chuva fina e rápida na cidade há pouco em Upanema.

AÇUDES SANGRAM

Este ano é inverno de muitos açudes sangrando.

Entre nós é a barragem de Umari que merece nossa atenção.

quarta-feira, 3 de abril de 2019

CHUVA DE HOJE

A chuva entre a tarde e começo da noite de hoje em Upanema, zona urbana, rendeu 76 mm.

HAJA CHUVA!

Confirma-se a previsão para a tarde e noite de hoje: muita chuva.

QUEM DIRIA!

O tempo passa sem que percebamos

Parece que foi ontem a virada de 2018 para 2019.

Como está no imaginário popular não é o que ocorre de verdade. O tempo não está nem mais ligeiro nem mais devagar que outrora. Pode ser que não estejamos passando por muita dificuldades ou delas não estejamos dando a devida atenção.

Não está tão distante pra mim o concurso "A mais bela voz" promovida pela Rádio Rural de Mossoró, Caicó e Natal. Concurso criado nos anos 60, ainda sobrevive precariamente.

Pois bem. Ainda me lembro quando Clécio Azevedo trouxe o "Troféu Sabiá", prêmio que a cidade ganhava provisoriamente quando um conterrâneo ficava em primeiro lugar. 

Ano: 1979. 

Parece ontem.

terça-feira, 2 de abril de 2019

POESIA

Fácil

Tudo seria mais fácil
Se a vida fácil levássemos
Se não quiséssemos descer
Quando subir pensássemos.

segunda-feira, 1 de abril de 2019