segunda-feira, 21 de outubro de 2013

PROCESSO SUCESSÓRIO

Encerra-se hoje o prazo de inscrição de chapas para o processo sucessório de gestão nas escolas estaduais do RN.

A partir de amanhã, 22, serão analisadas as chapas para a homologação.

domingo, 20 de outubro de 2013

ATENÇÃO ALUNOS, PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS EM GERAL DO CALAZANS FREIRE

A direção da Escola Estadual José Calazans Freire avisa que as aulas naquele estabelecimento só retornarão na próxima terça, 22.


QUEM SE LEMBRA?

COM QUE SE ESCREVIAM OS MAIS ANTIGOS?

Do meu tempo de menino pra cá, muita coisa já mudou no item escrita e com que se escreve.

Quando criança, meu instrumento de trabalho era um lápis carvão. Depois vieram outros nomes. Somente comecei a escrever com caneta anos mais tarde, quando já estava no ginásio. Escrever de caneta era orgulho de todos os homens, pois era sinal de que estávamos crescidos. 

Naquele tempo as recomendações para se fazer uma redação eram praticamente as mesmas de hoje. O formato geral não mudou. Não advogo que as mesmas práticas devam ser executadas hoje. Entretanto, quanto a escrita, sim, se considerarmos que não mudaram as regras desde aquele tempo, a começar pela redação que deve ser feita a mão e de caneta.

Sobre o com que escreviam os mais antigos do que eu, não há segredo. Quando pergunto, eles dizem que usavam o lápis comum. Eles nem precisavam de usar canetas porque se existia para a venda, não necessitavam porque não iam fazer exames que exigisse tal coisa.

A modernidade que vive dependurada nos computadores resiste ao uso da escrita com caneta. Acho que eles devem esperar mais um pouco para ver se as redações passem a ser escritas através das teclas e não com a caneta.

sábado, 19 de outubro de 2013

APROXIMA-SE A ELEIÇÃO

Aproxima-se a eleição para renovar as gestões das escolas estaduais.

Está marcado para o dia 29 de novembro o pleito. 

Em Upanema, duas escolas vão ter novos diretores. 

CENTENÁRIO DE VINÍCIUS

Hoje é dia de recordarmos da boa música, pois é dia do centenário de Vinícius de Moraes.

Apesar de vivermos em tempos da realtividade em alta, afirmamos que ainda existe a boa e a péssima música. A de Vinícius era exemplo disso. A produção desse gênero está em declínio. O que mais ouvimos são pessoas gritando e até pensando (?) que cantam e ouvintes pensando (?) que ouvem música.

"Vou te contar, os olhos já não podem ver..."

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

ESTÁ CHEGANDO O ENEM 2013

Na próxima semana teremos o ENEM 2013.

Vou sentir na pele o que significa uma prova dessa natureza. Dizem que é difícil. Eu sei disso, mas quero sentir isso na pele.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

PROBLEMS

As aulas da Escola Estadual José Calazans Freire estão comprometidas, pelo menos hoje e amanhã. 

Tudo começou ontem pela tarde quando um fio de alta tensão se apartou e prejudicou o andamento das aulas.

Hoje bem cedo, o problema ainda perdirou, visto que a instalação da escola ficou comprometida.

Espera-se que a solução venha logo!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

SERÁ DIA VINTE

Será no próximo domingo, 20, mais um horário brasileiro de verão.

Como os demais anos, a intenção é fazer com que o governo economize energia.

A medida revoluciona a vida de todo mundo. Para as pessoas do Sul e Sudeste o horário modifica diretamente os hábitos.

Para nós do Nordeste, somente o horário da TV é que ficará mais cedo. Que gom, digo eu! Que estresse, dirão outras pessoas! 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

NOVO HORÁRIO

O horário brasileiro de verão vem aí mais uma vez para mexer com a gente. 

Que venha e mexa com a gente, pois a rotina está demais. Nada melhor do que uma mudadinha no nosso horário, pelo menos televisivo para dar mais sabor à nossa vida.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

PREFEITURA INSTALA SINALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL

Andar pelas ruas e avenidas, bem como encontrar pontos turísticos e principais prédios públicos se tornou mais fácil em Upanema. A prefeitura aplicou sinalização horizontal em várias vias, bem como instalou sinalização vertical para ajudar na localização de diversos pontos da cidade.

Nas vias, a sinalização está controlando o tráfego e reduzindo o risco de acidentes, inclusive envolvendo pedestres. Isso está sendo possível graças à aplicação de faixas e de redutores de velocidade. O serviço contemplou as principais vias e também locais de grande movimento, como escolas e a unidade mista de saúde.

A sinalização vertical tem ajudado à população local e, especialmente, os visitantes a encontrarem diversos locais, como o Beira Rio (local bastante visitado por turistas), o estádio Freirão, a sede da prefeitura e da promotoria e, até, a barragem de Umari.

O agricultor Luiz da Silva elogiou o trabalho realizado pela prefeitura. “A sinalização do pavimento asfáltico está nos dando mais segurança, principalmente em frente às escolas. Além disso, os nossos visitantes agora estão tento uma orientação para encontrar diversos lugares em nossa cidade”, argumentou.

O prefeito Luiz Jairo destacou que a sinalização tem o objetivo de melhorar o trânsito, reduzindo, consequentemente, os acidentes, e facilitar a localização de locais comumente procurados. “Sentimos a necessidade fazermos esse tipo de intervenção, que melhora o dia a dia da população”, ressaltou.

Prefeitura Municipal de Upanema

Assessoria de Imprensa  


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

LIMPEZA

Todas as notícias referentes à limpeza da cidade são bem-vindas, principalmente no item entulho de árvores e outros bagulhos afins.

Há muito tempo que o poder público tenta colocar nos eixos o problema dos entulhos. Toamara que desta vez os entulhos desencalhem.

domingo, 6 de outubro de 2013

QUEM SE LEMBRA?

CARTILHA

Para os mais novos, a palavra cartilha soa estranho. Imaginem eu, já próximo dos cinquenta, não cheguei a estudar com cartilha! E o que era uma cartilha? Era um livro que a professora seguia, ipsis literis, sem tirar nem botar. 

Toda aula tinha uma lição, que era aplicada pela professora e estudada com muita dedicação. Havia também lições para casa. Quem perdia a que foi executada na sala, ficava perdido ou quase.

Se alguém perdia a lição, ficava para trás, mas tinha a chance de copiá-la e recuperar o conteúdo.

A aprendizagem na cartilha era possível devido a repetição das palavras, textos reescrita dos mesmos. Em casa, a mãe, principalmente a mãe perguntava ao filho como tinha sido a lição. O menino respondia o que tinha visto lá, e mostrava o que escrevera. De sorte que não tinha escapatória, pois se não tinha visto nada, logo não saberia dizer nada.


(Texto publicado no JORNAL DE UPANEMA, edição 91)


sábado, 5 de outubro de 2013

PALESTRANTE DA USP

Foi numa dessas capacitações para o Ensino Médio que participamos, vez pr outra. De Upanema, pelo que me lembro, só tinha eu e mais um colega. Isso já faz quase dez anos, por issso minha memória me trai, e não permite que eu situe o tempo.

Pois bem. No primeiro dia, foi a entrega do material e as apresentações de praxe. Tinha expositores de Mossoró e de Natal. Depois da entrega do material, cada um se apresentou e expôs o assunto que ia discorrer ao longo dos dois dias.

O que mais me chamou a atenção foi um que se apresentou com as seguintes palavras: Sou fulano de tal, professor ou professora. Tenho experiência em tal área, bá, bá, bá, bá, bá, bá. Hoje TRABALHO NA USP.

Quando ouvi o nome USP, pensei: hoje estou realizado. Nunca assisti a uma palestra com alguém da USP. E ainda esnobei: quando chegar na escola, vou fazer inveja aos colegas e dizer que eles perderam um palestrante da Universidade de São Paulo.


E assim, os dois dias se passavam e eu com os ouvidos e olhos atentos na conversa do palestrante da USP. Vi que o assunto não me agradava muito, pois era um assunto pesado. Qual não foi minha decepção quando folheei o material e vi que USP não significava Universidade de São Paulo, mas Unidade Setorial de Planejamento.

(Publicado no JORNAL DE UPANEMA, edição 91)

TER AS COISAS

Ter as coisas por aqui é nada mais do que querer dizer que a pessoa é abastada, rica, com condições financeiras acima da média dos outros.

É o contrário de pobre.

Em tempos mais difíceis do que agora, tinha as coisas quem tinha algo que os outros não tinham. É notório o fato de que as televisões nos anos 70 estavam na casa de quem tinha as coisas. Quem tinnha uma TV em casa certamente comia mais carne do que quem não tinha. Essa mesma pessoa provavelmente tinha um carro em casa e uma terrinha com alguma cabeças de gado. Essa mesma família frequentava lugares que as outras não podiam ir.

Hoje o ter as coisas não perdeu o sentido. O que mudou foi somente na evolução dos bens.


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

HÁ NOVE ANOS II

Há nove anos eram eleitos os seguintes candidatos que disputaram o cargo de vereador:

Francisco Cazuza de Macedo Aquino, Hermes Freire, Valério Augusto Tavares de Mendonça, Josiel de Oliveira Gondim, Maria José Bezerra, Otávio Augusto Bezerra Barbalho, Raimundo Carlos de Medeiros, Aguinaldo Eloi de Carvalho e Adelcina Medeiros Barbosa.

HÁ NOVE ANOS

Há exatamente nove anos, num domingo, Upanema escolhia o chefe do executivo e mais nove vereadores.

Era a reeleição de Jorge Luiz e Antônio Targino, como prefeito e vice respectivamente.


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

PALAVRA DO UPANEMÊS

Abilolado - O mesmo que abestalhado. Diz-se que alguém está abestalhado quando está-se admirado de alguma coisa ou acontecimento.

Abestalhado é quem está apaixonado por alguém a ponto de praticar coisas que um não-abestalhado não pratica.

EM 2 DE OUTUBRO

Em 2 de outubro de 2003, o prefeito anunciava a construção, sabem de quê?

Anunciava a construção de um abatedouro público.


terça-feira, 1 de outubro de 2013

POSSE DOS ELEITOS

Os diretores das escolas municipais eleitos, todos em chapa única, foram empossados ontem à noite, numa solenidade na Câmara Municipal. 

A presença do prefeito e demais auxiliares do executivo e as presenças da secretára de Educação, vereadores e secretários, direção do SINSERPUP, marcou a oficialização nos cargos de direitor e demais funções nas respectivas chapas.