sábado, 31 de agosto de 2013

CHUVA DE ONTEM

A precipitação pluviométrica de ontem foi de 3,4mm.

Informação de Yamashiro de Geraldo Messias.

VITAMINA D

A vitamina D, como todas as vitaminas, é indispensável para o ser humano.

A frase acima é um belo clichê. Mas o que vou relatar, deve ser novidade até para os mais bem informados.
Uma pesquisa (deu no Bom dia Brasil de hoje) revelou que quatro em cada cinco meninas de Curitiba têm falta de vitamina D.

A notícia nos faz refletir da seguinte maneira: por que essas crianças não têm aquela vitamina se ela é tão fácil de obtê-la?

Será que o sol lá está escondido ou as crianças estão se escondendo do sol?


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

BOLETIM DA PREFEITURA DE UPANEMA

Prefeitura vai construir academia do idoso e melhorar estradas do Palheiros 3

A Prefeitura de Upanema não para de anunciar benefícios para o projeto de assentamento Palheiros 3. Depois da construção de uma escola e de um novo campo de futebol, Palheiros 3 agora vai receber uma academia do idoso. Será a primeira unidade construída na zona rural de Upanema.

Na manhã dessa sexta-feira, 30, o prefeito Luiz Jairo, acompanhado do secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Cândido, esteve na localidade reunido com a presidente da associação de moradores, Maria Lucinele, para agilizar os tramites legais para liberação do terreno para construção da academia.

A associação vai solicitar ao Idema a liberação do terreno, localizado ao lado do posto de saúde do Palheiros 3. “O local já está definido e, em breve, os moradores de Palheiros receberão mais esse benefício de grande importância para a saúde dos idosos”, ressaltou Luiz Jairo.

O prefeito anunciou ainda a recuperação da estrada de acesso a Palheiros 3 pela RN 405. Antônio Cândido informou que um trecho de 12 km será recuperado. “Essa ação vai melhorar e facilitar o acesso a Palheiros e a zona urbana”, destacou Luiz Jairo.

Prefeitura instala linha telefônica na escola Maria Gorete

A Prefeitura de Upanema instalou uma linha telefônica na escola municipal Maria Gorete, a maior da rede municipal de ensino. A falta de acesso a telefonia prejudicava o andamento da escola, que tinha a comunicação externa limitada.

A linha telefônica foi um pedido da secretária da Educação, Leonilde Sobral, ao prefeito Luiz Jairo, que, prontamente, autorizou a instalação. “A linha foi pedida na gestão anterior, mas nunca foi instalada. Agora, o prefeito Luiz Jairo se sensibilizou e demonstrou, mais uma vez, que está disposto a fazer todo tipo de investimento para melhorar a educação em nosso município”, destacou Leonilde.

Ginásio – outro benefício para a escola Maria Gorete é o ginásio de esportes Ademilde Bezerra, que está em fase final de conclusão e será entregue aos estudantes, com a realização de torneio intercolegial, no próximo dia 11 de setembro. Agora, professores e estudantes terão um local adequado para a prática de atividades esportivas.

Secretaria da Educação realiza eleições para escolha de novos diretores

A Secretaria da Educação realizou nessa sexta-feira, 30, eleições para a escolha dos novos diretores e vice-diretores de quatro escolas da rede municipal de ensino.

A comunidade escolar, incluindo servidores, alunos e pais de alunos, foi às urnas para escolher os novos dirigentes das escolas com mais de 100 alunos nas zonas urbana e rural, que inclui as unidades do Maria Gorete, Manoel Vicente, 13 de Maio (Palheiros 3) e Rita Dantas Vera (São Manoel).

A Secretaria da Educação tem prazo de 30 dias para empossar os eleitos, que têm mandato de dois anos, podendo ser renovado por mais dois.

A secretária da Educação, Leonilde Sobral, destacou que a realização das eleições democráticas é importante porque conta com a participação de todos os segmentos envolvidos com a educação, que são responsáveis pela escolha dos novos dirigentes, mas também em contribuir para uma educação melhor. “A prefeitura deu todo apoio necessário para que as eleições fossem legítimas, democráticas e imparciais”, observou a secretária.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

CHUVA

Chuva cai pela tarde em Upanema.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

REDAÇÃO QUE FICOU ENTRE AS 4 MELHORES DO SIMULADO DIOCESANO

Juventude em ação

Por Dário Filho*

Muitos dizem que a juventude brasileira está acomodada, que não tem muito o que fazer a não ser assistir televisão, que não conhece e não luta por seus direitos, que são jovens completamente diferentes daqueles que deporam presidentes e lutaram pelo que queriam. Mas estamos mostrando que não é bem assim.

Pelas manifestações nas ruas, podemos ver que os jovens não estão inertes na sociedade. Estão provando que, em sua maioria são informados e conscientes de sua situação e da situação de seu país, e provando que a juventude não é apenas uma fase de pura rebeldia e experimentação. Porém, a falta de rigor nas escolas e nas famílias também vem mostrando suas consequências. 

É muito comum ver jovens de diferentes idades indo às ruas apenas para destruir o patrimônio público e causar tumultos em meio as pacíficas manifestações daqueles que desejam ver seu país prosperar. Infelizmente, essas atitudes da minoria estão dando argumentos para quem diz que a juventude é uma fase de rebeldia e que ela não deve ter voz na sociedade. Porém, sabemos que isso não é verdade, quando vemos manifestantes tentando impedir os baderneiros que insistem em manchar os bonitos protestos da grande maioria que está lá para exigir seus direitos.

Contudo, apesar de estarmos provando que a juventude já é uma fase de maturidade, sempre vai haver aqueles que dizem ser uma fase de rebeldia, como também, haverá aquela minoria de jovens que colocam argumentos na boca desses críticos.

*Dário Filho é filho do diretor da E. E. Prof. Alfredo Simonetti, prof. Dário Alessandro

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

O QUE FAREMOS DAS REGRAS?

As regras, normas, como queiramos, são coisas da nossa vida que estão entranhadas ou intrinsecamente intrinsecadas, grudadas em nós.

Se elas são chatas, que sejam, mas não podemos viver sem elas. Costumamos reclamar por causas das normas que exigem que façamos isso ou aquilo. Mas elas são indispensáveis até.

Ilustro o assunto acima com as filas e o trânsito. Sem elas, as normas, elas, as filas e o trânsito não sobreviveriam. Imagine as pessoas quererem andar numa via só, pra lá e pra cá.

E num banco, as pessoas quererem ser atendidas tudo de uma vez!

E o pior é que é isso mesmo o que muita gente anda fazendo ou tentando fazer. Cômico, não?
  

terça-feira, 27 de agosto de 2013

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Está disponível para estudantes de níveo médio, superior e até para pós-doutor a inscrição para disputar prêmios na área científica.

É o XXVII Prêmio Jovem Cientista.

As inscrições vão até o próximo dia 30, sexta-feira. 

Endereço:

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

ESSA TECNOLOGIA

Nos começos da nossa relação com a tenologia damos mais cabeçadas do que agora, claro, devido a falta de experiência.

Ela nos deixa de cuca ardendo quando vamos lidar com ela e não conseguimos executar uma tarefa.

O pior é que essa senhora muda demais de personalidade, ou melhor, ela muda de roupa e visual a cada dia. Adquirimos uma hoje já não estamos atualizados amanhã.

Essa tecnologia!

domingo, 25 de agosto de 2013

QUEM SE LEMBRA?

Quem se lembra das cigarreiras? 

Cigarreira era um estabelecimento comercial que vendia de cigarro a confeito. Quando apareciam as figurinhas de times de futebol, as cigarreiras vendiam à beça.

Havia  uma cigarreira dessas na calçada do mercado de Upanema nos idos dos anos 80. Era de propriedade de um rapaz, que não era filho da cidade.

As cigarreiras hoje ainda existem, só com um nome diferente: trailler.

sábado, 24 de agosto de 2013

IDADE

A idade não é desculpa para não se querer aprender. Vejo pessoas com mais setenta anos que ainda frequenta a escola, pois na faixa etária escolar não teve oportunidade.

Hoje eles se sentem realizados ao se sentarem lado a lado de pessoas mais jovens. Uma lição de vida!

SE NOSSA CIDADE FOSSE UM CORPO

Se Upanema fosse um corpo, onde estaria o coração?

Na zona urbana, nosso coração mudou de lugar. Até começo dos anos 80, diríamos que o coração de Upanema era no Centro.

Agora não se pode dizer o mesmo. Somente com uma medição poderíamos afirmar, mas certamente ele mudou de lugar.

Digamos que seja nas imediações do cemitério. Digamos.


CIDADEZINHA QUALQUER?

Casas entre bananeiras
Mulheres entre laranjeiras
Pomar amor cantar.
Um homem vai devagar.
Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar.

Devagar... as janelas olham.

Eta vida besta, meu Deus.

(Carlos Drummond de Andrade)

O texto acima retrata em parte a rotina de Upanema há pelo menos trinta anos. É o tempo da Upanema em que a gente podia deitar-se longo tempo nas vias onde passam os transportes e não ser incomodado.

Era o tempo também em que as pessoas poderiam dormir com as portas e janelas abertas.

Se era uma vida besta, também era tranquila!

COM QUANTOS PAUS SE FAZ UMA JANGADA?

Diz-se com quantos paus se faz uma jangada quando queremos mostrar ao outro que a coisa vai apertar; que o negócio vai arrochar.

No sentido literal, me informa um site:

A jangada é feita, tipicamente, com 6 paus: 2 no centro (chamados de "meios"), 2 seguintes, dispostos simetricamente (chamados "mimburas", palavra de origem tupi), e 2 externos, chamados de "bordos".

Os 4 paus mais centrais (meios e mimburas) são unidos por cavilhas de madeira mais dura que a desses paus. Já os paus de bordo são encavilhados nos mimburas, de modo a ficarem um pouco mais elevados.


RESULTADO DA ELEIÇÃO DA AUNU

O resultado da chapa única da Associação dos Universitários de Upanema foi o seguinte:

Aptos: 50

votantes: 38

Nenhum voto nulo ou branco.

DOU TODOS OS TRINTA

Hoje vou usar e abusar de algumas histórias para completar a conta dos textos que correspondem à minha idade.

É uma história contada e recontada por papai por diversas vezes.

Um homem vendedor de pão, no tempo em que o balaio estava no auge, ao cair da tarde, depois de vender os pães, ainda sobrou uma boa quantidade.

Já ia pra casa, quando avistou um homem. Ao se aproximou, pensou: vou apostar o resto desses pães.

- Amigo, se você disser quantos pães tem aqui dentro deste balaio, dou todos os trinta!

O interlocutor percebeu que o apostador se atrapalhou na aposta, visto que deu uma pista segura, ou seja a resposta certa.

Malandro, não respondeu logo, como se estivesse tentando adivinhar. Depois respondeu:

- Trinta.

- Acertou, disse o homem. Pegue os pães e o balaio também. 

E foi-se embora. No caminho, pensou: que besta fui eu. Sem querer, perdi a aposta de graça. Pegarei ele amanhã.

No outro dia, arranjou um felino, botou dentro de um saco de estopa, colocou o rabo pra fora e saiu no mesmo horário na intenção de esperar o homem que ganhara a aposta no dia anterior.

Ao se deparar com o homem que passava no mesmo lugar, gritou:

- Hoje eu tenho uma aposta boa. Se você adivinhar, ganhará tantos cruzeiros. E fizeram uma aposta que cobria todo o prejuízo dos trinta pães que perdera.

O homem ficou afoito e não pensou muito para dizer "é um gato!"

- Não! É uma gata!

E tirou o bicho do saco e mostrou a prova.

AS CANGALHAS

O circunflexo tomou dois nomes emprestados para ser conhecido popularmente.

Ele não será reconhecido facilmente se chamarmos pelo nome que a gramática reza. 

Dois acessórios serviram para definir o acento circunflexo (^): a cangalha e o chapéu. 

Este acento serve para dar às palavras um som fechado em oposição ao agudo (´) que indica sílabas com sons abertos.

ORALIDADE NA HORA CERTA

O uso da oralidade na hora certa, a meu ver, está entre os principais problemas de relacionamento entre os humanos.

Para comprovar o que disse, basta prestarmos atenção nas reuniões de todos os tipos, seja de Câmaras legislativas, reuniões de pais, de mestres, de seja lá o que seja. 

Sempre há o problema da oralidade.  O que usa da palavra sempre tem dificuldade de racionar direito porque sempre vai aparecer alguém para bagunçar.

Portanto, cuidemos da nossa oralidade!

O PINTOR

O que há em comum entre um pintor e uma pessoa que descreve uma pessoa, um objeto, um ambiente?

"É que os dois pintam'

E como eles pintam?

"O pintor usa uma tela para pintar, utilizando a linguagem não-verbal; quem descreve, também pinta, de forma diferente. Pinta em palavras."

NÃES

A mocinha faceira entra na padaria e vai logo perguntando:

- Tem pães?

- A balconista responde na bucha:

- Nães!


ELEIÇÃO NA AUNU

Um processo de eleição direta está ocorrendo hoje pela manhã, no plenário da Câmara de vereadores.

Em chapa única, os aptos a votar elegerão Marinaldo Alburquerque como presidente da Associação dos Universitários de Upanema.

SER PROTAGONISTA

Às vezes precisamos ser protagonistas e outras vezes, não! Se formos coadjuvante, já está de bom tamanho.

É o caso dos alunos. Eles precisam ficar no centro da aula, não como os donos, mas como a pessoa mais importante no processo do ensino-aprendizagem ao lado do professor.

Se ele não estiver no centro da aula, como elemento ativo, não funcionará como deve ser.

CONQUISTA

Estive ontem em Mossoró na DIRED para planejar e conversar com os colegas do núcleo no sentido de melhor aplicar a metodologia da telessala.

O CONQUISTA é um programa da Fundação Roberto Marinho em parceria  com o governo do Estado. É uma espécie de correção de fluxo no Ensino Médio. Os alunos são de idade fora do tempo escolar. 

Para se ter uma ideia, há alunos até com quarenta anos de idade estudando o programa.

O Conquista difere da escola dita convencional e normal pela metodologia. Só vendo para crer como o programa dá certo.

DESEXEMPLOS

Ninguém pode dizer uma palavra estranha na minha frente, principalmente se for um neologismo. Foi o que uma pessoa acolá fez: disse que precisávamos ser exemplo para as outras e não desexemplos.

"Será que existe essa palavra?" Disse ele.

Eu cá comigo respondi: Não existia, mas agora passou a existir. É o chamado neologismo. Ô língua rica!

O VALOR DA REFACÇÃO

Quem é moderno atenta para o uso da refacção de textos. 

Refazer um texto mais de uma vez é uma das propostas modernas para quem redige. Ela soa como heresia nos ouvidos de muitos dos nossos estudantes.

Eles teimam em não aceitar a refacção como técnica de bom redator. No meu tempo de criança e adolescente, essa prática era natural, forçada pela necessidade.

A coisa funcionava assim: o professor copiava muito no quadro, pois não tínhamos livros distribuídos pelo governo. Somente o professor é que possuía um livro surrado, gasto pelo tempo, uso e pega-pega das mãos.

Ele copiava até dá uma coisa ruim nele e em nós. Não pensem que ele copiava devagar, não. Ele copiava de com tudo e de de com força até esgotar o conteúdo. Se quiséssemos, acompanharíamos seu ritmo.

Ao copiar num ritmo acelerado, escrevíamos garranchos muitas vezes incompreensíveis. Que fazer, então?

Passar a limpo em casa. E devíamos escrever bem legível, pois os professores olhavam o caderno para dar um pedaço de nota.

Essa prática forçada de refacção de texto levávamos para as redações. Ninguém escrevia um texto definitivo, pois sabíamos que errávamos e precisávamos deixá-lo perto de bom.

Resultado: praticávamos a refacção e escrevíamos melhor. Sabíamos como escrever as palavras VOCÊ, YOU, NÓS E PORQUE nas suas variadas formas.

Hoje há objeção tácita ao propormos a refacção de textos.

Refacção, para quem quer se acha moderninho além da conta, é uma palavra moderna, mas no passado, bem passado, já era praticada com orgulho e eficiência.


PROGRAMA MOMENTO JOVEM

Houve tempo em que o bocão da Igreja Católica era um dos maiores meios de comunicação de Upanema. Sim, isso o que leram! 

"Até maior do que a TV?"

"Sim, ganhava para a TV, apesar de perder para o rádio, pois com ele ninguém competia. A TV nesse tempo estava em poucos lares. O rádio, não. 

Cabia ao bocão informar notas e avisos, perdidos e achados. Pela tardinha, havia um programa denominado Momento Jovem, produzido e apresentado por integrantes do Grupo de Jovens Cônego Militão.

Fazia um barulho grande para umas pessoas. Outros se deliciavam com as músicas de Padre Zezinho.

BLOG É UM DIÁRIO

Muita gente só falta cair da cadeira ao saber que o blog foi inspirado nos diários pessoais que só as mocinhas usavam no passado, com cadeadozinho e segredozinho.

Os blogs como estão no formato hoje não passam nem perto dos do passado recente. Aliás,o blog tem um passado recente somente.

O blog é um diário que foi inventado para as pessoas postarem suas ideias e para interagir com os outros pares. Aos poucos, ele foi perdendo seu sentido original. Agora, as pessoas postam textos, fotos e até vídeos.

Ele serve, infelizmente para muitos propósitos. Através dele, defendemos nossas convicções, atacamos as dos outros e ainda de quebra, como gatos, nos arranhamos uns aos outros. Como cães, latimos e mordemos os outros.

Au, au!

Miau!

CONCEITO DE FESTA

O conceito de festa é mais complexo do que o de música.

Uma festa só é festa quando a pessoa está bem e curtindo. 

O que vejo hoje é que os modelos de festa de hoje estão cada dia mais fora desses parâmetros. Se não, observem bem, com cuidado e sem paixão. Depois vejam se eu não tenho razão. Vejam depois, no outro dia se o desgaste não é grande. Então, pra mim assim não é festa. É uma coisa, menos festa.

ANIVERSARIANTES ILUSTRES

Um dos aniversariantes ilustres no dia de hoje é Jurandir Diniz, conhecido como Jurandir das fotos, apesar de não tirar mais nenhuma.

Ele é do tempo das fotos em máquina não digitais. As convencionais que a gente tirava uma foto e mandava revelar. Depois de muitos dias é que ficava pronto.

LUTA COM AS PALAVRAS

Dizia o poeta Carlos Drummond de Andrade que "lutar com palavras é a luta mais vã."

Já Jacó lutou com um anjo. Eu luto muitas vezes pra meter gramática ou até certos conselhos no juízo dos alunos e não consigo.

Uma das minhas pelejas se referem às certas atitudes erradas dos nossos discentes como o mau uso da tecnologia, dentro e fora da sala.

Muitos rudimentos da nossa língua não foram assimilados por um grande número da nossa clientela. É por isso que luto e luto até um dia não poder mais. Aí eu paro e pronto!


CONCEITO DE MÚSICA

O conceito de música passa pelo crivo da subjetividade. Infelizmente é assim porque dá margem para que cada pessoa ache o que quiser sobre o que seja música.

Eu que sou muito antigo, não aceito certas coisas que tocam hoje como sendo música.

Tem um pessoal aí que tem a voz muito feia, produz umas melodias de dá gastura e quando abrem a boca só faz gritar e apelar para o vulgo com palavras que não podem ser ditas em todo canto.

Eles dizem que estão cantando e que produzem música. Eu acho que não.

Música para mim tem que ter melodia boa, letra com conteúdo que ensine algo que me bota pra frente e para completar, alguém precisa cantá-la com desenvoltura.

TEM UM CAFEZINHO?

As últimas palavras que ouvi do velho pai foram: 

- Ei, tem um cafezinho aí?

Foi no hospital, quando ele já estava piorando das doenças que estava acometido.

Comecei a entender quão forte é o café na vida do nosso povo. Há gente que não passa sem pelo menos uma xícara por dia, porque senão bate aquela dor de cabeça.

Outro disso: falte o feijão, a água, o fôlego, tudo, mas não falte o café.

"Café é meu tudo, minha vida", arrematou.

"Não, não pode, disse eu a ele. Estamos num hospital. Não pode misturar remédio com café." 

MANHÃ NO FUTSAL

Todos as manhãs de sábado, uma gente boa de doer curte um futsalzinho, sem estresse, ginásio poliesportivo Vilneran Cabral.

Entre outros estão o professor de Geografia, fotógrafo e pesquisador Dorivan Targino; a dupla de irmãos músicos em Fá, Hallison e Alexandre; Vitor Senna; Hélio, pedreiro; professor Francivaldo; Felipe de Medeiros; Mateus Honorato; Euríbio; Derivânio, Lucas; Alan; Negão, etc.



HOJE EU ANIVERSARIO

Hoje eu aniversario e quem ganha o presente é o leitor. 

Esse plágio foi retirado de propagandas comerciais. Não sei se ela colou para os leitores. Se não colou, é porque a cola não é da boa. Da próxima, vou arranjar uma melhor.

QUEBRAR O POTE

Era costume antigo uma moça só se casar quando a irmã mais velha se casar primeiro.

Vemos hoje isso em novela e filme, mas era costume na vida real, inclusive entre nós. Se a mais nova casava primeiro do que uma mais velha, dizia-se:

"Fulana quebrou o pote na cabeça da fulana."

METÁFORA DO "ESPORTE É SAÚDE"

Esporte é esporte e saúde é saúde, mas na linguagem formal, mais chique de gente sabida, dizer que esporte é saúde é mesmo que dizer que se praticarmos esportes estaremos angariando saúde.

A explicação acima pode até parece besta e necessária, mas na realidade não é. 

A explicação é necessária porque muitas pessoas não entendem a linguagem figurada e se aventuram em falar o que não sabe. 

Todo mundo sabe que calor é calor e chuva é chuva, água correndo no chão, água caindo na biqueira.

Dizer que esse calor é chuva é pronunciar uma bela metáfora. Tenho dito e redito!

PERDER PESO

Quem tem pouco peso não aguenta mais tantas receitas para se perder peso. 

Já para ganhar peso, não se recomenda. O mundo mudou todos os parâmetros e modo de vida. 

No meu tempo de criança ser gordo era coisa de gente rica e chique. Agora, o negócio é perder peso e ficar com o peso ideal.

O mundo mudou. A natureza reclamou dos equívocos dos humanos. Ela não perdoa.

AINDA SOBRE POTE

O significado do ditado "quem não pode com o pote, não segura a rudia" quer dizer que quem não pode fazer algo, que não se meta. Colocar a rudia na cabeça significava que a pessoa estava apta para botar o pote na cabeça.

OUTRO DITADO SOBRE POTE

Quem não se lembra daquele ditado que diz que "quem não pode com o pote, que não pega na rudia"?

A rudia é um nome popular para rodilha, que é um pano que se coloca na cabeça, em forma arredondada, para carregar algo.

Havia mulheres que carregavam um pote na cabeça cheio de água. Para que a cabeça não doesse muito, ela forrava com um pano grosso.

Havia mulheres "craques" a ponto de levarem o pote sem segurar com as mãos.


PISTA PERIGOSA

A população está se sentindo desprotegida por causas dos perigos constantes na Avenida Antônio Vitorino, depois que a pista foi feita naquele trajeto.

Todo mundo quer conforto e comodidade, mas todos querem e exigem segurança. Outrora, uma avenida que não oferecia nenhum atrativo para se passar ali, devido a buraqueira do trabalho malfeito, digo, horrivelmente mal feito, agora não oferece a menor segurança.

Por não haver nenhuma sinalização e pouco bom senso de algumas pessoas que conduzem veículos movidos a motor, não se mais com tranquilidade. Cada um quer ser dono do chão por onde passa.

As leis da natureza e da física são inexoráveis e não perdoam a seu ninguém. São leis que não aceitam discussão. Ou obedeceremos ou seremos penalizados.

PAREDES SE ERGUEM

O Varejão, de propriedade de Ivon Sobral, está sendo construído na Avenida 16 de Setembro. O comércio próspero daquele comerciante com certeza irá oferecer mais conforto aos clientes. 

ANIVERSARIANTES ILUSTRES II

Outros aniversariantes ilustres no dia de hoje são: Denilson, ex-jogador de futebol e Paulo Coelho, escritor.

DE TIME A FACE

A história do time é velha, mas a do face é novinha em folha.

Para encher espaços, vou emendar as duas e formar uma história mais ou menos boa.

Aviso que o que vou relatar aconteceu na minha presença. Privo o leitor de saber os personagens. Somente a década ou ano serão informados.

A história do time foi entre 1985.Todas as semanas eu recebia a revista Veja, numa assinatura experimental que fiz daquela famosa publicação.

Eu e um colega de profissão estávamos no auge do inglês, tanto aqui na escola como na Universidade. Lá havia colegas que incentivavam a fala daquele idioma, pois faziam questão de só falar inglês quando nos avistava. Então a gente estava pegando fogo. Só queria se expressar em inglês.

Numa semana, quando a revista bateu lá em casa, fomos olhar o conteúdo. Na capa tinha estampada a seguinte manchete em letras grandes:

O TIME DE TANCREDO

Não deu outra. Nós dois, em uníssono, lemos: O time (taime) de Tancredo!

Tancredo, era, obviamente, o presidente eleito, Tancredo Neves, que se elegera pelo colégio eleitoral, ao bater o seu adversário Paulo Maluf. E o time era um time mesmo. A revista trazia a lista completa dos ministros nomeados pelo novo presidente, o último depois do regime militar. Entre eles estava Fernando Lira. 

Antes que o colega notasse, eu desfiz o equívoco rapidamente:

"Rapaz, é time mesmo! Aí são os nomes dos ministros de Tancredo Neves!"

Cada um começou a rir de si mesmo.

A segunda é semelhante a essa. O fato se deu numa sala de aula, agora, em plena era do Facebook. Um aluno fazia uma leitura de um texto no livro didático. A palavra face apareceu e o aluno não teve dúvida de confundi-la com face (feice) de facebook. Alguns alunos ainda chegaram a esboçar um sorriso, mas outros não perceberam a mancada. 

Torço com todas as forças para que o aluno leitor nunca leia esse texto. 

A PROFISSÃO DE ENGRAXATE

Uma profissão quase em extinção na cidade é a de engraxate. O mais conhecido engraxate de Upanema que virou uma figura e que está na memória de minha geração foi Antônio Fernandes.

Ele gostava de engraxar os sapatos contando histórias e até vantagens sobre sua vida. Repetia exaustivamente algumas palavras e frases em inglês que ele aprendeu quando teve contato com americanos ou ingleses, se não me falha a memória, quando ele esteve doente e foi medicado por estrangeiros.

O certo é que seu Antônio morreu e a profissão foi esquecida por aqui.

ESCOLA NOS PALHEIROS

Segundo noticiou o blog de Josiel, Os Palheiros vai ser contemplado com uma escola municipal. Já tem até a ordem de serviço.

Como é do nosso conhecimento, o sistema municipal de ensino é abrigado por um prédio da comunidade.

Uma boa notícia, enfim!

OS JUMENTOS NADA ENTENDEM

A jumentada na pista sempre é xingada por todo mundo que passa e vê o perigo de um acidente. Como não sabem que tem algo a perder, os jumentos se postam no meio da pista, num desfile deselegante e perigoso (para nós) e elegantérrimo para eles, penso eu. Já que eles não pensam, eu penso por eles e acho que eles se acham elegantes. 

Eles não estão nem aí para o que vai acontecer. Se eles raciocinassem, pensariam dessa maneira.

Se uma pessoa acolá visse um jumento na pista, diria;

- Uma pessoa dessa!

SOU DO TEMPO

Sou do tempo em que chamávamos estresse de estafa. A segunda palavra pode ser facilmente consultada num dicionário: esgotamento físico e mental.

Hoje não se fala mais em estafa, mas diz-se que fulano está estressado, mesmo que não esteja. Dizer que alguém está estressado é uma das formas de agredir o outro verbalmente por este ter contrariado os seus interesses.

A GENTE NÃO PODE

A gente não pode nem deve se meter onde não é chamado, diz a voz sábia de um provérbio brasileiro. Apesar de toda sabedoria, ele nem sempre consegue nos convencer.

Ficamos a dar pitacos e a entrar em lugares onde não devemos. Prestaremos um serviço muito melhor à sociedade se seguirmos o provérbio acima.

PERTO DE QUEM COME

E longe de quem trabalha.

Se emendarmos o título dessa minúscula postagem com a primeira linha da mesma descobriremos a filosofia de vida de muitas pessoas.

É por isso que o Brasil não vai pra frente!

TOCA PRA FRENTE!

A história que vou contar não aconteceu com ninguém, penso, mas acredito que existam pessoas que agem similarmente.

Um homem era tão preguiçoso que resolveram enterrá-lo vivo. Um dia  - no tempo em que ainda se levava em redes - conduziam o dito preguiçoso em direção do cemitério. 

Ao se aproximarem de uma casa, um senhor foi informado de que o morto não era morto, mas um vivo que ia ser enterrado.

- Por que vai ser enterrado vivo?

- Porque ele é preguiçoso demais, não quer trabalhar no pesado e por isso vai morrer de fome.

- Não pode ser. Dou um saco de arroz para ele comer. Só assim ele vai prolongar a vida por mais uns tempos.

Ao ouvir aquela conversa, o morto-vivo abriu a beira da rede e perguntou meio animado:

- O arroz está descascado?

-Não, disse o homem prontamente.

-Então, toca a rede pra frente!

LEC LEC OU LEQUE LEQUE?

Numa rápida pesquisada, descobri que a dita palavra é grafada com c e não com que ou k.

Indaguei de alguns fãs desse sucesso, me disseram que seria com k. 

Não tem nada que seja de uma forma ou de outra, pois ela não representa o melhor da música. O hit constitui de uma pobreza extrema que nem merece comentário.

Só sei que errei ao dizer que o lec passaria poucos meses no ar. Hoje nem ouço mais, pois as pessoas já se cansaram. Agora comparem com algumas pérolas do passado, como músicas de conteúdo e melodia perfeitas. Não dá nem para se comparar. 

A NECESSIDADE

A necessidade faz o sapo pular.

É assim com as pessoas que chegam à idade de se virar por si só, sem ter quem o proteja. 

A coisa já foi pior. Nos velhos tempos em que não havia previdência, só quem podia defender era a Providência.

CALCULO

Entre um cálculo e um calculo há uma enorme diferença.

O primeiro pertence à matemática e à medicina; o segundo, ao vocabulário popular, popularíssimo. 

Veja o que diz o nosso dicionário de Upanemês:

Calculo: monte. Substantivo masculino. Um calculo é um monte de qualquer coisa. Usamos muito para dizer que uma coisa está bem alta. Formou um calculo. O interessante dessa palavra é que ela não consta dos dicionários tradicionais.

A propósito de calculo ou cálculo, quem não gosta de matemática não gosta de cálculo; e ninguém quer um cálculo no sentido que se dá na medicina.

ESTADA E ESTADIA

Com título diferente, esta é a terceira vez que trato do mesmo assunto. Mas nunca é demais quase se trata de vocabulário da língua portuguesa.

Para saber a diferença entre estada e estadia, não precisamos ir muito longe. Basta consultarmos um dicionário ou darmos uma clicada no pesquisador da internet e veremos.

O ENTERRO DA LAMPARINA

Vou contar por alto a história do enterro da lamparina, feito simbolicamente pelo então governador José Agripino. 

Foi em 1985. Os Teimosos, bairro da cidade, batizado por causa da teimosia daquele povo em não saírem de lá, mesmo com as grandes enchentes.

Devido ao grande aperreio dos moradores, apareceu o programa de construção de casas para resolver a situação daquele povo. Pelo que sei, somente alguns moradores foram brindados com casas.

Para findar a história, alguns deles voltaram para o mesmo lugar. Sorte deles é que houve um período de seca. E agora, com a barragem, as coisas amenizaram, mas ninguém está livre de alagação.

P. S.  Até hoje me pergunto porque não vi aquela inauguração. Onde eu estava que não vim vê aquela festa.

EU PERDOO

Para se produzir um texto bom ou razoável, sempre invoco o passado e emendo com o presente. Quando cuido, o texto já está daquele tamanho.

Conhecer o passado nos ajuda a lutar para melhorar o presente. Os erros que comentemos agora podem não se repetirem se atentarmos para as consequências do passado.

No meu texto, já escrevi uma palavra que no passado trazia o trema. Agora não. 

O título do texto parece fora do contexto, mas não está. Coloquei para lembrar a todos que no passado escrevíamos com um acento circunflexo no primeiro o, para indicar a sua nasalização. Hoje não se bota mais, pois o acordo ortográfico celebrado entre os países lusófonos resolveu tirá-lo.

O assunto que abordei no começo do texto sobre erros nada tem a ver com as mudanças dos acentos na língua. Ele serviu de pretexto para começar um texto sobre passado e presente.

COMO O MUNDO MUDOU!

Há quem reclame, mas eu não! Acho que o mundo mudou porque precisava mudar mesmo. Desde a estrutura física de uma cidade até os costumes humanos houve mudanças. Umas foram de leves e outras muito radicais.

Era necessário que as cidades outrora pequenas, se tornassem bem maiores. 

Upanema dos anos 70 é irreconhecível para quem não anda aqui desde aquele tempo. Houve gente que chegou aqui sem reconhecer sua própria cidade. 

Também pudera! No começo dos anos 80 não tínhamos os conjuntos. A cidade era do cemitério pra trás. A cidade urbana, digo.

Vou agora relembrar só um pouquinho daquele tempo. Uma garotada jogava futebol onde hoje fica o conjunto Nova Vida, construído por José Agripino, no chamado programa do enterra lamparina". Naquelas imediações jogávamos bola, no meio do carrasco. Para deslocarmos era uma grande dificuldade, visto que quase ninguém tinha bicicleta. Mas com o vigor da juventude nada era empecilho.

Sobre o enterramento da lamparina, deixo para outra postagem.


PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO

Pelo terceiro ano consecutivo escrevo um número de textos no dia do meu aniversário correspondente ao número de anos que faço.

Hoje faço um número x de anos. Não escondo a idade de ninguém, mas quem quiser saber, é só contar os textos que publico hoje, inclusive este. Não importa o tamanho, viu?

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

AMANHÃ, JÁ SABEM, TEM MUITOS TEXTOS

Amanhã, durante o dia, produzirei alguns textos em comemoração aos meus ... anos de vida. Ficarei de plantão, já que é sábado e não vou trabalhar na escola, mas posso em casa.

Haja texto! Não sei se vou agradar! O que importa é que quero completar uma conta.

PREFEITURA DE UPANEMA VAI REALIZAR A FEIRA SEBRAE DE EMPREENDEDORISMO

A Prefeitura de Upanema vai realizar no final de outubro e início de novembro a Feira Sebrae de Empreendedorismo. A parceria foi fechada na tarde desta sexta-feira, 23, durante encontro no escritório do Sebrae em Mossoró, que contou com o prefeito Luiz Jairo, o agente de desenvolvimento Inavan Santos, o diretor técnico do Sebrae, João Helio, e o gerente do Sebrae em Mossoró, João Vidal.

A Feira Sebrae de Empreendedorismo será realizada durante uma semana, no período de 28 de outubro a 1° de novembro, e vai disponibilizar diversos serviços como cursos, informações sobre a abertura de novos empreendimentos, entre muitos outros.

João Helio destacou que a parceria é em prol do desenvolvimento de Upanema, ‘um município importante, rico e que possui uma grande área para produzir’, observou.

O diretor do Sebrae acrescentou que observou que Upanema tem potencial para desenvolver muitos negócios e que a população é empreendedora. “Nós vamos jogar a semente do empreendedorismo, fazer uma capacitação intensa e acreditamos que teremos uma resposta satisfatória da cidade”, salientou.

Luiz Jairo ressaltou que incentivar o empreendedorismo e a formalização dos negócios também é uma forma de contribuir com o desenvolvimento de Upanema. “Quanto mais empreendedores mais renda geramos, tanto para a população quando para o Município”, argumentou.

Luiz Jairo também iniciou conversa para que Upanema seja contemplado com uma facção do Programa Pró-Sertão. “Uma facção beneficia 32 costureiras, que podem ser experientes ou treinadas, o que significa que teremos mais pessoas gerando renda”, destacou.

A Prefeitura de Upanema também vai instalar uma Sala do Empreendedor para atender aos empreendedores individuais e proprietários de pequenos negócios.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

TEXTOS ATÉ ENJOAR

Vem textos por aí no dia do meu aniversário.

Vai ser textos até todo mundo dizer chega! 

Tudo porque eu já estou com uns aninhos a mais!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

PASSO A PASSO

Passo a passo, devagar, devagarinho, conquistamos o direito de termos uma estrada de asfalto, do jeito de outras cidades vizinhas.

Num passado muito próximo não nos lembraremos nem como foi a frustração de não se ter uma BR asfaltada. Foi assim com a falta de internet, com a falta de linha de telefone fixo, depois móvel, e por fim, por enquanto, a estrada.

LUIZ JAIRO FECHA PARCERIA COM UFRN PARA ESTUDO SOBRE PREVIDÊNCIA PRÓPRIA

O prefeito Luiz Jairo fechou nesta terça-feira, 20, uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para realização de estudos sobre a viabilidade de implantação do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) na Prefeitura de Upanema.

Luiz Jairo assinou o termo da parceria em encontro realizado na UFRN, em Natal, com o professor Eduardo Henrique Araujo, coordenador do Projeto RPPS, que contou ainda com a participação do assessor jurídico do Município, Gilberto Carvalho, e da coordenadora municipal de Administração, Aparecida Moura.

O estudo será realizado no período de agosto a dezembro deste ano e Luiz Jairo destacou que, caso seja viável, a previdência própria vai ser benéfica para o servidor municipal. “Um dos benefícios é a garantia do salário integral após a aposentadoria”, ressaltou o prefeito.

Entenda – De acordo com a Previdência Social, os servidores públicos titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios possuem direito a Regime Próprio de Previdência Social conforme está previsto no art. 40 da Constituição Federal.

Segundo a Previdência Social, os regimes próprios são instituídos e organizados pelos respectivos entes federativos de acordo com as normas estabelecidas na Lei nº 9.717/98, que iniciou a regulamentação desses regimes. A partir da instituição do regime próprio, por lei, os servidores titulares de cargos efetivos são afastados do Regime Geral de Previdência Social - RGPS.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

A CIDADE VAI FICAR MELHOR

Está na boca de todo mundo que a cidade de Upanema vai dar um salto de qualidade no desenvolvimento logo após a conclusão do asfalto da BR 110, entre Mossoró e Campo Grande.

Esperamos por dias melhores em todas as áreas. Na saúde, que os serviços médicos melhorem, com o acesso para os profissionais. Nessa área ainda pode crescer em número e qualidade dos serviços particulares. Mais clínicas poderão aportar por aqui, evitando nossa ida a Mossoró para fazer uma consulta  ou exame simples.

Na Educação, um pólo de nível superior pode chegar mais rápido, visto que o acesso vai ficar mais fácil.

Outras áreas, como a dos serviços de transporte, todos apostam na melhora. 

Quem venham as melhoras!

terça-feira, 20 de agosto de 2013

COMPORTAMENTOS HUMANOS

Quando não tenho o que fazer, ou melhor dizendo, quando não posso fazer o que deveria fazer por impedimentos naturais, fico a matutar sobre o comportamento dos humanos.

Não me refiro às práticas corretas, saudáveis. É claro que o meu foco está nas reprováveis.

O ser humano é capaz de cometer um erro por diversas vezes e não se emendar. Mas ele tem o que os outros seres vivos não têm: a capacidade de corrigir o que sempre fez e às vezes até se gabava de estar fazendo tal coisa.

Para não gastar as tecladas e a postagem, deixarei para mais na frente publicar algumas delas. 

A de hoje é apenas esta: Por que não cumprimos o que prometemos? Se não temos condições de cumprir, por que fazemos questão de dizer que faremos tal coisa?

PREFEITURA DE UPANEMA OCUPA CADEIRA NO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIANCÓ-PIRANHAS AÇU

A Prefeitura de Upanema foi eleita como membro suplente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu (CBH PPA). A escolha se deu durante a última Plenária Setorial do Processo Eleitoral do CBH PPA, realizada no último dia 15 de agosto, em Currais Novos/RN, que formalizou os representantes do Poder Público do estado do Rio Grande do Norte.

O evento aconteceu no auditório da Associação dos Municípios do Seridó Oriental (AMSO) e dos 45 representantes do Poder Público, foram credenciados 10. Na sequência, os habilitados iniciaram o período de discussão das candidaturas, logo após a votação, e depois de escolhidos, foi lavrando a ATA dos eleitos.

Representada pela coordenadora municipal de Meio Ambiente, Lusinácia Pinheiro, a Prefeitura de Upanema ficou como membro suplente, juntamente com a Prefeitura de Currais Novos, enquanto que a Prefeitura de Assú e a Prefeitura de Jardim de Piranhas foram eleitas como membros titulares.

O Comitê de Bacia Hidrográfica é um órgão colegiado com poder consultivo e deliberativo, sendo a instância mais importante de participação e integração do planejamento e das ações na área dos recursos hídricos da Bacia Hidrográfica do rio Piranhas-Açu.

Lusinácia Pinheiro destacou que a eleição de Upanema para o Comitê é importante para que o Município tenha mais voz na tomada de decisões. “Vamos ter mais força nas decisões sobre a bacia hidrográfica, inclusive, sobre o uso as água, que é de total interesse de Upanema”, ressaltou.

A servidora da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e estudante de Agronomia, Brena Veríssimo, também participou da Plenária como representante de Upanema.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

CONFERÊNCIA DEFINE EIXOS DE ATUAÇÃO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE UPANEMA

A Prefeitura de Upanema, através da Secretaria de Urbanismo Social, e o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) realizaram nesta sexta-feira, 16, a VI Conferência Municipal de Assistência Social, que teve o tema: “A Gestão e o Financiamento na efetivação do SUAS”. 

Na ocasião, foram definidos os eixos de atuação da assistência social em Upanema, que, entre outras ações, propõe atenção continuada para as crianças e adolescentes e incentivo para o ingresso ao mercado de trabalho, criação de uma instituição a nível regional de apoio a mulheres vítimas de violência doméstica ou de outras naturezas e de usuários de bebida alcoólica.

O evento contou com a participação do prefeito Luiz Jairo, vice-prefeito Juninho, vereadores Carlinhos Garcia (PMN) – presidente da Câmara Municipal – Carlinhos Professor (PR), Ferrari Basílio (DEM), Ibamar Costa (PR), Aisamaque Dalyton (PT) e Canindé Rocha (PMDB), secretários municipais Hermes Freire (Agricultura e Meio Ambiente), Edimi Medeiros (Administração), Rivanda Bezerra (Urbanismo e Ação Social) e Leonilde Sobral (Educação), pároco da cidade, Padre Francinaldo Macário, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Upanema, Ismar Vicente, conselheiros tutelares, entre outras autoridades e população em geral.

Luiz Jairo abriu a conferência parabenizando a todos por sua realização e destacando que ‘este é um momento para a apresentação de boas idéias que possam ser cobradas aos governos do Estado e Federal durante a realização das conferências estadual e federal’. “Devemos cobrar mais recursos não só para a assistência social, mas para todas as áreas” destacou o prefeito.

Luiz Jairo aproveitou para fazer a entrega simbólica de um veículo para o Conselho Tutelar e, na oportunidade, elogiou a atuação da deputada federal Fátima Bezerra (PT), representada pelo vereador Aisamaque. “Reconheço o brilhante trabalho que Fátima Bezerra tem prestado ao nosso município. Ela tem lutado e conseguido destinar muitos recursos para nossa cidade, já estive em seu gabinete e certamente terei outras oportunidades para que possamos manter essa parceria”, ressaltou.

Rivanda Bezerra destacou que a conferência era um momento único de discussão coletiva sobre os destinos da assistência social em Upanema. “Estamos aqui para apresentar propostas para o fortalecimento da rede de proteção e promoção social na nossa cidade”, salientou a secretária.

A doméstica Maria Dilza se pronunciou representando a população. Ela elogiou a política de assistência social atual da prefeitura, mas cobrou mais ações. “Tenho uma filha com necessidade especial e tenho recebido todo apoio do Município para lidar com esse problema, mas sei que é possível oferecer uma assistência maior a toda população”, declarou Dilza.

A conferência contou com uma palestra ministrada por Irenice de Fátima, vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Mossoró, além de apresentações dos grupos de violão e de flauta, Banda Filarmônica Ivaldete Basílio da Costa e a cantora Gaby Viegas, que executou o hino nacional.
Delegados – ao final da conferência municipal foram escolhidas as delegadas que representarão Upanema na conferência estadual. Rivanda Bezerra e Evanilda Bezerra foram eleitas delegadas titulares representando o Município e a sociedade, respectivamente, enquanto que Suely Carvalho e Luiza Benevides ficaram na suplência.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

domingo, 18 de agosto de 2013

QUEM SE LEMBRA?

A Praça Padre Adelino, construída no governo de Antônio Lopes Sobrinho, tem hoje um aspecto diferente, mas não tão diferente como a que alcancei.

Quando a vi pela primeira vez aos nove anos de idade, aquela praça tinha aproximadamente essa idade. Havia uns postes com lâmpadas envolvidas num invólucro arredondado.

Para mim aquilo era uma maravilha, visto que eu estava vindo da zona rural, ainda sem energia elétrica. Tinha também a TV e muita gente visitando, principalmente a meninada.

Antônio Lopes governou a cidade entre 1965 e 1970.

sábado, 17 de agosto de 2013

PARA A HISTÓRIA

No presente nada é tão importante para a história de Upanema como a construção dessa BR que a cidade ganhará em breve.

A cidade irá mudar de aspecto de forma assustadora. Tudo irá ser mais facilitado. Teremos tudo para vivermos com mais sintonia com os outros lugares.

Por isso, devemos registrar cada momento para que no futuro tenhamos o que contar e mostrar.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

VIROSES

Uma onda de espirradeiras, tosses e coisas similares estão soltas por aqui. As mudanças de clima do dia para a noite, em ambientes os mais variados, nos levam à cama sem que queiramos.

É a onda que logo passará. Ainda bem.


CAMINHEMOS

A caminhada da manhã ou pela tarde está consolidada a tal ponto que a cada dia mais encontramos pessoas que aderem a essa prática, seja por problema de saúde ou por modismo mesmo.

Modismo, se for para algumas pessoas, a necessidade de manter a saúde em dia ou escapar de problemas graves, o certo é que está consolidada a caminhada.

Isso é bom para todos os que a praticarem. As pessoas estão voltando a praticar o que fazia há séculos. Era costume de todos acordarem cedo e caminharem quilômetros e até léguas para buscarem o pão.

Hoje caminha-se alguns quilômetro para se buscar a saúde.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

SOLUÇÕES

As soluções para muitos problemas do ser humano estão dentro dele mesmo. A tendência é procurarmos nos outros a solução ou culparmos os outros pelo problema.

É assim na vida pessoal; é assim na vida pública.

Podem ver que quase sempre é assim.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

DIVERSIDADE

"Viver na diversidade é o prato mais difícil que o ser humano, muito moderno, aparentando ser pra frente - talvez mais pra frente do que os outros - consegue engolir."  

PREFEITURA REALIZA VI CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

A Prefeitura de Upanema, através da Secretaria de Urbanismo e Ação Social, realiza, na próxima sexta-feira, 16, das 8 às 17 horas, no Centro de Convenções Francisco Alex de Oliveira Neto, a IV Conferência Municipal de Assistência Social, que, neste ano, tem como tema: “A gestão e o financiamento da efetivação do Suas”.

A Conferência vai fazer uma discussão em torno do Sistema Único de Assistência Social (Suas), que tem o papel de articular meios, esforços e recursos para a execução dos programas, serviços e benefícios socioassistenciais.

A secretaria de Urbanismo e Ação Social, Rivanda Bezerra, convoca toda a população para participar e contribuir na discussão que tem o objetivo de melhorar a assistência social em Upanema. “É importante que todos compareçam para que possamos implantar uma gestão social participativa, com a opinião da população”, destaca Rivanda. A Conferencia é aberta ao público em geral.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

terça-feira, 13 de agosto de 2013

LANÇAMENTO OFICIAL DO PROJETO EDUCARTE

 O Clube de Mães Antônia Luzimar de Aquino realizou o lançamento do Projeto Educarte, na manhã de hoje no Portal do Sol.

A aluna Gisele Lamoniele estava na mesa das autoridades como representante dos beneficiários do projeto. Ela pediu para que as mães colocassem seus filhos para  que participassem também. E declarou: "participo de quase todas as oficinas (modalidades)".

O vice-prefeito Anísio Júnior representou o poder executivo. O vereador Gineton, o legislativo. 

A coordenadora do projeto aqui em Upanema, Maria do Socorro Targino falou da importância do projeto e fez um relato da atuação até agora. 

O representante da Petrobras, Sandro Jorge, gerente de produção, entre suas declarações, destacamos estas:

A Petrobras tem orgulho de estar em Upanema.

Tenham sempre a cultura como base para a educação.

No encerramento, houve apresentações em três blocos: o primeiro foi com a percussão; o segundo, teclado e por último, canto coral.

O projeto trabalha com duzentas crianças e tem parceria com o governo federal e Petrobras e apoio de alguns comerciantes locais.

ABESTALHADO

O mundo assiste abestalhado com tudo o que passa ao nosso redor em todas as áreas do saber. Abobado, aparvalhado, bestificado. São outros significados para a mesma coisa.

"Existem mais coisas ou mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia", disse William Shakespeare, através de sua obra Hamlet.

São contradições, mudanças de conceito, etc. 

"Tá todo mundo louco, oba, tá todo mundo louco, oba" (Sílvio Brito)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

OBSERVAÇÕES SOBRE A FEIRA DO LIVRO

O primeiro problema que pudemos observar foi o número de frequentadores daquela feira. Se compararmos com os outros anos, foi muito menor.

O motivos são óbvios. Neste ano não houve o incentivo do governo do Estado com  o cheque-livro. A localização deve ter sido o mais culpado do número inferior de pessoas. A distância naquele fim de mundo tirou muitas pessoas que iam comprar lá um livrinho de dez reais ou até menos. 

Traduzindo: a feira elitizou-se.

Até mesmo o número de editoras que vendiam seus livros pareciam ter menos. Até alguns títulos mais atraentes estavam fora do catálogo.

De  Upanema foram pelo menos dois ônibus escolar no sábado. Outras pessoas foram em carro próprio.

A feira do livro de Mossoró deve ser reavaliada. Se os organizadores viram o que muita gente viu, tudo bem. Se não... então só podemos lamentar.


domingo, 11 de agosto de 2013

HOJE É UM DIA ESPECIAL

Hoje é um dia mais do que especial, porque é especial em dose dupla. Houve uma coincidência do dia dos pais e do estudante.

Ser pai ou estudante não é para qualquer um.

PAI

Abro um parêntesis para comentar sobre os pais, especialmente o meu velho, que já se foi.

Em poucas palavras podemos defini-lo como uma pessoa que assumia sua missão de pai de uma maneira diferente de muitas pessoas, mas que conseguia assumi-la dentro dos limites.

Ele tinha um jeito rústico de encarar os fatos, mas era o jeito dele. Resumindo, ele assumiu a paternidade até enquanto pôde dominar a si mesmo. Depois de alquebrado pela idade e doença, ele deixou fluir do jeito que podia. Muitas vezes eu percebia que ele sentia na pele que não era o mesmo e tinha de ser tratado como uma criança o é.

Histórias

Há muitas histórias do velho Erasmo que envolvem a política, a religião, o futebol e a vida social. Algumas delas eu já contei neste blog e outras no Jornal de Upanema.

Para não gastar, hoje vou contar apenas uma, pois penso em contar mais histórias no dia do meu aniversário. A de hoje, acho que é inédita.

Todos sabem de sua paixão pelo verde no item política. Em todas as campanhas, ele participava dos comícios e das passeatas. Quando chegava o pleito, ele não se omitia de votar. Acho que foi na eleição de Geraldo Melo, em 1986. Naquele tempo, o voto era em cédulas. No vexame, e pela complexidade do pleito de muitos candidatos, colocou a cédula, o comprovante e o título eleitoral tudo junto na urna. 

Depois de colocado, não teve mais jeito. No dia da apuração, acharam todo o material e depois devolveram a ele. 

QUEM SE LEMBRA?

As brincadeiras de crianças fazem parte da recordação de todas as pessoas que tiveram uma infância regular.

Já mencionei aqui neste espaço o "mãozualto", a tica.

Hoje recordo com vocês as brincadeiras, masculinas, com carrinhos fabricados por nós mesmos. Por não saber fazer carrinhos de madeira e flandres (frande), eu "terceirizava" o serviço, ou seja, outros faziam pra mim m troca de alguns favores.

Um brinquedo que eu conseguia fabricar era o trator de carretel. Eu aproveitava o carretel, feito de madeira, que mamãe jogaria no mato, e aproveitava para fazer um brinquedo.

Era mais ou menos assim: fazer uns cortes no lugar que seriam os pneus. Depois botava uma liga e uma vela presa nas duas pontas e um palito de fósforo que servia para dar corda. Depois de dar corda, soltava no chão e era só olhar para ver o que acontecia. 

Os carreteis mais fortes derrubavam os mais fracos.

sábado, 10 de agosto de 2013

AINDA SOBRE A FEIRA DO LIVRO

A Feira do livro de Mossoró não é o mesmo. Pude ver hoje quando participei de uma visita aos stands das livrarias no West Shopping.

Pude perceber que a participação foi infinitamente inferior aos outros anos. Depois direi porquê.  Por hoje é só. Voltarei ao assunto da feira. Segunda-feira, pra ser mais exato.

PREFEITURA REALIZA MANHÃ DE ATENÇÃO À SAÚDE DO HOMEM NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA

A Prefeitura de Upanema, através da Secretaria da Saúde, realiza na próxima segunda-feira, 12, uma ação voltada para a saúde do homem. A ação faz parte das homenagens ao Dia dos Pais e tem como tema: “Não Importa o tipo de homem que você é, seja do tipo que cuida da saúde”.

Diversos tipos de atendimentos na área da saúde serão disponibilizados, a partir das 8 horas da manhã, no Clube Municipal a todos os homens de Upanema.

A secretária da Saúde, Fernanda Kallyne, informou que todos os profissionais da saúde do Município participarão da ação. “Esse vai ser o ponta pé inicial para cuidar da saúde dos homens da cidade, já que esse é público que não gosta de ir ao médico”, observou a secretária.

Entres os serviços estão atendimentos odontológicos e cardiológicos. Verificação de IMC, exame de PCA, consulta com nutricionista, entre outros, além da distribuição de lanches e corte de cabelo.

A prefeitura já realizou neste ano ação semelhante voltada para a mulher e agora também concentra os seus esforços para convocar os homens a cuidarem da saúde. “Estudos comprovam que os homens são mais vulneráveis às doenças e morrem mais precocemente do que as mulheres, justamente por não cuidarem da saúde”, alertou Fernanda Kallyne.

Prefeitura Municipal de Upanema
Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

ONDAS

Novas ondas de greves tomam conta do país. 

As ondas vêm e vão. Vão e depois vêm.

"Como uma onda do mar", diria Lulu Santos.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

NA FEIRA DO LIVRO

Na feira do livro a gente pode encontrar livros de vários preços. A variedade conta também. Já encontrei livros com preços que só encontramos nesse período. 

Quem puder, aproveite!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

FEIRA DO LIVRO DE MOSSORÓ

Hoje começa a Feira do Livro de Mossoró e termina no próximo dia 11.

Há atrações repetidas como a recitação do cordelista Antônio Francisco. 

Irei lá para presenciar o espetáculo. A feira que mais me marcou foi a que participou Ariano Suassuna. O homem é uma capacidade.

Neste ano, acho que Pedro Bandeira vai ser a atração mais atrativa.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

EDITAL PARA REGISTRO DE CANDIDATURA

ASSOCIAÇÃO DE UNIVERSITÁRIOS DE UPANEMA – AUNU

UPANEMA – RN

RETIFICAÇÃO

EDITAL PARA REGISTRO DE CANDIDATURA

A Comissão Eleitoral da Associação dos Universitários de Upanema – AUNU, de acordo com o disposto no artigo 8º do estatuto social, informa que o prazo para inscrição das chapas que concorrerão à nova Diretoria da Associação será de 31/07/2013 a 16/08/2013.
Estão aptos a se candidatar, conforme preceitua o art. 8º, inciso II do Estatuto, os associados que possuam 30 (trinta) dias de filiação.


Upanema – RN, 05 de Agosto de 2013.



_____________________________
Aluízio Delmiro da Costa Júnior
Presidente da Comissão Eleitoral

_____________________________
Cédma A. Gondim Bezerra
Primeira Secretária

_____________________________
Ana Luiza da Silva Mendonça
Segunda Secretária

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

PREFEITO LUIZ JAIRO PARTICIPA DO LANÇAMENTO DO PRÓ-SERTÃO

O Prefeito Luiz Jairo participou na manhã desta segunda-feira, 05, do lançamento do Pró-Sertão, o programa de industrialização do interior do Rio Grande do Norte. A solenidade foi realizada em Natal.

A proposta do Pró-Sertão é a geração de emprego e renda no interior do estado. O lançamento contou com a presença de prefeitos e empresários, que vão desenvolver um trabalho conjunto de acordo com as vocações industriais de cada município. Ao longo de quatro anos, o projeto prevê a instalação de 360 fábricas de pequeno porte no interior do Estado.

Segundo o Governo do Estado, a indústria Guararapes se prepara para fixar 300 pequenas facções têxteis, e a Hering, outra empresa do setor, pretende instalar 60 unidades fabris no RN. A previsão inicial é de que o Pró-Sertão consiga gerar aproximadamente 20 mil empregos diretos, produzindo 150 mil peças por dia. De acordo com levantamento feito pelas instituições parceiras, o RN pode atingir, no período de 2013 a 2018, uma ampliação mercadológica significante no setor de confecções.

O projeto ainda também está focado na qualificação da mão de obra produtiva e na melhoria da gestão empresarial, por isso, o Pró-Sertão irá receber um apoio articulado por parte de instituições parceiras como Sebrae/RN, FIERN, Fecomércio e Banco do Nordeste.

Luiz Jairo ressaltou a magnitude do programa para o RN. “Trata-se de uma iniciativa que pode mudar a história de muitos municípios através da criação de milhares de postos de trabalho”, destacou.

O prefeito destacou que a luta agora é para garantir que Upanema também seja contemplado com uma fábrica e assegurar mais empregos para o povo. “Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento do programa para garantir que Upanema também seja inserido”, adiantou.

Prefeito Luiz Jairo participa de reunião da Amorn em Martins

O prefeito Luiz Jairo participou no último sábado, 03, da Quarta Assembleia Geral Ordinária da Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte (Amorn) realizada no município de Martins.

O evento contou com a participação da presidente da Amorn, prefeita de Mossoró, Cláudia Regina, da governadora Rosalba Ciarlini, do secretário de Turismo do Estado, Renato Fernandes, e vários outros prefeitos.
O tema do quarto encontro entre os prefeitos do Oeste foi turismo regional e a cooperação entre os municípios para licenciamento ambiental.
Luiz Jairo destacou que o entro foi importante para debater o turismo da região e, principalmente, para reforçar o pedido de ações para os municípios à governadora. “Foi mais uma oportunidade de estar e cobrar de Rosalba medidas de ajuda a Upanema”, ressaltou o prefeito.

Prefeitura Municipal de Upanema

Coordenadoria Municipal de Comunicação Social

SEMPRE É TEMPO DE ESTUDAR

Conseguir resumir visualmente a matéria de estudo é uma das formas de fixar melhor o conteúdo do Vestibular e Enem. 

E você pode criar seus próprios desenhos e gráficos. Mapas mentais também são uma ótima forma de organizar os estudos, seja para resumir um texto, conceitos, ou mesmo para esquematizar um trabalho ou redação. 

A ideia é simples: estabelecer relações entre as partes a partir de um conceito ou palavra central. Lembre-se de usar cores diferentes para categorizar, classificar e hierarquizar a informação que estiver anotando. 

(Dicas do site www.mundovestibular.com.br)

A dica acima parece ser demais para quem não tem o costume de anotar as explicações e resumir conteúdos na hora da aula.

A anotação, sem sombra de dúvida, ajuda a fixar os conteúdos.

domingo, 4 de agosto de 2013

QUEM SE LEMBRA?

Maria maluca no meu tempo não era nome de uma pessoa chamada Maria, com problemas mentais. Maria maluca era uma bolacha, por sinal muito gostosa, feita de farinha de trigo, óleo, ovos e etc.

Acho que faltou algum ingrediente, mas o básico eu citei.

Quem se lembra?


sábado, 3 de agosto de 2013

ERRATA

Machado de Assis, falava pela pede de seu Brás Cubas, em seu livro "Memórias póstumas de Brás Cubas" que o ser humano é uma errata pensante. 

Se não for isso realmente, tem algo aproximado. Ele erra tanto de olhos abertos quanto de olhos fechados. Falo dos olhos do entendimento e não o físico. 

Como exemplos, podemos olhar para os outros, seja gestores ou não, e se quisermos exemplos mais próximos é só olharmos para nós mesmos. 



sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A QUADRA DA MARIA GORETE

De uma pequena quadra, ela transformou-se numa importante quadra poliesportiva, que será destinada a jogos amistosos e até oficiais.

Esperamos que aquele espaço seja bem aproveitado pelos usuários. Quando for utilizado apenas como exercício físico, que o seja e não seja confundido com jogo oficial. Fica o registro.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

TRABALHO

Nesta semana estamos presenciando um trabalho que não víamos há tempo: o revestimento de asfalto nas ruas. 

Salvo engano meu, parte da cidade foi asfaltada no segundo governo de Jorge Luiz.

Agora é a vez da Antônio Vitorino.