domingo, 20 de novembro de 2022

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Não é somente nas provas de língua portuguesa que a leitura é exigida. A leitura perpassa todas as matérias. Todas as questões têm enunciados extensos. Ai de quem não for afeito á leitura! Cansará facilmente e não conseguirá assimilar o enunciado. Quem não é acostumado a ler e precisa ler longos textos é semelhante a quem não é acostumado a correr e necessita de fazer longa viagem. Poderá chegar ao destino, mas ficará bastante cansado.

É o que poderá ocorrer com muitos estudantes que farão a prova do ENEM hoje.

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

Na terça última, foi o dia da Proclamação da República.

De um livro antigo, grande relíquia que adquiri recentemente, livro que era um dos guias de aprendizagem quando estudava a escola primária, extraí o seguinte:

Brasil - Nação Republicana

Com a Proclamação da República, o Brasil passou a ter um novo regime de governo.

Um Governo Provisório, sob a presidência do Marechal Deodoro da Fonseca, passou a dirigir a Nação. Um dos primeiros atos desse Governo foi criar uma nova bandeira nacional, como símbolo da Pátria. Foram feitas grandes mudanças pelo novo Governo. As leis da Constituição do Império, feitas em 1824, já não serviam para a Nação. Era preciso fazer uma constituição republicana.

Em 1891, reuniu-se a Assembleia Constituinte e o Brasil ganhou nova Constituição. O Brasil passou a ser uma República Federativa, com três poderes: executivo, legislativo e judiciário.

De acordo com a nova Constituição, as províncias passaram a chamar-se estados. Os brasileiros passaram a eleger seus representantes junto ao Governo Republicano: o presidente da República, os senadores e os deputados. (Brasil nossa terra nossa gente, página 45).

DICA DE LEITURA - Qualquer obra clássica da literatura brasileira, desde Machado de Assis a José de Alencar, Érico Veríssimo e etc. São livros substanciais que levantam a cabeça do estudante e o enriquece em palavras novas.

SAÚDE - O coronavírus vai voltar?

PIADA VERÍDICA - O inferno é aqui

Diz-se que um homem, em pleno domingo, saiu em seu carrinho opala para botar gasolina.

Naquela época, a cidade só tinha uma bomba de gasolina. O senhor chega para o atendente do posto e diz que quer botar gasolina e apresenta o pagamento somente em prata. Ao ver aquilo, o frentista reagiu:

"Não boto gasolina com pagamento em prata."

"E agora"?

"Vá botar gasolina no inferno!"

O diálogo encerra. E o dono do carrinho foi embora dali, mas não foi para casa. Saiu sem rumo, para esfriar a cabeça, deu meia volta na rua e certificou-se que não tinha outro lugar para botar gasolina em seu carro. Então, resolveu voltar:

"Voltei. Bote gasolina no meu carro. O inferno é aqui mesmo!"

EDUCAÇÃO - Hoje é o segundo dia do ENEM. Os candidatos responderão 45 questões de Matemática 45 de Ciências da natureza, que são Química, Física e Biologia.

COPA DO MUNDO DE FUTEBOL - O clima não é o mesmo de alguns anos atrás, mas há clima ameno e tende a aumentar, desde que o Brasil vença e passe para a segunda fase.

VOLTA DO LATIM - O sujeito e o predicado. Puella: sujeito. Cantat: predicado. É uma oração simples. Sem artigo, como aprendemos na postagem de domingo passado.

O latim é uma língua fácil e deveria ser estudada nas escolas para que a mãe estivesse junta com uma de suas filhas, a língua portuguesa. Quem sabe mais pessoas compreendessem melhor nossa língua?

CONGLOMERADO VERBAL - Cair na esparrela: ser logrado.









Nenhum comentário:

CHUVA DA TARDE

A chuva da tarde de ontem foi de cinco milímetros.