terça-feira, 1 de novembro de 2022

OFUSCAMENTO

Primeiro, um ofuscamento na parada, bem na parada de onde as pessoas se reúnem para as viagens. Apagou-se uma das luzes que até então bem iluminava a rua.

O apagamento foi aos poucos sendo notado, mas já era tarde, irremediavelmente. Já não se podia nada fazer naquele momento.

As coisas, termo genérico para definir algo que não se consegue nomear precisamente, começaram a acontecer estranhamente. Nada dava mais certo. Nada se encaixava direito. Nenhuma coisa se adaptava com outras coisas. 

Isso é o que acontece, bons observadores observaram, com atos errados: nunca vai dar certo quando caminha-se para o errado.

Nenhum comentário:

CHUVINHA

Uma tarde tão linda e com chuvinha, e com nublagem, e com preguiça, enfim. Um pequeno, um simples exemplo de polissíndeto.