segunda-feira, 21 de novembro de 2022

FOGUETE QUE SOBE

O foguete não para de subir.

Foi uma subida no começo um pouco sofrível. Era o que todo mundo previa:

"Isso não pode dar certo!"

Mas com jeito e muitos artifícios, a coisa foi aos poucos se ajeitando, se ajeitando e quando todos perceberam, já estavam nas alturas.

A subida foi possível com a ajuda condescendente e generosa do povo. Este deu empurrõezinhos e depois empurraozãos cm grandes empurradas. 

Generosidade do povo para que ele subisse nas alturas e galgasse um espaço que ninguém imaginaria se fosse vaticinado há algum tempo:

"Aquele foguete vai subir a grandes alturas".

Depois da leveza no subir, ele embalou e depois acelerou. Depois moderou a carreira e já está quase estacionado. 

A tendência agora é baixar, baixar. Se não aparecer quem o levante de novo, ele não tem condições de retomar a subida. 

Nenhum comentário:

DOR

O que é a dor? Quais os tipos de dor? Qual a classificação da palavra na gramática?