quarta-feira, 29 de abril de 2020

NECROLOGIA

Mais um da família Gondim "encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é a marca do nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem explicação que iguala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo o que é vivo, morre", diria o personagem Chicó de "O Auto da Compadecida",  de Ariano Suassuna. Pertencia a uma geração acima da minha. Foi comerciante em Mossoró,  mas antes constituiu família aqui.

Era filho de um tio meu chamado Pedro Gondim.

Tinha oitenta e seis anos. Faleceu anteontem o senhor Luiz Gondim Sobrinho.

Nenhum comentário:

DIAS NUBLADOS

Voltam os dias nublados para quebrar a rotina dos dias ensolarados.  São obras da natureza que nos ensinam que precisamos quebrar a rotina s...