segunda-feira, 17 de abril de 2017

ANDARAM DIZENDO

Disseram-me tanto que a crônica crise de leitura hoje no seio da estudantada se dava porque as leituras dos livros não seriam atraentes ou fora de contexto, que cheguei a concordar.

Depois os livros começaram a vir com textos que pelo menos pareciam ser agradáveis e contextualizados. Nada de interesse pela leitura.

Agora, na efervescência da era digital, as leituras são de pouco proveito do ponto de vista de qualidade no conteúdo.

A leitura dos jovens, com as devidas exceções, são de pouca qualidade porque eles são leitores deles mesmos ou de escritores do nível deles.

A solução é os clássicos.
Ou que tal ler Sherlock Holmes depois da série?


Nenhum comentário: