domingo, 9 de abril de 2017

QUEM SE LEMBRA?

Sentença ao acaso  - Vamos para o mesmo lugar, afinal.

Quem se lembra daqueles telefones de disco que para fazer-se uma ligação demorava-se alguns segundos a mais que hoje. Quem sabe minutos.

A discação era penosa - número por número, num vai e vem dum disquinho. Onde havia telefone, havia também uma agenda com os nomes em ordem alfabética ao lado dos números.

Era o tempo em que decorava-se os números das pessoas mais chegadas.

O fenômeno - Há em Upanema um rapaz que decorava meio mundo de números telefônicos, desde a prefeitura a casa do mais anônimo cidadão upanemense.

Nenhum comentário: