domingo, 21 de agosto de 2022

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

O MAR (Lêdo Ivo)

À luz do dia ondulante minha infância voltava, e também ela cheirava a espuma e alcatrão. Lembrava-me da primeira vez em que sentira nas pernas a perpétua inquietação das águas do mar. Fora numa tarde - eu e outros meninos tínhamos corrido pela praia e entrado, num misto de temor e ousadia, nas águas condenadas a um eterno movimento. Voltei para casa como se um mar, meigo e invisível, continuasse lambendo as minhas pernas com a sua imensa língua de cão. A bainha das calças curtas estava úmida, e a furtiva presença daquele cheiro de sal continuava a ligar-me à imensidade marinha; dir-se-ia o grito longo de uma gaivota numa catadupa de ecos. À mesa, eu mantinha o silêncio do grande segredo. A fímbria de minha roupa guardava o mar, pequeno tesouro úmido que o passar das horas ia furtando imperceptivelmente de mim. Debaixo da mesa, não havia um chão de tijolos. Havia o mar. E era o mar, fera densa e ressoante, que eu sentia cobrindo-me os pés; o grande mar sonoro e odorante junto aos negros trapiches.

Fui dormir e o mar continuou em mim, cantando como uma operosa colmeia, convidando-me para as viagens. (O Caminho sem Aventura, Edições O Cruzeiro)

GRAMÁTICA 

A conjugação de verbos está praticamente desaparecida dos livros didáticos. Outrora, como no Manual de Português de Celso Cunha, havia um espaço em que era preenchido com as conjugações de verbos muito utilizados pelos falantes da nossa língua.

O extraordinário disso é que a gente decorava aquelas conjugações e depois fixávamos na memória para nunca esquecermos. Como este exemplo no modo indicativo:

Verbo ter

Tenho

Tendes

Tem

Temos

Tendes

Têm

Verbo Haver

Hei

Hás

Havemos

Haveis

Hão

Verbo ser

Sou

És

É

Somos

Sois

São

Verbo estar

Estou

Estás

Está

Estamos

Estais

Estão.

Nunca jamais alguém diria tenhe, no lugar de tem. Ou diria estam, no lugar de estão.

TÉDIO - Não teremos outro sentimento se dermos atenção à maioria dos papos nas redes, principalmente se o assunto for política.

ESSA TAL LIBERDADE - Quando fazemos o que queremos, muitas vezes, não estamos exercendo nossa liberdade, mas a falta da mesma. Poderemos estar presos a algumas práticas que não são saudáveis ao corpo e mente.

BRINQUEDOS DA INFÂNCIA - O pião é um dos brinquedos sumidos da vista da atual geração de jovens e crianças. Era uma brincadeira divertida, mas não pra mim, como tantas outras. Das poucas vezes que me botei a girar aquela coisa, ele se soltava da linha e corria tão longe de mim que eu não conseguia acompanhá-lo. Poucas vezes ele girava no chão.








Nenhum comentário:

DIAS NUBLADOS

Voltam os dias nublados para quebrar a rotina dos dias ensolarados.  São obras da natureza que nos ensinam que precisamos quebrar a rotina s...