domingo, 4 de julho de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

Chuva de ontem - 4mm

Volta das aulas presenciais - Está por um triz a volta das aulas presenciais na rede estadual do RN. Está mais perto do que longe, para me valer do velho ditado popular. É aquela coisa insustentável de quem está dentro de um buraco, escondido, com medo de algo ruim. Passa mais de um ano, e sente que tem que sair, pois não dá mais.

O caboclo - Serafim França

Vês aquele modesto,
De roupas simples, sisudo,
Que ali vai ao trote lesto
Do cavalinho peludo?

E segue, singelo e só,
Movendo a fronte bronzeada
Sob o sol, por entre o pó
No leito longo da estrada?

É o sertanejo, o nativo...
Não sorrias dele, não,,,
É singelo, mas é altivo
É o homem forte do sertão.

Cerne soberbo da raça,
É herói rijo e sem medo,
Que afronta o tigre e devassa
Da brenha imensa o segredo.

Foi ele quem, no passado,
Com ímpeto varonil,
Alargou esse abençoado
Horizonte do Brasil.

Cruzou das grotas sombrias
Às montanhas de altos topes,
E ora foi um Fernão Dias,
Ora foi um Guia Lopes.

Olha-o, pois, envaidecido,
É o leão valente da selva,
Que tem alerta o sentido
Pela defesa da Terra.

Que importa o chapéu de palha,
O traje, o rude perfil?
Ele é homem que trabalha,
Ele é filho do Brasil.

O QUE É INFLAÇÃO? 

"A inflação nada mais é do que a redução do valor da moeda". Esta definição  é do economista João Paulo de Alcântara Magalhães, autor de vários trabalhos e livros sobre o assunto. É uma definição sintética e bastante assimilável. 
Poderíamos dizer também que a inflação é uma baixa do valor do dinheiro, em face da alta de preços dos produtos e serviços. 
Há uma outra definição: "é um excesso de poder aquisitivo ou excesso dos meios de pagamento, resultando daí, uma alta global nos preços internos e desequilíbrio no balanço de pagamento". Discordamos parcialmente, com essa definição, quando ela diz: um excesso de poder aquisitivo. Ora, pelo contrário, há uma redução do poder aquisitivo, porque o que posso comprar hoje, por um preço, amanhã já comprarei por outro mais alto, quer dizer, o valor do dinheiro diminui e meu poder de compra também. (Elementos Básicos da Economia rural, de Paulo Pereira dos Santos)

MÚSICA NA MINHA VIDA

A música seguinte faz parte da minha infância. Eu já sabia o que era um doce e também, um pouquinho, o significado da palavra amor. Não compreendia essa mistura das sílabas entre as palavras. Não conseguia entender o que era um zandado. 
A parte que me intrigava era essa: "Onde tem zandado, diga por favor!" E o tempo passou. Já crescido, procurei ouvir direito a letra, ainda sem saber conjugar o verbo ter na segunda pessoa do singular, descobri a verdade. Segue, Doce, doce amor, interpretada por Jerry Adriani. Desde os anos 70 é sucesso. Todas as vezes que vejo ou penso em doce, lembro da música.

Doce, doce amor
Onde tens andado
Diga por favor
Doce, doce amor
Doce, doce amor
Que eu vou te encontrar
Meu bem seja onde for.

Está fazendo uma semana
Que sem mais e nem menos eu perdi você
Mas não sei determinar ao certo
Qual foi a razão meu bem vem me dizer.

Doce, doce amor 
Onde tens andado
Diga por favor 
Doce, doce amor
Doce, doce amor 
Que eu vou te encontrar
Meu bem seja onde for.

Já andei por todos os lugares
Que antigamente ia te encontrar
E nas ruas que passava só lembrava você
Que foi embora sem me avisar.

Doce, doce amor onde tens andado
Diga por favor doce, doce amor
Doce, doce amor que eu vou te encontrar
Meu bem seja onde for.

Doce, doce amor onde tens andado
Diga por favor doce, doce amor
Doce, doce amor que eu vou te encontrar
Meu bem seja onde for.

HUMOR

O louco conversa com um visitante no sanatório. Conversa tão bem, com tal desembaraço , que o sujeito começou a duvidar da insanidade dele. 
- Mas você é doente mental mesmo? - perguntou o visitante.
- Eu? Claro que não! Sou apenas surdo-mudo.








Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Cabide Móvel com pequenos braços, ou móvel, ou objeto apropriado, onde se penduram roupas, chapéus, toalhas, etc. (Aurélio) Silveira Bueno a...