domingo, 25 de julho de 2021

ENTRETENDO - EDIÇÃO DE DOMINGO

O Cacaueiro

O cacaueiro, uma das maiores riquezas da Bahia, é planta americana, tendo sido descoberto por Fernão Cortez, explorador espanhol. 

No México era muito cultivado e, como era considerado de origem divina, a sementeira, a plantação e a colheita constituíam cerimônias religiosas.

O cacau era usado como alimento, misturado com farinha de milho e pimenta. 

Os europeus, que aportaram na América, não apreciaram muito o cacau, até que umas religiosas de Guachacá, misturando-o com açúcar e baunilha, prepararam uma bebida que começou a ser muito usada. Essa bebida era chamada pelos Astecas, índios mexicanos, "chocolate". 

As amêndoas ou grãos de cacau serviam de moeda entre eles.

Os espanhóis, desejando o monopólio dessa cultura, dificultaram, durante muito tempo, a exportação dos grãos do cacaueiro.

Aos poucos, o uso do chocolate foi-se divulgando pela Europa, iniciando-se na Itália e na França, onde o rei Luís XIV o impôs, tornando-se então uma bebida da moda.

Cresceram as plantações, espalhando-se pelas Américas Central e do Sul.

No Brasil o cacau já era usado pelos índios. O governo de Portugal ordenou sua plantação em grande escala, nas margens do rio Amazonas, do Gurupi e do Tocantins. Essas culturas foram, porém, abandonadas mais tarde.

Foi na Bahia que mais prosperaram os cacauais, que se estenderam até o Espírito Santo. 

O cacaueiro é planta de clima quente e úmido. Exigindo pouco cuidado, o cacaueiro começa a produzir aos cinco anos e vive cinquenta, produzindo sempre. É, assim, uma grande riqueza. Os frutos, em forma de pequenos melões, dão em média vinte e cinco a trinta amêndoas, produzindo um quilo de amêndoas por pé.

Depois de colhidos, os frutos são abertos e retiradas as amêndoas.

Depois de secas, as amêndoas são acondicionadas em sacos para a exportação, ou, então, moídas e misturadas com açúcar, servindo para o preparo do chocolate, fabricação de doces, confeitos, bombons, etc.

Delas se extrai também uma espécie de manteiga, usada na medicina e conhecida pelo nome de manteiga de cacau. (Infância Brasileira, Terceira série primária - Companhia Editora Nacional, São Paulo -1960)

O texto acima foi produzido há mais de sessenta anos. Certamente há algumas atualizações acerca do cacau.

HUMOR

Um sujeito vê um fósforo no chão. Recolhe o palito e esfrega a cabecinha do palito numa pedra. Vê  que acende e logo apaga a chama. Feliz da vida, coloca o fósforo no bolso e diz:

-Já que funciona, eu fico com ele! (Folhinha do Coração de Jesus)

Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Cabide Móvel com pequenos braços, ou móvel, ou objeto apropriado, onde se penduram roupas, chapéus, toalhas, etc. (Aurélio) Silveira Bueno a...