quarta-feira, 13 de maio de 2020

HOSPITAL DE CAMPANHA

Hospital de campanha lembra uma guerra. E é uma guerra o  que está se travando no mundo contra o bichinho invisível.

Em  Os Sertões, Euclides da Cunha chamou de hospital de sangue o hospital improvisado para cuidar dos feridos da Guerra de Canudos no final do Século XIX.

Esta guerra que ora travamos vai ter fim um certo dia que ainda é incerto. E vai deixar mais hospitais equipados, o que deveria estar mesmo tempos de paz.

Nenhum comentário:

PROVÉRBIO

Quem faz o que pode, não fica a dever.