terça-feira, 6 de janeiro de 2009

AINDA OS SECRETÁRIOS II

MANEZINHO

A indicação da chefia do gabinete da prefeita para o atual vice-prefeito tem sido questionado. Por que ele e não outro? Por que não daria a outro correligionário?
Sei não. Sei que ao ser indicado para aquele cargo ele demonstra ter muita força política dentro do grupo.
Como chefe de gabinete, ele ficará vivo na política, pois no cargo de vice ele teria uma única função: fazer nada. Um chefe de gabinete fará muito. Se ele quiser. E acho que ele quer.

Um comentário:

Profº Francisco Gondim disse...

Concordo que o vice receba um outro cargo ativo. O de vice é para uma eventual substituição. Mas parece que Brasil já está virando moda essas indicações. Temos o exemplo do Vice José Alencar, no Governo Lula.

AS AFECÇÕES

As afecções - nome estranho e elegante do ponto de vista da raiz gramatical - mas carregado de uma ruindade quase sem fim, são ligadas à g...