segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A BR E O VOTO NULO

Na campanha passada, houve quem defendesse rasgadamente, escancaradamente, cara-de-paumente, lambidamente, sem-escrupulomente, cegamente, influenciadoramente, com-raivamente, despeitadamente, nervosamente, fanaticamente, freneticamente, orgulhosamente, furiosamente, ligeiramente, com-os-pés-dentromente, diconforçamente, desembaraçadamente, o voto no número 110, caso o asfalto não saísse.

Ora, sejamos razoáveis. Que relação tem nosso voto com uma BR? Será que essa prática resolveria? Votar em alguém por causa de uma BR constitui-se num voto consciente? Não é um pagamento indevido a alguém que já tem o dever de fazê-lo?

Não foi isso que ouvi nas mais recentes campanhas políticas?

Nenhum comentário:

QUE PALAVRA!

Carrapeta Pequeno pião que se faz girar com os dedos. (Aurélio) Espécie de pião que é girado com os dedos. (Soares Amora) Pequeno pião. (Ant...